1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Raul

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Vail Martins, 6 Abr 2010.

  1. Vail Martins

    Vail Martins Usuário

    Raul

    Naquela cidade lenta e preguiçosa mais um dia lindo e ensolarado passava inexoravelmente rumo ao seu fim. Entretanto, naquela cidade, ninguém o aproveitava. O dia, o tempo, a vida, eram só passos necessários a serem dados antes do que quer que os esperasse.
    Uma criança, chorando, voltou da rua e disse à mãe.
    _Mãe... o Luar foi embora e me deixou sozinho.
    _De quem você está falando, Raul.
    _Do Luar, mãe, ele foi embora e me chamou de chato.
    _Quem é Luar? È o filho da vizinha?
    _Não mãe, O Luar é a minha sombra... ela fugiu!
    _Ahhhh.... Não me enche menino! Eu aqui pensando que fosse algo sério. Vai para a rua brincar.
    _Mas mãe...
    _Vai!!!
    Contrariado o menino disse, enquanto saia.
    _Tá bom... Mas se você quer mesmo saber a sua sombra também falou que você era uma chata e também fugiu para brincar com o Luar.
    A mãe, meio sem entender, olhou para baixo, já se achando uma tonta por dar ouvidos ao filho. Incrivelmente, onde deveria estar sua sombra, no lado oposto ao que o sol brilhava forte, a sua sombra não estava. E em nenhum outro lugar. Nada.
    _Raul _ disse a mãe_ como você disse que se chama seu amiguinho mesmo?
    _É Luar mãe... ele disse que é a minha sombra e que se chama Raul, só que ao contrário. Disse e foi para o quintal, ainda contrariado.
    A mãe... perplexa, não disse nada. Ficou lá, parada , reconstruindo seus pensamentos desde o inico, tijolo por tijolo, quando o menino gritou lá do quintal.
    _Mãe!!! Vem ver!!!
    A mãe saiu do transe e saltou para o quintal. Os olhos esbugalhados.
    _Olha lá, mãe. Lá vai a Liagiba, sua sombra pulando o muro.
    Adiante, mesmo debaixo do sol forte, e sem nada que as provocasse, duas sombras, uma pequena e outra maior, pulavam o muro para depois correr pela rua para a praça, onde havia uma escuridão de sombras fazendo a maior bagunça.



    Este texto foi inspirado numa das fotos do Desafio "Quanto vale uma imagem?" postado pelo Palazo. Dê uma passadinha lá. http://www.meiapalavra.com.br/showthread...745&page=1
     
  2. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    lembrou peter pan.
     

Compartilhar