1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Será que Tolkien preferia o Senhor dos Anéis?

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por lipetavares, 8 Mar 2006.

  1. lipetavares

    lipetavares Olórin

    Como é sabido de todos, em vida, Tolkien lançou dois livros da saga da
    Terra Média: O Hobbit e O Senhor dos Anéis. Mas outros livros já
    estavam rascunhados, faltando apenas alguns retoques.
    Mas a respeito disto, tenho algumas questões que expliciteria quais
    são no texto abaixo:
    Ao ler O Hobbit, eu já tinha lido o Sda anteriormente e fiquei com a
    impressão de que em O Hobbit, Tolkien não tinha noção do tamanho que o
    mundo que ele criou iria tomar (visto que este livro foi feito
    inicialmente para seu filho - corrijam-me se eu estiver errado), pois os fatos
    que futuramente seriam marcantes e cruciais foram tratados com pouco
    enfoque. Como por exemplo a reunião sobre o necromante na Floresta das
    Trevas (acho que este é o nome).
    Baseado neste fato, algumas dúvidas surgiram. Primeira delas: antes de
    fazer o Hobbit e o Sda, Tolkien já rascunhava o Silmarillion? Pois em o
    Hobbit, tive a impressão que Gandalf era apenas um mago; como se fosse
    um ancião muito sábio, mas que não passava de um simples humano.
    A segunda dúvida que surgiu é derivada da 1ª: Se ele já havia
    rascunhado o Silmarilion, porqueele não deu um enfoque mais profundo como é
    dado no Sda? Digo isto pois neste último, várias passagens estão em plena
    concordância com o Silma ( só estou citando este livro pois ainda
    estou juntando dinheiro para comprar o CI), ou seja, que ler o Sda, depois
    ler o Silma e depois reler o Sda, verá muitos fatos interligados - o
    que já era de se esperar. Mas em o Hobbit, eu não notei tal interligação.
    Será que o Hobbit era o livro menos preferido para Tolkien?
    Ps.: Com este texto não quero dizer que eu não gosto do Hobbit, ao
    contrário, eu apreciei muito a leitura do livro.
    Abraços, Lipe.
     
  2. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Aiya!

    Cara, não se esqueça de um detalhe muito importante: O Hobbit é uma história mais simples, propositadamente com menos enfoque nas coisas mais complexas e profundas da Terra-média. É o relato de uma aventura hobbit, no legendarium recontada do conto de um hobbit, para hobbits.

    Sendo assim, Tolkien não gastaria parágrafos entrando em assuntos como Gandalf, o Necromante, etc., pois fugiria do estilo e do conteúdo do conto.

    Sobre o tema do tópico, não acho que Tolkien gostasse menos de O Hobbit. Fico meio em dúvida, pois sabe-se que os primeiros manuscritos foram interrompidos, ele mesmo abandonou a história - e talvez não tivesse retornado a ela não fosse por Susan Dagnall (acho que era esse o nome), da Allen & Unwin, que gostou do conto e insistiu para que ele o retomasse -, mas para isso podem ter havido razões diversas. Mesmo O Senhor dos Anéis contou com várias pausas, por conta de outras prioridades de Tolkien.

    Sobre suas dúvidas: a primeira coisa que Tolkien escreveu dentro da mitologia foi O Livro dos Contos Perdidos, que foi postumamente editado pelo filho e que é para nós hoje O Silmarillion. Portanto, O Hobbit surgiu muito depois de o mundo de Arda ser criado, e bastou para Tolkien localizar a história no espaço.

    E O Hobbit não foi escrito para os filhos dele, como costumam dizer. Em entrevista ao The Sunday Times, ele já negou isso.

    ps. Também adoro O Hobbit. =]
     
    Última edição: 8 Mar 2006
  3. Larissa

    Larissa Usuário

    É, acho que ele não quis mesmo se aprofundar tanto em coisas tão complexas em O Hobbit. Acho que foi de própósito. Se fosse assim, ele não teria gostado também de Roverandom? :hanhan:
     
  4. Shantideva

    Shantideva Adoro elfos ruivos!


    Pode ser verdade, mas tenho uma leve impressão que não é bem assim. Pois se não me engano, o Legendarium era ainda precoce na época que Tolkien escreveu o Hobbit. Coisas como O Um anel, e toda a estoria em torno de Sauron, só surgiram quando houve a necessidade de se escrever a continuação de O Hobbit(se estiver enganada, favor me corrijam). Tenho a impressão de que muito do que aparece no legendarium, surge depois d'O Hobbit, mais precisamente junto com O Senhor dos Anéis, já que o próprio objeto que dá nome a este livro não existia até aquele momento, não sei se o mesmo se aplica a Sauron, ou aos cavaleiros de Rohan, ou aos Númenorianos, etc. Então acho que não é só uma questão de "localizar a história no espaço". Alguém mais esclarecido no assunto, favor não deixe de postar, pq agora eu tb quero saber. :D
     
    Última edição: 9 Mar 2006
  5. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Na parte que Bilbo acha o Um, há o seguinte:

    Acho que por isso podemos deduzir que Tolkien já tinha um plano para o Um Anel, e possivelmente para sua história pretérita. :think:

    Não acho que Sauron e o Um Anel fossem elementos tão vazios assim à época de escrita de O Hobbit. Com certeza Tolkien não os usaria sem ter uma mínima idéia do que eram realmente...

    Como assim, O Senhor dos Anéis? Sempre foi Sauron! =]

    O que eu quis dizer com isso foi: Tolkien escolheu o mundo que já havia criado estrutural e historicamente (no caso da Primeira e, acho, da Segunda Eras) como ambiente de O Hobbit. Isso é inquestionável, por muitas comprovações.
     
  6. Imadofus

    Imadofus Banana Hammock!

    Bem, o primeiro texto que Tolkien escreveu foi A Queda de Gondolin, por volta de 1917, 20 anos antes de O Hobbit ser lançado.
     
  7. Shantideva

    Shantideva Adoro elfos ruivos!


    Não é que o Anel era um elemento vazio, mas acho que ele não tinhas todas as características que tem hj. Quer dizer, antes era só um anel mágico, que fazia bilbo ficar invisível, posteiormente, foi um objeto feito por um Maia maligno que tinha como objetivo dominar os seres da terra-média.


    Sim, hj nós sabemos, mas Tolkien já sabia disso na época que escreveu O Hobbit?

    Eriadorioin, achei a Carta 163, aqui na Valinor, abaixo alguns trechos, espera que entenda o que quero dizer. :)

    Uma vez que O Hobbit foi um sucesso, uma seqüência foi requisitada; e as antigas Lendas Élficas foram recusadas. O leitor de um editor disse que elas estavam cheias demais do tipo de beleza Céltica que enlouquecia os Anglo-Saxões em uma grande dose....Entretanto, não estava preparado para escrever uma "seqüência", no sentido de outra história para crianças....Como tinha expressado a visão que a conexão na mente moderna entre crianças e "contos de fadas" é falsa e acidental, e estraga as histórias por elas mesmas e para as crianças, quis experimentar e escrever uma história que não fosse dirigida às crianças de maneira nenhuma (como tal); eu também queria um quadro maior....Muito trabalho foi naturalmente envolvido, uma vez que eu tinha que fazer uma ligação com O Hobbit;...É realmente determinado, e presente em origem, desde o princípio, embora eu não tivesse nenhuma noção consciente do que o Necromante representava (exceto o mal sempre-reincidente) em O Hobbit, nem da sua conexão com o Anel. Mas se você quisesse continuar a partir do fim de O Hobbit eu acho que o anel seria sua escolha inevitável como o elo. Se então você quisesse um conto grande, o Anel adquiriria uma letra maiúscula; e o Senhor do Escuro apareceria imediatamente....Mas encontrei muitas coisas no caminho que me surpreenderam. Tom Bombadil eu já conhecia; mas eu nunca tinha estado em Bri. Passolargo sentado no canto na pousada foi um choque, e eu não tinha nenhuma idéia de quem ele era mais do que Frodo. As Minas de Moria tinham sido um mero nome; e o de Lothlórien nenhuma palavra tinha alcançado meus ouvidos mortais até que eu chegasse lá. Mais adiante sabia que existiam os Cavaleiros nos confins de um antigo Reino de Homens, mas a Floresta de Fangorn foi uma aventura imprevista. Nunca tinha ouvido falar da Casa de Eorl nem dos Regentes de Gondor. Mais inquietante de tudo, Saruman nunca tinha sido revelado a mim, e eu fiquei tão perplexo quanto Frodo pela ausência de Gandalf no dia 22 de setembro. Eu não sabia nada sobre os Palantíri, entretanto no momento em que a pedra de Orthanc foi lançada da janela, eu a reconheci, e soube o significado da "rima da tradição" que tinha estado corrente em minha mente: sete estrelas e sete pedras e uma árvore branca.
     
    Última edição: 9 Mar 2006
  8. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Pois é, muita coisa do mundo de Arda não existia na época que Tolkien escreveu O Hobbit. Havia sim alguns textos e histórias referentes à primeira Era, mas vale lembrar que ao longo da vida toda Tolkien mexeu nesses textos.
    Mas O Hobbit era diferente desses textos. Tolkien o escreveu para ser mais leve mesmo, mais infantil. Talvez nem fosse idéia dele a princípio que O Hobbit e passasse no mesmo mundo que seus textos sobre Gondolin e tal, apesar de algumas "referências" à primeira Era (como a própria Gondolin que chega a ser citada). Em "Roverandom", por exemplo, que não se passa em Arda, há citação a "Casadelfos".
     
  9. Elessar Adan

    Elessar Adan Usuário

    Bem, amigos!!!

    O Hobbit foi escrito mas acredito que na mente de Tolkien ele já tinha um esboço de Arda, apesar de não ter escrevido muita coisa até ali.

    Agora é preciso entender que o Hobbit é um livro Infanto-Juvenil, voltado para crianças e jovens. Tolkien não podia escrever muita coisa para atrapalhar a leitura do livro. A história tinha que fluir naturalmente e sem muitos desvios, caso contrário o público ao qual se destina o livro, não gostaria.

    Creio eu que muita coisa surgiu depois do Hobbit, acho que ele foi o START necessário para a incursão definitiva de Tolkien em Arda. Talvez ele a tivesse apenas na mente e não no papel.

    Elessar adan
     
  10. Idril

    Idril Usuário

    Tinha bem antes de escevero Hobbit. Não se esqueça, as histórias do Silmarillion, por exemplo, foram esboçadas bem antes de surgir O Hobbit. =]

    Mas que Arda já aparece de uma maneira difrente em O Hobbit, isso é inegável. Alí Tolkien abordou a Terra-média e é apartir dela que todos foram apresentados a Arda. Creio que a partir deste ponto, muitos fatos históricos e cruciais para o desenvolvimento da mitologia tolkieniana ganharam vida e Arda acabara de ganhar uma cara final.

    Sim, O Hobbit é uma leitura mais fácil de se entender justamente por ser voltada a um público mais jovem. Mas é uma história divertida, eu diria... :dente:


    Em papel já tinha histórias do Silmarillion. E o Hobbit foi o empurrão decisivo para tudo vir a tona como livro, creio.

    Quanto ao Senhor dos Anéis ser preterido por Tolkien, bom, tenho essa impressão também mas não pelo fato de ser uma leitura mais séria; a amplitude que encontramos em SdA e no Silmarillion é muito maior. Têm-se mais detalhes históricos, mais batalhas, são contos mais profundos em todos os sentidos.
     
    Última edição: 10 Mar 2006
  11. Malgalad

    Malgalad Usuário

    SdA foi a obra-prima dele, né, e acho que ele sabia disso...
     
  12. Elessar Adan

    Elessar Adan Usuário

    Olá amigos!!

    Com toda certeza Tolkien tinha um carinho especial pelo Senhor dos Anéis. Mas não nos esqueçamos que O Hobbit foi seu primeiro livro. Não dá para esquecer da primeira vez, se podem me entender. Acredito que ele tinha um amor pelos livros que escreveu que se passaram na Terceira Era, justamente O Hobbit e O senhor dos Anéis.

    Elessar Adan
     
  13. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Elessar Adan, só um detalhe, embora de certa forma eu concorde com vc: O Hobbit não foi o primeiro livro de Tolkien; já haviam fartas anotações de O Livro dos Contos Perdidos. Mas, se for contar a publicação, acho que O Hobbit foi o primeiro a ser aceitado por uma editora sim. :think:

    Realmente não sei, Shantideva, acho que não há comprovação alguma se o Anel já era caracterizado conforme em O Senhor dos Anéis. Pelo menos, se não era, Tolkien foi incrivelmente habilidoso para criar a história prévia do Anel antes de chegar às mãos de Gollum, tendo criado a história posterior antes.

    Quanto a saber quem era o Senhor dos Anéis à época de O Hobbit, provavelmente ele não sabia, pois o título nem tinha passado pela cabeça dele. Mas, quando lhe veio o nome O Senhor dos Anéis, ele deve ter conferido um significado, alguém para assumir esse título.

    Essa passagem da carta foi muito interessante; mas não contradiz o que eu queria dizer. Por ela, compreendemos que a história foi se desenrolando conforme ia sendo escrita; por isso mesmo entendo que, assim que veio o nome O Senhor dos Anéis na mente de Tolkien, ele designou-lhe alguém.
     
  14. Snaga

    Snaga Usuário não-confiável!!!

    Estamos esquecendo uma coisa importante para esclarecer uma das dúvidas do nosso amigo, Lipetavares.

    Lembre-se que O Hobbit foi escrito por Bilbo e este não sabia o que Gandalf estava indo fazer ao Sul da Floresta das Trevas. A única coisa que Bilbo poderia escrever então, é que Gandalf havia abandonado a comitiva para tratar de assuntos mais importantes e ponto!

    E outra coisinha importante que parece que vocês esqueceram: Tolkien mudou completamente o capítulo 'Advinhas no Escuro' de O Hobbit, pra que O Senhor dos Anéis pudesse se encaixar ali. Isso seria mais uma prova de que, quando O Hobbit foi escrito, pouco, o quase nada, se sabia com relação a sua continuação.

    Não seria o contrário, Eria? Primeiro ele criou a história, pra só depois criar o título.
     
  15. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Realmente não sei, Snaga. A discussão tomou tal rumo que Tolkien ter criado o título antes da história se tornou fato: por suposições de que ele talvez não soubesse quem era o verdadeiro Senhor dos Anéis no início. Se o título só veio depois, então não há nem mais dúvidas de que ele sabia, é claro. :)
     
  16. lomendil

    lomendil Usuário

    na minha opinião tolkien escreveu cada livro em sua plena importancia...
     
  17. N'liärien

    N'liärien Banned

    Em suas cartas, amigos, Tolkien afirma QUE Ñ TINHA IDÉIA DE COMO CONTINUARIA O SdA. SOMENTE DEPOIS DE MUITO TEMPO E DIANTE DA INSISTÊNCIA DOS EDITORES PARA Q ELE ESCREVESSE UMA CONTINUAÇÃO, É Q ELE VOLTOU A ATENÇÃO PARA O ANEL DE GOLLUM/BILBO E, DAÍ, ESCREVEU O SdA, USANDO MUITO TB DO QUE JÁ TINHA PENSADO PARA O SILMARILLION.

    E ELE DESEJOU Q AMBOS, SILMA. E SdA FOSSEM PUBLICADOS JUNTOS, MAS OS EDITORES SE NEGARAM A FAZÊ-LO.

    Abraços a todos.
     
  18. Feanari

    Feanari I say... fuck 'em all!

    Creio que falar que um autor gosta mais de um livro que de outro é que nem falar que uma mãe prefere um filho a outro....
    É fato que Tolkien considerou o Silmarillion "a menina de seus olhos", mas eu acho que é por ser o livro (apesar de ele nunca tê-lo acabado) que fez com que o mundo entrasse em contato com o que era seu projeto: criar uma mitologia que pudesse ser ambientada na Inglaterra... (entro agora no undo da minha fértil imaginação... creio que Mordor se assemelha à França xD)
    e em Silma.. ele consegue... (ou começa a conseguir)
    Não acho que SdA seja menosprezado...
    Não pode ser que somente o perfeccionismo de Tolkien seja o responsável pelos nove anos que ele gastou escrevendo o livro.... (ou melhor.. os livos..)
    bem... nunca poderemos ter certeza, não?
     
  19. Acho complicado tentar descobrir qual era o livro favorito do Tolkien, pois tanto Senhor dos Anéis foi a sua obra que mais fez sucesso como Silmarillion foi a obra a que ele mais se dedicou. Eu, sinceramente, prefiro O Senhor dos Anéis, embora O Hobbit seja muito divertido e Silmarillion e Contos Inacabados altamente interessantes.
    Mas se for pra arriscar, sugiro que Senhor dos Anéis seja sua obra favorita.
     

Compartilhar