1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Sinuca de Bico - Josh Bazell

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Luciano Altoé, 25 Jun 2010.

  1. Luciano Altoé

    Luciano Altoé Usuário

    Acabei de ler o divertido Sinuca de Bico, primeiro livro do estadunidense Josh Bazell. Este livro policial, repleto de humor e violência narra a história de Peter Brown, um assassino profissional que assumiu uma nova identidade e passou a trabalhar como médico devido ao programa de proteção às testemunhas, para fugir da máfia que o quer morto a qualquer custo.

    Em meu blog faço uma análise mais completa da obra, mas com certeza este livro se mostra uma ótima pedida para quem deseja uma leitura descompromissada e rápida.

    O texto de Bazell é ágil e a forma com que ele trabalha a trama merece destaque. O livro segue conta a história de maneira não-linear. Os capítulos ímpares contam o presente de Peter Brown como médico e os pares (com exceção do último) descrevem o seu passado, mostrando como um jovem que teve os avós assassinados ingressou no mundo do crime e terminou perseguido pela máfia.

    Para quem gosta de violência o livro é um prato cheio. Inclusive há uma cena de automutilação que faz Jogos Mortais 1 parecer coisa de criancinha medrosa. Aliás, Peter Brown quase se transforma em um novo Chuck Norris, pois sua capacidade de matar os inimigos é impressionante.

    Evidentemente o livro tem seus erros, principalmente no desenvolvimento do passado do protagonista e de alguns personagens chave da trama, porém, reputo os erros à inexperiência do autor. Além do mais, nenhum de seus equívocos compromete o resultado final do livro, que se mostra uma bela opção para uma leitura sem compromisso. Pura diversão!
     

Compartilhar