• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Romantasia

Ana Lovejoy

Administrador
Hoje saiu uma matéria no Guardian sobre o assunto:


e achei que já estava na hora da Valinor ter um tópico sobre Romantasia. Eu tenho um problema para chamar de gênero porque assim como o YA é um termo criado pelo marketing para ajudar a fazer o livro chegar no público-alvo, não é exatamente algo novo: são livros de fantasia onde o romance tem mais espaço. Eu aposto que olhando para livros publicados anos atrás a gente consegue achar um monte que hoje em dia seria classificado como Romantasia. É como se em O Senhor dos Anéis a Arwen estivesse na comitiva e aí boa parte do trajeto fosse marcada por conflitos que dificultariam o felizes para sempre dela com o Aragorn.

Eu tenteeeeei ler a Sarah J. Mass que todo mundo diz ser a rainha da Romantasia, mas não rolou, achei um porre. E eu falo não com orgulho ("uiuiui, eu fujo do hype, sou hipsterzona"), mas com uma certa tristeza porque eu adoro esses surtos coletivos literários e infelizmente eu não estou fazendo parte dele. Meu último foi Torto Arado.

1706903651023.png

Enfim, voltando ao Romantasia. para ter ideia de como está ganhando espaço, agora em 2023 no prêmio do goodreads eles criaram uma categoria para livros do nicho - separada de romance e de fantasia (então sim, tinha uma categoria romance, uma fantasia e uma romantasia). E como tudo que vende muito, acaba virando uma coisa meio inescapável - uma hora você vai acabar ouvindo alguém falando de romantasia ou até mesmo com um livro de romantasia em mãos porque "estava todo mundo falando dele". Espero que não seja um da Sarah J. Mass. :loserdance:

Por isso, vou deixar algumas sugestões de livros que eu li e gostei para quem quiser conhecer (e abrindo espaço para quem leu algo e gostou compartilhar com a gente):

1706904225953.png
half a soul da olivia atwater eu acho que ainda não tem tradução no brasil, mas logo deve sair porque eu vejo muita gente do meio falando desse livro - não é possível que alguém não vai soprar no ouvido do chefe que tem que traduzir logo esse livro porque ele é muito delicinha. é meio romance de regência (pensa em bridgerton, mas sem sexo), misturado com conto de fadas (tem algo na história que lembrou bastante o jonathan strange and mr. norrell).

1706904423075.png
a serpente e as asas feitas de noite da carissa broadbent saiu pela suma no ano passado. VAMPIROS \o/ o primeiro livro é muito legal, o segundo dá uma caída. infelizmente romantasia herda do lado fantasia essa ideia de que as histórias precisam ser contadas em séries longas quando tem muita história que cabe num livro só. é justamente o problema de...

1706904554006.png
pássaro e serpente (aka pombinha e a mioca) da shelley mahurin que saiu pela galera aqui no brasil. primeiro livro é bem bom, mas aí quando você concluiu a leitura da trilogia fica lá pensando que podia ser um livro só (ou no máximo dois). a autora lançou um ano passado que se passa no mesmo universo mas tem... VAMPIROS \o/

1706904733180.png
divinos rivais da rebecca ross saiu pela globo alt e ufa, são só dois livros :lol: o primeiro é ótimo. o segundo ainda não ganhou tradução no brasil e eu recomendo esperar um tico antes de começar a ler o primeiro se você fica ansioso demais com cliffhangers e afins.

1706904933736.png
a far wilder magic da allison saft eu comentei hoje no tópico de lançamentos, saiu tradução agora no começo do ano. tem um tom parecido com o de divinos rivais, é romance histórico, mas é um momento do passado que a gente não consegue situar bem justamente porque é um mundo com regras diferentes por causa da magia.

1706904996213.png
belladonna da adalyn grace saiu pela plataforma 21 como BELLADONNA: O GOSTO DA MORTE e aí você vai ter que ignorar esse subtítulo com cara de tradução de título de filme dos anos 80 e confiar porque é uma história bem bacana e o interesse romântico da menina é a morte ("o" morte no caso).
 
Os livros da Maas não têm um quê de hot também? Ou estou confundindo com outra autora?

Eu não consigo me imaginar lendo nada disso aí. Mas consigo me imaginar escrevendo algo bem ruim no gênero pra surfar na onda. :dente: #brimks
 
Os livros da Maas não têm um quê de hot também? Ou estou confundindo com outra autora?

sim. mas nem todo romantasia tem hot, vide os que tendem para o lado YA.

Eu não consigo me imaginar lendo nada disso aí. Mas consigo me imaginar escrevendo algo bem ruim no gênero pra surfar na onda. :dente: #brimks

olha, como toda onda o negócio é aproveitar rápido. mais um ano o negócio fica saturado como foi com a febre de romances de vampiros e depois de romances distópicos e aí vem outra onda ocupar o lugar.

ou não. eu realmente estou curiosa sobre como vai progredir isso aí. tem umas coisas que estão meio fora da curva - a começar essa histeria envolvendo os livros da mass - fazia MUITO tempo que eu não via isso em proporção tão grande assim. aquele outro de dragão que eu também não vou ler (quarta asa? acho que é esse o nome), chegou a sumir das prateleiras lá nos EUA, pessoal desesperado para comprar não conseguia achar em lugar nenhum.
 
Ah, eu falo brincando sobre aproveitar ondas, mas na verdade, como isso é coisa mais pra frente e sem nenhum compromisso de dar em nada, vou seguir no meu intuito de fazer uma espécie de "e se hentais fossem romances", com uma pegada mais hardcore e explorando subgêneros como fantasia, sci-fi, terror, etc. Infelizmente, se eu fizer isso mesmo, nunca poderei compartilhar com vocês o resultado, porque é o tipo de coisa que só publicaria sob anonimato de um pseudônimo. E se alguém descobrir, nem adianta perguntar porque eu não confesso ser o responsável. :hihihi:
 
Ah, eu falo brincando sobre aproveitar ondas, mas na verdade, como isso é coisa mais pra frente e sem nenhum compromisso de dar em nada, vou seguir no meu intuito de fazer uma espécie de "e se hentais fossem romances", com uma pegada mais hardcore e explorando subgêneros como fantasia, sci-fi, terror, etc. Infelizmente, se eu fizer isso mesmo, nunca poderei compartilhar com vocês o resultado, porque é o tipo de coisa que só publicaria sob anonimato de um pseudônimo. E se alguém descobrir, nem adianta perguntar porque eu não confesso ser o responsável. :hihihi:

romantasia com tentáculos :squid:
 
Parece que o mercado está se fragmentando cada vez mais, criando cada vez mais categorias novas, ou classificações novas, ainda que estas sejam a fusão de duas outras.

Recentemente descobri que existe um "gênero" (?) chamado "enemies to lovers", i.e., geralmente romances adolescentes em que os personagens principais se odeiam mas que no final terminam juntos. Coisa que existe praticamente desde sempre na literatura e no cinema, agora virou uma classificação específica... talvez não oficial, mas ao menos na mente do público-alvo.

De quando em quando dou uma olhada na lista dos mais vendidos do PublishNews, e procuro os comentários dos livros na Amazon e no Skoob, e aí sempre tem "amei esse enemies to lovers" "enemies to lovers da melhor qualidade" etc.
 
Parece que o mercado está se fragmentando cada vez mais, criando cada vez mais categorias novas, ou classificações novas, ainda que estas sejam a fusão de duas outras.

como comentei no início, é um negócio que tem mais relação com marketing do que com literatura, a ideia é fazer o público encontrar o livro apropriado. eu vou dizer sem qualquer preconceito porque eu leio e gosto de livros assim, mas acho que é algo voltado mais aos livros com apelo comercial, não ao que lá fora chamam de literary fiction.

Recentemente descobri que existe um "gênero" (?) chamado "enemies to lovers", i.e., geralmente romances adolescentes em que os personagens principais se odeiam mas que no final terminam juntos. Coisa que existe praticamente desde sempre na literatura e no cinema, agora virou uma classificação específica... talvez não oficial, mas ao menos na mente do público-alvo.

De quando em quando dou uma olhada na lista dos mais vendidos do PublishNews, e procuro os comentários dos livros na Amazon e no Skoob, e aí sempre tem "amei esse enemies to lovers" "enemies to lovers da melhor qualidade" etc.

isso é um negócio que tem me preocupado, mas é quase assunto para outro tópico. o que eles categorizam como "enemies to lovers" é um trope, não um gênero. por coincidência um que aparece muito em romantasia. como você disse, é algo que sempre existiu, mas em algum momento começaram a organizar lista de eventos recorrentes em histórias e disso o pessoal da cultura pop absorveu alguns termos para falar dos livros que está lendo também.

"mas se sempre existiu, por que é que te preocupa?". bom, o problema é que eu tenho sentido que cada vez mais alguns livros parecem ser escritos ao redor de certos tropes, incluindo os que fazem sucesso como enemies to lovers. não é mais uma questão de escrever o livro e aí "opa, olha que coincidência, aqui tem inimigos que viram amantes". é uma questão de "vou escrever um livro onde os inimigos viram amantes e tem só uma cama e ele vai perguntar quem fez isso com você" etc.

tem livros que eu li nos últimos anos que passam a sensação de que o escritor tem uma jarrinha com tropes e ele vai sorteando e escrevendo a história, sabe? a ali hazelwood é uma que tenho certeza que tem uma jarrinha de tropes em casa (me divirto com os livros dela? sim. mas é uma comfort reading baseada na certeza que sei exatamente o que lerei porque os livros são todos os mesmos). ALIÁS, acho que essa inserção dos tropes na criação literária tem muito a ver com uma tendência recente do mercado editorial que é publicar escritores de fanfic (talvez o léxico chegou nas resenhas porque os autores se referem aos seus livros como se referiam às fanfics?).

de novo, vou repetir: eu não tenho preconceito nenhum, tem livro que eu leio e eu gosto bastante. mas essa "tropificação" vai criando umas amarras e umas tendências que acabam ficando meio repetitivas, o que me preocupa. tem um número limitado de livros baseados no kylo ren que você tem paciência para ler, e para onde você vai quando todos são assim?

e aí circulando de novo para o que estávamos falando sobre os resenhistas lá em outro tópico, o que acontece é que tem gente que tá achando que apontar flechinhas com alguns tropes é o mesmo que fazer resenha - todos os envolvidos vão se limitando, sabe? não só os escritores.

claro que ajuda o leitor a saber que é um livro que ele pode gostar (ou não. pessoalmente se eu vejo uma tag christian romance eu fujo para o outro lado, acho que é a única coisa nessa vida que eu me recuso a ler). mas aí quando o discurso sobre o livro é sempre só um OMG, EU AMEEEI, CINCO ESTRELAAAS, ENEMIES TO LOVERS TOPZERA!! a coisa toda vai ficando meio vazia, né? e não é por ser livro com apelo comercial que precisa necessariamente ser assim. :think:
 
Eu nunca li, nem vi a série, mas quando bati os olhos nesse termo pensei naquela Outlander - deve se enquadrar aqui, né? E aí o que vc falou, Ana, esse negócio não é de hoje - me surpreendi ao ver que o primeiro livro saiu em 1991 - só arrumam uma roupagem atraente pra coisa antiga...
 
Eu nunca li, nem vi a série, mas quando bati os olhos nesse termo pensei naquela Outlander - deve se enquadrar aqui, né? E aí o que vc falou, Ana, esse negócio não é de hoje - me surpreendi ao ver que o primeiro livro saiu em 1991 - só arrumam uma roupagem atraente pra coisa antiga...

exatamente. não é que a sarah j mass chegou quando tudo era mato. outlander tem exatamente os dois elementos (é fantasia, pois viagem no tempo através de pedras mágicas) e romance (porque se concentra principalmente no relacionamento da claire e do jamie). e ainda é histórico! acho que a discovery of witches também tem a mesma pegada. mas a discovery of witches tem a vantagem de ter vampiros.

eu:

1707001388389.png
 
Teve umas vezes que eu li vampiros com a voz do vernon dursley gritando "CORUJAS" :lol:
 
Quando eu li o título do tópico foi "Romantásia", mas depois que eu li a explicação foi "Romantasía".
harry potter magic GIF


Já até perguntei pra minha irmã se ela já ouviu falar, pois é a cara dela.

Mas eu achei essa classificação nova bem estilo os subgêneros de Rock/Metal que existem por aí. Não vejo muita necessidade de se classificar tão específico assim.
 
Hoje saiu uma matéria no Guardian sobre o assunto:


e achei que já estava na hora da Valinor ter um tópico sobre Romantasia. Eu tenho um problema para chamar de gênero porque assim como o YA é um termo criado pelo marketing para ajudar a fazer o livro chegar no público-alvo, não é exatamente algo novo: são livros de fantasia onde o romance tem mais espaço. Eu aposto que olhando para livros publicados anos atrás a gente consegue achar um monte que hoje em dia seria classificado como Romantasia. É como se em O Senhor dos Anéis a Arwen estivesse na comitiva e aí boa parte do trajeto fosse marcada por conflitos que dificultariam o felizes para sempre dela com o Aragorn.

Eu tenteeeeei ler a Sarah J. Mass que todo mundo diz ser a rainha da Romantasia, mas não rolou, achei um porre. E eu falo não com orgulho ("uiuiui, eu fujo do hype, sou hipsterzona"), mas com uma certa tristeza porque eu adoro esses surtos coletivos literários e infelizmente eu não estou fazendo parte dele. Meu último foi Torto Arado.


Enfim, voltando ao Romantasia. para ter ideia de como está ganhando espaço, agora em 2023 no prêmio do goodreads eles criaram uma categoria para livros do nicho - separada de romance e de fantasia (então sim, tinha uma categoria romance, uma fantasia e uma romantasia). E como tudo que vende muito, acaba virando uma coisa meio inescapável - uma hora você vai acabar ouvindo alguém falando de romantasia ou até mesmo com um livro de romantasia em mãos porque "estava todo mundo falando dele". Espero que não seja um da Sarah J. Mass. :loserdance:

Por isso, vou deixar algumas sugestões de livros que eu li e gostei para quem quiser conhecer (e abrindo espaço para quem leu algo e gostou compartilhar com a gente):

Ver anexo 98371
half a soul da olivia atwater eu acho que ainda não tem tradução no brasil, mas logo deve sair porque eu vejo muita gente do meio falando desse livro - não é possível que alguém não vai soprar no ouvido do chefe que tem que traduzir logo esse livro porque ele é muito delicinha. é meio romance de regência (pensa em bridgerton, mas sem sexo), misturado com conto de fadas (tem algo na história que lembrou bastante o jonathan strange and mr. norrell).

Ver anexo 98372
a serpente e as asas feitas de noite da carissa broadbent saiu pela suma no ano passado. VAMPIROS \o/ o primeiro livro é muito legal, o segundo dá uma caída. infelizmente romantasia herda do lado fantasia essa ideia de que as histórias precisam ser contadas em séries longas quando tem muita história que cabe num livro só. é justamente o problema de...

Ver anexo 98373
pássaro e serpente (aka pombinha e a mioca) da shelley mahurin que saiu pela galera aqui no brasil. primeiro livro é bem bom, mas aí quando você concluiu a leitura da trilogia fica lá pensando que podia ser um livro só (ou no máximo dois). a autora lançou um ano passado que se passa no mesmo universo mas tem... VAMPIROS \o/

Ver anexo 98374
divinos rivais da rebecca ross saiu pela globo alt e ufa, são só dois livros :lol: o primeiro é ótimo. o segundo ainda não ganhou tradução no brasil e eu recomendo esperar um tico antes de começar a ler o primeiro se você fica ansioso demais com cliffhangers e afins.

Ver anexo 98375
a far wilder magic da allison saft eu comentei hoje no tópico de lançamentos, saiu tradução agora no começo do ano. tem um tom parecido com o de divinos rivais, é romance histórico, mas é um momento do passado que a gente não consegue situar bem justamente porque é um mundo com regras diferentes por causa da magia.

Ver anexo 98376
belladonna da adalyn grace saiu pela plataforma 21 como BELLADONNA: O GOSTO DA MORTE e aí você vai ter que ignorar esse subtítulo com cara de tradução de título de filme dos anos 80 e confiar porque é uma história bem bacana e o interesse romântico da menina é a morte ("o" morte no caso).
Divinos Rivais e Pássaro e Serpente estão na minha lista!!! Vale mesmo a leitura? Eles estão aparecendo muito pra mim no insta e me deixou curiosa, mas sempre fico com o pé atrás quando o livro da muito em alta 😂
 
Divinos Rivais e Pássaro e Serpente estão na minha lista!!! Vale mesmo a leitura? Eles estão aparecendo muito pra mim no insta e me deixou curiosa, mas sempre fico com o pé atrás quando o livro da muito em alta 😂

eu gostei bastante dos dois, embora como eu comentei, eu ache que os dois pudessem ter um livro a menos (divinos rivais poderia ser um livro só, pássaro e serpente só dois). aí dá um pouco aquela sensação de repetição e da história se arrastar um pouco, mas nada que vá te fazer querer abandonar a leitura. são livros bem diferentes embora coloquem sempre nas mesmas categorias (YA, romantasia, enemies to lovers, etc.) - acho o divinos rivais mais melancólico e o pássaro e serpente mais agitado (inclusive o primeiro livro tem uns momentos hilários).
 
eu gostei bastante dos dois, embora como eu comentei, eu ache que os dois pudessem ter um livro a menos (divinos rivais poderia ser um livro só, pássaro e serpente só dois). aí dá um pouco aquela sensação de repetição e da história se arrastar um pouco, mas nada que vá te fazer querer abandonar a leitura. são livros bem diferentes embora coloquem sempre nas mesmas categorias (YA, romantasia, enemies to lovers, etc.) - acho o divinos rivais mais melancólico e o pássaro e serpente mais agitado (inclusive o primeiro livro tem uns momentos hilários).
É chato quando a autora enrola só para lançar continuações desnecessárias 😒, mas vou dar uma chance! 🙃 obrigada pelas dicas! Estou sempre atrás de boas indicações!
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.404,79
Termina em:
Back
Topo