1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Revólver de Tolkien da I Guerra Mundial será exposto na Inglaterra

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Administração Valinor, 5 Dez 2013.

  1. Administração Valinor

    Administração Valinor Administrador Colaborador

    O revólver Webley MK VI, que o segundo tenente John Ronald Reuel Tolkien usou na linha de frente durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), será exposto a partir deste mês no Museu Imperial de Guerra em Manchester, Inglaterra.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    O Museu Imperial de Guerra conta a história de pessoas que viveram, lutaram e morreram em conflitos envolvendo a Grã-Bretanha e a Commonwealth (Comunidade Britânica das Nações) desde a Primeira Guerra Mundial. O revólver usado por Tolkien é o primeiro artefato de uma exposição que marcará o centenário da guerra, que se realizará efetivamente no ano que vem.

    A arma, que era uma versão atualizada do Webley Mk V – o revólver padrão dos oficiais britânicos com a eclosão da Primeira Guerra Mundial – ficará exposta no principal espaço de exposições do Museu Imperial.

    Breve história de J. R. R. Tolkien na Primeira Guerra

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    O segundo tenente J.R.R. Tolkien


    Tolkien se formou na Universidade de Oxford em junho de 1915 e logo obteve um posto no exército britânico como segundo tenente. Em junho de 1916 foi enviado com o 11 º Batalhão “Lancashire Fusiliers” ao Norte da França. Tolkien lutou entre junho e novembro de 1916 no Somme, local de uma terrível batalha em que mais de um milhão de pessoas foram mortas. Devido às péssimas condições nos campos e trincheiras, lutando sob intenso fogo inimigo, Tolkien contraiu “febre de trincheira” e foi afastado da frente de batalha. Ele foi enviado para o hospital em Birmingham, West Midlands, onde permaneceu incapacitado pelo resto da guerra, e assim começou a escrever as primeiras versões de suas histórias da Terra-média, ou seja, textos que mais tarde fariam parte de O Silmarillion.

    Apesar de sua obra não ser alegórica (e Tolkien sempre fez questão de frisar isso), o próprio autor admitia que partes significativas de O Silmarillion e O Senhor dos Anéis deviam alguma coisa às suas traumáticas experiências durante a Grande Guerra.

    “As pessoas pensam sobre a Segunda Guerra Mundial, mas foi a Primeira Guerra Mundial que em grande medida deu forma a sua escrita”, disse John Garth, autor do livro “Tolkien and the Great War”. Garth afirma que o personagem principal de O Senhor dos Anéis, Frodo Bolseiro, pode verdadeiramente ser comparado com um jovem oficial e suas “experiências de guerra traumatizantes”. Do principal companheiro de Frodo em sua jornada até Mordor, por sua vez, Garth disse: “Tolkien disse nomeadamente que Samwise Gamgee era uma espécie de homenagem aos subalternos que ele havia conhecido na Primeira Guerra Mundial”.

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Heberus Stormblade

    Heberus Stormblade Paz e Amor

    Através da perspectiva da primeira foto pensei que a arma era pequenina, mas através da segunda dá para ver que é quase um trabuco.

    É interessante ler relatos destas referências e homenagens na qual Tolkien vivenciou e que resultaram no parir deste mundo que nos é tão caro.
     
  3. Anwel

    Anwel Nazgûl Cavaleiro

    Eu só penso no asco que esse tipo de coisa daria no Tolkien.
    Ele odiaria ver sua experiência órquica sendo exposta com orgulho.

    Tenho certeza que ele escreveria uma carta aos responsáveis pedindo pra exporem um rascunho do Silmarillion ou do Hobbit.
    Assim ele provaria que pode haver beleza mesmo num ambiente tão desagradável.
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  4. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Tolkien provou de todos os perigos pelos quais o homem poderia passar numa vida.
     

Compartilhar