1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Runas

Tópico em 'Idiomas Tolkienianos' iniciado por Smuggler, 20 Jun 2004.

  1. Smuggler

    Smuggler Usuário

    E ae galera! Eu estava pretando atenção nas runas presente na capa e no início do livro O Hobbit e queria saber se estas são as mesmas presentes em O Senhor dos Anéis, pois não tenho muito conhecimento a respeito disto.Bom, também queria saber se existe algum método para alguma dessas runas, assim como Tengwar.Até mais!
     
  2. Almarë!
    As runas presentes em O Hobbit eram usadas pelos povos da Bretanha antigamente (acho que é isso), no prefácio do livro Tolkien diz que era uma forma encontrada por ele para "traduzir" as runas usadas pelos anões .... já as runas do SdA são as Angerthas, um sistema de escrita criado por Tolkien em seus livros. :D
     
  3. Sra. Lórien

    Sra. Lórien Usuário

    Runas existem ou existiram ou apenas fazem parte dos livros de ficção ???

    Já tinha lido sobre runas antigas nos livros de JK Rowling e gostaria de satisfazer essa curiosidade.

    Será que temos um especialista em Runas no fórum ??? :mrgreen:
     
  4. Lingwilóke

    Lingwilóke Usuário

    As runas se tratam duma escrita que foi empregada pelos povos germânicos antes da sua conversão ao Cristianismo, quando tomaram emprestado a escrita romana. Não apresenta traços muito próprios, parece claramente uma mistura dos alfabetos grego e latino às condições que tinham, e aí está a razão por que o traçado das runas é torto, pois sem papel, a matéria mais servível era as cascas das árvores ou madeira, cujos sulcos poderiam confundir-se com linhas retas, tão características das letras maiúsculas gregas e romanas.
    Antes de que alguém se levante e diga que os celtas também escreviam em runas, fique claro que durante Antiguidade na Europa havia muitas e várias tribos célticas com graus de desenvolvimento cultural diferentes, no tempo e no espaço. Conhecemos palavras de falares célticos através da dominação romana e dum sistema de escrita atrasado que se chama ogâmico.
    Há quem acredite que as gentes que faziam uso das runas punham-lhes detrás um poder sobrenatural. Não me estranha que tenham adquirido tal valor, já que se usavam numa época em que a erudição (não muito abundante) se restringia àqueles que lidavam com as crenças. A linguagem sempre foi um instrumento de jugo.
     
  5. Sra. Lórien

    Sra. Lórien Usuário

    Poxa que interessante !
    Será que Tolkien realmente tem conhecimento sobre Runas?
    Se tiver ele é mesmo um sábio. :wink:
     
  6. bom para descobrir o que está escrito é só pegar o mapa de caracteres que tem nos apêndices e ir fazendo
     
  7. Shadowrunner

    Shadowrunner Usuário

    Mas então as runas de Tolkien e as runas germânicas não são as mesmas? Se não são, são bem parecidas....

    Acho que você quis dizer era, não é? :wink:
     
  8. Gollum_SDA

    Gollum_SDA Usuário

    Mas se traduzirmos as runas dos livros para as letras que que nós escrevemos, as runas vão estar em inglês?
     
  9. Shadowrunner

    Shadowrunner Usuário

    Se for passar as runas para nosso alfabeto, não importa em que lingua está escrita, pois cada runa corresponde a uma letra de nosso alfabeto.
     
  10. Slicer

    Slicer Não estava vivo no Dilúvio, mas pisei na lama.

    Antes fosse tão fácil Shadowrunner!
    Por algum motivo, que só Eru deve saber, eu tenho estudado um pouco sobre runas no meu tempo livre. Dê uma olhada nesse site:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Só uma olhada rápida mostra que aquela tabela com cinquenta e oito caracteres nos apêndices d'O Senhor dos Anéis tem valores bem diferentes das runas FUTHARK, não importa em que língua tivesse utilizado as runas germânicas em qualquer época. Tolkien seguiu uma ordem que, para os elfos, seria lógica: A runa 1 até a runa 7 é um grupo de fonemas (os bi-labiais), enquanto as runas 8 a 12 são outro grupo (os fonemas dentais) e assim por diante.
    Tolkien resolveu utilizar também uma referência visual, que não é novidade para quem estudou tengwar. Tomando como base a runa germânica correspondente ao W, que é parecida com a nossa letra latina P, ele a utilizou para que correspondesse ao fonema "P". Adicionando uma "perna" à runa, temos a versão sonora dessa oclusiva, o "B". Invertendo a runa utilizada para a oclusiva surda "P", temos então a fricativa surda labio-dental "F" e, por fim, invertendo a runa utilizada para o fonema "B", temos o "V", que é a fricativa labio-dental sonora. Mais ou menos o que ele fez quando inventou os Tengwar. Para quem conhece o MTP, o conceito é o mesmo.
    Interessante notar que a runa que Tolkien utilizou para o B é, na verdade, a runa utilizada para o R. Enquanto o P não parecia o P no FUTHARK (parecendo mais um "abre-colchetes" com as pontas tortas), a runa equivalente ao fonema "R" parecia muito com o R latino.

    Mas bem, para chegar no ponto onde eu estou enrolando para chegar, a correspondência não é tão certa entre runa e letra, porque nós não estamos utilizando um método ardiloso de confundir inimigos, escrevendo em sistemas estranhos para não sermos compreendidos. Nesses casos sim, existe uma correspondência entre runa (ou seja lá o quê) e letra.
    O que nós temos no caso das runas tolkienianas é correspondência entre runa e fonema! O TH de thing (surdo) é bem diferente do TH de that (sonoro), por isso existem duas runas diferentes para tais fonemas. Mesma coisa com o G de "gibi" (fricativo) é diferente do G de "gato" (oclusivo), por isso no MTP se escrevem com tengwar diferentes.
    Mas aí é que vem algo muito importante! Enquanto tanto o inglês quanto o português possuem esses fonemas do G em comum, o TH só existe no inglês. E é aí que entra a importância de que um alfabeto não seja uma "ponte" para o outro, mas sim um sistema completamente independente, onde cada caractere corresponda a um fonema, e não a um caractere de outro sistema. Neste ponto Tolkien foi bem sucedido ao escrever as runas do mapa d'O Hobbit e as inscrições do cabeçalho e do rodapé da folha de rosto d'O Senhor dos Anéis. Mas para nós, jovens brasileiros, é preciso que criemos um sistema de runas próprio para o português, o que não é tão difícil, dado o fato de que as runas ibéricas eram praticamente iguais às FUTHARK de qualquer jeito... O primeiro passo já foi tomado pelos próprios tradutores da já meio infame edição brasileira, o resto é com vocês se quiserem assumir a bronca :twisted:
     
  11. Shadowrunner

    Shadowrunner Usuário

    Tá certo, Slicer, tinha esquecido desse detalhe.... :oops:

    Mas nas runas é como no tengwar que as letras na sua maioria se corresponde ao nosso alfabeto, salvo algumas exceções foneticas (th,gu, etc)?

    Quando respondi tirei como base o tengwar, mas se não for lamento imensamente :oops:

    []´s
     
  12. Slicer

    Slicer Não estava vivo no Dilúvio, mas pisei na lama.

    O tengwar é a mesma base que o que eu descrevi para as runas. Em ambos os casos o melhor é considerar os fonemas ao invés das letras (caracteres.
    E não precisa ficar envergonhado, você pôs a sua opinião, o fato de eu ter tido muito tempo livre nos últimos anos para me preocupar com esses detalhezinhos não tira o seu mérito de estudante! :mrgreen:
     

Compartilhar