1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Riget (1ª temporada)

Tópico em 'TV' iniciado por Siker, 18 Ago 2011.

  1. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Série dinamarquesa que apresenta um horror peculiar (ao estilo Von Trier) e um humor no minimo indiscritivel.
    O seriado tem 4 episódios de (mais ou menos) 1 hora e acompanha os acontecimentos em um hospital que foi construido num local onde certas forças (espíritos) influenciam a vida dos funcionários e pacientes do Kingdom Hospital. O texto abaixo explica melhor:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Não é uma série para qualquer um, não é uma produção hollywoodiana, e talvez nem seja também para quem não estiver familiarizado com as obras de Lars Von Trier.
    Para quem já viu, comente o que achou da produção, para mim foi dificil ver tudo mas aquele último episódio valeu muito a pena!
    :fantasma:
     
  2. Gin

    Gin Usuário

    Acho que todos deveriam conhecer produções não-hollywoodianas do gênero. A diferença é impressionante: tudo é um pouco mais inesperado!

    Por que exatamente foi difícil?
     
  3. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Porque em vários momentos ficou chato e nada de sobrenatural acontecia, nada chamava a atenção, mas acho que foi principalmente pela atuação bizarra que até agora não sei se fazia parte do humor ou sei lá o que. Só no quarto episódio eu consegui simpatizar melhor com todos os personagens, e os acontecimentos entre eles foi mostrado de forma mais dinâmica (porém não menos bizarra), ai sim pude apreciar, mas antes quase desisti de ver até o final.
    Séries americanas apresentam os personagens de forma mais "digerida", e Lars Von Trier tem o hábito de fazer suas obras a um nivel acima do normal, pensei que eu já tivesse me acostumado mas parece que não.
     

Compartilhar