1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

RPGs com temas MADUROS...

Tópico em 'RPG' iniciado por Armitage, 2 Jun 2007.

  1. Armitage

    Armitage Usuário

    Só por curiosidade, todo mundo aí só curte o bom e velho "hack-slash" (isso todo mundo curte, alguns só não admitem), ou já rolaram temas mais "maduros" nos jogos da galera ?

    Alguem aí já abordou temas mais "maduros" em RPGs ? Quais jogos existem que poderiam ser considerados "maduros" ?
     
  2. Sir Mordrain

    Sir Mordrain (Sããr Mórrdæïn)

    Que você considera por temas "maduros"?
    Já joguei "recriações" de fatos históricos; campanhas com muito raciocínio...

    Tudo em D&D, claro.
     
  3. Arcanjo[SK]

    Arcanjo[SK] Spartan Supersoldier

    Eu curto jogos maduros, mas geralmente jogos assim tem que ser planejados direito e exige tempo.

    Mas depende doq vc chama de jogo maturo.
     
  4. Taverneiro

    Taverneiro Old school

    Jah joguei o cenário de George Owell, do romance 1984, onde os jogadores tentam inutilmente derrubar o grande irmão, sem dúvida um cenário de possibilidades bem amplas, o "avô" do gênero cyberpunk.

    Segunda guerra: a intenção era boa, transcorreu tudo bem nas primeiras aventuras mas... caímos na armadilha da falta de embasamento histórico: foi interessante pesquisar isso durante duas semanas, mas depois deixou de ser divertido, simples assim. E se não é divertido pra mim, entao não tem santo que me faça jogar.

    Medieval histórico: os jogadores sempre me perguntaram como seria um jogo do ponto de vista histórico da Idade Média. Foi uma aventura one-shot em torno de politicagens realeza/clero dentro de um feudo. Foi legal, mas definitivamente nao foi algo que julguei apropriado para mais de uma aventura.

    CSI, esse é o meu mais novo projeto: estou com uma aventura pronta para amanha (se der tudo certo). Estou escrevendo os personagens e demais informações do seriado num artigo/suplemento. Pra quem não sabe CSI é aquele seriado sobre investigação criminal do ponto de vista forencis.

    Quanto a preparação desse tipo de aventura, isso é relativo: acho que tem gente que gasta mais tempo montando dungeon do que narradores atrás de alguma fonte histórica. Em uma hora é tempo mais q suficiente para montar algo bem pensado, é só priorizar os fatos e narração, um sistema ágil (para criar personagens e rolagem de dados) tbm é muito util.
     
    Última edição: 2 Jun 2007
  5. Armitage

    Armitage Usuário

    Como vocês jogavam RPG aos 12 anos de idade e como jogam hoje? Mudou alguma coisa?

    No meu caso, acho que passei a me interessar por temas mais.. adultos.. se é que podemos chamar assim. Ainda preciso de alguma dose de fantasia em meus jogos (GURPS Serviço de Escritório não rola), mas com certeza explorar unicamente o tema "ficar poderoso" à la "mata, mata, lvl up!" não dá mais. Não que não ache legal isso, até acho, mas isso não pode ser mais o fim, tem que ser um meio.
     
  6. Arcanjo[SK]

    Arcanjo[SK] Spartan Supersoldier

    Posso dizer que acho q meu caso é parecido com o do Armitage. O tempo foi passando e fui amadurecendo, mudando e me interessando por coisas diferentes.


    Mas dependendo de como for, eu até conseguiria me divertir jogando "The Sims RPG", já narrar...

    Eu gostaria, por exemplo, participar de um jogo diferente, onde por exemplo, eu e os outros jogadores fossemos personagens cassados pelos nazistas na segunda guerra mundial (não necessariamente Judeus).
     
  7. Taverneiro

    Taverneiro Old school

    nunca fui ávido por poder, talvez pelo fato sde quase sempre mestrar. Como jogador sempre me interessei mais pela personalidade do personagem. O que mudou mto desde os 9 anos, sem duvida foi a fantasia medieval. Desde 1993 que eu crio um unico cenário de fantasia e olhando os diversos cadernos de anotações é possível ver como o cenário é um retrato medieval da minha mente.

    O problema é que fatalmente eu acabo cansando disso. Atualmente centro mais em aventuras de espionagem, investigação e ficção cientifica e cyberpunk. Vez ou outra a fantasia medieval aparece, mas nada se compara ao feeling de uns 10 anos atrás.

    mestrei muita coisa de segunda guerra ano passado. Os jogadores jah foram soldados aliados, judeus e até jornalistas britânicos.
     
  8. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Eu já tive a minha cota de RPGs maduros. Call of Cthulhu, Blue Planet, Wraith, Vampire, In Nomine... eu era o típico rato de livraria, se era underground e com tarja "proibido pra menores de 18 anos" eu levava. O Höl eu comprei sem nunca ter ouvido falar, só porque tinha o selo da Black Dog na capa.

    Hoje sou mais light. Não tenho saco pra grandes complexidades. Deixo elas pras minhas diligências do dia a dia. Quero mais é ópio pra relaxar.
     
  9. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    Definiu exatamente a minha situação. Já tive a faze de Vampiro, principalmente o Dark Age onda as campanhas eram bem sombrias e eu curtia. Hoje simplemente não dou conta, gosto de boas histórias e de descrições ricas dos lugares e ambientes por parte do mestre mas prefiro um enredo leve. Acho que quando voce começa a ter problemas "de adulto" fica mais difícil viver isso também nas mesas de RPG, pelo menos comigo foi assim.
     
  10. Thor_theOld

    Thor_theOld Banned

    Eu gosto de cenários medievais históricos, oferecem uma infinita gama de possibilidades. São divertidos, realistas, e coerentes historicamente. Eu amo história medieval, desde o séc. V até o XV. Ja joguei campanhas do período do renascimento, durante o séc. XV, na época do imperador Maximiliano I, avo de Carlos V (I da Espanha, V da Germania). Muito legal, tinha lasquentes, lanceiros suíços, caçadores suábios, as guerras hussitas, regiões infestadas de lobos, a peste bubonica vinda de paragens orientais, além dos mongóis, e da eterna luta entre russos e poloneses. Uma maravilha. Tinha outro cenário da China Tang, uma vasta lista de personagens reais, heróis, artes marciais, armas, o objetivo éra derrubar a dinastia, ou defende-la contra os rebeldes... =)
     
  11. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    Em que sistema voce joga nessas ambientações?
     
  12. Thor_theOld

    Thor_theOld Banned

    Quase sempre uso sistema D&D... =)
     

Compartilhar