1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Retrospectiva literária 2012

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Ana Lovejoy, 26 Dez 2012.

  1. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Vi
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    da Nina e achei a ideia bem legal, resolvi trazer para cá para fazermos algo parecido. Saindo um pouco da ideia das melhores leituras (que estamos colocando
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ), a proposta é de um balanço geral das nossas leituras durante o ano. Vou seguir o padrão do post da Nina, mas quem quiser adicionar ou retirar categoria fique à vontade.

    (Eu volto depois com os meus heheh)

    • Os livros que li em 2012:
    • O melhor casal literário:
    • Virei a noite lendo:
    • Soco no estômago:
    • Aquele em que chorei de soluçar:
    • A maior decepção do ano:
    • Não levava fé, e me surpreendi:
    • O mais chato:
    • Quase morri de rir:
    • Aventura, fantasia*:
    • Infantojuvenil*:
    • Biografia:
    • O mais esperado:


    Bate-bola de personagens:
    • Personagem masculino apaixonante:
    • Personagem feminina admirável:
    • Personagem mais chato:
    • Personagem mais perturbador:
    • Personagem que mais me identifiquei:


    O melhor livro que li em 2012:


    ___________
    * Separei Aventura, Fantasia de Infantojuvenil porque nem todo Infantojuvenil é aventura e fantasia e nem toda aventura e/ou fantasia é infantojuvenil :mrgreen:
     
    • Ótimo Ótimo x 3
    • Gostei! Gostei! x 2
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  2. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Os livros que li em 2012:


    JANEIRO

    1. Breves entrevistas com homens hediondos (David Foster Wallace)
    2. Como Shakespeare se tornou Shakespeare (Stephen Greenblatt)
    3. O livro dos esnobes (William Makepeace Thackeray)
    4. Do que eu falo quando eu falo de corrida (Haruki Murakami)
    5. O Menino do Pijama Listrado (John Boyne)
    6. Miss Peregrine's Home for Peculiar Children (Ransom Riggs) (kindle)

    FEVEREIRO

    7. Arte e Letra: Estórias O (Vários)
    8. Um Conto de Natal (Charles Dickens)
    9. Estrada Escura (Dennis Lehane)
    10. A Visit from the Goon Squad (Jennifer Egan) (kindle)
    11. A nova roupa do Imperador (Hans Christian Andersen)
    12. Os Gêmeos (Pauline Alphen)
    13. The Hunger Games (Suzanne Collins)(kindle)
    14. O caderno vermelho (Paul Auster)
    15. E Foram Todos Para Paris (Sérgio Augusto)
    16. Catching Fire (Suzanne Collins) (kindle)

    MARÇO

    17. Mockingjay (Suzanne Collins) (kindle)
    18. Abaixo as Verdades Sagradas (Harold Bloom)
    19. Vigor Mortis Comics (Biscaia, DW, Aguiar)
    20. O Psicopata Americano (Bret Easton Ellis)
    21. Contos de Lugares Distantes (Shaun Tan)
    22. Song of Kali (Dan Simmons) (kindle)
    23. A Máquina Diferencial (William Gibson e Bruce Sterling)

    ABRIL

    24. The perks of being a wallflower (Stephen Chbosky) (kindle)
    25. O horror de Dunwich (H.P. Lovecraft)
    26. O Retrato (Nicolai Gogol)
    27. Crash (J.G. Ballard)
    28. A Magia da Realidade (Richard Dawkins)
    29. Abraham Lincoln Caçador de Vampiros (Seth Grahame-Smith)
    30. The Walking Dead: A Ascensão do Governador (Robert Kirkman, Jay Bonansinga)
    31. Retrato de um Assassino (Patricia Cornwell)

    MAIO

    32. O filho de mil homens (Valter Hugo Mãe)
    33. As Virgens Suicidas (Jeffrey Eugenides)
    34. O Diabo e Sherlock Holmes (David Grann)
    35. Por isso a gente acabou (Daniel Handler)
    36. Wilson (Daniel Clowes)
    37. Zodíaco (Robert Graysmith)
    38. Talvez não tenha criança no céu (Davi Boaventura)
    39. Simon's Cat (Simon Tofield)

    JUNHO

    40. Bonsai (Alejandro Zambra)
    41. Revista Arte e Letra Estórias P (Vários)
    42. Dublinenses (James Joyce)
    43. Sonetos do amor obscuro E Divã do Tamarit (Federico García Lorca)
    44. O Circo da Noite (Erin Morgenstern)
    45. O Gato e o Diabo (James Joyce)
    46. Eu não sei ter (Marcelo Candido)


    JULHO

    47. Everyone's Reading Bastard (Nick Hornby) (kindle)
    48. O Horror Em Red Hook (H.P. Lovecraft)
    49. A Trama do Casamento (Jeffrey Eugenides)
    50. O Substituto (Brenna Yovanoff)
    51. Antologia Poetica (Carlos Drummond de Andrade)
    52. Fifty Shades of Grey (E.L. James) (kindle)

    AGOSTO

    53. Fifty Shades Darker (E.L. James) (kindle)
    54. Fifty Shades Freed (E.L. James) (kindle)
    55. Geração Subzero: 20 escritores congelados pela crítica mas adorados pelos leitores (Vários)
    56. Foco (Arthur Miller)
    57. Altas Literaturas (Leyla Perrone-Moisés)
    58. Histórias de Fantasmas (Charles Dickens)
    59. Degas Dança Desenho (Paul Valéry)

    SETEMBRO

    60. Serena (Ian McEwan)
    61. Portugal, 0 nº5 (valter hugo mãe)
    62. Poemas Escolhidos (Elizabeth Bishop)
    63. Foras da lei barulhentos, bolhas raivosas e algumas outras coisas que não são tão sinistras, quem sabe, dependendo de como você se sente quanto a lugares que somem, celulares extraviados, seres vindos do espaço, pais que desaparecem no Peru, um homem chamado Lars Farf e outra história que não conseguimos acabar, de modo que talvez você possa quebrar esse galho. (Vários)
    64. O espírito da prosa (Cristovão Tezza)
    65. As relações perigosas (Choderlos de Laclos)

    OUTUBRO

    66. Habibi (Craig Thompson)
    67. A culpa é das estrelas (John Green)
    68. Frufru Rataplã Dolores (Dalton Trevisan)
    69. Deixa ela entrar (John Ajvide Lindqvist)
    70. The Lover's Dictionary (David Levithan) (kindle)

    NOVEMBRO

    71. Poesia é não (Estrela Ruiz Leminski)
    72. Crescendo (Becca Fitzpatrick)
    73. O Torreão (Jennifer Egan)
    74. A brincadeira favorita (Leonard Cohen)
    75. Resposta Certa (David Nicholls)
    76. Deadlocked (Charlaine Harris) (kindle)
    77. Barba ensopada de sangue (Daniel Galera)
    78. Uivo (Allen Ginsberg/Eric Drooker)

    DEZEMBRO

    Enrolei um monte com a mulher de preto e depois de anos e anos este será o primeiro mês da minha vida em que eu não li nada (pelo menos não até o fim, heeh)


    O melhor casal literário: Valmont e Mertueil (ok, tecnicamente eles não são um casal, mas são definitivamente a melhor dupla ^^ ), de As relações perigosas (Choderlos de Laclos)

    Virei a noite lendo: Miss Peregrine's Home for Peculiar Children (Ransom Riggs)

    Soco no estômago: Mockingjay (Suzanne Collins)

    Aquele em que chorei de soluçar: A culpa é das estrelas (John Green) (não foi de soluçar, mas chorei pracaraleo)

    A maior decepção do ano: Foras da lei barulhentos, bolhas raivosas e algumas outras coisas que não são tão sinistras, quem sabe, dependendo de como você se sente quanto a lugares que somem, celulares extraviados, seres vindos do espaço, pais que desaparecem no Peru, um homem chamado Lars Farf e outra história que não conseguimos acabar, de modo que talvez você possa quebrar esse galho. (Vários) (que a Cosac poderia chamar simplesmente de "muito barulho por nada": textos que não eram inéditos, outros que eram para lá de sem graça, nunca imaginei que torceria o nariz para um livro com gente como o Gaiman e o Hornby no "elenco").

    Não levava fé, e me surpreendi: The perks of being a wallflower (Stephen Chbosky) (achei que seria um daqueles de colégio-amores-lembranças, sabe como?)

    O mais chato: Se eu falar Cinquenta Tons de Cinza vão me chamar de frígida aqui também?

    Quase morri de rir: Wilson (Daniel Clowes)

    Aventura, fantasia*: O Circo da Noite (Erin Morgenstern)

    Infantojuvenil*: Contos de Lugares Distantes (Shaun Tan)

    Biografia: Como Shakespeare se tornou Shakespeare (Stephen Greenblatt)

    O mais esperado: Poemas Escolhidos (Elizabeth Bishop) (E é uma tetéia de seleção, fica a dica para quem quiser conhecer a poesia da Bishop)



    Bate-bola de personagens:

    Personagem masculino apaixonante: Leonard Bankhead, de A Trama do Casamento (Jeffrey Eugenides)

    Personagem feminina admirável: Katniss XD~, da trilogia Hunger Games (Suzanne Collins)

    Personagem mais chato: Serena, de Serena (Ian McEwan) (mas tem razão de ser!! ><' )

    Personagem mais perturbador: Patrick Bateman, de O Psicopata Americano (Bret Easton Ellis)

    Personagem que mais me identifiquei: Min Green, de Por isso a gente acabou (Daniel Handler) (de boas que não me identifiquei muito com ninguém em livros este ano, mas a Min faz com que eu lembrasse da pentelha que eu era quando adolescente)



    O melhor livro que li em 2012: Serena (Ian McEwan)

    Bonus track:

    Melhor capa: Deixa ela entrar (John Ajvide Lindqvist)
    Vou guardar para meu filho ler: A Magia da Realidade (Richard Dawkins)
    Poesia: Antologia Poetica (Carlos Drummond de Andrade)
    Crítica literária: Altas Literaturas (Leyla Perrone-Moisés)
     
    • Ótimo Ótimo x 3
    • Gostei! Gostei! x 2
    • LOL LOL x 2
  3. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Não, isso é reservado pra Liv e pra mim. :lol:
     
    • LOL LOL x 2
  4. Cantona

    Cantona Tudo é História

    Os livros que li em 2012.

    Vou colocar desde a migração para a Valinor:

    O encontro marcado - Fernando Sabino
    Apologia da História ou o ofício de historiador - Marc Bloch
    O menino no espelho - Fernando Sabino
    Os sofrimentos do jovem Werther - Goethe
    O príncipe - Maquiavel
    Barba ensopada de sangue - Daniel Galera


    O melhor casal literário:

    Emilia e Julio (Bonsai - Alejandro Zambra)

    Virei a noite lendo:


    Os sofrimentos do jovem Werther (Goethe)

    Soco no estômago:

    Walden (Thoreau)

    Aquele em que chorei de soluçar:

    Chorar, nenhum. Mas sempre me emociono com O menino no espelho (Fernando Sabino)

    A maior decepção do ano:

    Meio intelectual, meio de esquerda (Antonio Prata) - salvo algumas poucas crônicas, a maioria é de um humor forçado.

    Não levava fé, e me surpreendi:

    Barba ensopada de sangue (Daniel Galera)

    O mais chato:

    Guia Politicamente Incorreto da América Latina (Duda Teixeira e Leandro Narloch) - livro escroto, do começo ao fim.

    Quase morri de rir:

    FEBEAPÁ 1, 2, 3 (Stanislaw Ponte Preta)

    Aventura, fantasia:

    Guerra dos Tronos (George R. R. Martin) - foi o único de fantasia que li, até por não ser meu tipo favorito de leitura, então...

    Infantojuvenil*:

    Nenhum.

    Biografia:

    Memórias (Gregório Bezerra)

    O mais esperado:

    Nenhum

    Bate-bola de personagens:

    Personagem masculino apaixonante: José Arcadio Buendía (Cem anos de solidão)
    Personagem feminina admirável: Olga (Triste fim de Policarpo Quaresma)
    Personagem mais chato: Sansa (Guerra dos Tronos)
    Personagem mais perturbador: Cassi Jones (Clara dos Anjos)
    Personagem que mais me identifiquei: Policarpo Quaresma (Triste fim de Policarpo Quaresma)

    O melhor livro que li em 2012:


    Triste fim de Policarpo Quaresma (Lima Barreto)

    Bonus track:

    Melhor capa: Bonsai (Alejandro Zambra)
    Vou guardar para meu filho ler: Triste fim de Policarpo Quaresma (Lima Barreto)
    Poesia: nenhum
    Crítica literária: nenhum
     
    • LOL LOL x 1
  5. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    • Os livros que li em 2012:
      1. Viagem -- Cecília Meireles.
      2. Vaga Música -- Cecília Meireles.
      3. Machado de Assis: Ficção e Utopia -- Massaud Moisés.
      4. Rei Lear -- Shakespeare, trad. Barbara Heliodora.
      5. Macbeth -- Shakespeare, trad. Geir Campos.
      6. A Tempestade -- Shakespeare, trad. Carlos Alberto Nunes.
      7. Sonho de uma noite de verão -- Shakespeare, trad. Carlos Alberto Nunes.
      8. Tartufo -- Molière, trad. Jenny Klabin Segall.
      9. Claro Enigma -- Carlos Drummond de Andrade.
      10. O Misantropo -- Molière, trad. Jenny Klabin Segall.
      11. O Mercador de Veneza -- Shakespeare, trad. Carlos Alberto Nunes.
      12. Antígone -- Sófocles, trad. Guilherme de Almeida.
      13. As Sabichonas -- Molière, trad. Jenny Klabin Segall.
      14. Escola de Mulheres -- Molière, trad. Jenny Klabin Segall.
      15. Fausto -- Marlowe, trad. A de Oliveira Cabral.
      16. Fausto Zero -- Goethe, trad. Christine Röhrig.
      17. Fedra -- Racine, trad. Jenny Klabin Segall.
      18. Ester -- Racine, trad. Jenny Klabin Segall.
      19. Tartufo -- Molière, trad. Guilherme Figueiredo.
      20. Antígone -- Sófocles, trad. Guilherme de Almeida.
      21. Hamlet -- Shakespeare, trad. Millôr Fernandes.
      22. Atália -- Racine, trad. Jenny Klabin Segall.
      23. Ifigênia -- Racine, trad. Ivo Bender.
      24. Fedra -- Racine, trad. Ivo Bender.
      25. Tebaida -- Racine, trad. Ivo Bender.
      26. Leonor de Mendonça -- Gonçalves Dias.
      27. Beatriz Cenci -- Gonçalves Dias.
      28. Patkull -- Gonçalves Dias.
      29. Boabdil -- Gonçalves Dias.
      30. A noiva de Messina -- Schiller, trad. Gonçalves Dias.
      31. Édipo Rei -- Sófocles, trad. Geir Campos.
      32. Flores das Flores do Mal -- Baudelaire, trad. Guilherme de Almeida.
      33. A Megera Domada -- Shakespeare, trad. Millôr Fernandes.
      34. A Vida É Sonho -- Calderón de La Barca, trad. Renata Pallottini.
      35. Cyrano de Bergerac -- Edmond Rostand, trad. Ferreira Gullar.
      36. Maria Stuart -- Schiller, trad. Manuel Bandeira.
      37. Fedra -- Racine, trad. Millôr Fernandes.
      38. A Santa Joana dos Matadouros -- Brecht, trad. Roberto Schwarz.
      39. As Artimanhas de Scapino -- Molière, trad. Carlos Drummond de Andrade.
      40. Escola de Maridos -- Molière, trad. Artur Azevedo.
      41. Os Dois Cavalheiros de Verona -- Shakespeare, trad. Paulo Mendes Campos.
      42. A Tempestade -- Shakespeare, trad. Geraldo Carneiro.
      43. Calabar -- Chico Buarque e Ruy Guerra.
      44. Rei Lear -- Shakespeare, trad. Jorge Wanderley.
      45. Rei João -- Shakespeare, trad. Carlos Alberto Nunes.
      46. Ricardo II -- Shakespeare, trad. Carlos Alberto Nunes.
      47. Os deuses de casaca -- Machado de Assis.
      48. Vestido de Noiva -- Nelson Rodrigues.
      49. Tu, só tu, puro amor -- Machado de Assis.
      50. Cyrano de Bergerac -- Edmond Rostand, trad. Ferreira Gullar.
      51. Não consultes médico -- Machado de Assis.
      52. Lição de Botânica -- Machado de Assis.
      53. Julius Caesar -- Shakespeare, ed. Roma Gill, Oxford School Shakespeare.
      54. Romeo and Juliet -- Shakespeare, ed. Roma Gill, Oxford School Shakespeare.
      55. As Alegres Matronas de Windsor -- Shakespeare, trad. Millôr Fernandes.
      56. As Eruditas -- Molière, trad. Millôr Fernandes.
      57. Auto de Mofina Mendes -- Gil Vicente.
      58. Desencantos -- Machado de Assis.
      59. O Caminho da Porta -- Machado de Assis.
      60. O Protocolo -- Machado de Assis.
      61. Quase Ministro -- Machado de Assis.
      62. Suplícios de uma mulher -- Girardin e Dumas Filho, trad. Machado de Assis.
      63. Cordélia e o Peregrino -- Vinicius de Moraes.
      64. Orfeu da Conceição -- Vinicius de Moraes.
      65. Procura-se uma rosa, I Ato -- Vinicius de Moraes.
      66. Don Juan ou O Convidado de Pedra -- Molière, trad. e adapt. Millôr Fernandes.
      67. As feras -- Vinicius de Moraes.
      68. Pobre menina rica (e etc) -- Vinicius de Moraes.
      69. A mulher sem pecado -- Nelson Rodrigues.
      70. Valsa nº 6 -- Nelson Rodrigues.
      71. Viúva, porém honesta -- Nelson Rodrigues.
      72. Rei Lear -- Shakespeare, trad. Millôr Fernandes.
      73. Anti-Nelson Rodrigues -- Nelson Rodrigues.
      74. José -- Carlos Drummond de Andrade.
      75. Cyrano de Bergarac -- Edmond Rostand, trad. Carlos Porto Carreiro.
      76. D. Gil das Calças Verdes -- Tirso de Molina, trad. Afonso Félix de Souza.
      77. Cid -- Corneille, trad. Jenny Klabin Segall.
      78. Horácio -- Corneille, trad. Jenny Klabin Segall.
      79. História concisa do teatro brasileiro -- Décio de Almeida Prado.
      80. História e Efemérides do Teatro Brasileiro -- Procópio Ferreira.
      81. Luxo e Vaidade -- Joaquim Manuel de Macedo.
      82. O Primo da Califórnia -- Joaquim Manuel de Macedo.
      83. Amor e Pátria -- Joaquim Manuel de Macedo.
      84. A Torre em Concurso -- Joaquim Manuel de Macedo.
      85. O Cego -- Joaquim Manuel de Macedo.
      86. Drummond -- Jerônimo Teixeira.
      87. A Moratória -- Jorge Andrade.
      88. Deus lhe pague -- Joracy Camargo.
      89. Um Inimigo do Povo -- Ibsen, trad. Vidal de Oliveira.
      90. Contos -- Machado de Assis, ed. Massaud Moisés.
      91. O Alienista -- Machado de Assis.
      92. No caminho de Swann -- Marcel Proust, trad. Mario Quintana.
      93. Uma criatura dócil -- Dostoiévski, trad. Fátima Bianchi.
      94. Um Amor de Swann -- Marcel Proust, trad. Celina Portocarrero.
      95. A Pessoa em Questão -- Vladimir Nabokov, trad. Sérgio Flaksman.
      96. A Criação Literária -- Poesia, Massaud Moisés.
      97. A Criação Literária -- Prosa, Massaud Moisés.
      98. S. Bernardo -- Graciliano Ramos.
      99. Angústia -- Graciliano Ramos.
      100. Cyrano de Bergerac -- Edmond Rostand, trad. Ferreira Gullar.
      101. Laços de Família -- Clarice Lispector.
      102. Laços de Família -- Clarice Lispector.
      103. Livro de Sonetos -- Vinicius de Moraes.
      104. Lira dos Cinquent'anos -- Manuel Bandeira.
      105. Sonetos Completos -- Guilherme de Almeida.
      106. Sonetos Completos -- Antero de Quental.
      107. Claro Enigma -- Carlos Drummond de Andrade.
      108. Sonetos -- Luís de Camões.
      109. Cem Sonetos de Amor -- Pablo Neruda, trad. Carlos Carpinejar.
      110. Obra Poética Completa -- Federico García Lorca, trad. William Angel de Mello.
      111. A Vida Passada a Limpo -- Carlos Drummond de Andrade.
      112. Livro das Perguntas -- Pablo Neruda, trad. Ferreira Gullar.
      113. Messidor -- Guilherme de Almeida.
      114. Literatura Comentada: Guilherme de Almeida -- Frederico Ozanam.
      115. Literatura Comentada: Carlos Drummond -- Rita de Cássia Barbosa.
      116. A Cinza das Horas -- Manuel Bandeira.
      117. Rubaiyat -- Omar Khayyam, trad. Manuel Bandeira.
      118. Poemas Traduzidos -- Vários, trad. Manuel Bandeira.
      119. Drummond -- Jerônimo Teixeira.
      120. As Impurezas do Branco -- Carlos Drummond.
      121. Antologia Poética -- Carlos Drummond.
      122. Macau -- Paulo Henriques Britto.
      123. Poemas -- Rainer Maria Rilke, trad. José Paulo Paes.
      124. Otelo -- Shakespeare, trad. Onestaldo de Pennafort.
      125. Íntima Parábola -- Afonso Félix de Sousa.
      126. Julius Caesar -- Shakespeare, ed. Marvin Spevack, Cambridge Shakespeare.
      127. Chamados e Escolhidos -- Afonso Félix de Sousa.
      128. Broquéis -- Cruz e Souza.
      129. Poesias -- Olavo Bilac.
      130. Estrela da Vida Inteira -- Manuel Bandeira.
      131. Lira dos Vinte Anos -- Álvares de Azevedo.
      132. 50 Poemas Escolhidos pelo Autor -- Manuel Bandeira.
      133. Poemas religiosos e alguns libertinos -- Manuel Bandeira.
      134. Antologia da Poesia Parnasiana -- Vários, org. Péricles Eugênio da Silva Ramos.
      135. Poesia Grega e Latina -- Vários, trad. Péricles Eugênio da Silva Ramos.
      136. Poemas -- Konstantinos Kaváfis, trad. José Paulo Paes.
      137. A Luta Corporal -- Ferreira Gullar.
      138. Argumentação contra a morte da arte -- Ferreira Gullar.
      139. Obra Completa -- Murilo Rubião.
      140. Poesia -- Machado de Assis, org. Péricles Eugênio da Silva Ramos.
      141. Sonetos a Orfeu e Elegias de Duíno -- Rainer Maria Rilke, trad. Karlos Rischbieter e Paulo Garfünkel.
      142. Coisas e Anjos em Rilke -- Rainer Maria Rilke, trad. Augusto de Campos.
      143. 60 Poemas -- Konstantinos Kaváfis, trad. Trajano Vieira.
      144. Laços de Família -- Clarice Lispector.
      145. A Luta Corporal -- Ferreira Gullar.
      146. Elegias de Duíno -- Rainer Maria Rilke, trad. Dora Ferreira da Silva.
      147. Fernando Pessoa e Omar Khayyam: o Ruba'iyat na Poesia Portuguesa do século XX -- Márcia Manir Miguel Feitosa.
      148. Senhor, é tempo -- Rainer Maria Rilke, trad. Karlos Rischbieter.
      149. Cartas a um jovem poeta e Canção de Amor e de Morte do Porta-Estandarte Cristóvão Rilke -- Rainer Maria Rilke, trad. Paulo Ronái e Cecília Meireles.
      150. Poesias Escolhidas -- Sá de Miranda, ed. Rodrigues Lapa.
      151. Eu e outras poesias -- Augusto dos Anjos, ed. Ferreira Gullar.
      152. Poemas e Cartas a um Jovem Poetas -- Rainer Maria Rilke, trad. Geir Campos e Fernando Jorge.
      153. Jardins -- Rainer Maria Rilke, trad. Fernando Santoro.
      154. Ou Isto ou Aquilo -- Cecília Meireles.
      155. Residência na Terra I -- Pablo Neruda, trad. Paulo Mendes Campos.
      156. Residência na Terra II -- Pablo Neruda, trad. Paulo Mendes Campos.
      157. Livro de Sonetos -- Vinicius de Moraes.
      158. Hopkins: a Beleza Difícil -- Gerard Manley Hopkins, trad. Augusto de Campos.
      159. Senhor, é tempo -- Rainer Maria Rilke, trad. Karlos Rischbieter.
      160. Selected Poems (1909-1962) -- T. S. Eliot.
      161. 80 Anos de Poesia -- Mario Quintana.
      162. A Rosa do Povo -- Carlos Drummond de Andrade.
      163. Morte e Vida Severina e Outros Poemas -- João Cabral de Melo Neto.
      164. O que é o Virtual? -- Pierre Lévy, trad. Paulo Neves.
      165. Sonetos -- William Shakespeare, trad. Péricles Eugênio da Silva Ramos.
      166. Poemas de Amor de William Shakespeare -- William Shakespeare, trad. Barbara Heliodora e Anna Amelia.
      167. Sonetos -- Luís de Camões.
      168. Na vertigem do dia -- Ferreira Gullar.
      169. Barulhos -- Ferreira Gullar.
      170. Reunião (10 Livros de Poesia) -- Carlos Drummond de Andrade.
      171. Barulhos -- Ferreira Gullar.
      172. Lírica -- Luís de Camões, ed. Massaud Moisés.
      173. Poemas de Amor -- Petrarca, trad. Jamil Almansur Haddad.
      174. Serial e Antes -- João Cabral de Melo Neto.
      175. Retrato do Amor Quando Jovem -- Vários, trad. Décio Pignatari.
      176. Selected Poems (1909-1962) -- T. S. Eliot.
      177. Estudo Analítico do Poema -- Antonio Candido.
      178. Poesias -- Olavo Bilac.
      179. Poesias (Antologia) -- José Godoy Garcia.
      180. Uma noite em cinco atos -- Alberto Martins.
      181. Poema Sujo -- Ferreira Gullar.
      182. Muitas Vozes -- Ferreira Gullar.
      183. Em alguma parte alguma -- Ferreira Gullar.
      184. Minigrafias -- Luís Araujo Pereira.
      185. Muitas Vozes -- Ferreira Gullar.
      186. Em alguma parte alguma -- Ferreira Gullar.
      187. O Vil Metal -- Ferreira Gullar.
      188. Poemas concretos/neoconcretos -- Ferreira Gullar.
      189. Uma noite em cinco atos -- Alberto Martins.
      190. O Cortiço -- Aluísio Azevedo.
      191. Cyrano de Bergerac -- Edmond Rostand, trad. Ferreira Gullar.
      192. Tartufo -- Molière, trad. Guilherme Figueiredo.
      193. A Raposa e as Uvas -- Guilherme Figueiredo.
      194. Um Deus dormiu lá em casa -- Guilherme Figueiredo.
      195. Romeo and Juliet -- William Shakespeare.
    • O melhor casal literário: Romeu e Julieta. Existem outros, mas, na definição de "casal literário", é impossível não se lembrar desses dois pirralhos.

      [*]Virei a noite lendo: Pensei em colocar Macbeth, visto que ler Macbeth de madrugada é um esporte dos mais radicais. Mas, como a lista trata desse ano, lembrei-me que já virei a noite lendo Fedra, e que devo tê-lo feito umas três vezes esse ano... Assim, vamos de Fedra.
    • Soco no estômago: Angústia, de Graciliano Ramos. O título já diz muito, não é mesmo?
    • Aquele em que chorei de soluçar: Cyrano de Bergerac, de Edmond Rostand. Já falei muito nessa peça aqui no fórum; não quero ser repetitivo.
    • A maior decepção do ano: Decepção pressupõe que você esperava algo de algo que não foi. Assim, não posso negar que, nesse ano, a grande decepção foi Pablo Neruda. Achei-o bem chato... Excessivo. Escreveu demais, por mais que tenha metáforas brilhantes. Pode ser que 2013 seja o ano de Pablo Neruda... Mas, por hora, não rolou.
    • Não levava fé, e me surpreendi: Gonçalves Dias, mais especificamente aquela peça linda que é Leonor de Mendonça. Ninguém espera que vá amar de paixão uma peça de teatro de Gonçalves Dias, não é mesmo? E no entanto, você ama.
    • O mais chato: Ou o Cid ou o Horácio, ambas de Corneille. Corneille é sofrível... Não sei se talvez pela tradução da Segall, que é truncadíssima, não sei se pelo caráter excessivamente aristocrático do Corneille... Mas achei um pé no saco.
    • Quase morri de rir: A tradução do Tartufo do Guilherme de Figueiredo tem uma passagem, dita pela Dorina, que achei fabulosa. É uma criação livre do Guilherme, deturpando o original, onde ela narra uma cidade cheia de Tartufos... Achei muito engraçada essa parte, pois imaginei ela bem direitinho. E até hoje acho, se querem saber.
    • Aventura, fantasia*: Infelizmente, não li nada esse ano, ou, se li, foi muito pouco.
    • Infantojuvenil*: Apesar de Pablo Neruda ser a decepção do ano, O Livro das Perguntas é, a meu ver, o melhor livro de poesia infantil jamais escrito.
    • Biografia: Novamente, não li. Mas, se um ensaio valer como algo, o prefácio do Carpeaux para uma coletânea de peças de Ibsen traduzidas pelo Vidal de Oliveira foi o mais perto disso.
    • O mais esperado: Não costumo esperar muito por um livro... Quando leio um livro, vou no quesito surpresa, pois entendo que esperar é sinônimo de planejar, e eu não planejo minhas leituras tanto assim. No entanto, o recente livro do Ferreira Gullar, Em Alguma parte Alguma, me deixou bem ansioso... Em parte porque deixei para comprá-lo só depois de ter namorado bem o livro.


    Bate-bola de personagens:
    • Personagem masculino apaixonante: Hipólito, da peça Fedra.
    • Personagem feminina admirável: Antígone.
    • Personagem mais chato: Falstaff. Mas o Falstaff de As Alegres Matronas de Windsor... Ainda não li o Falstaff do Henrique IV, que, dizem, é bem melhor.
    • Personagem mais perturbador: D. Jaime, da peça Leonor de Mendonça.
    • Personagem que mais me identifiquei: Cyrano de Bergerac.


    O melhor livro que li em 2012: Cyrano de Bergerac.

    BÔNUS TRACK:
    • Melhor capa: Bonsai (Alejandro Zambra): Um amor de Swann -- Marcel Proust.
    • Vou guardar para meu filho ler: Sonetos Completos -- Antero de Quental.
    • Poesia: Claro Enigma -- Carlos Drummond.
    • Crítica literária: A Criação Literária -- Massaud Moisés.
     
    Última edição: 26 Dez 2012
    • Gostei! Gostei! x 2
  6. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    pai mau, pai mau! tadinho do moleque, faz isso co mininu ñ cantona. vai crescer cheio d complexos.
     
    • LOL LOL x 1
  7. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    Os livros que li em 2012

    1) Na praia - Ian McEwan (4/5)
    2) Ponto ômega - Don Delillo (3/5)
    3) A invenção de Morel - Adolfo Bioy Casares (3/5)
    4) A fantástica vida breve de Oscar Wao - Junot Díaz (2/5)
    5) A luz do farol - Colm Tóibín (4/5)
    6) Os detetives selvagens - Roberto Bolaño (5/5)
    7) Estrela distante - Roberto Bolaño (4/5)
    8) Amuleto - Roberto Bolaño (4/5)
    9) Os descendentes - Kaui Hart Hemmings (2/5)
    10) The marriage plot - Jeffrey Eugenides (3/5)
    11) Os anéis de Saturno - W. G. Sebald (5/5)
    12) Chamadas telefônicas - Roberto Bolaño (5/5)
    13) Desonra - J. M. Coetzee (4/5)
    14) Monsieur Pain - Roberto Bolaño (2/5)
    15) O silêncio do túmulo - Arnaldur Indridason (3/5)
    16) A sonata a Kreutzer - Lev Tolstói (4/5)
    17) O mal-estar na civilização - Sigmund Freud (4/5)
    18) Essencial - Franz Kafka (4/5)
    19) 2666 - Roberto Bolaño (5/5)
    20) Destino: poesia - Ana Cristina Cesar, Cacaso, Paulo Leminski, Torquato Neto, Waly Salomão (2/5)
    21) Correspondência incompleta - Ana Cristina Cesar (4/5)
    22) A consciência das palavras - Elias Canetti (4/5)
    23) Menina a caminho - Raduan Nassar (4/5)
    24) Austerlitz - W. G. Sebald (5/5)
    25) Cachalote - Daniel Galera & Rafael Coutinho (4/5)
    26) O sobrinho de Wittgenstein - Thomas Bernhard (3/5)
    27) O redentor - Jo Nesbo (4/5)
    28) Sonhos de trem - Denis Johnson (3/5)
    29) O quieto animal da esquina - João Gilberto Noll (2/5)
    30) Mãos de cavalo - Daniel Galera (5/5) [releitura]
    31) Kachtanka - Antón Tchekhov (3/5)
    32) Putas assassinas - Roberto Bolaño (3/5)
    33) A gaivota - Anton Tchekhov (4/5)
    34) Coração tão branco - Javier Marías (5/5)
    35) Os meninos da rua Paulo - Ferenc Molnár (4/5)
    36) O animal agonizante - Philip Roth (4/5)
    37) As vantagens de ser invisível - Stephen Chbosky (3/5)
    38) Barba ensopada de sangue - Daniel Galera (5/5)
    39) Detalhes de um Pôr-do-sol - Vladimir Nabokov (5/5)
    40) Vício inerente - Thomas Pynchon (4/5)


    O melhor casal literário: Juan e Luisa - Coração tão branco (Javier Marías)

    Virei a noite lendo: Barba ensopada de sangue (Daniel Galera)

    Soco no estômago: 2666 (Roberto Bolaño)

    Aquele em que chorei de soluçar: A luz do farol (Colm Tóibín) *mas nem solucei...*

    A maior decepção do ano: A fantástica vida breve de Oscar Wao (Junot Díaz)

    Não levava fé, e me surpreendi: Na praia (Ian McEwan) *até levava fé, mas acho que foi o que mais superou a expectativa*

    O mais chato: O quieto animal da esquina (João Gilberto Noll)

    Quase morri de rir: Vício inerente (Thomas Pynchon)

    Policial: O redentor (Jo Nesbo)

    Infantojuvenil: Os meninos da rua Paulo (Ferenc Molnár)

    Biografia: Correspondência incompleta (Ana Cristina Cesar) *não é bem biografia, só que é sim*

    O mais esperado: Barba ensopada de sangue (Daniel Galera)



    Bate-bola de personagens:

    Personagem masculino apaixonante: Nadador ticudão que não lembra dos rostos das pessoas - Barba ensopada de sangue (Daniel Galera) ~cofcof~

    Personagem feminina admirável: Auxilio Lacouture - Amuleto (Roberto Bolaño)

    Personagem mais chato: O personagem que o George Clooney faz na adaptação pro cinema, cujo nome me escapa - Os descendentes (Kaui Hart Hemmings) *é, velhinho, adolescentes e pré- adoram internet* [o filme é bem melhor que o livro]

    Personagem mais perturbador: Carlos Wieder - Estrela distante (Roberto Bolaño)

    Personagem que mais me identifiquei: Austerlitz - Austerlitz (W. G. Sebald)



    O melhor livro que li em 2012: Os anéis de Saturno (W. G. Sebald)



    Bonus track:

    Melhor capa: Os detetives selvagens (Roberto Bolaño)
    Vou guardar para meu filho ler: Mãos de cavalo (Daniel Galera)
    Poesia: Prefiro não comentar
    Crítica literária: :-(


    -----------

    PS: Sai Humano saltitante!, sai desse corpo que não te pertence mais! \o/

    PPS: hm, o PS ficou meio guêi...
     
    Última edição: 26 Dez 2012
    • Gostei! Gostei! x 3
    • LOL LOL x 3
  8. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    todas as listas até agora tem algo que quero comentar depois, mas preciso deixar isso registrado

    :rofl:
     
  9. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    Os livros que li em 2012:

    O melhor casal literário: Fandórin e Elizaveta (Rainha do Inverno – Boris Akunin)
    Virei a noite lendo: O Nome do Vento
    Soco no estômago: Hunger Games Trilogy
    Aquele em que chorei de soluçar: --
    A maior decepção do ano: Brumas de Avalon
    Não levava fé, e me surpreendi: Thief of Time
    O mais chato: O Gamo-Rei
    Quase morri de rir: Conde de Monte Cristo
    Aventura, fantasia*: Lugar Nenhum
    Infantojuvenil*: A Series of Unfortunate Events
    Biografia: --
    O mais esperado: A Dance with Dragons


    Bate-bola de personagens:

    Personagem masculino apaixonante: Edmond Dantés
    Personagem feminina admirável: Daenerys Targaryen
    Personagem mais chato: Werther
    Personagem mais perturbador: Sherlock Holmes
    Personagem que mais me identifiquei: Richard Mayhew


    O melhor livro que li em 2012: Lugar Nenhum – Neil Gaiman
     
  10. Clara

    Clara Que bosta... Usuário Premium

    Os livros que li em 2012

    Janeiro

    01 - Um Brinde de Cianureto - Agatha Christie
    02 - Nas Montanhas da Loucura - H.P. Lovecraft
    03 - O Mistério Sittaford - Agatha Christie
    04 - A Economia das Fraudes Inocentes - John Kenneth Galbraith
    05 - Um Conto de Duas Cidades - Charles Dickens


    Fevereiro

    06 - Assassinato na Casa do Pastor - Agatha Christie
    07 - O Solteirão Nobre e outras histórias - Arthur Conan Doyle
    08 - O Livro dos Lobisomens - Sabine Baring-Gould


    Março

    09 - Camus, Vida e Obra - Vicente Barreto
    10 - A Festa de Babette e Outras Anedotas do Destino - Isak Dinesen
    11 - Quando as Bruxas Viajam - Terry Pratchett


    Abril

    12 - A Sombra Vinda do Tempo - H. P. Lovecraft
    13 - A Inteligência e o Cadafalso - Albert Camus
    14 - O Horror de Dunwich - H.P.Lovecraft
    15 - O Mito de Sísifo - Albert Camus
    16 - Fique por Dentro dos Sonhos - Maeve Ennis & Jennifer Parker
    17 - O Terror - Arthur Machen


    Maio

    18 - O Gato do Brasil - Arthur Conan Doyle
    19 - M ou N? - Agatha Christie
    20 - Persuasão - Jane Austen
    21 - A Dança da Morte - Stephen King


    Junho/Julho

    22 - A Aventura de Um Cliente Ilustre - Arthur Conan Doyle
    23 - A Abadia de Northanger - Jane Austen
    24 - O Horror em Red Hook - H.P. Lovecraft
    25 - Jane Eyre - Charlotte Brontë
    26 - O Prazer de Ler - Heloísa Seixas
    27 - O Hobbit - J.R.R. Tolkien
    28 - Triste Fim de Policarpo Quaresma - Lima Barreto


    Agosto

    29 - A Torre Negra - O Pistoleiro - Stephen King
    30 - O Avesso e o Direito - Albert Camus
    31 - A Torre Negra - A Escolha dos Três - Stephen King


    Setembro

    32 - A Torre Negra - As Terras Devastadas - Stephen King
    33 - Memórias do Subsolo - Fiódor Dostoiévski
    34 - A Torre Negra - Mago e Vidro - Stephen King


    Outubro

    35 - A Torre Negra - Os Lobos de Calla - Stephen King
    36 - O Velho e o Mar - Ernest Hemingway
    37 - Os Santos que Abalaram o Mundo - René Fülöp-Miller


    Novembro/Dezembro
    38 - O Eterno Marido - Fiódor Dostoiévski
    39 - O Nome da Rosa - Umberto Eco (lendo)
    40 - Putin, A Face Oculta do Novo Czar - Masha Gessen (lendo)

    O melhor casal literário: Jane Eyre e Edward Rochester, de Jane Eyre (Charlotte Brontë);

    Virei a noite lendo: Um Conto de Duas Cidades (Charles Dickens);

    Soco no estômago: Memórias do Subsolo (Fiódor Dostoiévski)

    Aquele em que chorei de soluçar: O Velho e o Mar (Ernest Hemingway) - de soluçar, mesmo. As lembranças do velho Santiago, sozinho em alto-mar, recordando do peixe cuja namorada ele pescou; filosofando sobre a vida das frágeis aves; com saudades do garoto Manolin, seu único amigo;

    A maior decepção do ano: Guerra Mundial Z (Max Brooks) Tão decepcionante que nem terminei de ler;

    Não levava fé, e me surpreendi: A Abadia de Northanger (Jane Austen) - Eu tinha acabado de ler "Persuasão" (que achei chato e sem graça) mas quando comecei a ler sobre a divertida (e meio tontinha) Catherine Morland e suas aventuras na sociedade inglesa me lembrei do motivo porque eu (e tanta gente no mundo) gosta de Jane Austen;

    O mais chato: O Eterno Marido (Fiódor Dostoiévski) aquele personagem egoísta e presunçoso não me convenceu em nenhum momento, nem quando se mostrava triste e/ou arrependido pelas (muitas) sacanagens e trolagens que aprontou em sua vidinha de merda;

    Quase morri de rir: Quando as Bruxas Viajam (Terry Pratchett) dos livros mais engraçados do Pratchett, com a sempre séria, e sem querer divertida, Vovó Cera do Tempo, a estabanada Margret Alho e a engraçada e adorável Tia Ogg (com Greebo, o gato mais fodão de Discworld);

    Aventura, fantasia: Os cinco primeiros volumes (de um total de sete) da série A Torre Negra (Stephen King) os dois últimos ficarão pra o ano que vem porque não consegui terminar a leitura esse ano, mas não foi por falta de vontade uma vez que essa série que mistura ficção científica com velho oeste com horror e histórias medievais é simplesmente viciante;

    Infantojuvenil: Reli O Hobbit (J.R.R. Tolkien) pra acompanhar o lançamento do filme. :yep:

    Biografia: Camus, Vida e Obra (Vicente Barreto) na verdade é mais sobre a obra do autor argelino Albert Camus; e comecei a biografia de Vladimir Putin, mas não devo terminá-la este ano;

    O mais esperado: Foi também a série A Torre Negra (Stephen King) -tinha ouvido falar tanto dessa série e não via a hora de começar a ler;


    Bate-bola de personagens:

    Personagem masculino apaixonante: William de Baskerville de O Nome da Rosa (Umberto Eco) - um mestre desses, quem não quer? :amor:

    Personagem feminina admirável: Jane Eyre, do livro do mesmo nome;

    Personagem mais chato: De looooonge! ganhando de lavada: o glorioso e mimizento Werther de Os Sofrimentos do Jovem Werther (Goethe);

    Personagem mais perturbador: O narrador sem nome de Memórias do Subsolo (Fiódor Dostoiévski) por sua suprema, e desconcertante, sinceridade ao mostrar-se exatamente como é;

    O melhor livro que li em 2012: O Nome da Rosa (Umberto Eco)


    BÔNUS TRACK:

    Melhor capa: O Horror de Dunwich (H.P. Lovecraft)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    com os pássaros devoradores de almas;

    Vou guardar para meu filho ler: Não imagino qual poderia ser; =/

    Poesia: Não tenho o costume de ler poesias, mas se vale a poesia em forma de prosa cito: A Festa de Babette e Outras Anedotas do Destino (Isak Dinesen) e O Velho e o Mar (Ernest Hemingway). Poesia pura.

    Crítica literária: Não li nenhuma este ano.
     
    Última edição: 26 Dez 2012
    • Gostei! Gostei! x 3
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  11. Excluído047

    Excluído047 Banned




    • Você leu quase 200 livros este ano?! Leitura dinâmica?


      []'s!


      Três pequenos comentários: a) Você gosta de um terror, hein, moça?! Lovecraft e S. King são demais, mesmo. Estou sempre atrás de autores/livros novos de terror; é um gênero que curso bastante; b) "O Velho e o Mar" é um dos meus livros favoritos. Foi o primeiro livro que li e, embora faça muito tempo que não o leia, é quase como se eu lembrasse de cada vírgula do livro. Marcante e genial, um verdadeiro clássico; c) "O Nome da Rosa" é um dos livros que preciso ler o quanto antes. Só assisti o filme e é excelente. Se tornou de cara um dos meus favoritos.
     
    Última edição por um moderador: 27 Dez 2012
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  12. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    td referente a 2012

    Os livros que li em 2012: Affff perdi minha lista (tem alguma coisa no skoob (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    )
    O melhor casal literário: vou ter de concordar com a Anica ninguém melhor que Mme de Merteuil e Vicomte de Valmont são O casal
    Virei a noite lendo: Trilogia Jogos Vorazes
    Soco no estômago: Precisamos falar sobre o Kevin (Lionel Shriver) e Os deixados para trás (Tom Perrotta)
    Aquele em que chorei de soluçar: The Help (Kathryn Stockett)
    A maior decepção do ano: Está tudo bem, querido? (Ricardo Morales)
    Não levava fé, e me surpreendi: [filme] (Rodrigo Vrech)
    O mais chato: Cansaço, a longa estação (Luiz Bernardo Pericás)
    Quase morri de rir: Contra o Dia (Thomas Pynchon)
    Aventura, fantasia*: Uma princesa de Marte (Edgar Rice Burroughs)
    Infantojuvenil*: Por isso a gente acabou (Daniel Handler)
    Biografia: O Príncipe Vermellho (Timothy Snyder)
    O mais esperado: A Fuga de Sharpe (Bernard Cornwell) - dois anos esperados é tempo né?



    Bate-bola de personagens:
    Personagem masculino apaixonante: Richard Sharpe
    Personagem feminina admirável: Skeeter Phelan (The Help)
    Personagem mais chato: Hilly Holbrook (The Help)
    Personagem mais perturbador: Kevin (Vamos falar sobre o Kevin)
    Personagem que mais me identifiquei: Andrés Faulques (O Pintor de Batalhas - Arturo Pérez Reverte)



    O melhor livro que li em 2012: Foi um ano de muitos livros técnicos, e estranhamente um deles foi o melhor do ano: A Imaginação Econômica
    (Sylvia Nasar) (ooo escolha difícil)
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  13. Amanda Hammond

    Amanda Hammond Well-Known Member

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    1-Guia do Mochileiro das galaxias vol. 01 (Douglas Adams, Sextante, 208)
    2 -O Restaurante no Fim do Universo (Douglas Adams, Sextante, 229)
    3 -As cronicas de Nárnia vol. único - (C.S. Lewis, Martins Fontes, 752)
    4 -Harry Potter e a Câmara Secreta (J. K. Rowling, Rocco, 287)
    5 -Harry Potter E O Prisioneiro De Azkaban (J. K. Rowling, Rocco, 348)
    6- Van Gogh (Coleção grandes mestres, Editora Abril, 160)
    7- Harry Potter e o Cálice de Fogo (J. K. Rowling, Rocco, 536)
    8- A mulher mais linda da cidade (Charles bukowski, L&PM, 64)
    9- O retrato de Dorian Gray - (Oscal Wilde, Editora Abril - Coleção O prazer da leitura, 181)
    10- Memórias Póstumas de Brás Cubas (Machado de Assis, Escala Educacional ,142)
    11- Zodíaco (Robert Graysmith, Editora novo conceito, 416)
    12- Bórgia - Volume 1 (Alejandro Jodorowsky/ Milo Manara, Conrad, 61)
    13- Factótum (Charles bukowski, L&PM, 176)
    14- O Alienista (Machado de Assis, L&PM, 108)
    15- Basilisk (o Pergaminho secreto dos Kouga) vol. 01 (História: Futaro Yamada, Arte: Masaki Segawa, Panini Comics, 208)
    16- Basilisk (o Pergaminho secreto dos Kouga) vol. 02 (História: Futaro Yamada, Arte: Masaki Segawa, Panini Comics, 213)
    17- Basilisk (o Pergaminho secreto dos Kouga) vol. 03 (História: Futaro Yamada, Arte: Masaki Segawa, Panini Comics, 223)
    18- Basilisk (o Pergaminho secreto dos Kouga) vol. 04 (História: Futaro Yamada, Arte: Masaki Segawa, Panini Comics, 210)
    19- Basilisk (o Pergaminho secreto dos Kouga) vol. 05 (História: Futaro Yamada, Arte: Masaki Segawa, Panini Comics, 272)
    20- Local: Fim da jornada (Brian Wood, Ryan Kelly; Devir, 208)
    21- O Hobbit (J.R.R.Tolkien, Martins fontes, 304)
    22- Hamlet (Willian Shakespear, L&PM, 141)
    23- Harry Potter e a Ordem da Fênix (J. K. Rowling, Rocco, 702)
    24- 50 tons de cinza (E. L. James, Intrínseca, 455) - Abandonei
    25- Horror em Amityville (Jay Anson, Record, 198)
    26- A Guerra dos Tronos - As Crônicas de Gelo e Fogo (George R. R. Martin, LeYa , 592)

    (Autor, Editora, numero de páginas)

    Já posso considerar encerrada a minha meta de leitura, pq agora com as festas...
    Não consegui terminar 3 livros, sendo eles os que estão de vermelho aí em cima.

    Fechei o ano com 22 livros lidos (5.774 páginas). Melhor que o ano passado o/


    O melhor casal literário: ***
    Virei a noite lendo: Nárnia
    Soco no estômago: A Mulher Mais Linda da Cidade e outras histórias
    Aquele em que chorei de soluçar: ***
    A maior decepção do ano: 50 tons de cinza
    Não levava fé, e me surpreendi: Basilisk
    O mais chato: ***
    Quase morri de rir: ***
    Aventura, fantasia*: ***
    Infantojuvenil*: Harry Potter (todos que li)
    Biografia: Van Gogh
    O mais esperado: O Retrato de Dorian Gray


    Bate-bola de personagens:

    Personagem masculino apaixonante: Lord Henry (O Retrato de Dorian Gray)
    Personagem feminina admirável: Hermione Granger
    Personagem mais chato: Duda Dursley
    Personagem mais perturbador: Zodíaco
    Personagem que mais me identifiquei: Rony Weasley


    O melhor livro que li em 2012: Hamlet
     
  14. G.

    G. Ai, que preguiça!

    Os livros que li em 2012:
    1 - Ensaio sobre a cegueira - José Saramago
    2 - O gato preto e outros contos - Edgar Allan Poe
    3 - A morte de Ivan Ilitch - Liev Tólstoi
    4 - Carrie, a estranha - Stephen King
    5 - Jogos Vorazes - Suzanne Collins
    6 - O dia da coruja - Leonardo Sciascia
    7 - Corrida selvagem - J.G.Ballard
    8 - Breve romance de sonho - Arthur Schnitzler
    9 - A metamorfose - Fraz Kafka
    10 - Terra sonâmbula - Mia Couto
    11 - A viagem - Virginia Woolf
    12 - A sonata a Kreutzer - Liev Tolstói
    13 - A visita cruel do tempo - Jennifer Egan
    14 - Fazendo Ana Paz - Lygia Bojunga
    15 - How the Grinch stole christmas! - Dr. Seuss
    16 - The cat in the hat - Dr. Seuss
    17 - Horton hatches the egg - Dr. Seuss
    18 - Mr. Elligot's pool - Dr. Seuss
    19 - Paris é uma festa - Ernest Hemingway
    20 - O praça quinze - Paula Saldanha
    21 - Elegia - Pablo Neruda
    22 - O Som e a Fúria - Willian Faulkner
    23 - Entre Quatro Paredes - Jean-Paul Sartre
    24 - Cem sonetos de amor - Pablo Neruda
    25 - O continente - Erico Verissimo
    26 - A luneta âmbar - Philip Pullman
    27 - Os sofrimentos do jovem Werther - J. W. Goethe
    28 - O lustre - Clarice Lispector [releitura]
    29 - Não me abandone jamais - Kazuo Ishiguro
    30 - Flores das "Flores do Mal" de Baudelaire - Guilherme de Almeida
    31 - A máquina de fazer espanhóis - Valter Hugo Mãe
    32 - A janela de esquina do meu primo - E.T.A. Hoffmann
    33 - A fantástica fábrica de chocolate - Roald Dahl
    34 - O salário do medo - Georges Arnaud
    35 - Deus o abençoe, Dr. Kevorkian - Kurt Vonnegut
    36 - O milagre dos pássaros - Jorge Amado
    37 - A via crucis do corpo - Clarice Lispector
    38 - Homem Comum - Philip Roth
    39 - O Fio das Missangas - Mia Couto
    40 - @Mor - Daniel Glattauer
    41 - Água Viva - Clarice Lispector
    42 - O Livro das Ignorãças - Manoel de Barros
    43 - Santa Joana | Pigmalião - Bernard Shaw
    44 - Essa terra - Antônio Torres
    45 - Esperando Godot - Samuel Beckett
    46 - O sentimento do mundo - Carlos Drummond de Andrade
    47 - Um médico rural - Franz Kafka
    48 - Dias felizes - Samuel Beckett





    O melhor casal literário:
    Bibiana e Capitão Rodrigo - de O continente, Erico Verissimo

    Virei a noite lendo:
    Ensaio sobre a cegueira e Não me abandone jamais(se puder botar 2)

    Soco no estômago: Não me abandone jamais - Kazuo Ishiguro

    Aquele em que chorei de soluçar: Eu nunca chorei com um livro, mas me emocionei muito com esse de cima ^

    A maior decepção do ano: A sonata a Kreutzer - Tólstoi

    Não levava fé, e me surpreendi: esse é difícil, pq quase tudo que eu leio eu pesquiso muito antes, pra tentar saber como é a leitura e tal, de modo que eu quase nunca não sei nada sobre um livro, para poder me surpreender... Mas acho que o que melhor se encaixa aqui é Essa terra, de Antonio Torres, que fiquei sabendo sobre o autor só um pouquinho antes de lê-lo, então não deu muito tempo pra pesquisar e tal...

    O mais chato: Não li muitos livros ruins esse ano, mas acho que o mais chatinho foi A Janela De Esquina do Meu primo,
    do E.T.A Hoffmann. Vi o volume lindo da Cosac na bilblioteca(hehe) e nunca tinha lido nada do autor, então peguei... não gostei muito do conto - os personagens ficam só observando as pessoas na rua e imaginando qual a história delas, o que até é uma premissa legal, mas achei monótono...

    Quase morri de rir: @Mor - Daniel Glatteur - tem umas partes irônicas em que um personagem zomba do outro e eu ficava rindo no trem, hehehe

    Aventura, fantasia: Jogos Vorazes - Suzanne Collins

    Infantojuvenil: A fantástica fábrica de chocolate - Roald Dahl - Chocolaaaate *__* Deu uma água na boca ao ler esse livro!

    Biografia: num li nenhuma =/

    O mais esperado:
    Por "mais esperado" supõe-se que seja um lançamento, né? Então pra mim foi A máquina de fazer espanhóis, que, ok, não li no lançamento, mas foi um que queria mt ler logo, por comentários e resenhas de amigos, e foi o mais recentemente lançado que li =P



    Bate-bola de personagens:

    Personagem masculino apaixonante: Capitão Rodrigo :D

    Personagem feminina admirável: A mulher do médico - Ensaio sobre a cegueira

    Personagem mais chato: Pózdnichev - A sonata a Kreutzer :chibata:

    Personagem mais perturbador: Carie

    Personagem que mais me identifiquei:
    Virginia - O lustre(Clarice Lispector)



    O melhor livro que li em 2012
    : O som e a fúria - Faulkner


    Bonus track:

    Melhor capa: A máquina de fazer espanhóis
    Vou guardar para meu filho ler: Não me abandone jamais(tô repetindo livros demais, mas fazer o que?)
    Poesia: O sentimento do mundo - Drummond
    Crítica literária: num li nenhum =/
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  15. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    • Os livros que li em 2012: 128 =
      Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    • O melhor casal literário: sem dúvida o corno do swann com a piriguete da odette (do caminho d swann, do marcel proust). os melhores relacionamentos na literatura são os + problemáticos.
    • Virei a noite lendo: dança dos dragões, d george r. r. martin.
    • Soco no estômago: bastar a si mesmo, d schopenhauer. filos-sofia.
    • Aquele em que chorei de soluçar: faz tempo q ñ acho 1 livro desses. hj só ando chorando d raiva com algumas indicações, né cantona?
    • A maior decepção do ano: os sofrimentos do jovem werther, d goethe. é mimimi d+ p uma pessoa só.
    • Não levava fé, e me surpreendi: trilogia jogos vorazes, d suzanne collins. ñ chega a ser clássico, mas tá bem acima dos enlatados vendidos aos jovens atualmente.
    • O mais chato: empate ténico: os sofrimentos do jovem werther, d goethe; e triste fim d policarpo quaresma, d lima barreto. sofrimentos do jovem leitor e triste fim d quem lê.
    • Quase morri de rir: o fabuloso maurício e seus roedores letrados, d terry pratchett. esse autor sempre me diverte.
    • Aventura, fantasia*: a tormenta d espadas, d george r. r. martin. o 3º volume da série é realmente o ponto alto.
    • Infantojuvenil*: o fabuloso maurício e seus roedores letrados, d terry pratchett. preciso ler + dele em 2013.
    • Biografia: memórias d adriano, d marguerite yourcenar. romanceada, mas tá valendo pq ñ li outra.
    • O mais esperado: dança dos dragões, d george r. r. martin. acho q foi o único q esperei sair esse ano.

    Bate-bola de personagens:
    • Personagem masculino apaixonante: o safadão aleksiéi ivânovitch vieltchâninov, d o eterno marido, d dostoiévski. qdo crescer quero ser quinem ele.
    • Personagem feminina admirável: sem dúvida lisístrata, d a guerra do sexo, d aristófanes. fazer greve d sexo p acabar com a guerra? como ñ pensamos nisso antes, arnaldo?
    • Personagem mais chato: werther, mala-sem-alça, emo & miguxo.
    • Personagem mais perturbador: empate entre 2 loucos: fedor o retorno, do festim dos corvos e dança dos dragões, d george r. r. martin; e kurtz, d o coração das trevas, d joseph conrad.
    • Personagem que mais me identifiquei: edwin, do conto skazka, do livro perfeição e outros contos, d nabokov. quem ñ gostaria d fazer 1 pacto daqueles?

    O melhor livro que li em 2012: o eterno marido, d dostoiévski.

    Bonus track:

    Melhor capa: dança dos dragões, d george r. r. martin
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Vou guardar para meu filho ler: o fabuloso maurício e seus roedores letrados, d terry pratchett.
    Poesia: ñ li nada.
    Crítica literária: ñ li nada.
     
    Última edição: 5 Jan 2013
    • LOL LOL x 2
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar