1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Outros Sistemas Runequest

Tópico em 'RPG' iniciado por Armitage, 4 Abr 2007.

  1. Armitage

    Armitage Usuário

    Runequest / Glorantha

    Saiu recentemente uma nova edição do antigo Runequest. Alguem ai sabe como está essa nova edição, que é da Mongoose ?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Conheci esse jogo pouco tempo atras, depois que joguei "King of Dragon Pass", um jogo de PC ambientado em seu cenario (um jogo lindo por sinal!). Fiquei tao fascinado pelo joguinho que resolvi procurar o cenario do qual ele é derivado. Daí encontrei essa gema.

    Pra quem não conhece, Runequest é um RPG antigo, lançado pela Chaosium na década de 70. Foi o primeiro RPG a ter um sistema unificado, um dos primeiros a ter um modelo realista, e na época era super famoso (disputava acirradamente com D&D). Seu sistema é o famoso BRP, que seria a base do Call of Cthulhu original (e também para o Daemon, que o plagiou descarada e pioradamente).

    O mais legal é seu cenário - Glorantha. É um mundo mítico numa espécie de Era do Bronze, com povos derivados de celtas, gregos, mesopotâmicos, etc. O mundo é uma obra-de-arte mitológica - o continente é uma "chapa" flutuando num mar, envolto pelo "nada", e o céu é uma cúpula de vidro. Não existem leis físicas, mas sim mitológicas - tudo é explicado pela mitologia do cenário - desde o nascer do Sol, ao crescer das plantas, até a gravidade, TUDO é explicado através dos mitos.

    A magia do cenário gira em torno das Runas. São as runas que representam as divindades e seus feitos. Todo mundo tem capacidade de usar spells, basta aprender as runas certas e crer. Mas todos os spells são sutís e em geral afetam somente o próprio individuo, parecem mais aqueles pequenos rituais do nosso dia-a-dia que fazemos sem sentir ("Meu Deus, me ajude a passar naquela prova!"). Magia poderosa mesmo é raríssima ( ou seja, não se vê bandos de arremessadores de fireballs e magic missiles descendo a rua). E o jogo gira em torno das runas, pois pra aprender spells mais poderosos, é necessário ingressar em cultos dos deuses, e fazer jornadas e aventuras em busca do entendimento das runas.

    Não existe Mal e Bem no cenário - até as criaturas não-humanas seguem suas próprias agendas (ou seja, nada de "Elfos do bem" ou "Orcs do mal"). Enfim, é um cenário muito foda. Inovador, mítico, e muito bem amarrado.

    Alguem sabe como está a nova edição?
     
    Última edição: 18 Jun 2007
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. vitinhomac

    vitinhomac Usuário

    axei a imagen q vc mostrou ai um pouco feia tipo akeles rpgs sem sentido e tbm da classe mais baixa q tibia
     
  3. Armitage

    Armitage Usuário

    Bom, conseguí pôr os olhos na nova edição do cenário. Aqui vai um resumo do que lí até agora, pra quem se interessar:

    ( O cenário das edições passadas se passava na 3º Era, caracterizada pelo fim do "Fechamento" - uma maldição que se abateu sobre os mares em eras passadas e tornava estes inavegáveis, e que agora se extinguiu. Assim, os povos estão dando as primeiras pegadas na exploração dos mares e estabelecendo os primeiros contatos entre si. O sul do continente é tomado pela cultura Orlanthi, os filhos do Rei Trovão ( uma cultura análoga aos celtas e nórdicos da nossa história), e ao norte pelo Império Lunar (uma cultura análoga ao início do Império Romano em expansão ). Dividindo este continente - ao centro - está Dragon Pass, uma terra insólita e amaldiçoada , que segundo as lendas, era o lar dos antigos Dragões. )


    O cenário da Edição atual se passa na 2º Era (Second Age) - a Era dos Impérios (the Age of Empires), antes do fechamento dos mares, quando os impérios poderosos dominavam o mundo, e as pesquisas e conhecimento mítico e mágico eram poderosos. De um lado os God-Learners, um império vasto e de grande conhecimento, que anexou vários povos e culturas através de um segredo guardado a sete chaves: a capacidade de identificar e comparar elementos míticos de todas as culturas, depois identificar arquetipos e canalizar poder através destes. Assim seus líderes e sacerdotes experimentam o próprio poder dos deuses. De outro lado está o Império dos Wyrms Friends, assimilando povos e sacrificando vidas na busca para acordar o grande dragão místico, que voará aos céus e remoldará o mundo: "O Dragão é tudo. Logo, tudo será o Dragão."

    O clime é bem Era do Bronze. Os grandes impérios, principalmente o Wyrms Friends lembra muito o império místico de Thulsa Doom de Conan. Só pra ter uma idéia, enquanto D&D está para pseudo-medieval-com magia, Runequest está para Era do Bronze mítica. Se D&D está para Tolkien, Runequest está para Conan e Elric.

    O autor Greg Stafford dá uma aula de como mitologia pode ser aplicada a um cenário de RPG (e fica nitida sua influencia de Joseph Campbell e obra "The Hero Quest of Mytholgy"). O foco do cenario são as HeroQuests: jornada que os heróis embarcam quando problemas sérios se abatem sobre seus povos. Quando um inverno rigoroso se instaura sobre a Thula (Vila), os heróis partem em jornadas buscando os detalhes do mito d"A benção do Fogo". Ao voltar das jornadas com os detalhes do mito, os heróis fazem uma HeroQuest - um ritual cênico que consiste em emular o mito, em um sítio sagrado nas proximidades da própria Thula, e personificar os deuses do mito. Neste estado de transe, os heróis transcendem para o "plano mítico", e enfrentam os desafios e perigos que o mito apresenta. Caso tenham sucesso, o mito se reproduz (no exemplo do inverno rigoroso, a "Benção do fogo" traz de volta o calor). Detalhe para a regra de ouro das HeroQuests: só é trazido das mesmas, aquilo que é levado para as mesmas. Então, para emular o mito "A Lâmina devoradora de Trolls", somente levando uma espada comum, pode-se trazer a Lâmina mística do mito. "

    O mais do legal do cenário é que tudo nele pode ser visto por alguem de fora como crendice, auto-sugestão, rituais folclóricos, e invenções de fanáticos religiosos (até as HeroQuests podem ser vistas como aquelas viagens transcendentais regadas 'a drogas e alucinógenos, que os povos antigos faziam). E é exatamente este o apelo do cenário - sua carga mítica.


    Eu to achando muito boa a nova edição. Alguem mais aí ouviu falar? (me recuso a acreditar que ninguem aqui sequer ouviu falar de Runequest e Glorantha !)
     
    Última edição: 10 Jun 2007
  4. Thor_theOld

    Thor_theOld Banned

    Explique mais para a gente... :)
     
  5. Armitage

    Armitage Usuário

    Alguem interessado! Legal! :joy:

    Sobre a magia: TODOS usam magia no cenário. Pode parecer estranho, mas é um conceito diferente de magia - dar 3 batidas na madeira pra afastar espíritos ruins, orar pro deus da guerra antes da batalha, usar pé-de-coelho, etc. dão pequenos bônus em skills, atributos ou dano da arma. São os pequenos rituais e crendices do povo. Só que no cenário essas crendices *são* a magia. De acordo com a cultura do personagem, a magia que ele faz pode ser de 2 tipos: Divine (orar pros deuses) ou Spiritual (orar pros espíritos e antepassados).

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Pra aprender magia realmente poderosa, o personagem tem que se dedicar ao estudo das Runas (o canal de comunicação direta com os deuses), e pra isso tem que ingressar num Culto. Os cultos são como as religiões de hoje. Cada um segue um deus. Quase todo mundo acredita em algum culto, mas pouca gente realmente se dedica a eles. Personagens dedicados se tornam acólitas e passam a ter mais poder gradativamente. Quando estes usam magia, basta manifestar a runa de alguma forma (tatuar no braço, gravar na espada, etc.) e ganhar bonus referentes a elas. Em niveis realmente altos (RuneMasters e RuneLords), eles fazem coisas absurdas - chamam tempestades de raios sobre os inimigos, enfrentam exércitos inteiros sozinhos, etc. mas isso é raríssimo.

    Exemplos de Runas:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    As raças não-humanas: elfos, trolls, anões, dragonewt, etc. são chamadas Elder Races (raças anciãs). Elfos (Aldryami) aqui não são goodie-goodies felizes, são a criação da deusa das plantas - seus ossos são de madeira, sua pele vegetal, e são hostís 'a humanidade; Trolls (Uz) são criaturas da escuridão, banidas do underworld (por um evento mítico) para a superficie, e são tão hostis 'a humanidade quanto os elfos. Não existe "o Mal" - Bem e Mal vai depender de cada cultura. O mais proximo de um Mal absoluto é "o Caos", que é visto como nocivo para quase todas as culturas. Cada cultura tem sua explicação para os mitos, e alguns coincidem, mas independente de qualquer coisa, todas são corretas, ja que tudo funciona.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O sistema é altamente realista (e mortífero), apesar da nova edição parecer estar um pouco menos que as antigas. É percentil, não tem classes nem niveis. Os personagens rolam suas caracteristicas, e depois vão escolhendo em tabelas coisas como cultura, profissão, religião, e vão recebendo pontos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Runequest tem o cenário mais mitologicamente focado que já vi. Uma lógica de funcionamento mitológica coerente, com clima de Era do Bronze e Antiguidade (cavalos são raros, combates são com lanças e escudos, espadas curtas, musicas de sopro estilo celtas e tambores, armas de bronze ou ferro, roupas da antiguidade, etc.), temos um cenário que põe o "fantastico" de volta na fantasia. A forma mais prática de conhecer é, como disse no começo, jogar "King of Dragon Pass" pra PC. É um jogo não tão grande, facil de achar. Ou então ler alguns reviews pela net. Bom, é isso. É uma pena que ninguem aqui parece conhecer, é um cenário lindo.
     
    Última edição: 11 Jun 2007
  6. Taverneiro

    Taverneiro Old school

    Lembrando que a nova edição do RuneQuest tbm é open game. O SRD dele tah nesse link:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O link é longo mesmo, mas nao é virus! Procurem na seção "Free Downloads" no tópico "RuneQuest - Main Rulebook" e vcs encontrarão o SRD. Quem curtir, divirta-se.
     
  7. Armitage

    Armitage Usuário

    Essa eu não sabia. Interessante.

    Mas achei as regras um tanto complexas, lembra GURPS e D&D. Não tenho mais culhão pra aprender um novo sistema cheio de detalhes. Acho que se fosse jogar hoje utilizaria apenas o cenário, com o sistema FATE ou UA.

    EDIT: botei um quadrinho novo com runas ali em cima.
     
    Última edição: 11 Jun 2007
  8. Saiffyros

    Saiffyros Usuário

    Legal, gosto muito dos seus posts sobre cenários não muito conhecidos aqui no Brasil. Depois que li seu tópico sobre UA passei a procurar material sobre o cenário. Se tiver mais algum que ache que vale a pena conhecer passe pra gente.
     
  9. Armitage

    Armitage Usuário

    Que bom que você curtiu Saiffyros! :D
     
  10. Taverneiro

    Taverneiro Old school

    Como qualquer RPG escrito no final de 70/ começo de 80, RuneQuest é um daqueles RPGs com regras e tabelas infinitas, eles até que SIMPLIFICARAM nessa nova edição.

    Pow, nunca jogaram RuneQuest? Ele SEMPRE foi complicado (nao tanto qto Rolemaster ou MERP, mas tava quase lá XD)

    Ékumel: Empire of the Petal Throne (site oficial:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    )

    se achar em algum canto, LEIA... é MUITO fohda!
     
    Última edição: 13 Jun 2007
  11. Margrave

    Margrave Usuário

    Os herois matam monstros nesse cenario? OO
    E tem ficha para os monstros? OO


    ACHEI ISSO NO SITE DELES Òó

    na seção de downloads livres num livro chamado Book of Dragons:

    "The simplest adventure game is going into the dungeon, killing the monsters, and bringing back the treasure. Turn that monster into a dragon, and you've got a myth that has resonated through the centuries.

    The Book of Dragons is designed to be the definitive guide to using dragons in a game. It complements but does not require the Slayer's Guide to Dragons and Encyclopedia Arcane: Dragon Magic. "


    Eles estão propondo um HACK AND SLASH!!! Acuda Greenpeace! Acuda!!

    E esses livros "Slayer's Guide to Dragons and Encyclopedia Arcane: Dragon Magic." isso parece Gamista!!!


    E PIORA!
    No suplemento legendary heroes:

    "There are rules for mass combat, allowing them to lead entire armies to war, and new legendary abilities (such as Hail of Woe and Storm of 1,000 Blows) that will give them almost supernatural skills. Rune Magic is expanded with a new spell list to take advantage of higher skill use and, if that is just not enough for your character, finally, the book is rounded off with a bestiary containing adversaries worthy of your party."

    PARECE SUPLEMENTO DE D20!!! òÓ

    finally, the book is rounded off with a bestiary containing adversaries worthy of your party."

    Destaque nessa parte... Os monstros são ADVERSARIOS.... OO
     
    Última edição: 13 Jun 2007
  12. Armitage

    Armitage Usuário

    Que isso gente? Invasão de tópico! Prendam esse figura! :lol:


    Margrave isso aí não tem NADA A VER com Runequest-Glorantha e nem com o tópico. Isso aí é um suplemento pra D20 (tem até o logo do D20 na capa, veja:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ). Tá louco cara?
     
    Última edição: 13 Jun 2007
  13. Margrave

    Margrave Usuário

    OS MONSTROS SÃO ADVERSARIO! Òó

    Tem diversos bestiarios nesse jogo!!! òó

    but one thing remains a constant for all adventurers: they will all come face to face with monsters of every description. Within these pages is a host of creatures to populate any RuneQuest setting.


    =O

    O RUNEQUEST MONSTER NÃO TEM NADA VER COM RUNEQUEST!?

    Q MAGIA É ESSA ARMITAGE? Q magia é essa?!!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    informações tiradas dali ^^

    Trolls a guide to Uz:
    Link:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Ugly, brutish, malevolent and in service to dark powers: the uz of Glorantha have a bad reputation which is all too well deserved

    PERA ae! Dark Power? Trolls malvados? Runequest fazendo suplementos em D20? Parece até aquela coisa de elfo bonzinho versus orc malvado!

    O que é isso armitage? O que é isso?!

    OLHA O QUE EU ACHEI!

    MINIATURAS!
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    e Vejam DUCK ADVENTURES MINIATURES DA SÉRIE RUNEQUEST

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    será que tem o tio patinhas? OO

    A race cursed during the Great Darkness by the gods for not siding with them against the forces of Chaos, Ducks are a twisted and embittered people. Whether they were once human given a comedic form or birds cursed with flightlessness and intelligence is not known but they are rarely given high regard by other races...

    Uma raça de homens- patos amaldiçoada pelos poderes das trevas oO

    This box set contains 10 Duck Adventurers in a variety of roles, from bandit and warrior to ranger and priest.

    Ah tá, vem 10 miniaturas... ^^
    e bandit, warrior, ranger and priest
    NÃO tem nada a ver com Ladino, Guerreiro, Ranger e Clerigo!

    to vendo as diferenças ^^
     
    Última edição: 13 Jun 2007
  14. Armitage

    Armitage Usuário

    Cara o cenário do tópico se chama "Glorantha" , Runequest é apenas o sistema genérico.

    O cenário de Glorantha com certeza tem sua fauna como qualquer outro. Mas você não vai encontrar uma Medusa, Esfinge, Mantícora, ou Fafnir sequer... e nem monstros "do bem", e monstros "do Mal".

    Isso é coisa de D&D. :mrgreen:

    Sim, os Uz vieram do submundo para a superfície - são seres que representam as trevas, amaldiçoados por um evento passado. Mas são mais uma cultura alienígena para a sociedade com sua própria agenda, bem diferente do conceito de "Bem vs Mal" de D&D.

    E vê se para com essa campanha difamatória, seu mané. Senão vou *declarar guerra* de novo. :mrgreen:
     
    Última edição: 13 Jun 2007
  15. Margrave

    Margrave Usuário

    E OS DUCK ADVENTURES?

    Po tava mó animado com o Tio Patinhas de runequest... =(

    Mas o cenario de Runequest não é de Runequest!?

    e os produtos de Runequest não são de Runequest!?

    E a classe Tief, Bandit, Priest, Ranger and Warrior (q não tem nada a ver com Ladino, Ranger, Clerigo, Ranger e Guerreiro) de Runeques Não são de Runequest!?


    DUCK ADVENTURES
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Só pra quem não sabe ingles é aventureiros- patos ^^

    A race cursed during the Great Darkness by the gods for not siding with them against the forces of Chaos, Ducks are a twisted and embittered people.

    Uma raça amaldiçoada pelos deuses negros para não se aliarem ás forças do Caos, Os Patos são um povo distorcido e cheios de rancor.

    Po, vo fazer um Tio Patinhas maligno! Demorô!!!

    they were once human given a comedic form or birds cursed with flightlessness and intelligence

    Ah... mó parada psicologica, meu Tio Patinhas foi humano um dia... FODA!

    Maluco, o pessoal no meu msn tá até reclamando q eu nem respondo, mas esse jogo é uma caixa de tesouros, não paro de ler, olha aqui:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Players Guide ( Que não tem nada a ver com o Players Guide do D&D)

    With its rich background, varying levels of fantastic and realistic mixed liberally with heroism and villainy

    Com um rico backgroun (sei...) variando entre leveis de fantasia e realismo (esse realismo são os homens-pato) misturados com heroismo e vilania

    Heroismo? Vilania?
    Parece até coisa de D&D isso?!! oo
     
    Última edição: 13 Jun 2007
  16. Armitage

    Armitage Usuário

    Runequest é o *sistema*, que tem vários cenários lançados. Glorantha é um deles. O sistema Runequest não tem "classes" nem "níveis". Ou seja, nada de Ranger, Warrior, etc. Talvez isso seja usado num jogo antido de guerra de tabuleiros do qual Runequest é derivado ( não lembro o nome do jogo). Os ducks são uma raça jogável, assim como os Uz (trolls), Aldryami (elfos), etc.

    Em que mais posso te ajudar?



    EDIT: Correção - Glorantha tem uma parcela de criaturas "míticas", trazidas do plano dos mitos do além-véu, pelos místicos do Empire of Wyrms, como explicado aqui (ao menos tem-se uma explicação né :mrgreen: ):
     
    Última edição: 13 Jun 2007
  17. Margrave

    Margrave Usuário


    Mas os Uz vieram de outro mundo como os Ilitides? Ou como os Tana'ri? Ou como os Baatezu? Ou como os Yuguloth?

    Eles são amaldiçoados como os Fenris? Ou como os Liches? Ou como as mumias? Ou como os Beholders (lords of madness version)

    Esses deuses das trevas são comos os deuses das trevas do D&D

    "Para não, não para, não para não! (8)"

    Po Armitage, tu tá me ajudando velho, to rindo pacas aqui! Me amarrei nos Patos vou usar eles na minha campanha, os homens patos encontrados no além-veu!
    Esse além veu parece com os planos de D&D?


    DETALHE CURIOSO

    porra, eu tava procurando outro cenario além desse Gororoba ae de homens patos, e acabei me deparando com velho conhecido BEM melhor que o Gororobas

    LANKHMAR!
    Um dos primeiros cenarios da primeira edição do JOGO DUNGEONS DRAGONS


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição: 13 Jun 2007
  18. Armitage

    Armitage Usuário

    Bom, se compararmos Glorantha com Forgotten Realms, Glorantha é bem mais "mitologicamente-coerente", basta ver seu conceito de "magia", o conceito de "heroquest", etc, etc, (basta ler os posts anteriores).

    Aliás, o autor Stafford se baseou nas obras de um dos maiores estudiosos de mitologia moderno, Joseph Campbell ("The Hero of a thousand faces" e "The Hero Quest of Mythology), principalmente no seu conceito de "monomito" (que é basicamente o que os God-Learners fizeram ao identificar os diferentes arquétipos mitologicos dentre as diversas culturas, e lançar todo um sistema de runas baseado nisso, que séculos depois vai se difundir e ser a base do poder da 3º Era. Sem contar o conceito de Hero-Questing.)


    Edit:
    Mais ou menos. Sao planos divididos por aspecto - o divino, o espiritual, o mitico, etc. Os planos de D&D são divididos por Alignments né, segundo Planescape?

    Mais ou menos também. Estão mais para a personificacão de "Trevas" do que de "Mal". Tem propriedade relativas a esconder/segredo (que é caracteristica da ideia de Trevas), etc. Mas tem algo coisa em comum sim.

    Que bom que está gostando. Eu acho os patos a coisa mais escrota do cenário, mas até que têm uma historia interessante por trás.

    Pois é, saiu pro sistema Runequest também. Veja você... um cenário que pode ser jogado "Gamisticamente" ou "Simulacionisticamente". Cool.
     
    Última edição: 13 Jun 2007
  19. Margrave

    Margrave Usuário

    Joseph Campbell era um GRANDE fã da primeira trilogia de Star Wars, inclusive Star Wars foi feito inspirado no livro o "Heroi de mil faces" Muito bom alias

    Mas como o Armitage disse, Star Wars é preto e branco (literalmente) bem e mal portanto seu argumento é falho

    Joseph Campbell elogiou os trabalhos de Tolkien inclusive (e muito!) mas no seu post vc diz q este jogo está para Elric (o que é engraçado pq o romance Elric of Melinboné trabalha com conceitos sobre bem e mal, a unica diferença é que Elric é mal e sempre com sentimentos de dor, raiva e vingança

    TREVAS: discordia, malicia, destruição, orcs, trolls, alienigenas, cultos malignos, tentativas de tomar o mundo, vilania tem razão, eles são realmente diferentes do MAL

    Os planos do D&D são separados pelo divino, espiritual, regiões sem deuses, regiões perdidas, a cidade de Sygil, Arcadia a terra das fadas, os planos elementais, os palacios demoniacos, o abismo infernal, os lugares que ninguém conhece o grande nada e outros diversos planos INCLUSIVE fica bem claro que eles não tem limites o mestre pode inventar que plano quiser sem se perder com alinhamentos

    Os homens- patos são interessantes: Julguem por si só

    Pois é, não se criar o mundo dos homens patos, eles também pegam o lixo q o D&D não quer

    ___________
    With its rich background, varying levels of fantastic and realistic mixed liberally with heroism and villainy

    HEROISMO E VILANIA
    Bem e mal? NÃO! NADA a ver!
    Po third age, second age, conheço um autor q falava disso, ah... mas ele é um autor que escrevia sobre "elfos bonzinhos" e "orcs malvados" NADA comparado a HOMENS-PATO malvados

    Mas ainda não esqueci de uma coisa, essa eu ri demais:
    Aventureiros homens pato miniaturas!!
    Nas classes bandido, ranger, padre e guerreiro
    (Nada a ver com ladino, ranger (mesmo nome, mas nada a ver), clerigo e guerreiro

    E esse cenario tem elfos... e ORCS, e pelo que eu vejo os elfos não servem os DARK GODS DAS TREVAS (Q NÃO SÃO DO MAL) mas os orcs e troll servem OS DARK GODS DAS TREVAS (Q NÃO SÃO DO MAL)
     
    Última edição: 13 Jun 2007
  20. Armitage

    Armitage Usuário

    Que isso amigão, eu NUNCA disse que Star Wars é preto-e-branco. Eu sou fã de Star Wars. :D Quanto ao Elric, é que ele parece mais "humano" que a norma, com motivações, frustrações, etc.

    Olha que legal, essa é uma ilustração da Cosmologia dos planos de Glorantha (chamados "mundos" e não planos) :

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Se você reparar, os planos míticos - os planos dos deuses, são os planos das Eras primordiais do universo, onde os mitos estão(são os mais inferiores no desenho). Os heróis, através das "Heroquests" viajam para estes planos para interagir com os mitos. Outra coisa, o Underworld (uma espécie de inferno), é literalmente "embaixo da terra" - se um aventureiro pular numa cratera profunda o suficiente, ele cai no Underworld.

    Isso reforça o que eu falei lá atrás - o mundo é regido por leis Míticas, e não físicas.

    EDIT: Olha que legal o que o Underworld realmente é:

    EDIT2: Gozado, eu pensava que a cosmologia do D&D era aquela apresentada em Planescape - a Grande Roda (the Great Wheel) , dividida entre Bem (arcadia?) vs Mal (Sete infernos?), e Caos(Limbo) vs Ordem(Mecanus). Mudou é?
     
    Última edição: 13 Jun 2007

Compartilhar