1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[Releitura da cançao do exílio] Uma outra canção.

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Anne, 23 Jul 2009.

  1. Anne

    Anne Visitante


    Uma outra canção.


    Minha terra tem doenças,
    Misérias e temores
    O que lhe falta são várzeas,
    Bosques e flores.

    Minha terra tem família
    Que vivem em constante desarmonia,
    Pais matam as suas crianças
    Usando de toda a covardia.

    Minha terra tem aeroportos
    Que vivem em pleno caos,
    As pessoas não chegam ao seu destino
    Impedidas por um acidente fatal.

    Minha terra tem ganância,
    Onde o capital encontra-se em grande fluxo,
    As pessoas esquecem-se da vida
    Preocupando-se apenas com o luxo.

    Minha terra tem desigualdades
    Acompanhadas de governantes corruptos,
    Que exploram os pobres
    Causando-lhes problemas abruptos.
     
  2. Thorondir

    Thorondir Usuário

    Ótimas rimas! :)
    Parabéns, Anne. Geralmente as releituras da Canção do Exílio são muito clichê, mas dessa eu gostei.
     
  3. Alisson P.

    Alisson P. Usuário

    Uma visão bem mais realista de nosso país...
    Também gostei, Anne. ^^
     
  4. Luciano R. M.

    Luciano R. M. vira-latas

    A parte crítica é interessante, mas o bom mesmo é o fatalismo da coisa. Bom!
     
  5. Anne

    Anne Visitante

    Valeu galerinha^^. Tentei ver o lado real da "coisa" mesmo. Principalmente as coisas que volta e meia aparecem. Aviões caindo, pais matando seus próprios filhos..e aí por diante.
     
  6. imported_Ariane

    imported_Ariane Usuário

    ADOREI, Anne!
    :winner:
     
  7. Anne

    Anne Visitante

    Obrigada Ariane. Tu é uma gracinha.:timido:
     
  8. imported_?

    imported_? Usuário

    Parabéns Anne, totalmente a nossa realidade atual. As rimas até seriam engraçadas, se não fossem tão tristes...
     
  9. imported_Ariane

    imported_Ariane Usuário

    Não há de que, minha flor.
    Um abraço Cullen pra ti: :superupa:


    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
     
  10. Anne

    Anne Visitante

    :rofl:. Não sei se era prar rir, mas foi engraçado..Valeu pelo elogio! :D

    Ouchie..hahaha.:grinlove:
     
  11. leitura excepcionalmente realística do que infelizmente do que é o nosso país. isto
    se torna dantescamente mais palpável quando contemplamos o parlamento, microcosmo e espelho do que nos governa.

    aliás, os políticos são governadores-gerais modernos que, além de se enriquecerem explorando o povo, têm como incumbência-mor gerir as colônias de maneira a fazer
    delas maquinários de riqueza para os países ricos.

    afinal, um belo poema. nunca gostei mesmo de gonçalves dias pois, embora o brasil seja lindo e sua gente maravilhosa,
    ele, como parte de um sistema espoliativo,
    é um reino de iniquidades e opressão.
     
  12. Anne

    Anne Visitante

    É isso mesmo que eu quis mostrar:sim:. Obrigada pelo comentário!
     
  13. imported_Cabal

    imported_Cabal O Poeta Aprendiz

    logo de cara eu achei ser uma ironia com o outro poema

    minha terra tem palmeira onde canta o sabiá!!!

    Minha terra tem doenças, Misérias e temores!!!!

    Adorei mesmo Anne, muito bom, parabéns!!!
     
  14. Anne

    Anne Visitante

    Obrigada Cabal! :timido:
     

Compartilhar