• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Reinos da Magia

Raphael S

Desperto
Roxy não estava preparada para a gravidade daquela situação. Ran não estava em condições de ouví-la, se contorcia em convulções. Quando começou a falar lana já estava pulando com toda força para cima dela agarrando-a pelos braços.

As duas rolaram no chão quase quatro metros quando o espírito em chamas atingiu o chão explodindo em chamas... Lana a havia protegido se esforçando para manter uma certa distancia quando caíram e apenas virou de lado olhando se as luvas que usava ainda estavam no lugar. Roxy confusa abria os olhos ouvindo um grito de dor e terror enquanto o vulto do espírito se afastava fugindo... Ran estava em chamas.

Your Turn Arringa
[você está com a sua espada pequena, o resto só vai saber quando olhar na bolsa. As magias que você tem são pequenos truques com elementos naturais, por você não gostar de estudá-las, você é bem ruim em magia mesmo. Usar as pedras são o básico do básico e por isso que você estava confiante ao fazer o teste, pois também é um requisito para a sua idade. Se tiver alguma idéia começe deste princípio, magia para crianças.]
 

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
-Obrigada Lan......
-Ran!
Com sua bolsa, Roxy começa a apagar as chamas em Ran...

Feito isso, lembra-se de procurar alguma de suas pedras mágicas, pois definitivamente, precisa saber do que dispõe.


-Fatte,aguente um pouco, só preciso ver uma coisa...

[Chefinho, agora diga-me o que tem na bolsa? (rsrsrs).Levando em consideração que eu tenho quase certeza de que a Fatte não é pra MORRER nesse capítulo, então, a situação é pra ficar ruim pra MIM]
 

Raphael S

Desperto
Roxy apagou boa parte das chamas com a bolsa e reparou que a mesma estava com um corte. Abrindo-a ela reparou que muita coisa havia sumido, restavam apenas duas pedras de fogo e um pequeno guia básico de magia.

Ao ver que Roxy não tinha nada que pudesse ajudar Lanna tirou uma das luvas e fez um corte na mão fazendo um círculo de sangue em volta de Ran. Ela enrolou cuidadosamente a espada e a deixou de lado.

- Vá atrás da Fatte, eu não poderei interromper o feitiço ou ele morrerá. Espero que seu amigo entenda que estou fazendo isto para salvar a vida dele porque ele irá mudar após isto.

E então ela começou a invocar a magia e o chão em volta começou a tremer...

- Te invoco meu pequeno amigo que controla calmo e paciente toda vida gerada pela terra e todo misticismo e poder guardado nas pedras, de ti é tirada energia e a tí retorna, lembre-se de mim meu amigo e atenda meu chamado...

Roxy ficou surpresa pois já havia ouvido alguns feitiços antes mas em nenhum deles havia aquela intimidade, Lanna chamava o ser material da magia de amigo como se o conhecesse. Ran convulsionava sem ter idéia do que lhe acontecia, já não conseguia mais gritar, havia passado além da dor e seus nervos, assim como sua mente estavam em frangalhos.

Your Turn Arringa
[Hehehe, pena que vc não verificou seus pertences ao fim do terceiro ciclo, aí saberia que perdeu as coisas. O_O Mas a culpa é da Fatte. Mals a demora, ontem dormi o dia todo e fui trabalhar de noite o_O.]
 
Última edição:

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
Que ousadia usar toda essa intimidade.
Enfim...

-Lanna, como a situação está ruim pro meu lado. Adeus se não nos vermos mais!!! E cuide de Ran, caso aconteça algo.

Roxy, estava sem um plano estratégicamente pronto, mas tinha algo em mente.

Estava com a espada em punho, e sem saber ao certo, com as pedras fogo na outra.Seguiu caminhando desordenadamente até a luta de Fatte e a estranha menina.
**Fatte está em perigo, jamais a deixarei sofrer**

Com passos agora precisos, Roxy foi chegando mais perto, tentando não chamar atenção.
Pegou firmemente uma das pedras fogos e atirou sobre a menina e saiu correndo até ela, tentando um golpe com sua espada paralizante.
 

Raphael S

Desperto
- ...te ofereço este seguidor, salve-o e tome conta dele para que teu poder seja conhecido pelos outros magos viventes... ANWEL!!!

Roxy estava adentrando a floresta onde tinha perdido as duas de vista mas ainda conseguiu ver uma mão gigante se levantando formada por terra e rochas e puxando o corpo de Ran para baixo. Aquilo era estranho mas Fatte precisava de ajuda. Mais alguns passos e Roxy a encontrou encostada na árvore com a mão na cabeça. O cabelo de Fatte estava sujo de sangue e ela tossia.

- ...Cof...cof... Estou bem... Onde esta ela?

Mas em volta não havia ninguém.

- Estou um pouco tonta...Cof. O que vamos fazer agora Roxy?

Fatte parecia bem desorientada.

Your Turn Arringa
[Belo plano, pena que a mulher não estava mais lá.]
 

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
-Fatt...Eu não devia tê-la deixado sozinha, eu sabia!
Olhando de relance aos lados, mais por instinto do que desconfiança presente, Roxy então deu atenção a sua Amiga.

-Calma Fatte! A menina ja foi embora, não precisa se preocupar e Ran está bem, teoricamente bem! Porque acabou ficando com aquela Garota-Gato!
Enfim...

Com auxilio do seu braço esquerdo, Roxy ajuda Fatte a levantar-se, está fraca e pouco atenta.
-Interrogaremos a Garota-Gato e então vamos voltar ao acampamento.

[Thanks Chefinho, mas o plano era só chamar atenção mesmo, tecnicamente, eu sabia que uma pedra de fogo não adiantaria, e então a espada podia fazer algum estrago]
 

Raphael S

Desperto
roxy e Fatte voltaram até onde Lanna estava e encontraram Ran coberto de terra úmida. Lanna o segurava nas costas como se ele fosse um saco com apenas uma das mãos enquanto segurava a espada de cristal negro com a outra. Ficava claro que ela era muito mais forte do que aparentava.

- Ele vai ficar bem garotas Anwel irá cuidar dos ferimentos dele.. Para onde vamos agora? Ele precisa de um lugar seguro para descansar.

A terra parecia mais concentrada nos pontos com queimaduras, Ran estava desacordado mas parecia respirar. Havia apenas uma complicação, ao voltarem para o acampamento Lanna provavelmente encontraria o irmão. Roxy não havia pensado ainda se Lanna as deixaria sozinhas depois do que aconteceu e também não sabia qual a opinião de Fatte sobre aquilo.

Your turn Arringa
[Acho que dependendo do que acontecer, os próximo post serão muito interessantes. Hehehe]
 

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
-A Fatte, mal pergunte, mas agora que ja notei nutrir alguma amizade mais forte por você e você por mim.Me diz, quando foi que nos tornamos amigas?
hahahaha
Afinal, no início nos odiávamos... E então logo você me abraçou e disse, "formamos uma boa equipe"...

Deixando meio de lado ap ergutna ao ar...

Roxy ja estava pensando sobre o que fazer com Lanna. Se fosse ao acampamento, saberia que haviam mentido sobre o Garoto-gato, e se não, ficaria peramnbulando, e ela não descobriria sua conexão com Fatte, e o por que dela a conhecer.

-Fatte, se Lanna nos seguir ao acampamento, o que faremos?
Falou sussurrando a Fatte.
-Temos de contar então a verdade a ela, se irá, porque o seu irmão está lá,certo!
 

Raphael S

Desperto
- Bom... fugimos de um espírito juntas e sobrevivemos, claro que o fato de você ser uma Raposa Eterna nos salvou e ajuda bastante... Ainda estou meio tonta...

Fatte ouviu as preocupações de Roxy e respondeu no mesmo tom reservado.

- A moça gato nos ajudou, vamos retribuir o favor, além do que Vanius está nos escondendo algo. Eu quero ver o que vai acontecer quando estes dois se encontrarem. Vamos.

E se apoiando em Roxy virou para Lanna indicando a direção.

- Temos um acampamento por perto, talvez lá você também consiga informações.

Os três então fizeram o caminho de volta. Ao chegarem não imaginavam a confusão que estava para acontecer.

- DUNNO!!!

Lanna viu o irmão assim que entraram no acampamento e deixou Ran no chão perto das outras crianças que perguntavam curiosos quem era ela. Fatte utilizava uma pedra mágica sobre o ferimento enquanto seguiam-na mas ao verem próximo a Dunno e Vanius a estranha que a acertara ela jogou a pedra no chão tomando a dianteira de Lanna que já estava quase correndo.

- O que está acontecendo aqui? Ela quase me matou!
- O que está fazendo com meu irmão?

Surpreso diante da aparição de Fatte apontando o dedo diretamente para a recêm chegada Vanius se adiantou para evitar confusões.

- Fatte, saia daqui com sua amiga, não é um lugar seguro. Seu irmão atacou um de nossos bibliotecários a alguns ciclos atrás e a siren de Illythia está aqui para levá-lo.
- Por que esta doida nos atacou se é uma Illythiana?
- Porque você entrou na minha frente.
- Você está na minha frente agora e eu vou devolver o atropelo, doida.
- Isto parece uma ameaça...
- Não Iria, não é uma ameaça, não faz parte da sua missão aqui, ela não vai te incomodar.

Na mesma hora que a siren mexeu a mão Vanius entrou definitivamente na frente das duas. Lanna estava quieta desde que Vanius havia começado a falar mas ajudou a segurar Fatte quando viu a situação que ia se formar.

- Ela é uma assassina Fatte. É um ser mágico criado artificialmente pelos engenhoqueiros. É apenas uma casca viva sem nenhuma emoção, apenas segue ordens e não vai hesitar em matar qualquer um aqui para cumprir a missão que o mestre dela lhe deu. Eu vi as tentativas iniciais de criação destas coisas antes de sermos expulsas do castelo.
- ...do Castelo? O que isto significa?
- Estes dois são hibridos exilados do Castelo da Magia, são selvagens e precisam ser presos.

Fatte estava assombrada com aquelas informações. Ela não sabia nada sobre sirens ou hibridos mas ele estava dizendo que aqueles dois haviam saído do Castelo da Magia o lugar mais perigoso e impenetrável de todos os reinos. Quando Vanius se virou usando o cajado para prender os pés de Lanna com raízes e ela puxou a espada Ônix como resposta Fatte apenas olhou para Roxy sem reação, um movimento errado para qualquer um dos lados geraria um destino diferente para todos os que estavam alí.

A Siren caminhou até Dunno sem se importar com o confronto que iniciava e começou a abrir a prisão dele, o garoto gato ainda estava desacordado.

Enquanto retribuía o olhar de Fatte, Roxy não sabia se estava delirando ou não mas pareceu ouvir Fatte sussurrando.

~ Confio em sua decisão minha amiga.

Your Turn Arringa
[Hehehe, agora eu quero ver.]
 
Última edição:

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
Antes de qualquer ação, Roxy lembra-se de reforçar sua proteção, fazendo-a mesmo mentalmente...

-Protetor da vida das crianças,cobre-me com suas vestes e protege-me..."A mana começa a se formar em volta de mim,posso senti-la,alguns segundos passados e então...
-Lalaith!
E a aura de proteção se faz presente em volta de mim.


*O que há com os seres hoje, parece que todos resolveram aparecer na floresta, na época errada?!!*

Roxy analisava a situação rapidamente.
Dunno ainda não nos fez nada, Lanna nos salvou e até agora quem tem nos tentado a morte e sendo um inconveniente foi Siren e Vanius.
Mas...
Se eu salvar Dunno e Lanna vou ser uma delinquente!!!!!!!!!!!!!!
Agora sussurando a amiga...

-Fatte, você pega o Dunno, está fraca e ele inconsciente vai ser moleza.

Com uma guinada para a direção de Lanna, Roxy sussurra:
-Lanna, nós duas distraímos a Siren, enquanto Fatte faz o resto...

Depois todas nos encontramos na parte 3km adiante da que fatte seguir,certo.
 

Raphael S

Desperto
Fatte entendeu o que a amiga quis dizer e sorriu, pegar Dunno e dar o troco em Iria era exatamente o que ela queria. Lanna rapidamente cortou as plantas que a prendiam e Fatte fez o primeiro movimento correndo em direção de Dunno. Roxy agiu rápido se colocando ao lado de Lanna mas a moça com orelhas de gato não chegou a ouvir o plano, ela disparou quando viu que Fatte ia de encontro a Dunno e a Iria.

- Crianças tolas, não sabem o que estão fazendo.

Fatte estava sem as magias de proteção mas parecia não se importar parou perto da siren e começou a invocar uma magia...

- Terrem...

...e foi rápidamente interrompida. Iria ergueu a mão e Fatte foi erguida no ar.

- Você está novamente se colocando em meu caminho e desta vez será esmagada.
- ...Katrin...

Fatte sentia o aperto no proprio corpo quando ouviu o nome do Ser Material das Ilusões ser pronunciado atrás dela. Em um segundo o braço da siren havia sido cortado fora e a ônix cravava em uma árvore mais ao fundo. Mas tão rápido quanto acontecera Lanna pegava Fatte no ar anquanto era atingida por galhos pontiagudos nas costas. Roxy que corria até elas viu os galhos definharem e morrerem rapidamente enquanto o sangue das duas se espalhava pela terra. Haviam esquecido de Vanius que vinha atrás de Fatte balançando o cajado satisfeito pelo dano causado. Embora Lanna se mantivesse ajoelhada com Fatte no colo estava sentindo bastante os ferimentos mas a siren aparentava apenas um leve desconforto.

- Mirou na minha cabeça mas não pode enganar o vento. Posso não ter visto a espada mas a senti e arrastarei seu corpo junto com o prisioneiro antes de matá-la diante do mestre Vlaren.

Vlaren era o imperador de Illythia, se ele era o dono da Iria aquilo ficava mais sério a cada segundo.

Your Turn Arringa
[Era um bom plano, você comandou bem seus aliados, apenas esqueceu que a siren estava com o Dunno. Estou curioso para ver o que você vai armar agora, como percebeu eles são sucetíveis a seguir suas idéias, mas dependendo dos acontecimentos imprevistos podem alterar o plano original, como por exemplo você ter mandado a Fatte direto pra Siren. Era claro que Lanna não ia permitir isto.]
 

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
-Céus... Lanna!!!
e...
-Fatte....!
**Não vou perdoar por machucar as duas!**



**Em menos segundos possíveis, Roxy lembreou-se de quando treinava com afinco a arte da espada, conpensando a falta de estudo nos livros de magia. Fiz tudo isso pra proteger o que acho certo, não é agora que tenho amigos em perigo que vou fraquejar.**

Roxy pegou as pedras de fogo em sua mão esquerda e a espada paralizante na Direita, de subito de frente com Iria atitou a primeira pedra, não para acertar na cabeça, mas mirando na perda esquerda, talves uma distração.Com uma estocada da espada tenda acertá-la em uma parte abaixo da sintura.

-Lanna, carregue Fatte daqui, vou tentar pegar Dunno.
Não há o que fazer, com tantos feridos juntos, nós é que estamos em desvantagem.
 

Raphael S

Desperto
A pedra foi desviada pelo ar atingindo uma árvore próxima mas não havia tempo para voltar atrás, a siren apenas moveu a outra mão e cortes finos como papel atravessaram as roupas de Roxy que caiu ajoelhada, o vento havia feito aquilo e Roxy estava imóvel e sangrando.

- Vou mostrar para a sua amiga como se faz.

E diante do olhar assustado de Roxy a siren apontou um dedo na direção dela e fez um corte no ar. A garota sentiu mãos batendo no corpo dela e enquanto caia pode sentir algo afiado passando perto da cabeça cortando os cabelos. Viu então Fatte caída a seu lado, havia sido salva mas não tinha condições de reagir, afinal era uma criança ainda e aquilo estava muito acima do que estava preparada.

- Você não pode fugir do poder do vento criança.
- ...eis que é teu o verdadeiro poder dos ventos, mostra tua fúria a meu inimigo. YWAN!!!

Iria percebeu que Lanna invocava Ywan tarde demais, a Iria não tinha conhecimento do poder verdadeiro dos híbridos e não esperava ser atingida com tanta força. um pequeno ciclone surgiu e cresceu de seus pés a atirando para cima e violentamente mergulhou pela floresta como um animal acertando o corpo dela em galhos e árvores no meio do caminho até sumir de vista... Lanna estava exausta quando olhou para trás afinal ainda havia Vanius, mas o mago estava em uma situação difícil cercado pelas crianças.

- O que pretendia fazer Instrutor?
- Nós vimos tudo, deixe eles em paz.
- Vocês não entendem, eles não podem fugir daqui. Deixem-me cuidar disto.
- Deixe eles irem Intrutor, muita gente morreu neste teste e você é o culpado.

As crianças apontavam suas armas e varinhas mágicas para Vanius e os outros assistentes que haviam voltado. Vanius poderia cuidar daquilo mas não queria machucar as crianças, estava impotente diante daquela dificuldade.

- Roxy? ROXY?

Fatte estava em cima de Roxy preocupada e checando se os cortes eram mortais, mas a garota só a olhava sem forças para dizer nada, a proteção de Lalaith havia sido inútil contra a força daquela Siren.

Com um toque Lanna havia feito os galhos da prisão de Dunno morrerem e após chegar com dificuldade na árvore atingida pegou a espada ônix e se apoiou nela.

- Roxy vai ficar bem, você foi muito corajosa, imagino que vocês sejam muito amigas. Eu tenho que ir agora.
- Eu não sei se sou uma boa amiga, eu fui egoísta, fiz um laço de sangue com ela na floresta por puro interesse e agora estou tão preocupada. Eu não quero que ela morra, definitivamente não quero que a Roxy morra por minha causa.
- Não esperaria menos de você Fatte. Seja qual foi o motivo que te levou a fazer isto sua preocupação é real e vocês estão ligadas até a morte agora. Eu tenho que ir, tenho que levar meu irmão para um lugar seguro.
- Vou cuidar de Roxy e depois vou atrás de você, ainda tenho perguntas.
- Estarei no lugar onde me conheceu por algumas horas cuidando de meu irmão.

Fatte acenou que sim com a cabeça e chamou algumas crianças para ajudar com Roxy, mesmo se apoiando Lanna pegou Dunno pelo colarinho com uma das mãos e o colocou nas costas seguindo seu caminho. Vanius resolveu o problema com as crianças e se desculpou, mas ainda assim todos ficaram chateados e queriam ir para casa. Ele queria ir atrás da Lanna mas não sabia onde procurar e com os espíritos que haviam aparecido por alí a prioridade era proteger o acampamento.

Assim que Roxy adormeceu, Fatte saiu escondida e encontrou Lanna e Dunno em meio a uma discussão.

- Quem disse que eu precisava de ajuda? Eu só estava esperando uma chance para acabar com o líder deles.
- Não seja assim irmão, somos diferentes, eles não querem apenas nosso poder, apenas não sabem como lidar conosco e isto os assusta.
- Eles vão nos matar, é só terem uma oportunidade. Precisamos de mais poder, temos que dominar a todos.
- EI, seu mal agradecido, você ia morrer lá se não fosse pela sua irmã.
- Fatte?! Espere.

Mas Fatte estava zangada e quem a conhecia ao menos um pouco sabia que ela não ia esperar. Caminhou até Dunno apontando o dedo na cara dele e foi respondida com uma patada no rosto que a fez cair no chão.

- Dunno, não!
- Quem esta insignificante pensa que é?
- Grrrrr... Eu sou um dos futuros heróis seu gato idiota.

E com o rosto vermelho de raiva ela pegou um pouco de terra no chão jogando no olho dele. Dunno recuou e Lanna a segurou antes que ela avançasse novamente para cima dele. Limpando os olhos ele riu.

- Eu ajudei a salvar um imbecil, minha amiga e eu nos machucamos por sua causa, se eu soubesse teria deixado aquela siren te fazer em picadinhos.
- Hahahahaha... Eu nunca serei ajudado por você, para mim você é insignificante, isto apenas é culpa da minha irmã. Ela se importa demais com vocês magos.
- Fatte, eu peço desculpas por ele, meu irmão ainda não aceitou nosso exílio. Nos veremos novamente mas vá embora por favor. Seguirei com meu irmão e depois de explicar tudo ele pedirá desculpas.
- Nunca, eu nunca pedirei desculpas a ela e tãopouco seguirei com você Lanna. Meu destino é a devoradora de espadas e com ela eu limparei este mundo de magos insignificantes como esta pequena, eu abrirei caminho novamente para o castelo com minhas próprias garras. As coisas irão mudar quando eu voltar, isto é uma promessa.

Assim Dunno correu pela floresta ainda machucado e Lanna deixou Fatte correndo atrás dele... Na volta Quando Roxy acordou sentiu a mão de Fatte segurando a sua e o olhar preocupado dela antes de dizer aquelas palavras que seriam repetidas muitas vezes no futuro das duas.

- Roxy... Acho que libertamos um idiota.


[É isto, mais um ótimo capítulo solo terminado. Podia ter se estendido mais, eu não esperava que vc fosse ser tão suicida a ponto de pular na frente dela após ter visto o que ela faz facilmente com a Fatte. Mas tudo correu bem. Please tenha mais cuidado no futuro, quero ver você na segunda parte. Bom jogo Player. Aos demais eu postarei amanhã e continuaremos o último capítulo da primeira parte. Aguardo vocês.]
 
Última edição:

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
hahahaha

Mesmo que rindo suas costelas doessem muito mais, não pode conter um riso.

-Ai,ai...Fatte, não somos uma dupla cômica?! A suicida e a amiga mal intensionada.
Mesmo eu sabebdo de suas intenções, o que era óbvio, porque você simplesmente simula muito mal, com todo esse tempo, até que nutri algo por você, tentei não demonstrar minha simulação também, mas hoje não pude conter a ideia de perder você!
É quase anormal, como posso não te aguentar com esse jeito cabeçudo e meio egoísta, e mesmo assim não conseguir me separar de você?!!!!!!

Nos tornamos amigas de verdade Maga de Ilhytia, isso pode ser ruim ou não para o futuro, mas mesmo assim, são "os caminhos da vida".

-Faço um juramento Bredin (de irmãos)! Tem de ser Mútuo, ou não tem poder algum...É algo do coração então saber magia ou não, não ter a ver.

-"Proteção e devoção, humildade e coragem, unidas para sempre por uma amizade"...

-Você aceita?!

[Chefinho, hahahaha, total viagem! Mas sabe, ja tinha planejado essa parte, era inevitável, amigos quando crianças fezem juras fortes e irracionais. Então, até o ano que vem pessoas.NÃO MORRAM! Yeeeh...]
 

Raphael S

Desperto
Fatte apenas sorriu e acenou com a cabeça. As duas continuaram juntas e receberam o título de magas após outras confusões no acampamento de treino do ano seguinte. Roxy acabou descobrindo que Fatte havia feito o laço de sangue com ela e a obrigou a confessr. Isso não abalou a amizade das duas, enquanto Fatte se aperfeiçoava na magia, Roxy se interessava mais e mais por ítens mágicos e as duas cresceram se tornando as caçadoras de tesouros mais conhecidas de todo o Reino de Illythia. Em muitas das aventuras elas cruzaram com Dunno que também passou a colecionar itens raros de magia, estes encontros só fizeram aumentar o ódio entre a heroína e o garoto gato que se tornaram inimigos declarados. Era uma guerra tão particular que nem Roxy ousava se meter quando os dois se encontravam.

As duas alcançaram a adolescência e como previsto Fatte se tornou idêntica à famosa estátua de um dos heróis que tinha seu nome. Neste meio tempo eventos históricos importantes aconteceram, como o massacre nas vilas independentes, a ascensão de Dunno como Líder dos Rebeldes, o assassinato do Imperador Vlaren e a ascensão de Lanna como Imperatriz de Illythia.

Lanna e Fatte continuaram sendo amigas e vez por outra Fatte a visitava. Roxy sempre ficou em segundo plano como a grande guerreira mágica que acompanhava a heroína dos Reinos da Magia, mas preferia assim.

As duas se declaravam livres e ajudavam a quem estivesse em perigo sem se meter na rivalidade entre Illythia e os Reinos Independentes mas tudo isto iria ser melhor entendido mais para frente nesta história...

Fim do Capítulo Suplementar


Capítulo 6: O Castelo Flutuante da Magia

Isao, Justicado de Illythia, respeitado pelo povo, livre, exímio lutador e defensor da justiça...
Isao, apenas mais um no meio da bagunça, ignorado, preso ao estranho espírito de seu mestre morto, insultado como lutador e defensor da justiça...

Como tudo podia ter mudado em tão pouco tempo? O justicado dava os últimos passos chegando ao epicentro de toda a confusão.

- PROTEJAM A IMPERATRIZ!

Soldados esbarravam em Isao correndo desgovernados com o objetivo de proteger Satto e a Imperatriz que agora se assemelhava a uma estátua de pedra comum. Corpos estavam jogados mais à frente, soldados feridos olhavam preocupados para todos os lados. Lay havia desaparecido e enquanto a dor de cabeça de Isao evoluia, ele se perguntava se o desaparecimento não teria sido apenas para evitar responder a pergunta sobre o espirito negro que se dizia seu pai... Aquilo tudo podia ser definido facilmente pela visão experiente de Isao, era uma bagunça sem controle.

Os cavaleiros negros haviam regressado para dentro dos portões, atacar seria inútil daquele modo mas alguém precisava tomar as rédeas da situação.

Enquanto isto Allyesh via o espírito de Fatte cruzando o mar, se aproximando cada vez mais de Dunno, bastava um simples olhar para trás e ele a veria. Ogam havia dito para não deixar que os dois se encontrassem, mas não havia dito que Allyesh retornaria em uma situação tão injusta assim. Parecia impossível evitar que a qualquer segundo ele reparasse no espírito, ela tinha que pensar em algo e tinha que pensar rápido. Lahda preparava a segunda flecha que já começava a soltar as primeiras faíscas e também havia percebido a vinda da estranha criatura negra.

- Mas que coisa este maldito está aprontando agora?

Fatte por sua vez via o arco sendo apontado para Dunno e não sabia se o alcançaria antes da flecha.

Your Turn Wild, Yullia e Melian
[E assim conturbadamente e após todas as dificuldades retornamos]
 
Última edição:

Rikky

Unleash His Hard Fury
Isao coçou a cabeça.
- Realmente muito bagunçado tudo isso.
Enquanto observava a bagunça a sua volta Isao resolveu ajudar dando algumas ordens, com a certeza de que seriam ignoradas.

- Cuidem dos feridos, removam os feridos pra trás do ponto onde estão as estatuas. Façam uma linha a frente das estatuas e esperem os cavaleiros negros sairem. Agora!

Enquanto isso se dirigiu a frente do exercito. Queria ver como estavam organizadas as defesas do inimigo.
 

Yullia_

Miss Gabriela Vanessa
Fatte estava confusa, não sabia o que fazer para a flecha não alcançar Dunno e não sabia o que poderia fazer para evitar, afinal, não sabia se ele a veria ou se ela poderia impedir a flecha se ela se postasse na frente dele. Um turbilhão de coisas passou por sua cabeça, mas a unica coisa que consegui fazer foi tentar chegar o mais rapido possivel até Dunno e gritar enquanto isso :

-Cuidado, Dunno! Cuidado com a flecha!

Mesmo sem saber se ele a ouviria e se isso adiantaria de algo, ela tentou!
 

Melian_ a maia

Eu não sou um
Alliesh lembrava-se das palavras ouvidas em outros momentos, sentia de alguma forma que algo precisava ser feito, mas o que exatamente??
- Lahda espere!
Não o ataque, não posso explicar nada, mas precisamos sair daqui!
 

Raphael S

Desperto
Dunno ficou feliz em ouvir que Fatte o havia seguido, nem percebeu que a voz dela estava diferente.

Lahda não havia se movido, estava surpresa ao ver que aquela estranha criatura havia feito Dunno parar.

- Ally... o que é aquela coisa?

Enquanto isto, no castelo, uma importante conversa acontecia entre um velho Guardião e um Ser Material da Magia.

- Você sabe que ela irá falhar, não é Ogam?
- Não tenho tanta habilidade quanto você jovem Kyra. Mas é importante tentar de qualquer forma.
- Ela é a única que a Magia permitiu ter esta chance, é a única que me impede de ver o futuro claramente aqui. Não entendo como alguém tão comum pode receber um dom tão grande.
- Mas não questionamos a Magia não é mesmo?
- Não, não aqui pelo menos. Digo, fora eu.
- Isto me deixa mais aliviado. Quando ela irá falhar?
- ...Agora.

E nas margens da ilha sagrada Dunno se virou e os olhos dele se encontraram com o vazio dos olhos do espírito. A alegria sumiu de seu rosto e o coração dele foi partido ao meio por uma tristeza tão profunda que assim como os magos os híbridos também podiam sentir.

- ...Fatte... não... não é possível...

E enquanto Dunno caía de joelhos junto das primeiras lagrimas que chorava em sua existência por outra pessoa o castelo da magia reagia. A barreira mágica que impedia os intrusos de entrar girou cada vez mais rápido até explodir espalhando uma onda de energia que pode ser sentida em toda laernia. Era como a onda do primeiro ciclo, mas esta trazia apenas um sentimento de tristeza e lamento, era a forma que a magia havia encontrado para expressar a dor daquele filho perdido.

Isao coordenava uma ofensiva para invadir o castelo e sua autoridade estava sendo reconhecida novamente quando a onda o trouxe um mal pressentimento.
Pesmerga estava desacordado mas foi trazido de volta à razão dentro do calabouço, sua armadura gravava as garras no solo e uivava respondendo à onda como se reconhecesse aquele tipo de dor.

- Ei, vocês duas, se precisam fugir nós temos um barco, venham rápido por aqui.

Mas Lahda e Allyesh ignoravam naquele momento a oferta de ajuda da ladra, atingida no peito por aquele sentimento Lahda olhava para Dunno preocupada pois sabia que aqueles estranhos poderes que haviam entrado em sua vida eram demais para ela conseguir entender. Allyesh sentia-se culpada, ela sentia que nunca podia ter deixado aquilo acontecer, ela sentia um futuro assustador pela frente e sentia que aquele sentimento se tornaria comum. Por isso tentava se manter forte mas estava mais do que nunca assustada.

Interrupção do Capítulo 6
Fim da Primeira Parte
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$100,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo