1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Só tem metaleiro aqui ??

Tópico em 'Música' iniciado por Tonho Hammond, 11 Abr 2002.

  1. .Gabil-Nala.

    .Gabil-Nala. Bloody member

    Bravo dona Urd!!!! é exatamente essa a questão!

    Na verdade as pessoas não gostam, pelo menos em grande parte, do que não conhecem. A ignorancia é o âmago dessa questão e eu não digo ignorancia para tentar expressar um sentido de brutalidade, estupidez, grosseria (o que na verdade é uma aplicação errado do conceito), mas sim de puro e exclusivo desconhecimento.

    É imutavel isso: a partir do momento qu vc conhece algo vc pode dizer se lhe agrada ou nao, mas de forma alguma vc ira dizer que é insuportavel, um lixo, porcaria total, uma m* e outras coisas do genero...

    Por exemplo vcs sabiam que que Pagode não é na verdade o nome desse "estilo" constituido de musica e sim, o nome dado a reunião dos musicas para tocar samba...tipo, aquele ambiente de buteco, samba de roda, caixinha de fosfuro, uma bela morena dançando, enfim aquela atmosfera de malandragem e retrato de uma determinada classe social? Claro, vc pode não se identificar porque aquilo não retrata aspectos relacionados à sua vida, não se refere ao seu mundo se quer, mas ja dai vc dizer que odeia???? :? ...sei lá, acho que não é bem assim...

    Eu acho que tudo relacionado a musica tem algo de bom, que vc deve absorver e crescer com isso, seja qual for o 'estilo' atribuido, as atitudes, o ambiente etc... :wink:
     
  2. Urd Sama

    Urd Sama I can't contain myself anymore

    Esse é um ótimo exemplo, poxa, quem curte pagode e rap normalmente é a galera mais baixa renda e q mora na periferia (naum é exclusivo, mas é a grande maioria), pq fala a respeito da realidade q eles vivem, se vc diz q odeia pagode ou rap, é a mesma coisa q dizer q odeia pobre e pessoas q moram no Capão Redondo, na minha opinião...

    É akilo, eu naum gosto, acho baixaria tb... mas respeito, pq faço com os outros o q eu quero q façam comigo, me respeitem tb.

    Mas esse assunto é muito sociológico, e se vc naum consegue entender agora, quem sabe qdo fizer uma facul...
     
  3. .Gabil-Nala.

    .Gabil-Nala. Bloody member

    Eu ja estou fazendo faculdade, de publicidade e propaganda :wink: ....e foi justamente por conversas com minha professora de sociologia e antropologia que eu amadureci (eu acho) em relação a essa analise de cultura, coisa e talz,,,acho que muitos paradigmas foram quebrados dentro da minha cabeça, alguns conceitos pré-estabelecidos tombaram diante de várias teorias espetaculares de alguns sociologos.

    Eu falo isso porque eu era aquele tipo de muleque que vivia falando que iria matar todos os pagodeiros, dançarinas de axé, só ouvia "Rock", "Metal"...enfim, o kit completo de adolescente rebelde(sem causa). Digo isso pois o grande motivo era: não compreender, consequentemente não aceitar e mais drasticamente repugnar, praticando algumas ações severas, de caracter hipócrita, estupido e escroto...

    Exatamente por isso que eu acho que amadurece, por conseguir enxergar tudo isso que fiz e, assim tentar crescer e não agir, nem pensar dessa forma arcaica, primitiva e preconceituosa que eu pensava. :wink:
     
  4. Tonho Hammond

    Tonho Hammond Molusco

    A Faculdade realmente te abre uma carta muito maior de possibilidades... Não só pq vc já está um pouco m,ais velho mas pq vc convive com muita gente de vidas e aspirações e histórias completamente diferente das suas mas vcs acabam sempre por perrceber que existe algo em comum. Coisas que vc julgava ruins são apresentadas a vc por outra pespectiva, com outra visão. Eu agradeço muito o fato de ter entrado na faculdade no centro da cidade e à trade, agora estudo a noite, isso me deu a oportunidade de vivenciar muita coisa legal, muitos ambientes. O Centro do rio é mágico, é uma coisa de sub-cultura maravilhosa, vc aprende muita coisa. Rodinha de samba em barzinho tem de monte, vc sempre bate papo com aquele senhor de barbas branncas que te dá uma visão'nova' de coisas que vc julgava que conhecia com a maestria só sua. Musicalmente falando eu comecei a ouvir muito mais samba do que eu ouvia, a malandragem carioca de moreira, bezerra e dicró, sambinhas de gafieira, pagode de mesa ( q em nada tem haver com o que se toca na rádio. nada.) e uma penca de outras coisas.
    Po, eu fui prum bar na lapa e um malandro com seus 50 e poucos anos me deu umas dicas de como dançar salsa, poxa, qnd eu achei que ia ouvir salsa e encontrar um maluco que dançava pracaramba na minha vida? nem vendo filme mexicano !!! Isso que é demais dessa variedade toda, a gente tá sempre aprendendo, sempre trocando experiências. Eu gradeço muito saber que existe tanta gente e tanta coisa que eu não conheço, caso contrário não teria graça !
     
  5. .Gabil-Nala.

    .Gabil-Nala. Bloody member

    Fala Nhoto! :)

    Esse ponto que voce colocou é muito legal, determinada pessoa lhe apresentar alguma coisa que vc imaginava que sabia tudo por outro angulo e prova, dessa forma, que voce não sabe é nada mesmo heheheh :)

    Mas todo mundo cresce um dia, é normal passar por essa fase de rejeição de tudo, depois é que voce ve que essa intolerancia insesante não tem sentido :wink:
     
  6. BlackBeard

    BlackBeard Usuário

    michael eu naum tenho nenhum preconceitos musicais. A maioria dos meus amigos não gostam de metal ( muitos acham um saco). Então naum opine sobre o q vc naum conhece de mim.
    e outra: naum preciso andar de preto para mostrar q sou Banger, acho q vc foi infeliz no seu comentario.
    Metal is only to the trues!
     
  7. Castiel

    Castiel Angel of the Lord

    Em momento algum eu disse que você tem preconceito. Não é minha intenção aqui apontar nada em ninguém. Quem sou eu pra isso? :) Só comentei a sua frase. Se você se sentiu ofendido, foi malz... não foi intencional! :)

    peace,
    Agent Michael Vaughn, CIA
     
  8. Castiel

    Castiel Angel of the Lord

    Exelente colocação!! :) É exatamente por aí. Acho que você só pôde conhecer isso tudo, pq vc se abriu a novas experiências. Você não estava preso aos seus estilos... às coisas que você julgava certas!

    A faculdade realmente é um divisor de águas. Você deixa de lado muita coisa que antes você se apegava sem a menor razão e aprende coisas novas... muda conceitos. :)

    Agent Michael Vaughn, CIA
     
  9. Exiledark

    Exiledark Usuário

    :D :P :D
    Vcs estão descutindo muito o "Rotulo"... então... Hj eu vi o novo comercial da McDonalds, é o puro exenplo de onde o tau do rotulo ja chegou.
    Não lembro muito de como era o texto do comercial, mas, era + ou - assim:
    Estamos aki na McDonald e ali estão os PAGODEIROS, ali os SKATISTAS, las os SURFISTAS, do lado de lá as PATRICINHAS e os MAURICINHOS, ali os ROQUEIROS, la os "não lembro", todos estão juntos e não estão na escola pq? Pq estamos de Férias!
    Olha aonde ja vai os rotulos, pior é que a McDonalds acertou, os meus amigos pagodeiros(2) e skatistas(1) se vestem IGUAL ao comercial, né q agora roqueiro é a pessoa q se veste de preto com camisa de bandas de rock. Ainda acertou como se veste eu e meus amigos roqueiros(4).
    Se eu comparar meus amigos MUSICA X COMERCIAL/McD. o comercial ganha acetou todos os 8 da galera (me incluindo).
    <tratei meus amigos com o rotulo, aqui no post, pq ainda estou rindo do comercial>

    hahahahaha... :D :P :D
    reparem bem no comercial da McDonalds, e depois comparem na rua, né q a McD acerta. :D :P :D

    lembrando uma frase q postaram aqui q é legal:
    conseito ceRto.

    :arrow: Lembrando q meu apelido de "Metallero" quem me deu foi uma pagodeira na 7a. serie.
     
  10. Com certeza o centro da cidade do Rio é tudo!! Que lugar maravilhoso!! hehe...... ai, que saudades da Lapa!! (faz tanto tempo q não vou lá...)

    Bom, apesar de achar que essa discussão já deu o que tinha que dar e não vai chegar a lugar algum....... já perceberam como a maioria de vocês já concordou e já chegou a um ponto em comum? Então! Gosto é gosto, não adianta! Mas achoq eu todos aqui souberam colocar seus pontos de vista e aqueles que foram criticados tiveram maturidade para ouvir e quem sabe mudar! :wink:

    Ah, já que colocaram a música atrelada aos fatores sociais: Concordo plenamente com o que a URD e os demais falaram, mas não é só o samba que tem essas raízes firmes... são músicas mais bonitas? Realmente, eu acho, definitivamente - mas devemos entender a realidade do funkeiro (entender sim, mas não aceitar, pq é um caso revoltante!!). Mas se é considerada "baixa", "vulgar" é pq ninguém ali teve as mesmas oportunidades que nós estamos tendo...

    Sei que parece clichê falar essas coisas, mas é sempre bom lembrar! :wink:
     
  11. Castiel

    Castiel Angel of the Lord

    Mas é mesmo, Arwen. Por isso que não se deve falar que funk é "nojento", é "podre" e talz. Uma pessoa que mora em uma favela (exemplo) vai cantar sobre o quê? As belezas da praia de Copacabana?? Não, não vai. Não vai porque isso não é a realidade dela. Pra ela não faz sentido e não tem importância. Sempre quando a gente for criticar uma pessoa por causa da música que ela escuta, é bom saber todo o pano de fundo dessa pessoa. :)

    Eu acho que tô ficando meio redundante! huauioahuioahuioah :P

    Agent Michael Vaughn, CIA
     
  12. Dagorlad

    Dagorlad Usuário

    nesse ponto de que os unicos funkeiros sao aquele de baixa renda economica ou de classe social mais baixa, eu discordo.

    vc acha quem em boates toca o que?
    e quem tem dinheiro para pagar a entrada para uma boate dessas?
    quem sustenta o mercado desse tipo de musica eh a a classe media pra cima.
     
  13. Castiel

    Castiel Angel of the Lord

    Bom... eu não sei como funciona em outros estados nem cidades... mas aqui no Rio de Janeiro, capital, não toca funk em boates não. Funk só é tocado aqui nos chamados bailes funks, mas aí entra a questão que você falou, Dagolard. Nos bailes funks vai sim, muita gente de classe alta. Muitos "playboys" e "patricinhas" (desculpem o rótulo, mas não achei outra maneira de falar huauahuahuahua) freqüentam bailes funks nas áreas mais pobres do RJ.

    Nesse aspecto eu acho que são as pessoas modistas. Os mesmos que gostaram de Lambada, gostaram de Funk (funk tá saindo de "moda" no RJ) e agora freqüentam Forró. E eu lembro háalgum tempo... quando se falava em forró, os mesmos playboys e patricinhas faziam cara feia! hehehe Omundo dá voltas e a falta de personalidade impera!

    ps: Pootz... eu tô mandando umas frases maneiras... vô começar a anotar! uahuiahuiahauihaui :P

    ps2: ninguém merece o fórum não aceitar "pootz" e colocar "baita"'¬¬ huahauhua

    Agent Michael Vaughn, CIA
     
  14. Concordo plenamente com você, Michael... (posso te chamar assim? :mrgreen: ) E a frase ficou boa mesmo! hehehe

    Esses "mauricinho e patricinhas" que frequentam os bailes também, além de não ter personalidade, querem parecer 'diferentes' na maioria das vezes... Normalmente os pais não deixam, aí já viu, né? O proibido é sempre mais gostoso... heheh Pq pras pessoas das comunidades, ir aos bailes é uma coisa comum e como se fosse a única forma de diversão que eles têm, sendo que quase sempre é... Já pras classes mais altas, é um risco, uma aventura e tal....
     
  15. Dagorlad

    Dagorlad Usuário

    pois eh, aqui em brasilia, pelo que eu sei, o que toca em boates eh funk ou seja, faz sucesso sim entre playboys...

    pode ser que varie de estado pra estado... eu nao entendo muito de funk nao hehe
     
  16. Castiel

    Castiel Angel of the Lord

    Aham!! É por aí!! :) (pode me chamar de Michael sim! :P )
    Sem contar que as Patricinhas e os Playboys fazem de tudo para ficar na moda. Então se a moda é baile funk... eles têm que ir pra lá, custe o que custar! :)


    Michael Vaughn
     
  17. Ok, Michael.... heheh
    E o pior são esses mesmos playboys e patys degradando o forró (que um dia foi bom - antes do Falamansa)
    :? E fazer de tudo pra ficar na moda é pouco pro que eles fazem (cá pra nós, baile funk não é dos lugares mais seguros...)!!

    Aqui, até onde eu saiba, não toca funk. Em Uberlândia - MG também toca, mas acho que é pq eles não tem outro lugar pra tocar (e quando eu fui lá, aqui fazia tempo tinha estourado Bonde do Tigrão e lá tava no auge...). Meus pêsames pra vcs de Brasília! 8)
     
  18. Dagorlad

    Dagorlad Usuário

    hehe, pelo menos eu nao sou afetado por isso, mantenho distancia :lol:
     
  19. Anunnarca

    Anunnarca Usuário

    Metaleiro é quem trabalha na metalúrgica

    É ridículo ficar usando esse nome dado pela tv globo no rock in rio I
    se vc curte metal, vc é banger, nada de metaleiro
    pior é falar q é meio metaleiro.
     
  20. Tonho Hammond

    Tonho Hammond Molusco

    quem trabalha em metalúrgica é metalurgico, ô colega.

    esse termo foi dado pekla glória maria, numa reportagem do rock in rio I , de 85.

    metaleiro sim. Gosta de metal é metaleiro. Banger é termo estrangeiro e ninguém tem a obrigação de sabê-lo
     

Compartilhar