1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Requiém de um consumidor P da vida

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Skywalker, 20 Abr 2004.

  1. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Bom, vamos começar do começo. Em janeiro eu gastei uma grana preta comprando um notebook foda. Paguei mais caro do que em outros lugares para comprar em uma loja "idônea", daquelas de shopping, para não ter problemas com defeitos, garantia, etc. Mas uma coisa me deixou intrigado... eles não me forneceram nota fiscal da empresa. Só um mero recibo. A nota só chegou pelo correio dois dias depois, e não era da empresa onde comprei o computador, mas sim do distribuidor. Mas tudo bem, afinal, tinha comprado em uma loja "idônea".Logo depois fui viajar e levei o bicho de baixo do braço. Poucos dias depois, me aparece um ponto branco na tela. Um pixel queimado. Ah, nessa viagem, levei alguns DVDs meus, pra assistir, pois não estava indo para um lugar onde a agitação fosse algo além das folhas das árvores balançando ao vento. Vendo os DVDs, descobri que o leitor do DVD estava com problema, pois vários que rodam perfeitamente no meu DVD de casa travavam no do computador. Resolvi instalar um joguinho, então. Temple of Elemental Evil... que jogo bom (recomendo - RPG de primeira!)! Então, jogando, descobri que a placa de vídeo, mesmo preenchendo os requerimentos do jogo não tinha capacidade pra rodar o jogo. Voltando a Porto Alegre, levei o notebook para a assistência técnica da loja. Me disseram o seguinte: eles precisariam ficar com o notebook lá por uns dias, mas que a questão do pixel queimado não teria conserto. Eles falariam com o gerente da loja para providenciar a troca do computador.

    Vou dar uns espaços entre linhas pra não cansar muito, ok?

    Com a máquina na assistência técnica, entrei em contato com o gerente para ver a situação da troca. Pois, para a minha surpresa, ele me disse que, para eles, um pixel queimado não é considerado defeito. Está dentro da margem de erro do notebook e que só seria considerado defeito se, segundo a Toshiba, apresentasse OITO pixels queimados, mas que iria verificar junto a distribuidores a possibilidade de, mesmo assim, efetuar a troca. E assim ele foi me enrolando por 21 dias, quando peguei de volta meu pc. Indignado, fui procurar meus direitos. Esbocei uma petição inicial alegando vício no produto e pedindo o meu dinheiro de volta, não estando interessado na troca do aparelho(não vou entrar em detalhes jurídicos aqui, não se preocupem!). Mas antes fui tentar ver se o Procon resolveria o meu problema (aqui em Porto Alegre o Procon tem uma fama excelente!). Eles me sugeriram que eu levasse o meu aparelho a uma assistência técnica autorizada pela Toshiba (não pela loja, que foi a que eu levei antes) e pedisse um laudo dizendo que o defeito do pixel era insanável e, assim, o Procon conseguiria efetuar a troca do pc junto à empresa. Liguei para a Toshiba e peguei o endereço da assistência técnica autorizada. Liguei para lá e me disseram que poderiam efetuar a troca do aparelho pela Toshiba, não pela empresa que comprei, pois o aparelho ainda estava na garantia.

    Dando mais espaços para não cansar...

    Se quiser aproveitar esse intervalo para fazer xixi ou tomar água, sinta-se à vontade!

    Levando lá o notebook, descobri que meu aparelho não estava amparado pela garantia da Toshiba do Brasil por ser um produto importado e que, como não tinha o selo de reconhecimento da Toshiba como sendo produto importado, não poderiam efetuar a troca do aparelho. Então eu perguntei: "Quer dizer que o notebook que eu comprei numa loja grande, de shopping, com vendedor engravatado é made in Paraguay?" o técnico me respondeu que sim. Então, em meio a um acesso de fúria insana, descobri onde a porca torce o rabo. Como a nota fiscal não foi emitida pela empresa que me vendeu o notebook, significa que sonegaram o ICMS cujo fato gerador aconteceu na negociação entre o distribuidor e a empresa, e como o meu notebook não tinha o selo de reconhecimento de produto importado da Toshiba, haviam sonegado também o Imposto de Importação. Liguei pro gerente da empresa (isso foi quinta feira passada). Ameacei de denunciar ele para a Receita Federal e para a Secretaria da Fazenda por sonegação. Resultado? Em 15 minutos apareceu um computador novinho à minha disposição (estou escrevendo nele nesse instante).

    Mas aí me bate uma crise de consciência.

    Será que eu deveria ter aceito essa troca rápida em troca do meu silêncio? Será que eu não deveria ter desembainhado minha espada e travado uma guerra hercúlea contra as grandes empresas que fazem o consumidor de bobo todos os dias?

    Ou será que, por outro lado, eu não estaria, por pura raiva e recalque, destruindo a vida de um pai de família, que tem contas a pagar como todo mundo, que passa por dificuldades e que tenta viver a vida de alguma forma, mesmo tendo culpa?

    Ou será ainda que a culpa na verdade é da fiscalização federal do nosso País, que é falha e, por que não, corrupta? Mas aí já é muita coisa pra minha cabecinha de hobbit.

    Postem suas opiniões!

    Ah, já ia esquecendo! A empresa que comprei o PC é a Gold Line, que tem loja no Iguatemi daqui de Porto Alegre.
     
  2. Omykron

    Omykron far above

    se eu fosse vc eu denunciava para a receita e para a pf, e ficava com o seu notebook bonitinhu ai. ou naum denuncia e se ele der algum problema, ameaça denovo
     
  3. Dante Aqueronte

    Dante Aqueronte Usuário

    Eu ficaria com o computador novo, mas exigiria um melhor ainda e com nota fiscal dessa vez.
     
  4. Bruce

    Bruce eu

    Agora se eu fosse vc denunciava os fdp de qq jeito. Receita Federal e o caralho a quatro. E ainda espalhava pra todo mundo sobre as maracutaias que essa loja t[a fazendo. Se continuar desse jeito eles vão continuar enganando mais consumidores. É justo isso?

    Se vc for ficar se preocupando com um pai de família que tá enganando as pessoas pra sobreviver, vai ter que deixar mta gente impune. E o pai de família que precisa de um notebook pra trabalhar, junta dinheiro e é enganado dessa forma?

    Denuncie, já!
     
  5. Deriel

    Deriel Administrador

    Pegue seu dinheiro de volta, compre numa loja idônea e denuncie a falcatrua. É o mais correto... agindo de coutra forma você estará sendo conivente também, tentando "levar vantagem" o que te coloca no mesmo nível da loja, portanto sem dimensão moral pra poder falar nada, podendo inclusive ser denunciado pela loja como "receptor de muamba".
     
  6. Bruce

    Bruce eu

    É bom pra tirarmos como lição; sempre exija a nota fiscal da loja. E não espere para receber depois, só se for junto com o recebimento do produto.
     
  7. Mentor

    Mentor Usuário

    Nesse caso a empresa, e quem está sendo conivente com os atos dela, está sim "destruindo a vida de pais de família" que têm empresas que pagam muitos impostos (e olha que não são poucos), e tentam trabalhar dentro da lei.

    Essa área de informática é realmente problemática, tem muito picareta trabalhando e é impossível conseguir manter os lucros quando se tem que pagar todos os impostos, além dos encargos trabalhistas e ainda competir com o pessoal que não recolhe nada disso.

    É claro que essas más empresas acabam não durando muito tempo, mas sempre surgem novas para ocupar o lugar vago, além de que o estrago no mercado já está feito. :?
     
  8. Do jeito que eu sou estressada, eu denunciava a loja e pediria minha grana de volta.
    Ficar acobertando esse pessoal não dá. O Brasil tá cheio de trambiqueiro. É claro que a fiscalização é falha também.
    Quando a gente descobre essas coisas, seria legal denunciar sim, para eles perceberem que o consumidor não é idiota e que nosso dinheiro não brota do chão.
    Você investigou, correu atrás, sabia dos seus direitos. E o monte de gente que não sabe que rola maracutaia e acaba ficando com produto defeituoso, devido às inúmeras desculpas que a loja arruma?
    Sei que é uma decisão difícil, não quero por peso na sua consciência. Esta é apenas minha opinião. :D
     
  9. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Você leu "A Luta pelo Direito", de Iehring? Lá diz que, não importa qual seja o seu direito, nem o tamanho, mas que você lutar por ele sempre.

    O ideal seria você lutar sim, dar porrada neles. Mas nem sempre é o que acontece, porque às vezes nos é mais agradável solucionar logo o problema do que criar uma luta.

    A ninguém é permitido alegar o desconhecimento da lei. Oras, eles sabem o que estão fazendo, e o risco. Por mais que fosse por vingança, ninguém poderia lhe censurar pelo ato.

    Fiscalização federal, estadual e municipal. Sim, eles tem culpa, por falha ou corrupção. Mas aí é outra conversa!

    A sociedade tem diversos problemas, e se ela mesmo não ajudar na solução deles, a coisa pode piorar.

    Como disse, o ideal é que tivesse denunciado e lutado pelo seu direito. A pergunta é: você estava disposto a isso?

    Não estou te criticando, até porque já conversamos sobre o assunto via MSN. Agora, existe uma diferença entre o ideal e nossa vontade.

    Todos nós aqui já fizemos coisas que não são as ideais, de pequena proporção ou não.

    Você resolveu o seu problema, mas um maior ficou a ser resolvido. Muitas vezes achamos que um ato isolado não vai salvar a pátria, mas muitos atos isolados podem fazer uma grande diferença.

    Agora, é o que queremos? Arrumar essa luta? Aí, a consciência de cada uma que lhe fale.
     
  10. Lúthienlis

    Lúthienlis Usuário

    Eu f* essas caras de verde e amarelo, são tudo uns pilantras, enriquecendo as nossas custas.....

    Mesmo com um Note novinho, eu denunciava sim!

    Sabe o que vai acontecer???

    Nada, eles vão molhar a mão do fiscal da Receita, afinal estamos no Brasil!!! :disgusti: :disgusti: :disgusti:
     
  11. Saranel Ishtar

    Saranel Ishtar Usuário

    Eu denunciava, mesmo com o notebook.

    Pke ele vai fazer igual pra milhares de outros poraí...

    E também porque iguais a ele tem um monte. Tá certo que só a sua denúncia não adiantaria muito contra todos eles, mas o oceano é formado por várias gotinhas pequenas, afinal...
     
  12. Bruce

    Bruce eu

    Aliás, alguém me passa o nome completo do Skywalker e o endereço dele, q eu vou denunciar ele como receptador, tal como o Deriel mencionou.

    O senhor denuncie eles ou eu te boto na cadeia!

    :twisted:

    :lol:
     
  13. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Já viu o filme A Tempestade do Século? Pois é. A questão é que eu preciso do computador pra trabalhar. E se eu fosse travar a guerra contra a Gold Line eu ficaria no mínimo 3 meses sem poder trabalhar direito. Então eu fiz que nem no filme. Give me what I want and I will go away...
     
  14. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Eu entendi! A necessidade falou mais alto! Infelizmente às vezes somos reféns dela!
     
  15. Anonymous_theOld

    Anonymous_theOld Usuário

    Portanto na sua situação, errado vc não está, mto menos certo... a denuncia q vc deveria ter feito seria o correto, mas tb poderia foder os funcionarios da loja, q não tem nd a ver... culpa da ficalização federal?! pode até ser...
     

Compartilhar