1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Singularity 7, de Ben Templesmith

Tópico em 'Quadrinhos' iniciado por JLM, 4 Jul 2009.

  1. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Sinopse:

    Durante uma noite, viajando junto com um meteoro, as microscópicas Nanites chegam à Terra. Fundem-se com o cérebro do primeiro homem que encontram, Bobby Hennigan, que aqui passa a ser a Singularity (Singularidade)… Ao princípio foi tudo uma maravilha! Bobby descobre que pode fazer coisas… então, idealisticamente dirige-se às Nações Unidas dizendo que podia construir máquinas para purificar a atmosfera, acabar com as doenças ou acabar com todas as guerras! E assim foi! Depois foi o pesadelo…

    A Singularidade torna-se Deus, um Nexus absorvente de tudo quanto é vivo! Começa a transformar toda a atmosfera do planeta, tornando-a venenosa para todos os seres vivos, as Nanites alimentam-se imediatamente de qualquer ser vivo que apanhem, criações aberrantes da Singularidade patrulham a superfície, à procura de Humanos, que agora se escondem em abrigos subterrâneos!

    Mas (há sempre um “mas”), sete humanos são resistentes às Nanites, tornando-se assim os únicos seres vivos a poder passear na superfície. É sobre este grupo de seres que recai a responsabilidade de lutar contra a Singularidade! A história demonstra ser sólida e imaginativa.

    A arte de Templesmith usa um traço rude e “grosso” ao mesmo tempo que por vezes parece infantil, tudo isto com um grande grau de abstracionismo em que os tons predominantes são o negro e o cinzento, oscilando com cores extremamentes quentes e fortes e inserindo por vezes algumas figuras que parecem desenhadas a partir de fotos! É uma arte estranha, mas que assenta como uma luva neste tipo de história.

    Ficha técnica:

    Nome do Autor: Ben Templesmith
    Editora: IDW
    Ano de Lançamento: 2004
    Edições: 4
    Qtd. de Páginas: 109

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    É interessante a proposta dessa HQ, misturando Matrix com nanotecnologia e um pouco de terror. Achei os traços rudes do desenhista perfeitos (q vocês podem ver nas imagens) para representar um futuro apocalíptico totally crazy.
     
  2. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Acho que já tem um tópico falando sobre isso...

    Achei http://www.meiapalavra.com.br/showthread.php?tid=2910&highlight=Singularity
     
  3. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    vish, o outro tópico ñ apareceu na pesquisa q fiz.

    se quiser, pode mover o meu como comentário do outro.
     
  4. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Não tem mais moderador, só a Anica
    . Manda uma MP pra ela que quando ela ler vai resolver.
     

Compartilhar