• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Reforma da Previdência

Deriel

Administrador
Segue gráfico contendo resumo da proposta de reforma da previdência a ser enviada hoje ao congresso nacional (publicada pelo Estadão)

 

Excluído052

Excluído a pedido
Para você ter uma idéia das injustiças que aconteciam ...

Eu sou filha de militar e tenho outras duas meio-irmãs de 57 e 62 anos (por incrível que pareça!!!!)

Se meu pai morresse eu e elas receberíamos uma pensão vitalícia do integral da aposentadoria dele, indiferente da idade, estado civil, tudo...

Agora isso já mudou um poucp, é só para filhas solteiras e ainda assim vitalícia e integral.

E por mais que um dinheirinho extra não faça mal :mrgreen: eu espero que modifiquem isso também.
 

Ellion Cold

Usuário
Gostaria que uma reforma não fosse necessária, mas é. Sendo assim aprovo a mesma, apesar de discordar de alguns pontos como idade de aposentadoria.

Necessidade é necessidade. Antes uma reforma dessas do que aumentar ainda mais o tamanho da dívida... Sem falar que se isto não for feito é provável que em alguns anos nem todos os aposentados venham a receber realmente seu dinheiro, pois o Estado não teria como pagar.

É melhor doar 11% de parte do salário do que não receber nada no futuro ou manter o governo com pouco dinheiro para áreas que precisam com urgência de melhorias, sendo as principais saúde e segurança.
 

Sméagol

Usuário
Realmente a Reforma é mais do que necessária.

Mas acho que o que foi proposto ainda não vai resolver o problema. A coisa vai ficar menos pior; mas ainda não vai ficar boa.

Um exemplo é sobre os militares. Parece que o governo tem medo de mexer nessa parte, eles dizem que essa mudança será tratada mais tarde. Mas porque empurrar o problema com a barriga? Porque não resolver tudo de uma vez?

Espero que as Reformas ajudem o Brasil a melhorar um pouco, mas temos que ser mais ousados...
 

Hal

Usuário
Eu acho que reformas devem ser feitas a medida que o país vai mudando, mas tem que ser com calma, discutir direito.

Um dos maiores problemas é com os direitos adiquiridos. Muitas pessoas entraram para um emprego porque tinha vantagens na aposentadoria, e se agora resolvem tirar esse direito, fica complicado.

Outro problema, que eu não sei se é verdade é que uma das causas do rombo na previdência é que o governo gastou parte do dinheiro da aposentadoria em outras coisas como hidroelétricas e sei lá mais o que...
 

Eönwë

Usuário
Ressucitando o tópico... :mrgreen:

A maior polêmica neste momento na Reforma da Previdência é sobre os juízes. Eles querem um regime especial, mas o governo não quer dar isso pra eles. O que vocês pensam?

(Meu pai é juiz. Depois eu falo porque ele acha que os juízes devem, sim, ter um regime especial...)
 

TT1

Dilbert
Eönwë disse:
A maior polêmica neste momento na Reforma da Previdência é sobre os juízes. Eles querem um regime especial, mas o governo não quer dar isso pra eles. O que vocês pensam?
Eu acho que eles não precisam de um regime especial. Aliás, tem que acabar esse negócio de especial para parlamentares, juizes e militares. Eles não trabalham mais do que os outros. Pensão vitalícia e integral é um absurdo. Esse é um custume antigo do Brasil, aqueles que fazem as regras, fazem em benefício próprio. :|
 

Eönwë

Usuário
Primula disse:
Eönwë disse:
(Meu pai é juiz. Depois eu falo porque ele acha que os juízes devem, sim, ter um regime especial...)
Por que?
Eu ia deixar a discussão avançar um pouco antes de falar... :wink: Mas tudo bem...

Meu pai diz que se os juízes passarem a ter o mesmo teto de aposentadoria (R$2.400, eu acho) que os demais trabalhadores, ninguém mais vai querer entrar para essa carreira. Os formandos em direito iam preferir muito mais trabalhar em uma grande empresa ou numa firma de advocacia, onde poderiam ter a chance de receber muito mais, na ativa e na aposentadoria.

Além disso, meu pai, como todos os juízes, vive o tempo todo à beira de um ataque do coração. Eles tem quilos de processos o tempo todo, trabalham em casa todos os dias, incluindo fins de semanas, tem o nível de stress na estratosfera (na verdade, eu tenho medo que a qualquer momento meu pai tenha um ataque, de verdade...), não tem tempo nenhum pra família, não tem perspectiva de subir na carreira, não tem aumento de salário há séculos, e tudo mais. Além de que tem de aturar um Poder Judiciário lento e ruim, e depois levar a culpa por isso.

E os juízes passam por tudo isso pra quê? Eles teriam salários e condições muito melhores no setor privado... Eles passam por isso por um mínimo de vontade de ajudar o país. Então, meu pai diz que eles tem que ser recompensados por tudo isso e ter uma aposentadoria especial.
 
E no setor privado? Como fugir do teto? Com uma coisinha chamada Previdência Privada, que é paga pelo trabalhador quando ainda está na ativa. O servidor público tem um fator de vantagem a mais: a estabilidade. Hoje, se eu decidir pagar um plano de previdência não tenho a garantia de, daqui a um ano, seis meses e mesmo no mês que vem de estar empregado. Já um funcionário público tem. Além de ficar sem emprego o banco ainda come uma parte do que paguei...

Com todo o respeito ao seu pai, Eönwë, o que não justifica é que os juízes, que recebem em certos casos mais do que o Presidente da República(outro absurdo!), recolham quase nada(ou nada mesmo) e recebam uma aposentadoria maior do que um cidadão que ralou a vida toda e pagou várias vezes mais do que ele. E em cargos com tanta responsabilidade quanto a de juiz.
 

Eönwë

Usuário
Narag-gundu disse:
Com todo o respeito ao seu pai, Eönwë, o que não justifica é que os juízes, que recebem em certos casos mais do que o Presidente da República(outro absurdo!),
Se recebem mais que o Presidente, eu não sei. O salário dos juízes não é pouco, mas também não é uma fortuna estratosférica como muitas vezes parece. A imprensa faz parecer que os juízes recebem muito mais do que deveriam e que são uns folgados que não fazem nada e só ficam sugando dinheiro do governo. Na verdade, eles recebem um salário justo, sim. A maioria das pessoas não tem idéia do quanto eles ralam (os honestos, pelo menos, e que são a maioria, ao contrário do que a imprensa faz parecer).

Há, sim, algumas exceções, de juízes que ganham mais do que mereciam. Concordo que isso é um absurdo, e tem que acabar. Mas, definitivamente, não é o caso da maioria.

Mas daí dizem que "Todo trabalhador se esforça muito, tanto quanto os juízes. Então, os juízes deviam receber o mesmo que a maioria dos trabalhadores!" Mas só porque alguns recebem menos do que deveriam, não quer dizer que todos devem receber menos do que deveriam também. O que se tem que fazer é elevar o rendimento dos que recebem pouco, e não baixar o dos que recebem o justo. E os juízes recebem o justo.

Narag-gundu disse:
recolham quase nada(ou nada mesmo) e recebam uma aposentadoria maior do que um cidadão que ralou a vida toda e pagou várias vezes mais do que ele.
Não sei quanto eles contribuem. (O certo seria eles contribuirem com o mesmo tanto que todos os outros trabalhadores, mas não sei se isso acontece.) Mas vale aqui o mesmo que eu disse acima: os juízes recebem o justo, na aposentadoria também. Os outros é que recebem pouco. Deve-se aumentar a aposentadoria dos que recebem pouco, não diminuir a dos que recebem o justo.

Narag-gundu disse:
E em cargos com tanta responsabilidade quanto a de juiz.
Não são os juizes que definem com quanto eles contribuem. É o legislativo. Os juízes honestos (a maioria) com certeza estão dispostos a contribuir com mais, se é verdade que contribuem pouco.
 

Sméagol

Usuário
Eu ia deixar a discussão avançar um pouco antes de falar... Mas tudo bem...

Meu pai diz que se os juízes passarem a ter o mesmo teto de aposentadoria (R$2.400, eu acho) que os demais trabalhadores, ninguém mais vai querer entrar para essa carreira. Os formandos em direito iam preferir muito mais trabalhar em uma grande empresa ou numa firma de advocacia, onde poderiam ter a chance de receber muito mais, na ativa e na aposentadoria.

Além disso, meu pai, como todos os juízes, vive o tempo todo à beira de um ataque do coração. Eles tem quilos de processos o tempo todo, trabalham em casa todos os dias, incluindo fins de semanas, tem o nível de stress na estratosfera (na verdade, eu tenho medo que a qualquer momento meu pai tenha um ataque, de verdade...), não tem tempo nenhum pra família, não tem perspectiva de subir na carreira, não tem aumento de salário há séculos, e tudo mais. Além de que tem de aturar um Poder Judiciário lento e ruim, e depois levar a culpa por isso.

E os juízes passam por tudo isso pra quê? Eles teriam salários e condições muito melhores no setor privado... Eles passam por isso por um mínimo de vontade de ajudar o país. Então, meu pai diz que eles tem que ser recompensados por tudo isso e ter uma aposentadoria especial.
Pra mim seu argumento não valeu nada. Sempre vai ter gente querendo entrar para essa carreira, mesmo porque é impossível todos bachareis em direito entraram pra uma grande empresa de advocacia e ganhar fortunas, como você disse.

Quanto a viver a beira de um ataque do coração. Isso ocorre em muitas profissões. Vou citar minha área, a Medicina. O povo trabalha igual um loco, tem que ter 2, 3 empregos e dar uma porrada de plantão, além de ter que estar estudando direto pra se manter atualizado. E agora me diz, quanto ganha um médico do SUS??? :evil: Só rindo mesmo... :lol:
 

Ivan

Vai passar do joelho
Alguns ministros do STJ e STF ganham 24 mil, três vezes, quase, o que ganha o presidente. Isso é absurdo. E todos os juízes ganham muito, muito acima da média dos trabalhadores diplomados do país, e isso não é justo.

Quanto a reforma, o servidor vai pagar o pato, como sempre. E muitos dos problemas vão continuar, como por exemplo, se alguém trabalha trinta anos em um cargo e no seu último ano é promovido, ganha o seu salário com base no seu salário do último ano, não no que contribuiu trinta.
 
Eönwë disse:
Mas daí dizem que "Todo trabalhador se esforça muito, tanto quanto os juízes. Então, os juízes deviam receber o mesmo que a maioria dos trabalhadores!" Mas só porque alguns recebem menos do que deveriam, não quer dizer que todos devem receber menos do que deveriam também. O que se tem que fazer é elevar o rendimento dos que recebem pouco, e não baixar o dos que recebem o justo. E os juízes recebem o justo.
Concordo plenamente. Eu não acho que o cargo de juiz tenha um salário muito aquém de suas responsabilidades nem nivelar por baixo os salários para diminuir a disparidade. O que eu questiono são estas, segundo sua informação valiosa, minorias que ganham fortunas, que envergonham, no meu entender, até seus companheiros de profissão que não têm o mesmo privilégio.
Eönwë disse:
Não sei quanto eles contribuem. (O certo seria eles contribuirem com o mesmo tanto que todos os outros trabalhadores, mas não sei se isso acontece.) Mas vale aqui o mesmo que eu disse acima: os juízes recebem o justo, na aposentadoria também. Os outros é que recebem pouco. Deve-se aumentar a aposentadoria dos que recebem pouco, não diminuir a dos que recebem o justo.
Para que isso possa acontecer será necessário que todo o funcionalismo público seja submetido ao mesmo regime de deveres do funcionário privado. O que ocorre hoje no Brasil, na minha opinião, é que o "bolo de dinheiro" da previdência é um só, só que o funcionário público entra com menos ingredientes para confeccioná-lo e tem direito à maior fatia(com direito ao glacê e ao recheio :mrgreen: ).
Eönwë disse:
Não são os juizes que definem com quanto eles contribuem. É o legislativo. Os juízes honestos (a maioria) com certeza estão dispostos a contribuir com mais, se é verdade que contribuem pouco.
E isso será discutido agora pelo mesmo Legislativo e, na minha opinião, deve ser estabelecida uma igualdade de direitos entre público e privado.

Abração!!
 
Ringil disse:
Quanto a reforma, o servidor vai pagar o pato, como sempre. E muitos dos problemas vão continuar, como por exemplo, se alguém trabalha trinta anos em um cargo e no seu último ano é promovido, ganha o seu salário com base no seu salário do último ano, não no que contribuiu trinta.
Utilizando o mesmo critério da iniciativa privada, de quem a previdência apura a média das contribuições para definir o valor da aposentadoria, o problema poderá ser minimizado.
 

Eönwë

Usuário
Ringil disse:
Alguns ministros do STJ e STF ganham 24 mil, três vezes, quase, o que ganha o presidente. Isso é absurdo.
Por que ninguém poderia ganhar mais do que o Presidente? Até parece que ninguém trabalha mais que ele...

Ringil disse:
E todos os juízes ganham muito, muito acima da média dos trabalhadores diplomados do país, e isso não é justo.
Não é justo mesmo. Mas o que você sugere como solução? Baixar o salário dos juízes pra 2 mil, 3 mil reais? Igualar o salário deles ao dos outros? Daí teriamos mais uma classe profissional ganhando menos do que devia. Já não basta a maioria dos brasileiros ganharem menos do que deviam? Agora você quer que quem recebe o justo ganhe menos do que o merecido também?

Infelizmente vivemos num país em que há uma enorme e injusta desigualdade entre as pessoas. Só que a solução pra isso não diminuir o rendimento dos que ganham o correto. É aumentar o rendimento dos que ganham menos do que deveriam. Só que isso é muito mais difícil...

Sméagol disse:
Pra mim seu argumento não valeu nada. Sempre vai ter gente querendo entrar para essa carreira, mesmo porque é impossível todos bachareis em direito entraram pra uma grande empresa de advocacia e ganhar fortunas, como você disse.:
Sempre vai ter gente querendo entar pra essa carreira, mesmo. Mas se diminuírem a previdência deles, seriam menos pessoas. E então o problema de termos um Judiciário ineficiente seria ainda pior...

Sméagol disse:
Quanto a viver a beira de um ataque do coração. Isso ocorre em muitas profissões. Vou citar minha área, a Medicina. O povo trabalha igual um loco, tem que ter 2, 3 empregos e dar uma porrada de plantão, além de ter que estar estudando direto pra se manter atualizado. E agora me diz, quanto ganha um médico do SUS??? :evil: Só rindo mesmo... :lol:
Tenho certeza que os médicos se esforçam tanto ou mais que outros profissionais, e mesmo assim são muito mal-remunerados, ás vezes. Mereciam um salário melhor. Mas só porque fulano trabalha muito e recebe pouco, quer dizer que sicrano, que trabalha o mesmo tanto mas recebe o justo, deve passar a receber pouco também?
 

Orion

Jonas
Eönwë disse:
Não é justo mesmo. Mas o que você sugere como solução? Baixar o salário dos juízes pra 2 mil, 3 mil reais? Igualar o salário deles ao dos outros? Daí teriamos mais uma classe profissional ganhando menos do que devia. Já não basta a maioria dos brasileiros ganharem menos do que deviam? Agora você quer que quem recebe o justo ganhe menos do que o merecido também?
Eu acho que você está endeusando a profissão judiciária. Ela não é a supra sumo das profissões. Eu concordo quanto ao trabalho em níveis absurdos não só em direito, mas em inúmeras outras profissões também. Mas não concordo com o argumento de que devemos preservar as classes "justiçadas" do grande bolo de injustiçadas. Isso só aumenta as desigualdades e as diferenças sociais. Se for pra remunerar de acordo com os esforços pessoais, isso tem que ser a nível global das profissões e não restrito a uma ou outra profissão até então beneficiada.
 

Sméagol

Usuário
Sempre vai ter gente querendo entar pra essa carreira, mesmo. Mas se diminuírem a previdência deles, seriam menos pessoas. E então o problema de termos um Judiciário ineficiente seria ainda pior...
Continuo achando que a concorrência pública seria grande, e por isso o nível se manteria...

Tenho certeza que os médicos se esforçam tanto ou mais que outros profissionais, e mesmo assim são muito mal-remunerados, ás vezes. Mereciam um salário melhor. Mas só porque fulano trabalha muito e recebe pouco, quer dizer que sicrano, que trabalha o mesmo tanto mas recebe o justo, deve passar a receber pouco também?
Sim, mas acho que os juízes não recebem o quanto merecem! Nem um médico mereceria o que um juíz ganha! Os privilégios são muitos, e com certeza o que eles não querem é perdê-los...
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.225,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo