1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

SdA: A trilogia na visão de um "não iniciado"...

Tópico em 'O Senhor dos Anéis - os Filmes' iniciado por Daniel Takasugi, 2 Jan 2004.

  1. Daniel Takasugi

    Daniel Takasugi Usuário

    Olá para todos

    Bom sou novato por aqui e também no que se refere a obra de Tolkien. De uma coisa vcs podem estar certos, podem agradecer ao barbudo (o de lá, não o nosso) por mais um leitor que, de outra maneira, provavelmente nuca leria "O Senhor dos Aneis". Após ler muitos dos ótimos artigos sobre os filmes colocados neste site (Valinor) e muitas das msgs deste forum resolvi me cadastrar e escrever um pouco :-) . Logo de cara peço desculpas se este texto se alongar demais, mas o assunto é extenso, como a obra de Tolkien...

    Para começar uma curiosidade: O que mais me chamou a atenção ao ler este forum foi que, para os fãs do livro, o 2o filme tenha sido o "mais odiado". E não só isso, que o 1o tinha sido muito apreciado. Para mim a ordem cronológica dos filmes é a mesma do meu gosto. Achei o primeiro um bom filme, mas um tanto quanto monótono (tanto que só vi 1 vez no cinema). Adorei o 2o filme, e achava que seria difícil de ser superado. Já o 3o não tem o que comentar, me surpreenderam totalmente, tanto que comprei o livro logo na saída do cinema. Muitos podem me perguntar o porque de não ter comprado o livro após ver ADT. Explico: Queria ver a trilogia apenas como obra cinematográfica. Sabia, por experiência própria, que a leitura do livro, além de estragar a surpresa, estragaria minha visão do filme em si (Li "Jurasic park" antes de ver o filme).

    Outra coisa que me surpreendeu foi o fato de que o romance Aragorn/Arwen não estar (pelo menos pelo que li aqui) no livro, mas sim em "apendices" externos ao livro SdA. Concordo com quem disse que ele está no filme para seguir alguma fórmula hollywoodiana, mas para mim pareceu que também tinha a função de servir de incentivo para Aragorn assumir o seu destino e se tornar rei (a tão odiada "o destino dela está ligado ao do anel"). Em se falando da Arwem me vem o pai dela, que muitos aqui estranharam sua posição demasiado pessimista. Do ponto de vista do filme isso é bastante sensato, afinal, ele estava lá, viu o filho do rei pegar o anel, o levou até o vulcão e, na hora H....

    Sim, é dificil passar uma obra tão extensa para apenas 3 filmes. O ideal seria uma novela (mini-série nem pensar :lol: ). Cortes e simplificações são inevitáveis neste caso. Ainda estou no meio do capitulo 3 (Sociedade do Anel) e já deu para sentir o quanto teve que ser cortado e simplificado, e no entanto acho que o PJ acertou na sua adaptação. Por exemplo. No filme dá a entender que Galdalf não sabia que Bilbo possuia o anel, enquanto que no livro não, ele sabia e não deu a devida importância. Embora ele não soubesse que era "O anel", fora a ajudinha de Saruman, isso me pareceu, até o momento, meio sem sentido e a colocação do filme parece ser bem mais sensata. Bom, não sei. Isso daria um outro belo tópico: Qual você viu primeiro, o filme ou o livro? E de que forma isso afeta a visão da obra?


    Hum... A coisa tá ficando comprida demais: Vou dividir o texto dentro do topico para não ficar muito extenso...

    []s Daniel
     
  2. eu entendi que no filme o Gandalf SABE que o Bilbo tem um anel do poder....mas não sabe que é o Um Anel!!!!

    se ele não soubesse que o Bilbo tem um anel a reação dele seria bem mais de surpresa do que o filme apresentou....tanto que ele só pede satisfação do Bilbo pela form aque este utiliza o anel, não de ele TER um anel do poder...isso ele sabia!!!
     
  3. Daniel Takasugi

    Daniel Takasugi Usuário

    Continuando....

    Estava falando de adaptações, não? Bem, neste ponto entra a Eowyn (me desculpem se escrevi errado os nomes, ainda não decorei :lol: ). Pelo que entendi aqui neste forum ela não deveria participar da batalha (me avisem se estiver errado). No meu modo de ver a principal função dela no filme era matar o rei nazgul, e para isso ela devia estar na batalha. Toda a contrução do personagem no 2o filme justifica o fato dela lutar no 3o. E de quebra coloca uma "concorrencia" para a Arwen na "luta" pelo amor do Aragorn :mrgreen: .

    Alias, dentro do filme, a maioria dos personagens foi bem desenvolvida (os principais, diga-se de passagem). Pelo menos no ponto de vista da coerência de suas ações. Merry e Pipin mostram bem isso e é legal ver como esses personagens se desenvolvem ao longo da trilogia. Claro que PJ teve que escolher um núcleo de personagens para desenvolver sua história e deixar os outros de lado. Eomer é um caso típico aqui. Em filmes é preciso limitar o número de personagens caso contrário pode-se perder o foco. Por exemplo, sou fã de Star Trek (tanto a velha série como as mais novas, como a "Nova Geração"). Os filmes da serie antiga se sairam melhor que os da Nova Geração exatamente por causa do menor número de personagens principais. Na Nova Geração todos os personagens tem uma importância mais ou menos igual e na tentativa de dividir o tempo entre os personagens dentro dos filmes é que a coisa desandou. Creio que esse era um grande risco em SdA e por isso tenho a opinião que PJ acertou na decisão de focar mais seu núcleo de personagens em detrimento dos outros, como Faramir, por exemplo.

    Li por aqui algumas defesas acaloradas ao Faramir de ADT e concordo em grande parte. Entretanto tenho que dizer que o aquele Faramir me pareceu um fraco, uma cópia de seu irmão no filme. Suas ações em ADT são bem coerentes dentro do filme, principalmente por que não se sabe nada dele em SDA. Pelo que li no forum este personagem é bastante admirado e muito bem desenvolvido no livro. Bom, ainda não cheguei lá mas infelizmente, pelo que entendi, ele ainda é um personagem secundário mesmo no livro. Falta de sorte de ele não ser um dos principais...

    E, falando em personagens principais, li em algum lugar aqui e Aragorn seria o personagem principal da trilogia. Não sei, para mim pareceu que na trilogia os humanos são secundário, que os astros são os hobbits, principalmente o núcleo Frodo e Sam....

    []s Daniel
     
  4. Daniel Takasugi

    Daniel Takasugi Usuário

    Bom, do meu ponto de vista não. Galdalf percebe que Bilbo fica com a mão no bolso durante todo o tempo da primeira conversa. Se surpreende ao ve-lo desaparecer na festa e só aí é que ele fala que é perigoso se valer dos poderes de um anel do poder. Neste ponto a impressão que me deu é que ele estava desconfiado de aquele poderia ser "O anel", tanto que ele evita toca-lo, só que não tinha certeza. Se ele soubesse da existencia do anel E dos seus poderes (como no livro) ele já saberia da intensão do hobbit de sumir diante da plateia e o teria repreendido antes.

    Eu fiquei muito surpreso ao ler no livro que Gandalf sabia da existência daquele anel. Do ponto de vista de quem só tinha visto o filme o mais sensato seria que o mago tivesse ou tomado o anel para si, ou convencer o Bilbo a entrega-lo para alguém mais "qualificado". Afinal, porque deixar algo tão poderoso (mesmo não sendo "O anel", mesmo sendo uma experiência mal sucedida dos elfos) nas mãos de uma criatura tão ingênua? Bom, ainda estou muito no começo do livro ainda e não sei como é o mago dentro dele. Alias, tomando como base apenas o filme, Gandalf me pareceu, apesar de toda a sua bondade e sabedoria, um tipo de manipulador, muito parecido com os nossos políticos :D , de certa forma. No livro ele aparece deste mesmo jeito?

    []s Daniel
     
  5. Fernanda

    Fernanda Andarilho de Eriador e

    A Eowyn tinha mesmo que lutar, sendo para muita gente, uma das cenas mais aguardadas do filme, eu espero essa cena desde antes do lançamento do primeiro filme, Se vc der uma lida no tópico Eowyn e o Rei Bruxo aqui mesmo no filmes vai ver que o PJ seguiu quase a risca o texto de Tolkien nessa cena, que aliás ficou muito boa.
     
  6. 1lus1on

    1lus1on Usuário

    Cara vc vai acabar virando meu ídolo... hehehehehe

    stou na situação IDÊNTICA a vc... vi os 3 filmes somente querendo ver a trilogia cinematográfica, mas depois de ver RdR não resisti e comprei o livro da SdA... estou lá pelas páginas 200 e posso dizer que o filme conseguiu encurtar o início do livro de maneira excepcional e que deixou bem entendido.

    Eu acho que realmente os filmes não vieram para ser EXATAMENTE igual ao livro, vieram para ser uma adaptação melhorada.. e eu realmente achei... como a ida dos elfos ao Helm Deep, como, me respondam, como apenas 300 ou 400 homens iriam lutar com 10 mil orcs e não ser massacrados nos primeiros 20 minutos ?? por isso PJ foi coerente e colocou os elfos...
    ele adicionou muita coisa que realmente deixou a história mais envolvente e maravilhosamente excepcional, e tirou outras que teriam deixado a história arrastada...
    A atenção especial a Legolas foi muito bem planejada, com ele e com Aragorn, PJ conseguiu atrair o público feminino, ou vcs vão me dizer que ninguém entndeu isso ?
    PJ precisava fazer alguma coisa para as mulheres terem uma iniciativa de ir ver o filme, então ele faz um elfo e um homem que na opinião delas são "MARAVILHOSOS / LINDOS / DESLUMBRANTES"... pronto, minha própria mãe disse, "vou ver o filme só pra poder ver aquele elfinho de novo".

    acho que a trilogia cinematográfica foi a maior produção criada até hoje... podem falar de Matrix, mas, apesar deste possuir uma história realmente avassaladora e cheia de verdades, NUNCA CEGOU PERTO do que SdA fez...

    Então, eu acho que os fãs não devem criticar as "falhas" do PJ ao modificar coisas do livro pois ele fez isso pensando na melhoria da trilogia para os espectadores que nunca leram (maioria esmagadora e principal foco do PJ).

    respondam galera, as coisas que ele tirou ou que ele adicionou não foram coerentes ? todas deram certo!!!

    a única falha que até então eu achava realmente desnecessária foi o que a Arwen fez, no filme, com as águas para poder acabar com os Nazgûl... mas gente, está na ara qe a Arwen entrou no filme e ganhou um foco especial para poder colocar MULHER na história... imagina ficarmos vendo um filme cheio de homem o tempo todo, as mulheres berrando nas cenas do elfinho e do guardião... PJ pensou nisso e colocou a Arwen para que pudéssemos gritar "GOSTOSA GOSTOSA GOSTOSA"... e, como ele precisava dar um foco especial nela, colocou a história dos apÊndices sobre o amor de Aragorn e ela. O fato do rio foi só mais uma pitadinha de ARWEN na história (olhem, além de linda ela é poderosa, quero casar com essa mulher)

    Desculpem-me se me estendi demais, mas mexo o tempo todo com marketing e publicidade e acabo me empolgando quando vejo tanta gente irritada com PJ quando deveria bater palmas :wink:

    abraços
     
  7. Daniel Takasugi

    Daniel Takasugi Usuário

    Obrigado pela explicação :) . Aff, sempre passa alguma coisa. Comecei a ler este tópico no meio da madrugada (não sei por que não consegui dormir ontem)....

    []s Daniel
     
  8. Daniel Takasugi

    Daniel Takasugi Usuário

    Cara, você tirou as palavras da minha boca nesta parte :D . Eu ia falar disso uma hora e me economizou tempo. Só vou acrescentar uma colocação em relação ao Hadir. Alguém por aqui falou (defendendo esta parte) que muita gente "não iniciada" teria ficado boiando no porque a cena da sua morte ter sido em camara lenta. Para mim isto foi uma espécie de marco simbolizando o fim da partipação dos elfos naquela batalha (ele era o comandante daquele grupo). É certo que alguns elfos tenham sobrevivido mas a partir deste ponto não aparece (pelo menos não em destaque) outros elfos lutando ao lado dos humanos (fora o Legolas).

    Alias, vou aproveitar para acrescentar mais uma coisinha. Outra coisa que me chamou a atenção foi da quebra de cenas no 2o filme, que muita gente não gostou por "quebrar o ritimo". Não sei, eu gostei por que dá um certo contraste. Creio que sequencias de batalha seguidas ou no mesmo pique acabariam ficando monótonas. Lembram-se que falei que achei o 1o filme meio monótono? Foi exatamente por isso. A coisa em SDA é mais linear porque não há histórias paralelas e o ritimo acaba sendo meio constante e isso cansa realmente. Uma comparação meio simplistas seria como aqueles velhos filmes de kung fu, com 3 mocinhos lutando em partes diferentes do campo de batalha, hora mostrando um e depois cortanto para outro e finalmente mostrando os 3 juntos. Por mais belos que pudessem ser os movimentos era sempre a mesma coisa e uma hora você se cansava. Creio que a mesma coisa aconteceria se toda a sequencia do abismo fosse mostrada direta, ou apenas parte de ação durante esta parte. Seria apenas um monte de gente lutando com espadas e flechas, apenas trocando o heroi ou o lugar. Em RDR também acontece isso. Há a batalha em Gondor e de repente pula para a chegada dos cavaleiros. Há uma parada na ação aqui embora a cena seja grandiosa. Com isso a "adrenalina" do espectador baixa de maneira mais "natural", e não por cansaço. Dá ao espectador um tempo para respirar (lembre-se, você está a quase 2 horas no cinema neste ponto) e quando a ação finalmente volta, volta com tudo :mrgreen: .

    []s Daniel
     
  9. Aila Blake

    Aila Blake Usuário

    Um tópico interessante Daniel!
    Concordo em mtos pontos com vc. Mas não diria que o PJ "melhorou" a trilogia, e sim "fez uma boa adaptação". Considero os livros uma obra única, e o filme tmb pois são visões diferentes. Num livro vc pode se prolongar sem se preocupar em poupar detalhes, assim como Tolkien fez, mas num filme o tempo é uma grande, se não a maior, preocupação.
    Já xinguei mto o PJ por ter deixado de lado ou modificado alguas cenas, mas agora não, deixo minhas críticas de lado pq ele foi mto corajoso de fazer o que fez e merece sim mtos elogios.
    Sobre a quebra de ritmo em ADT eu ainda acho um pouco ruim, mas cada um tem seu gosto. No RdR eu achei mto interessante o Pippin cantando pro Denethor enquanto a batalha acontecia lá fora de Minas Tirith,e colocarem essa cena em câmera lenta ficou mto bom tmb! (ok.. isso eu acho que fugiu "um pouco" do tópico... :roll:)
     
  10. ~Silmariën~

    ~Silmariën~ Usuário

    Concordo plenamente com você! Os filmes são uma adaptação da trilogia, mesmo porque não daria para seguir o livro a risca (do ponto de vista comercial, principalmente). Pra mim, acabam sendo duas obras "diferentes", o livro e o filme.
    E sobre AdT, também não gostei da quebra de ritmo das cenas de batalha do Abismo de Helm, a batalha ficava boa e... :? ents... :|
     
  11. Luciano Moda

    Luciano Moda Usuário

    Yeah Lady Blake!

    Concordo com vc em todos os pontos. Ainda que ainda xateado por naum ter visto o Gandalf "cantando de galo" pra cima do Saruman e por naum ter visto as Casas de Cura, que pra mim foi um capítulo importante do livro, sei q comercialmente o filme deveria ter seus abates, pra naum se alongar em detalhes.
    Jah quanto ao ritmo eu aprovei. O filme foi fluido numa velocidade agradável e imagino q mesmo um "naum iniciado" poderia entender os fatos. Posso dizer q invejo o PJ pelo trabalho e gostaria de vê-lo trabalhando em outras obras adaptadas de fantasia, pois ele se mostrou mestre em adaptar...

    Luciano "Yabuki" Moda :wink:
     
  12. Daniel Takasugi

    Daniel Takasugi Usuário

    Na verdade eu não disse que PJ teria melhorado a trilogia, longe disso. Afinal, ainda estou muito no começo do livro e estou longe de chegar a alguma opinião neste ponto. Só digo que, para um não iniciado a trilogia como um todo é uma obra cinematográfica excelente, bastante coerente e, de certa forma, bem fechada em si mesma (dá uma "explicação" para todas as personagens). Alias, só agora depois de ter visto o 3o é que tenho prazer de rever o 1o filme. Interessante isso, não? Pelo que entendi aqui o que mais cativou no primeiro filme foi ver aquele mundo materialzado na tela, coisa que obviamente não aconteceu comigo (e com outros "não iniciados"). Como o 3o filme tem muito mais referência ao 1o que o 2o fica mais "legal" rever certas partes chaves (tipo as falas da rainha elfa para o Sam: "Mas haverá esperança se a comitiva for leal", ou coisa parecida). Fora que neste ponto você entrou totalmente no clima :lol: .

    []s Daniel
     
  13. Daniel Takasugi

    Daniel Takasugi Usuário

    Continuando....

    Tempo... Mais uma coisa interessante dentro do filme. É duro marcar a passagem do tempo nos filmes, e é mais estranho como um enredo no cinema se situa melhor se limitado a um valor mínimo. Bom, fiquei muito surpreso ao ler no livro que se passam uns 30 anos desde a saída do Gandalf da festa de aniversário do Bilbo até seu reencontro com o Frodo antes da partida. Não sei se foi assim para outros "não iniciados", mas fiquei com a nítida impressão que se passaram, no máximo alguns poucos meses entre uma cena e outra. Mais uma adaptação, a meu ver, interessante para o cinema pois transmite uma grande sensação de urgência que no livro não transparece (pelo menos até o ponto que li), sem contar no dinamismo. E isso acabou casando perfeitamente com a troca de falas sobre o Golum, que no livro acontece ainda no Condado e no filme dentro das minas de Moria (neste ponto já não há mais a pressa em fugir).

    Claro que posso ter interpretado mal, mas no livro diz-se claramente que Frodo, como Bilbo, não envelhece, o que me faz pensar que os restantes dos hobbits envelheceria. E os outros hobbits não parecem mais velhos depois da festa de aniversário. Mas tenho que admitir que isso casaria melhor com a aparencia mais velha do Bilbo em Valfenda. Apesar que isso só ocorreu agora por causa da leitura, pois antes minha visão era de que o poder do anel é tão grande que sem ele o hobbit começou a envelhecer muito rapidamente (que também casa bem com o enredo do cinema, que foca muito o poder do anel).

    []s Daniel
     
  14. Finrod-Felagund

    Finrod-Felagund Usuário

    o anel soh impede q c envelheca, sem ele bilbo simplesmente fica velho como teria de ser.
    qto ao livro, eu acho milhoes de vezes melhor q o filme, mas adorei os filmes tb.
    qto o abismo de helm, eh pra mim o melhor capitulo de todos os livros e acho q c vc for ler o livro, principalmente no capitulo conselho de elrond q esclarece tudo, vc vai ver q aquela cena de elfos em abismo de helm nao eh compativel com o q foi dito.
    sim, o inicio do sda foi a parte mais bem adaptada, no livro passam-se 20 anos da festa ate a partida de frodo.

    agora voltando ao abismo de helm, no cinema eu achei melhor q a batalha dos campos de pelennor(sem os mortos e os cavaleiros), pq eu achei um tanto monotona a parte gondorianos x orcs, ja no abismo de helm ate mesmo o desespero passado eh maior e da mais ação e a batalha parece mais real q a batalha do 3o filme q ficou meio artificial.
    agora voltando ao abismo de helm no livro, nao 400 homens, nao eh maluco. passa simplesmente o numero dos orcs(q nao tem mtas qualidades), contra a qualidade, desespero e uniao dos homens q resistem bravamente ate a chegada do gandalf com mil homens do folde ocidental(A PÉ E NÃO A CAVALO, sao de erkenbrand e nao de eomer como no filme).
    acho q quando vc terminar de ler os livros vc vai ter uma mulher visao de filmes x livros, os filmes sao bons, mas concordo em um ponto com cristopher tolkien: nao passam toda a magnetude dos livros.

    Esse eh o maior post q ja coloquei aqui. :)
     

Compartilhar