1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Série - Os filhos da Terra ( Earth's Children Series, Jean M. Auel)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Arringa Hrívë, 24 Jun 2012.

  1. Arringa Hrívë

    Arringa Hrívë um papo e um bom chimarrão... Usuário Premium

    Uma de minhas séries preferidas!

    Muito bem elaborada, Auel foi realista e complexa para elaborar seus livros, fez diversas pesquisas relacionadas a sobrevivência no gelo, como, por exemplo montar um iglu, ou fazer fogo, como era curtido o couro e fazia-se roupas, utensílios básicos, como panelas, bolsas de água, facas, facões, lanças. Um livro riquíssimo em matéria de conteúdo, nesse quesito, reverencio Auel, por sua grande e imensa dedicação para o conteúdo do livro ser especial e rico.:amem:

    Da série:
    Jean M. Auel discorre a narrativa no período em que Neandertais e Cro-Magnos ou, como nós conhecemos, Homo Sapiens conviviam, ainda, num mesmo período.
    Ela diferencia habilmente o meio de vida dos Neandertais dos Cro-Magnons, seus métodos de sobrevivência, hábitos, credos e crenças, a visão da sexualidade numa e outra "espécie", se é que se pode falar espécie, pois acredito que ambos eram humanos, enfim, evolução é outra gama de discussão que eu amo...

    Auel é sublime na narrativa, em como situa a realidade, com a trama de ayla sendo uma descendente Cro-Magnon, que ficou órfã depois de um terremoto, depois foi adotada por uma curandeira dos neandertais e criada desde então, aprendendo seus costumes, língua (sim, falavam) e etc.
    Ela sempre soube que era diferente. Esquisita, alta, loira e impulsiva, rebelde, queria seu lugar e não a submissão total das tarefas dadas as mulheres...
    OBS:: Uma mulher Cro-Magnon pode liderar seu proprio Clã, pode ter muitos homens (quantos quiser), lhe é possível caçar, ser livre e independente. Já uma mulher Neanderthal só tem a opção de ficar na caverna, ou sair junto a caça (sem NUNCA pegar numa arma, dá azar), apenas irá junto para, depois do abate, carnear o animal e separar e conservas, carne seca e etc...
    Uma Neanderthal não quer saber, conhecer nada, ela aceita TUDO!
    Sou, com certeza, Cro-Magnon! :yep:

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    (Só para explicar, se quiser saber mais, pesquise em fontes melhores)
    Ayla, depois de muito sofrer, com os homens, com a não aceitação de sua deformidade em tamanho, cor de olhos, cabelo e demais diferenças características dos Homo Sapiens, então resolve seguir sozinha, em busca de seu povo, de compreender suas diferenças, suas semelhanças...

    É a partir da viagem dela que a história se torna irresistível.
    AYLA é apaixonante, inteligente, destemida, corajosa, superior a todo outro e toda outra, mas humilde, pequena, tolerante e INOCENTE.
    Não é o desconhecimento, mas não ter a malícia, o preconceito...

    Jondalar a descreve bem, mulher de inocência mas não a falta de experiência!

    Livro que eu realmente me apaixonei, super indico pela riqueza em detalhes, pela qualidade de escrita e principalmente porque conhecer Ayla, nos muda. Muda conceitos, abre os olhos... :yep:



    As capas são LINDAS mesmo, não são seus olhos! :mrgreen:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    - - - Updated - - -

    Algo muito interessante no livro, que eu penso até ser quase imperceptível.
    Auel fez em Ayla o que nos torna especial.
    Sabe a ideia de que:- ei, todos somos únicos, todos somos especiais?
    Ela reacende essa ideia. Não, não é implícito, mas eu li todos os 5 livros, e o que me marcou muito foi essa parte.
    A forma como o SER VOCÊ o torna especial. Ayla era o tempo todo quem de fato era, não conhecia mentira, não lhe cabia, não era algo real, sabe a discussão de como saber que algo existe se você nunca viu? Imagine Ayla assim com relação a mentira...
    Ela simplesmente não sabia o que era a mentira e por isso não lhe era cabível!

    Essa coisa do sincero... Entende? Não, não quero que entendam... Mas essa ideia, sou ESPECIAL porque minha bagagem e diferente daquela do Sicrano ou do Fulano, porque minha forma de raciocinar, minha visão de mundo, essa minha peneira do sol, é diferente, é única, posso ser igual em forma física, mas única de outras mil formas invisíveis, isso aprendi com Auel!
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. abylos

    abylos Usuário Usuário Premium

    Se voce não dissesse mais nada a respeito da historia, isso seria suficiente pra eu querer ler :)
     
  3. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Eu só li o 1º, Ayla, a Filha das cavernas (o título é esse?, não me lembro direito) e gostei, talvez as coisas não tenham sido daquele jeito, mas como o livro é do início da década de 80 está perdoada.
     
  4. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Tô tentando ler o tópico, mas os caracteres zuados aumentaram, exponencialmente, minha falta de paciência. =p
     
  5. Arringa Hrívë

    Arringa Hrívë um papo e um bom chimarrão... Usuário Premium

    Opinião apenas, foi muita emoção lendo os livros, eu super indico. Por isso se há interesse, leia!

    Realmente, tem que ter cuidado ao levar como história verídica e comprovada, quando a informação vem de um livro narrativa e tals. Mas muitos dos dados utilizados por Auel foram devidamente pesquisados com os especialistas.
    Se ela ganhar no Autor da semana tu vai saber tudinho e vai gostar mais ainda! :dente:
     
  6. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Eu não disse que não foi pesquisado, só que esses dados tem 30 anos, então a antropologia pode ter novos dados, acho que vou votar nela.
     
  7. swingerjdho

    swingerjdho Banned

Compartilhar