1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Restaurante cria polêmica ao servir prato que traz rã viva em Cingapura

Tópico em 'Planeta Bizarro? Estranhices? Bizonhices?' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 7 Jun 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    [h=2]Chef retira as entranhas não comestíveis e o serve ainda vivo.
    Espécie usada na preparação é a rã-touro, segundo jornal de Cingapura.[/h]

    Um restaurante japonês em Cingapura criou polêmica ao servir um prato que traz uma rã ainda viva. Segundo o jornal "Straits Times", quando um cliente faz o pedido, um chef retira as entranhas não comestíveis do animal e o serve ainda vivo.

    De acordo com a reportagem, as rãs utilizadas no prato são criadas em cativeiro, sendo totalmente seguras. O restaurante diz servir cerca de cinco rãs por dia. O jornal informa ainda que a espécie usada na preparação é a rã-touro.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Restaurante criou polêmica ao servir um prato que traz uma rã ainda viva. (Foto: Reprodução)​

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. adrieldantas

    adrieldantas Relax and have some winey

    Com sal ou sem sal? Limão? Era melhor matar o coitado de vez.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1
  3. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Por que não pega esse chefe de cozinha, arranca suas vísceras, corte os braços e pernas e o serve ao leões. Afinal, os animais não sentem dores.

    Se se isso for uma manifestação cultural, que essa manifestação vai para a Puta que te pariu!

    Foi mal o palavrão...
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  4. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    É o cada vez mais próspero Oriente debochando da "correção política" ocidental.

    .
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  5. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Olha, coisas tão graves quanto isso acontecem bem perto de nós. Acredito que praticamente em todo estado onde haja uma comunidade judia ou muçulmana significativa também haja frigoríficos onde se realize os chamados abates Kosher (judeu) e halal (muçulmano). Nesses dois casos a morte ocorre por degola sem uma insensibilização prévia. E em grandes frigoríficos de exportação para esses dois mercados isso pode ocorrer em larga escala. Eu até acho injusto que em toda vez que se critica abates rituais como os de religiões africanas se esqueçam de citar que isso acontece numa escala bem maior no que diz respeito ao abate religioso para consumo de carne.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  6. Coisa mais absurda.
    Nem precisa ir para o oriente ou para rituais arcaicos. E os carangueijos e lagostas? Cozidos vivos. Me disseram que assim é mais saboroso.
    Por que não saímos por aí caçando e comendo carne crua de uma vez?
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  7. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    No caso do abate ritual nas religiões afro-brasileiras, o que existe é uma perseguição aberta de certas correntes neo-pentecostais. Já nos abates à muçulmana e à hebraica, há muito dinheiro envolvido e isto tende a calar bocas.

    .
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  8. Como sempre o dinheiro fala muito mais alto.
    Quando os muçulmanos começaram a importam frangos de frigoríficos brasileiros só se falava no retorno financeiro.
    Na expansão de exportação.
    Agora a pouco tempo mesmo, essa coisa de exportar os jumentos para a China.
    E no acordo constava que deveriam ir vivos. Vai saber o que iriam fazer com eles antes da degustação.
    Ainda mais chinês qua acha que td deve ser preparado com requintes de crueldade. Para liberar adrenalina na carne
    para que se torne afrodisíaco.
     
  9. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Chineses adoram comer coisas bizarras pelo fato de serem consideradas afrodisíacas, como pênis, por exemplo. Um dos frigoríficos que eu inspeciono congela e depois vende. Dizem que o preço é muito bom.
     
  10. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    Como se a China, país mais populoso do mundo, precisasse de afrodisíacos...

    .
     
    • LOL LOL x 1
  11. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Só eu acho essa defesa toda de 'direitos dos animais' uma tremenda frescura?

    Não defendo nunca os maus tratos mas o tempo e energia que se desperdiça com isso, pqp...
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  12. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    Quem já viu uma sucuri espremendo um jacaré sabe o quanto a natureza é "politicamente correta".

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Sou totalmente contra a imposição de qualquer sofrimento desnecessário aos animais, mas pintar a vida selvagem com cores "boazinhas" é um imenso absurdo.

    .
     
    Última edição: 7 Jun 2012
  13. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    O desperdício é relativo, da mesma forma que uma pessoa pode achar perda de tempo ler um livro, outra pessoa tem todo o direito de dedicar toda a sua vida em defesa de uma causa específica.

    A menos que você esteja falando do desperdício sobre uma forma específica de defender os direitos dos animais, uma que não dê resultados...
     
  14. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Falo de ativismo estéril. Desconheço um compromisso moral que a humanidade tenha para com os outros animais do mundo sendo que estamos também inseridos na mesma cadeia alimentar. Todos comemos e somos comidos não é. Por que tanta energia gasta com isso?

    Relativo seria ao colocarmos a questão da dignidade humana, que é assunto pra outro tópico.
     
  15. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Nós podemos estar no meio da mesma cadeia alimentar como animais, mas deveríamos nos destacar por ser os racionais, e não os que mesmo com mais inteligência não conseguem largar as atitudes irracionais.
    Uma criança pode as vezes torturar um animal sem saber que está fazendo mal a ele, mas um ser humano que maltrata por futilidades ou por ganância, tendo consciência do sofrimento que está causando, é um ser humano que não se diferencia em nada de um animal selvagem, e que pela lógica, deveria também ser abatido como um animal selvagem, torturado e morrer sendo devorado vivo.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  16. Excluído045

    Excluído045 Banned

    O 'ser-racional' não elimina meu 'ser-biológico', portanto, nossa inserção na cadeia não nos dá o direito de nos comportarmos como qualquer besta. Mas isso não muda o fato de que por essa mesma maior dignidade, as ofensas a essa dignidade deveriam ser nossa prioridade.
     
  17. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    Bom, se o dono do restaurante entrasse nestes méritos éticos-filosóficos, ele diria que é direito do predador alfa, dentre os predadores alfas (o bicho homem), comer sua preza da forma que mais lhe agrade ao paladar e que certos escrúpulos são o sinal claro da decadência do ocidente.

    Já o predador alfa ocidental aqui responderia que certos sentimentos, como, por exemplo, a misericórdia, não são exclusividade do Macaco Real (aka Homo Sapiens) e que eles não passam de bárbaros sádicos.

    Talvez os politicamente corretos de plantão me apedrejassem por chamar aqueles orientais de sádicos, afinal a opressão do homem branco e da moralidade judaico cristã torna quem é como eu (ocidental, branco e heterossexual) a mais baixa forma de vida a habitar o planeta Terra, e que eu não sou ninguém para falar qualquer coisa de quem quer que seja.

    Felizmente, eu penso a mesma coisa dos "politicamente corretos de plantão" que eles pensam de mim, e assim sendo, do alto da minha ocidentalidade e da minha heterossexualidade, repito que comer animais daquela forma é coisa de bárbaros sádicos.

    .
     
    Última edição: 7 Jun 2012
    • LOL LOL x 2
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar