• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Sobre Contos Inacabados x Queda de Gondolin

Boa noite!

Estou seguindo a ordem de leitura que julgo correta. Tô lendo simultaneamente o Silmarillion, parei em os filhos de Hurin, li mais detalhado a obra se os filhos de Hurin; voltei em o Silmarillion; parei para ler a chegada de Tuor a Gondolin em contos inacabados; e to lendo a queda de Gondolin.
Foi aí que fiquei confuso, pois vi o abismo de diferença entre a história de Tuor em Contos inacabados e em a queda de Gondolin. Tá tudo diferente. A história de Voronwe sendo explorada tanto no Silmarillion quanto em Contos Inacabados como o único sobrevivente da expedição que Turgon mandou pra o extremo oeste, já na Queda de Gondolin ele vai totalmente de paraquedas e não se sabe desse importante histórico dele. Fora a aparição de Ulmo a Tuor. A malha, elmo, escudo e espada que Tuor pega em Vanyamar como parte importante da profecia e não aparece em a queda de Gondolin. Esse começo gostei muito mais de Contos Inacabados, confesso.
 

Loveless

Well-Known Member
Usuário Premium
Eu também leria o Silmarillion de uma só vez. Acho que essas ordens de leitura que inventam na internet mais confundem do que ajudam.

De qualquer forma, A Queda de Gondolin possui dois grandes textos que servem de base para o livro: o primeiro é a primeira história, ainda primitiva, escrita por volta de 1920, que é provavelmente a que você está lendo. A segunda foi escrita trinta anos depois, com os aperfeiçoamentos de Tolkien ao longo dos anos, e é a mesma história que está em Contos Inacabados. Portanto, caso você ainda queria ler o Silma paralelamente, eu recomendaria ler somente o texto dos Contos Inacabados.

O texto d'A Queda de Gondolin utiliza muitos termos primitivos do Legendarium, que Tolkien foi abandonando com os anos, como Melko, noldoli e gnomos. Realmente acho que a leitura paralela desse livro, nesse caso, não compensa. A Queda de Gondolin serve como aprofundamento posterior.
 

Neoghoster Akira

Brandebuque
É verdade e tem a ver com as diferenças devido ao trabalho que o filho de Tolkien estava executando na época. Pelo que se comenta teria sido o desejo do Christopher que o Silmarillion fosse uma reunião dos escritos do pai dele em que o material tivesse fio de coerência ligando as informações dos textos e amarrando o livro a essa prioridade. Já o "Contos Inacabados" seriam os escritos de Tolkien da forma como eles foram deixados pelo pai (que nunca teve tempo de editar). Ainda, a época do Silmarillion o CT não havia explorado totalmente o material do pai.

A bem da verdade há muito mais informações que não foram aproveitadas por Tolkien em SDA e o O Hobbit além do Silmarillion sendo componentes do "making off" destes livros e que foram publicados separadamente no CI e também na coleção History of Middle Earth.
 

Meneldur

We are infinite.
Usuário Premium
Pois é, eu também recomendo terminar O Silmarillion todo primeiro, pelo menos na primeira leitura.

O Silmarillion foi pensando para ser lido como um livro acabado, com uma história coesa e fechada. A Queda de Gondolin, bem como outros livros (History of Middle-earth, Contos, etc.), são mais livros "de estudo", digamos, com várias versões, comparações entre textos, estudo de evolução... Essa primeira versão que você leu na Queda é de 1916-17, primeiro texto em prosa do Tolkien sobre a Terra-média, tem umas ideias bem diferentes, que ele passou a abandonar depois. Se você olhar no fim do livro, vai ver a versão do Contos, que é da década de 50. Daí a diferença.
 

Giuseppe

Eternamente Humano
Eu sempre tive a impressão de que Contos Inacabados é um livro mais pra ser consultado do que lido de capa a capa. Quando você está interessado num determinado personagem ou evento você procura um capítulo específico no Contos pra saber mais e tal, mas não é exatamente um livro com começo, meio e fim.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.920,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo