• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Sobre as silmarils: muitas perguntas e poucas respostas.

Bom, dei uma boa procurada e naum encontrei nada parecido.

Em o Silmarillion no capítulo 7, q fala sobre a criação das silmarils existe algo q me intriga.

...Pois Fëanor, atingindo seu poder máximo, foi dominado por uma nova idéia, ou talvez lhe tivesse ocorrido alguma sombra de presságio do triste destino que se acercava. E ele se perguntava como a luz das Árvores, a glória do Reino Abençoado, poderia manter-se imperecível...

Pq ele as criou, quais eram as suas grandiosidades, e como elas garantiriam a luz quando ela aparentemente se fosse? Será q o próprio Ilúvatar se fez presente a Fëanor e lhe revelou algo sobre a música q nem os próprios Valar sabiam?

Lanço a pergunta a vcs, para q exponham suas idéias.
 
Não há nada nesse trecho além do que está escrito.

Fëanor sentiu um desejo de criá-las, simplesmente. Não se sabe qual possa ter sido a real motivação, mas ele desejava manter a Luz das Árvores guardada eternamente de alguma forma.
É como esta escrito: talvez lhe tenha ocorrido algum presságio sobre o futuro das Duas Árvores.

E não, Ilúvatar não se fez presente à Fëanor. Ilúvatar não interferia no mundo, e a única excessão foi quando ocorreu a Queda de Númenor.

Acontece que sobre várias coisas Fëanor possuía uma compreensão e habilidades muito superiores aos demais filhos de Eru, e por isso ele pôde fazer as Silmarilli.
 
Também penso que seja apenas o desejo de manter vivas a Luz da Duas Árvores que levou Fëanor a criar as Silmarilli. Nunca imaginei uma mensegam vinda do próprio Eru sobre isso.

Acontece que sobre várias coisas Fëanor possuía uma compreensão e habilidades muito superiores aos demais filhos de Eru, e por isso ele pôde fazer as Silmarilli.

É por isso que ele é o dito como o Maior dos Noldor. Seu talento era incrível, maior que qualquer outro elfo teve.
 
Eu vejo as Silmarils como a maior realização da força de Feanor. Uma força que precisava ser posta em prática se o título de elfo mais habilidoso de todos os tempos fosse disputado. Em algumas áreas a habilidade dele na forja era tão fenomenal que superava a de alguns Maiar. Eu imagino que na época das árvores poucos seriam os capazes de fazer um receptáculo para a luz das plantas. Provavelmente apenas Aule e Varda. Morgoth se não fosse tão mesquinho e não houvesse traído a confiança dos outros também teria chances.
 
Fëanor já respondeu: a resposta não é nada complexa e basicamente o trecho que vc postou diz o porquê disso: Fëanor só queria manter aquela luz lindíssima protegida, imaculada de tudo. A forma encontrada foi engastá-la nas gemas.
O temor por ele sentido é o temos que todos nós sentimos ao querer bem algo ou alguém, e criamos meios para salvaguardar. Ele fez o mesmo em relação à luz das árvores.
 
Agora está tarde, mas há um texto em que uma das motivações que levaram Fëanor a criar uma jóia que pudesse capturar a luz da Duas Árvores e mesclá-las, foram mas melenas de Galadriel que, segundo o próprio, eram tão maravilhosos que parecia que tinham capturado o brilho de Laurelin e Telperion.
 
Se não me engano as Silmarils nas mãos de Yavanna poderia trazer de volta a vida as árvores Laurelin e Telperion.
Quando as árvores são atacadas por Ungoliant, Yavanna cai em grande tristeza e os Valar pedem a Fëanor que ele devolva a luz das Silmarili às árvores e ele nega esse auxílio. Não lembro se elas realmente tinham o poder de recuperar as árvores, mas acredito que ao menos poderiam ser usadas para iluminar Valinor por algum tempo.
 
Yavanna era capaz de devolver vida ás Árvores, como esta escrito n'O Silmarillion capitulo 9:

Yavanna falou aos Valar, dizendo: - A Luz das Árvores se extinguiu e sobrevive agora somente nas Silmarils de Fëanor. Como ele foi previdente! Mesmo para os mais poderosos súditos de Ilúvatar, existem obras que podem realizar uma e apenas uma vez. Dei existência à Luz das Árvores, e dentro de Eä nunca mais poderei repetir esse feito. Porém, se eu tivesse um pouco que fosse dessa luz, poderia devolver a vida às Árvores, antes que suas raízes apodrecessem. Assim, nossa dor seria curada, e a maldade de Melkor, frustrada.
 
Post original de Tis: Quando as árvores são atacadas por Ungoliant, Yavanna cai em grande tristeza e os Valar pedem a Fëanor que ele devolva a luz das Silmarili às árvores e ele nega esse auxílio. Não lembro se elas realmente tinham o poder de recuperar as árvores, mas acredito que ao menos poderiam ser usadas para iluminar Valinor por algum tempo.

Exato, as Silmarills não tinham essa potência toda. Severiam mais como pilhas descartaveis.
 
Com certeza elas tinham poder para reviver as Duas Arvores. É dito que no final da Dagor Dagorath todas as Silmaril serão resgatadas do Ar da Terra e da Agua, para que com elas Yavanna acendesse novamente a luz e a vida das Duas Arvores.
 
Não há nada nesse trecho além do que está escrito.

Fëanor sentiu um desejo de criá-las, simplesmente. Não se sabe qual possa ter sido a real motivação, mas ele desejava manter a Luz das Árvores guardada eternamente de alguma forma.
É como esta escrito: talvez lhe tenha ocorrido algum presságio sobre o futuro das Duas Árvores.

E não, Ilúvatar não se fez presente à Fëanor. Ilúvatar não interferia no mundo, e a única excessão foi quando ocorreu a Queda de Númenor.

Acontece que sobre várias coisas Fëanor possuía uma compreensão e habilidades muito superiores aos demais filhos de Eru, e por isso ele pôde fazer as Silmarilli.
Disso eu sei.

Só q idéias surgem a partir de necessidades, muitas vezes nem sabemos ao certo qual é a necessidade, mas ela existe, e nos motiva a criar algo novo. Ou seja havia sim uma motivação, q talvez ele próprio naum conhece, fazendo-o criá-las.
 
Aqui há uma parte do texto feito por Bagrong, Fëanor e Smaug em 2005 no Heren Quentaron. Muito bem explicado sobre as razões de Fëanor:
Fëanor – alguns pontos relevantes sobre o criador das Silmarils



A partir do momento em que Fëanor fez as três Silmarilli, mudou-se o destino de Arda. Através do Silmarillion acompanhamos como o destino do mundo molda-se em torno dos fatos relacionados a essas pedras.

Mas por que tanto alarido em cima de três gemas feitas por aquele elfo?
Convém relatar algumas coisas então: as três gemas possuíam justamente aquilo que Melkor mais almejou possuir através dos tempos, mas não teve capacidade: a Luz. Não uma simples luz de uma tocha, mas sim a Luz primordial, fruto do labor dos Valar. E não podendo possuir tal Luz, sua única alternativa era destruí-la. Assim fez com as Lâmpadas dos Valar e com as Duas �?rvores. Também tentaria mais tarde, e sem sucesso, com o Sol, Anar.

Voltando ao assunto: Depositadas nas três gemas estava uma parcela do desejo de Melkor. E como ele, o mais poderoso vala não conseguiu tal façanha, e um “mero elfo�? sim? Essa pergunta devia remoer sua cabeça, e de presente ele também ganhou uma boa quantidade de inveja de Fëanor. E Fëanor, cabeça quente como era, acabou por ter a ousadia de bater o portão no nariz de Melkor, ao descobrir as intenções mascaradas do mesmo. E, ao fazer isso, ele agiu de maneira incisiva sobre o futuro de Arda. Ou seja: não foi simplesmente a existência das pedras que poderia mudar algo, mas sim algumas atitudes dos seres a ela relacionados de alguma maneira. E bater a porta no nariz de Melkor foi uma dessas atitudes.

Pouco mais tarde, Fëanor perde seu pai, que ele amava mais que as três pedras, e estas também. Então ele se rebela contra os Valar (ele realmente era cabeça quente), e conclama seus familiares à segui-lo para além mar, onde Melkor havia se instalado. Mais uma atitude que iria dar uma guinada brusca no curso da história. Se essa rebelião não tivesse ocorrido, nem Silmarillion haveria. As pedras estariam lá, e só.

Para aqueles que leram o Silmarillion, Fëanor lembra em primeira instância ódio, amor, loucura, magnitude. Mas o que isso pode significar? Quis Tolkien passar alguma mensagem através deste personagem?
Talvez não diretamente, mas, como a grande maioria dos personagens da grande maioria das histórias, Fëanor acaba passando uma mensagem. Uma não, várias na verdade.

Talvez a mais relevante seja a maneira de como o poder pode enlouquecer alguém. Mesmo Fëanor sendo o “maior de todos os filhos de Eru�?, ele acaba caindo na loucura, e cometendo atos repugnantes. Traça-se aí a clássica linha que divide a loucura da genialidade. A parte onde tudo as emoções são postas à prova máxima, e onde uma leve mudança de contextos altera a personalidade da pessoa. E, como dizem, quanto mais alto, maior o tombo. Mesmo Fëanor sucumbiu às emoções que sentiu, não suportando a realidade passivamente, e transcendendo para a loucura. Aqui pode-se destacar mais um ponto: o modo como as ações más podem derrubar mesmo os corações mais inabaláveis.

Pois a causa da loucura de Fëanor, foi Melkor diretamente. Primeiro, ele semeia a discórdia, plantando falsas idéias entre seus inimigos, fazendo com que eles entrem em colisão. Depois, sua cobiça e inescrupulosidade o levam a praticar o roubo dos dois maiores pertences de Fëanor: seu pai e sua maior obra. Antes disso, Melkor já era o maior inimigo do elfo. O Elfo então se deixa levar totalmente pelo ódio e desejo de vingança. Toda a sua capacidade volta-se para o objetivo de desforrar-se do Vala. Sua genialidade é deturpada por suas emoções.

Tolkien foi grandioso no desenvolvimento de seus personagens. O Silmarillion é recheado deles, e cada um pode repassar alguma mensagem, que geralmente fica a cargo da interpretação do leitor. Fëanor é um desses personagens. Ele não foi feito para ser um simplesmente um herói queridinho ou um vilão sinistro. Vê-lo como tal, significa interpretar superficialmente a obra.

E aqui o texto em Personagens de Arda sobre Galadriel onde ele menciona o desejo pela mecha do cabelo da sobrinha:
Galadriel era incrivelmente bela. Seu cabelo era de um magnífico dourado com toques de prata, e parecia brilhar com a luz das Duas Árvores de Valinor. É dito que Fëanor pediu uma mecha do cabelo de Galadriel, mas ela recusou. Talvez Fëanor estivesse inspirado pelo cabelo de Galadriel quando ele capturou a luz das Duas Árvores nas Silmarils.
 
Só q idéias surgem a partir de necessidades, muitas vezes nem sabemos ao certo qual é a necessidade, mas ela existe, e nos motiva a criar algo novo. Ou seja havia sim uma motivação, q talvez ele próprio naum conhece, fazendo-o criá-las.


como o Fëanor já disse, não há nada além do que está escrito.
a motivação está escrita aí, ele queria tornar a Luz das Árvores imperecível.
talvez, como diz o texto, por um presságio, já que as árvores foram atacadas por Melkor e Ungolliant.
 
E eis uma dúvida que apareceu ao ler sobre a fabricação das Silmarils. Em uma página se afirma que Fëanor fez as Silmarils a partir da luz das árvores, já em outra afirma-se que Fëanor não era dono da luz presente nas Silmarils.

Fiquei imaginando se a Silmaril realmente continha um pedacinho da luz original ou se dentro dela havia uma fonte de luz inspirada nela, uma réplica perfeita que produzisse os mesmos efeitos, ainda que fosse uma cópia. Como o orvalho ou a água de Galadriel que recebia uma impressão da luz e a mantinha como numa fotografia aperfeiçoada.

Era ela a autêntica luz ou seria uma substância com fonte própria, parecida com as pedras da visão (Palantiri), com seu fogo interior... uma cópia?

Eonwë afirma que Earendil era o portador da luz antes do sol, o que me leva a pensar que as pedras realmente carregavam um pouco da luz verdadeira, ao invés de serem meras pedras radioativas.
 
E eis uma dúvida que apareceu ao ler sobre a fabricação das Silmarils. Em uma página se afirma que Fëanor fez as Silmarils a partir da luz das árvores, já em outra afirma-se que Fëanor não era dono da luz presente nas Silmarils.

Fiquei imaginando se a Silmaril realmente continha um pedacinho da luz original ou se dentro dela havia uma fonte de luz inspirada nela, uma réplica perfeita que produzisse os mesmos efeitos, ainda que fosse uma cópia. Como o orvalho ou a água de Galadriel que recebia uma impressão da luz e a mantinha como numa fotografia aperfeiçoada.

Era ela a autêntica luz ou seria uma substância com fonte própria, parecida com as pedras da visão (Palantiri), com seu fogo interior... uma cópia?

Eonwë afirma que Earendil era o portador da luz antes do sol, o que me leva a pensar que as pedras realmente carregavam um pouco da luz verdadeira, ao invés de serem meras pedras radioativas.



Pelo que eu sempre consegui entender sobre a fabricação das pedras, Fëanor usou orvalho d'As Árvores, E no Silmarillion mesmno diz-se que esse orvalho era dourado e prateado, com luz própria, e que era mantido em grandes tonéis.

Assim, fez Fëanor a gema a partir da luz, e mesmo assim, não era dono dessa luz.
 
Pelo que eu sempre consegui entender sobre a fabricação das pedras, Fëanor usou orvalho d'As Árvores, E no Silmarillion mesmno diz-se que esse orvalho era dourado e prateado, com luz própria, e que era mantido em grandes tonéis.

Nada é dito sobre orvalhos, até porque cada orvalho parecia ter apenas uma única coloração. É dito que Fëanor aprisionou a Luz das Árvores, então a matéria prima seria a própria Luz.
 
Última edição:
Nada é dito sobre orvalhos, até porque cada orvalho parecia ter apenas uma única coloração. É dito que Fëanor aprisionou a Luz das Árvores, então a matéria prima seria a própria Luz.


Mas se você pensar que o orvalho é a origem apenas da luz e não da cor, fica mais fácil.
Fëanor sabia muito bem produzir gemas. Com o orvalho como fonte de luz, em uma gema vermelha como um rubi, por exemplo, a luz produzida poderia ser avermelhada.
É como colocar um vidro colorido em uma lanterna. A luz permanece a mesma dentro da lanterna, mas a luz que sai dela é colorida.

Fëanor era mestre na fabricação dessas jóias; o melhor dos noldor, que eram os melhores dos elfos; poderia facilmente mudar a tonalidade da luz dessa forma.

De qualquer modo, esse é apenas o jeito como eu vejo, um jeito facil de ter a luz das árvores sem destruí-las, usando apenas o que elas já oferecem.
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.404,79
Termina em:
Back
Topo