1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[Raphael S] [O Labirinto e a Saga dos Planos (Versão do Criador)] [L]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Raphael S, 26 Jan 2008.

  1. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Ela sorriu e passou a mão pelos cabelos loiros de Joshi, tinha o rosto idêntico ao esculpido no cabo da espada do guerreiro e o garoto a abraçava como se não a visse a muito tempo...

    - Alarel, vá pegar suas coisas, eu tenho que falar um pouco com eles...

    Assim que Joshi correu até a cabana e ela se aproximou do Dark e tirou folhas do bolso mastigando-as um pouco antes de colocá-las nos ferimentos do ninja, apesar de acharem estranho a mulher chamar Joshi de Alarel, eles tinham dúvidas mais importantes a serem esclarecidas...

    - Pode se levantar guerreiro... Sei que vocês devem ter perguntas a fazer.
    - Esperem, acabei vindo por engano. Como posso voltar para minha terra?
    - Você é a Deusa?
    - Jin, não é seu destino voltar para casa agora, e eu entendo seu susto ERK, mas não sou exatamente quem pensa que sou, eu não sou uma Deusa. Meu nome é Celes e estou aqui para ajudá-los a entender que todos vocês tem uma grande jornada a fazer e nem sempre estarão juntos... O tempo está correndo e cada minuto no lugar errado é precioso, não importam suas origens. Escutem com atenção, vocês estão no meio de uma guerra que já começou, precisarão aproveitar o tempo que estiverem juntos e terão que se manter firmes quando não estiverem, pois vários tentarão detê-los.

    Quando ela terminou de falar, Yume ouviu um barulho ensurdecedor parecido com o que as bocas de fogo dos piratas faziam, e a mulher empalideceu ao avistar fumaça na floresta...

    - Ele já está aqui, a proteção não vai agüentar muito... Vocês precisam voltar para o labirinto enquanto ainda posso manter a passagem aberta.
    - E eu?
    - Você deve ser a Yume. Meu filho disse que você era muito bonita, vejo que ele tinha razão jovem elfa. Ele gosta muito de você então peço que cuide bem dele por mim ok?
    - Mas você não virá conosco? O Joshi precisa de você.
    - O... Joshi... Sabe que a vida destes três guerreiros e seus destinos é muito mais importante que nossos laços familiares.
    - Então eu realmente não tenho nada a ver com essa tal lenda dos pergaminhos. Pensei que eu fizesse parte disto.
    - Eu não te conheço Yume, só o que posso te pedir é que cuide de meu filho enquanto estiver com eles... Depois que vocês saírem daqui eu sei que ele vai precisar muito de apoio e só posso contar com a ajuda de vocês para que ele fique bem.
    - Ei, porque seu rosto está esculpido na minha espada? Eu passei a minha vida imaginando que uma Deusa olhava por mim.
    - Sua espada olha por você ERK, com o tempo você vai aprender a admirar isto mais do que um Deus que olhe por você.
    - Mas como assim?
    - Sei que vocês tem mais dúvidas, mas não temos tempo. Acreditem em mim, vocês precisam ficar juntos, é muito importante.

    Joshi voltou e abraçou Celes novamente, ele estava com uma roupa medieval e uma capa feitas com a qualidade de um alfaiate real e tinha nas mãos uma pequena sacola feita de peles de urso.

    - Você tem um plano não é mãe?Para onde vamos agora?
    - Te amo muito filho, mas continue a sua tarefa.

    Ela apenas tocou no cabo da espada do ERK e uma força invisível arrastou Joshi se debatendo de volta ao circulo...

    - MÂE!!! NÃO!!! MÃÃÃÃÃÃE!!!!!!.............
    - O mestre dos ventos é pequeno mas vai saber ajudar vocês. Cuidem bem dele por favor. Agora vocês tem que sair daqui senão serão pegos e Joshi não pode ficar sozinho dentro daquele labirinto... VÃO!
    - Eu preciso voltar a minha ilha, apenas me diga que poderei voltar.
    - Joshi terá as respostas que você precisa.

    JIN e YUME obedeceram arrastando Dark de volta ao círculo e Celes se afastou um pouco tentando esconder as lágrimas que começavam a cair do rosto dela, ERK parou antes de entrar no círculo, sabia que um ataque se aproximava e não se sentia bem em deixar aquela mulher sozinha.

    - Venha conosco. Tenho muitas perguntas sobre minha espada e sei que você pode nos ajudar.
    - Eu tenho que ficar aqui para deter Adam até que a pista de vocês se perca. Se ele conseguir seguir vocês tudo pelo que as pessoas que lutaram tanto para proteger estará perdido. Sua espada é parte de você ERK, confie nela. VÁ AGORA!
    - Você vai se sacrificar não é?

    Ela se virou e ERK viu o olhar angustiado de alguém prestes a perder o filho.

    - Se você não for agora, será responsável pela morte de todos.

    Com o rosto de Celes em mente ERK foi puxado pela espada e entrou no círculo.Todos se sentiram tontos e ofuscados como das outras vezes antes de reaparecer naquele lugar estranho, mas estava tudo vazio... O Joshi estava do lado de Jin-e olhando assustado para os lados e tentando segurar os sentimentos pois ainda esperava que a mãe dele aparecesse.

    - Que história é aquela de Mestre dos Ventos?
    - Temos que ficar quietos... Onde está minha mãe?

    Joshi desapareceu e reapareceu várias vezes em diferentes pontos da estranha caverna voltando a aparecer na frente deles...

    - Vão por ali, eu vou esperar...

    Mal ele acabou de falar e tudo desapareceu novamente... O grupo sentiu o cheiro de relva molhada e abriu os olhos sentindo os raios de sol...

    - Nossa, desta vez foi rápido, ERK?...

    Yume se levantou e olhou para o horizonte avistando um castelo em um campo aberto...

    - ESTAMOS EM CASA ERK!!! ESTAMOS EM CASA!!!

    Ela pulava de alegria enquanto apontava o castelo quando um dragão azul deu um vôo rasante atrás deles agarrando a elfa e levando-a pelos céus...

    FIM DA PRIMEIRA PARTE



     
    Última edição: 28 Jun 2008
  2. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Bem, pelo que vi, muitas coisas ainda devem ser esclarecidas, quanto ao joshi esdtou começando a achar que o poderosos é ele.

    Bme, e esse dragão não acho que seja mal...
     
  3. Dinaen

    Dinaen Bebendo com um

    pronto, agora sim temos muitos ????? na cabeça ^^
    manda a segunda parte ae pq ta ficando cada vez + curiosa a história.
    quero agora saber quem eh Celes ^^
    mas vou esperar... manda +
     
  4. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Como eu disse pro DinaenCaster, a Celes tem uma ligação direta com o Adam, mas isso é história só pra terceira parte mesmo.

    Bom, considerando que o Dragão podia apenas ter abocanhado a Elfa, é uma boa dedução Lyvio.

    Daqui a alguns dias eu reinicio. Mais perguntas?

    By Raphael S
     
  5. Dinaen

    Dinaen Bebendo com um

    eh verdad, olhando desse ponto de vista, o dração pode ser bonzinho msm

    rs, DinaenCaster ^^
     
  6. Raphael S

    Raphael S Desperto


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    O Labirinto e a Saga dos Planos - Elyene e Bravo (Cena da Segunda Parte)


    Parte 2

    Capítulo 1 – A Morte de Joshi e Outras Lendas

    Uma velha contadora de histórias...



    Bom, da última vez Yume tinha sido raptada por um dragão quando eles finalmente conseguiram voltar não é?

    - ISSO VÓ!!! Você vai continuar contando essa história pra gente?
    - Hah, fala logo como o Joshi vai morrer.
    - PARA COM ISSO, O JOSHI NÃO VAI MORRER.
    - VAI SIM.
    - NÃO VAI!!!
    - VAI!
    - NÃO!!!
    - Hehehe, vai sim, ela disse ontem na cozinha.
    - É verdade Vó?

    Hurrum... Bom, vamos continuar a história tudo bem? E você mocinho, não devia contar isso pra sua irmã.

    - Mas é verdade, e ainda aposto que vai ser o Dark que vai matar ele.

    Bom, mas o ERK também tem motivos pra matar o garoto uma vez que a posse de sua espada está ameaçada, pode parecer pouco mas mesmo com todos os erros e confusões que a espada possa causar, ERK é muito ligado a ela. E também tem a Yume, sem conhecer o resto da história vocês não tem como saber no que vai dar o relacionamento entre os dois...

    - Mas a senhora não falou do Jin-e, então vai ser o samurai que vai matar o Joshi não vai?

    O Jin-e não parece ter motivos pra fazer isso não é mesmo? Afinal viveu tantos anos com Joshi. O que é certo mesmo é que este mocinho aqui vai ficar sem metade das frutas de sobremesa de hoje.

    - Hah... Droga...
    - Hihihi...

    Continuando... Yume estava atordoada, as garras do dragão azul a estavam apertando forte e ela conseguia ver o grupo lá em baixo olhando para ela, se eles vissem o que ela estava vendo teriam corrido pois lá de cima ela podia ver um exército de camponeses e soldados correndo na direção deles, e embora eles estivessem atrás do Dragão, seriam pegos com certeza. Ela só descobriu mesmo que o dragão era o alvo quando várias flechas foram atiradas na direção dela, eles eram mais de 100 homens e o Dragão muito hábil escapava facilmente das flechas levando-a para um destino desconhecido...

    - Um dragão?Flechas??!!Um monte de gente lançando flechas contra mim?!Eu quero voltar pro mar!!! porque estas coisas acontecem comigo???

    No grupo em terra sobrava preocupação com a Elfa e faltava força de vontade da parte de Joshi triste com a perda da Mãe que todos sequer conheciam, mas o barulho dos gritos de fúria se aproximava e eles sabiam que estavam se metendo em outra confusão.

    Dark levantava sentindo-se estranhamente bem, as ervas da mulher tinham funcionado rápido e ele já se sentia capaz de fazer as peripécias que tanto adorava, mas foi ERK o primeiro a se preocupar com o que ainda havia por vir.

    - Este barulho estranho... Parece um... Um exército!!! E estamos no caminho!
    - Ihhh PQP, agente só se fode... Devia ter encomendado mais dessa macumba com a bruxa lah.Ei!!! Não fiquem ai parados seus trouxas, esse bando de camponeses irados não deve ser nem um pouquinho amigável com um bando de estranho com aparência estranha intaum... RUN!!! RUN IDIOTS!!! RUN!!!

    ERK tirou a espada da bainha, levantando-a e torceu pra que seus poderes funcionassem daquela vez... Dark foi o primeiro a se afastar até uma distancia mais ou menos segura antes de avisar o brilho forte da espada. Nos céus Yume também se esforçava para tirar a pequena espada mas não teve muito tempo pra isso, da espada mágica de ERK saiu um potente raio que atingiu o dragão na asa, forte o suficiente para derrubá-lo...
    O raio também se dividiu em terra e derrubou alguns guerreiros do exército e muitos outros pularam para os lados caindo em círculos em volta do grupo, Jin-e acabou sendo atingido pelo ataque e caiu na hora sem poder reagir contra o fenômeno da natureza nas mãos do guerreiro,
    O Exército que presenciou o forte poder parou na mesma hora apontando suas flechas na direção do ERK...

    - O QUE FAZEM AQUI?
    - DEVEM SER ESPIÕES DE ALCAREMOR! ATIREM!

    Mas ninguém atirou, após a pergunta do que parecia ser o general do bagunçado exército, um silencio se fez não respondido nem por Joshi que apenas olhava para os acontecimentos sem demonstrar nenhuma reação. Ele não aceitava a morte da mãe e não conseguia mais ver importãncia em continuar lutando. Apesar de poder lutar, ERK também sabia que aqueles soldados não hesitariam em atirar em seus amigos, então decidiu guardar a espada para mostrar que estava disposto a cooperar.

    - Naum somos espiões de ninguém!! Por enquanto só estamos preocupados com a garota!!!

    Enquanto ERK era rendido Dark corria usando as árvores pra se esconder e avistava a rota do Dragão. O Monstro Alado dava voltas tentando contiuar voando mas sucumbiu à dor soltando Yume a uma altura considerável antes de começar a cair também. Como choque a elfa também estava desacordada e não sabia que estava aindo rumo à morte. Escalando rapidamente uma árvore Dark torceu pra ter calculado certo quando pulou contra o corpo da elfa no ar...

    - Ninja, cabrita, ninja... Cabrita... GOTCHA!!!

    No momento certo Dark agarrou-a e mesmo com a destreza incrível do ninja eles cairam violentamente na grama... Com uma dor terrível nas costas e o corpo da Elfa em cima do dele, Dark colocou os dedos instintivamente na jugular dela para verificar se estava viva...

    - K C T!!! ... Minhas costas estão estaladas pela eternidade now... Fia, tua sorte é que eu não ia perder a oportunidade de dar um abraço nesses peitchones mas mesmo assim eu tô sentindo uma dorzinha na bunda que tá incomodando... Então ACORDA MULHER!!!

    Yume não parecia bem e com dificuldade o ninja se virou jogando a elfa na grama e começou a estalar os ossos. ERK tinha seus problemas... Não sabia se Yume estava bem e não podia se mover pois via insegurança nas mãos dos arqueiros, com Jin sangrando desacordado e Joshi cabisbaixo ele só podia esperar que aquelas pessoas entendessem que eles estavam alí por engano.

    - Pode ficar aí mesmo guerreiro, mais um passo e será seu último. Não sei de que garota você fala, mas pudemos ver que tens a magia a seu lado. Se não é de ALCAREMOR então coloque sua espada dentro deste saco e não o mataremos.

    Um dos soldados se aproximou com receio trazendo um saco de pele grossa, apesar do medo parecia que ninguém alí ia contrariar as ordens daquele comandante, mas ERK ainda tinha um recurso, o blefe.

    - Havia uma garota conosco que foi pega pelo dragão... Olha, não somos seu inimigo e nem queremos ser, eu naum temo pela vida dessas pessoas mas se alguém ameaçar atacá-los eu mato todos aqui. O poder que voces viram é uma pequena amostra do meu poder total. Eu não conheço Alcaremor, meus poderes são conferidos pela Deusa.

    Sem tirar a mão da espada ERK deixou o cabo a mostra com o rosto da Deusa. Enquanto isso Dark já tinha verificado o corpo da Elfa para ter certeza que ela não tinha nenhuma fratura e ele estava muito feliz em poder fazer isto mas o Dragão ainda se mexia perto dos dois, Dark não conseguia mais ver ERK e imaginava que tinham sido pegos mas não estava muito preocupado. Com a separação do grupo, ERK havia cometido o primeiro erro que podia custar a vida de um dos escolhidos, a resposta do exército a ERK tinha sido rápida, Jin-e foi atingido por uma flecha e o comandante olhou bem nos olhos do guerreiro ao continuar...

    - Bom, então sua espada é da Deusa certo? Isso quer dizer que você é um guerreiro valoroso por poder carregá-la. Mas lhe aviso que já lutei contra guerreiros e magos antes e vou saber como derrubar você mais rápido que pensa. Sei que você está blefando e não posso permitir que continue com esse poder se for um Alcaremor. Se a garota foi pega pelo dragão já deve estar morta e eu não vou pedir novamente. Se não colocar sua espada dentro da bolsa eu mando atirar e caso alguém sobreviva eu mesmo termino o serviço...

    O comandante empunhou um estranho escudo com o formato apenas da metade de um inteiro e puxou uma espada grande para deixar claro que estava falando sério, ele tinha a armadura dourada e se destacava entre os pobres guerreiros em volta. Sem muitas escolhas e acreditando na palavra dele, ERK largou a espada dentro do saco.

    - Bom... Amarrem eles, vamos voltar ao castelo, o dragão sumiu e pode esperar...
    - Mas comandante, o Dragão estava caindo, pode estar mais a frente ferido.
    - Vocês ouviram as minhas ordens, temos prisioneiros e até sabermos se são de Alcaremor isto é mais importante. Vamos com isto!

    Joshi chegou a oferecer as mãos sem resistência para serem amarradas, e não disse uma palavra quando lhe cobriram a cabeça com um saco de pano. ERK, Joshi e Jin-e estavam bem encrencados, mas é importante que saibam o que aconteceu com Dark e Yume enquanto os outros eram presos.

    O ninja olhou para o dragão e puxou a espada pensando no tamanho banquete que tinha conseguido, mas ao caminhar até o animal percebeu que uma velhinha baixinha descia um enorme morro na direção dele, ela gritava algo que o ninja não conseguia ouvir...

    - A vida que pedí a Deus... Mulher e comida. Só faltava bebida e acho que a velhota alí não deve ser garçonete, agora como vou preparar esse bicho? I Need a Master Grill Toaster, Is it, Man!

     
  7. Dinaen

    Dinaen Bebendo com um

    hsauhsauhsauhsa

    "I Need a Master Grill Toaster, Is it, Man!"

    vou dar pra ele uma "George Foreman Grill"

    muito bom esse capitulo, estava ancioso pra voltar à ler... manda + ae
     
  8. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Por mais que o Ninja pensasse chegava a mesma conclusão de que a melhor forma de deter o animal era matando mesmo. O Dragão era grande e não havia por perto nenhuma corda que pudesse amarrá-lo... Yume começava a acordar delirando um pouco...

    - Onde... Dragão... Minha cabeça... Corpo formigando...
    - Pode dexa que eu verifiquei tudim. Tá booooooa!

    Enquanto Dark sorria que nem bobo pra Yume a velha chegou ofegante segurando um velho cajado e assim que o ninja apontou a espada para o pesoço do Dragão ela o impediu.

    - NÃO!!! Arf...Arf...Arf... Dark, não machuque o Blu.. Blue.

    E a velha se encostou no dragão abraçando a cabeça dele.

    - ...Blue? Ce tá falando do bicho estranho ai??Começa a explica porque seu bichim tava sequestrando a mina aqui!!! E peraeeeeee... Você me conhece???Donde? Vai véia insana, fala!

    - É BLUBLUE, não Blue. Humpf... Dragonius Fenixilate!!!

    A velha girou o cajado pronunciando as palavras mágicas e o tocou na pele do animal que logo acordou e se ergueu como se nada tivesse acontecido...

    - Eu sei quem vocês são mas temos que ir embora, aqui é perigoso, será que podem confiar em mim?

    O Dragão se abaixou e ela montou em cima dele.

    - VAMOS, SUBAM!!!
    - Ihh veia você espera que eu confie sem mais nem menos quando eu nunca a vi antes e ainda com esse bichão do kct que quase matou a mina?

    E com uma gargalhada sarcástica Dark completou.

    - Veh como a situação não faz o mínimo de sentido... me de uma boa razão que eu deva confiar em vc!

    Estendendo uma mão Dark ajudou Yume a se levantar sem perder a velha de vista.
    Yume estava melhor mas sentiu que Dark estava segurando a dor da queda quando se apoiou nele. Ela estava curiosa com a velha e sabia que o ninja era orgulhoso, decidiu resolver a situação sussurrando pra ele uma mentira que foi suficiente para ele ceder.

    - Dark... nas condições em que estamos... Ou melhor, na que "eu" estou... Talvez seja melhor irmos com essa senhora mesmo... Ela deve ter comida, vinhooo.... E com esse Dragão poderemos ver ond eos outros estão.

    - Vinho você disse ahn?
    - Sim... A senhora tem vinho não tem?
    - Mas é claro minha jovem.
    - HAhhhhhhhhhhhh... Nesse caso... Yeap, vamo de carona mesmo.

    E assim que os dois subiram nas costas do Dragão, Blublue correu pegando impulso e então abriu as asas alçando vôo.

    - Segurem firme meus jovens!!!
    - OOOOOOOOOOOoaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhh....
    - Yey, que tá baum o passeio!!!
    - DARK! Pára de se esfregar em MIM!!!
    - Que os Deuses abençõem os Dragões!Bixim prático sô.
    - Crianças, aqui não é lugar pra brigar.
    - Bah... Vou maneirar um pouco... But... It´s impossible!
    - ...
    - But? O que significa meu jovem?
    - Krai... Ok, lá vai uma aula, but = mas. But It´s impossible!= Mas é impossível!!! Understand?
    - Os outros ninjas falam assim que nem você?É uma linguagem muito estranha.
    - Nooooooot...Hummm.... Macioooooo....
    - DARK!!!
    - Okz okz, Only moa. Sempre falei assim.

    Eles subiram rápido ainda sem saber para onde iam parar, o dragão batia as asas tentando alcançar o topo do enorme monte, quando finalmente, passaram o topo, e viram uma rústica e pequena cabana com algumas pedras grades em volta e vegetação, a vista lá de cima era incrível.

    - Dona, porque o Dragão me pegou afinal? Eu pareço comida de dragão?
    - Hihihi, tudo bem, Blublue deve ter gostado de você pra tê-la pego. Nós já chegamos.
    - JÁ??? NOOOOOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooooooooooo... Mais umas voltas Old Grandma Please!!!
    - Você parece mais doido do que eu pensava.

    Assim que o dragão pousou Yume virou-se lançando um tapa no rosto do Dark e desceu do Dragão, ela estava com raiva mas a vista lá do topo era suficiente para fazer ela esquecer a sem vergonhice de Dark. Dava pra ver toda a vegetação abaixo, florestas e até mesmo uma torre de pedra ao longe na direção do mar...

    - Ok... Eu quase estouro meus ovos pra salvar a elfa e é assim que sou pago... Where's the Love?

    A velha desceu e fez um pouco de cafuné na cabeça de Blublue que respondeu encolhendo as asas de cabeça baixa.

    - Venham conhecer minha casa, temos muito o que conversar.
    - Traga vinho ou sakê que eu serei todo ouvidos.

    Os dois a seguiram até a cabana que embora simples, tinha duas estantes de livros antigos, mesa e cadeiras além de uma despensa cheia de carne e cerâmicas com vinho muito bem organizadas. A velha deixou o cajado na entrada foi preparar algo para comer e o dragão ficou do lado de fora deitado como um animal de estimação. Dando uma rápida olhada em volta Yume notou em cima da mesa uma velha e rachada bola de cristal.

    - Querem descansar primeiro?Ou preferem comer e fazer perguntas?

    O cheiro do bom vinho chegava quase a fazer Dark babar, já fazia um bom tempo que ele não bebia algo...

    - YES!!! É disso que eu tava falando! Mulher boa, comida boa e bebida ótima. Vam puxa assunto, conte sobre o dragão, de onde me conhece, a terra e o kct a quatro.

    A Velha trouxe a primeira leva de carnes e Dark Estava feliz, muito feliz...

    - Não coma assim, você não tem modos??? Bom, o Blublue eu crio desde que achei ele abandonado em um lago, Você eu conheço por causa das informações que a eles me passou. Já a nossa terra...
    - Você conhece a Celes?
    - A mãe do pirralho lah... Joshi ou sei lá o que.
    - Mãe do Alarel. Joshi nos contou sobre todos vocês, estamos bem atualizados.
    - Mas como o Joshi pode ter contado pra vocês? Ele estava o tempo todo conosco.
    - Ele usou a espada do ERK e assim pode enviar as informações para Celes e ela repassou para nós.
    - Espada intrometida... Por um poquinho eu não matava aquele piá. Ma fale das terras ae.

    Yume estava olhando pra bola de cristal em cima da mesa quando ela brilhou e Yume pode ver o próprio rosto sujo e envolto em descargas elétricas.. Logo a velha viu o interesse da elfa e colocou a mão sobre a bola de cristal apagando a imagem.

    - Pode continuar a comer... Eu devo ter esquecido a bola ativada.

    E ela começou a contar sobre a terra, mas quando havia comida na frente Dark sempre ficava desligado e só conseguiu entender mesmo alguns pontos da conversa... Coisas como ele não estar mais no mundo dele... Sobre o mundo que ele esta ter magias que poderiam matá-lo com facilidade, e que o instinto de sobrevivência dele ajudaria bastante. Ela parecia mesmo conhecer o que o Dark era.

     
  9. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Muito bom mesmo ficou até melhor quando voltou o foco.
     
  10. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Enquanto isso Yume dava voltas pelo lugar e olhava atentamente para os títulos dos livros... Alguns títulos chamaram atenção... Histórias dos três mundos, Magias de proteção, Como cuidar de dragões, O livro das línguas, Quebrando magias de selo em 3 níveis, e mais um que parecia menor mas estava no alto com o nome de "O Labirinto" muitos dos outros livros estavam em línguas estranhas e não deu tempo de ver todos pois uma estranha voz a denunciou...

    - Harram, ela está fuçando nos livros...
    - Hã? Hah, mas que mocinha curiosa...

    A velha se virou e veio até Yume que tratou de disfarçar...

    - Minha senhora, tem algum lugar aqui onde eu possa repousar?? E, sem querer ser abusada ou inoportuna, gostaria também de poder tomar um bom banho, pois estou imunda por causa da queda que levei...
    - Bom querida...Tem um pequeno lago, basta seguir reto depois daquela moita, você pode tomar banho lá que apenas o Blublue vai te ver mas não se preocupe que ele não liga.

    A Elfa ainda não tinha entendido de onde tinha vindo àquela voz chata, então quando a velha a levou pra fora ela conseguiu reparar nos dois pequenos olhos, nariz e boca esculpidos na ponta do cajado que estava na entrada...

    Dark Já estava no terceiro pedaço de carne e arrotando no final da segunda jarra de vinho, as palavras da mulher nem faziam mais sentido, ele ia embarcar no sono em algum tempo e quando a velha voltou ele estava se debruçando na cama dela bagunçando tudo.

    - ORA SAIA DAÍ!!! VOCÊ É MUITO GRANDE!!!

    A Elfa continuou olhando bem para o cajado até que ele respondeu mostrando uma pequena língua de madeira pra ela... Desconcertada ela foi até o lago se banhar mas não parava de pensar no que tinha visto na bola de cristal... Depois de aproveitar um banho demorado no adorável e pegueno lago ela voltou e se deitou ao lado do Dark. A velha saiu da cabana e Yume acordou o ninja tentando chamar a tenção dele para os livros, mas vocês acham que o Dark, bêbado como estava ia entender que a elfa limpa e linda tinha deitado do lado dele para falar de livros?

    - Yume, *dazzing smile* vamos aproveitar que a velhota eh cegueta e tah fora, que tal?

    Dark foi se aproximando com aquele hálito alcoólico porem com a graça natural de um ninja e vagarosamente lançou um braço sobre os ombros da elfa e deu-lhe uma piscadela pronto para avançar o sinal.

    - Dark! Não é isso, me escuta... Não... não... NÂO!
    - MOLESTAMENTO!!!

    Assim que o cajado gritou a velha entrou e pegou-o apontando na direção do ninja.

    - Calmae tia... num pedimos serviço de quarto, pediu amor?
    - Teleporte!

    Assim que o cajado invocou o poder Dark desapareceu e Yume pode ouvir o barulho de algo caindo no lago.

    - Justo a tempo...
    - Acho que não devia ter dado tanta bebida para ele. Você está bem?
    - Eu... Sim... Obrigada.
    - O idiota vai se afogar...
    - Já vou, já vou, você sempre me apressando.
    - Você está velha, precisa manter o ritmo.
    - Seu rosto também não está a coisa mais linda do mundo.

    E assim discutindo com o cajado, a velha foi até o lago ver se Dark estava bem.

    - Parece que o Dark me ajudou afinal.

    Sorrindo ela se levantou da cama e correu até a estante agarrando o Livro entitulado “O Labirinto” mas para surpresa da elfa por dentro o livro era escrito em uma língua que ela não conhecia e então o deixou na mesa voltando a atenção novamente para a bola de cristal.

    - Vamos, funciona, por favor preciso saber o que aconteceu com os outros.

    Ela passou a mão por cima da bola e então a visão fixa do Jin-e ferido e desacordado a assustou...

    - Eles estão em perigo. DARK!!!

    Yume saiu da cabana e viu Dark encharcado sendo arrastado pelo colarinho na boca do dragão.

    - Temos que encontrar os outros e rápido, pois acho que estão correndo perigo ... Não podemos perder mais tempo... A senhora pode nos ajudar a encontrar nossos amigos?
    - Uma pena termos tão pouco tempo... Tenho tanto a contar, mas seus amigos são tão importantes quanto vocês. Vou pegar umas coisas e já vamos.
    - Se bem que ... Esse banho te fez muuuito bem, Dark! Hehehe ...
    - Dammit... Pareço um filhote de gato por acaso? PQP, me põe no chão antes que eu reformule meu cardápio de sanduíche de Dragão...

    Dark ainda estava falando meio mole e Yume sorria, mas assim que a velha deu um passo, um barulho de algo se quebrando veio de dentro da cabana...

    - Menina, você mexeu em algo lá dentro?
    - É claro que ela mexeu... Você não devia deixar ela sozinha lá.
    - Você ficou discutindo comigo.
    - Não é desculpa, mas eu entendo... É a idade.
    - Ora seu resmungão.
    - Eu só peguei um livro pra ler mas nem estava na minha lingua.
    - Livro? Que livro? Não foi o...

    Enquanto discutiam Dark se soltou e andou até a cabana resmungando.

    - #@%$&* de dragão do kct folgado ki nem essa velha inútil i maldita i essa mina ingrata do kralho eu salvo sua vida i num mereço nem um misero bejinhu... Ainda fica gritando como se tivesse na tpm.

    Enquanto Dark entrava na cabana, o Barulho das serpentes interrompeu a discussão, Yume lembrou de ter ouvido aquele barulho enquanto estava no labirinto e sentiu medo... Dark foi pego de surpresa ao se deparar com uma das enormes feras de metal ao entrar...

    - #@%$&* QUI PARIU!!!

     
  11. Dinaen

    Dinaen Bebendo com um

    hsauhsauhsauhsauashuash

    véio, to rindo muito aki, muito boa essas duas partes, o Dark ta muito sarro
    manda mais ae
     
  12. Raphael S

    Raphael S Desperto

    O barulho das serpentes misturado ao som de metal era inconfundível, as juntas ligadas como se fossem uma armadura negra ricamente forjada e os olhos vermelhos brilhantes... Era como uma estátua negra viva com a forma de um felino enorme, tão difícil para um ninja descrever mas Dark já tinha sua definição quando pulou pra cima da mesa assim que as garras da fera estraçalharam a estante procurando ele como próxima vítma.

    - Bicho dus infernos!!!
    - ...LABIRINTO!!!

    A cajado completou a frase assim que viram Dark se jogando pela janela. Enquanto Yume ajudava Dark a se levantar a velha chamou o dragão e acenou para os dois.

    - VENHA ESCOLHIDO!!! CORRAM!!!

    Uma das paredes da cabana foi derrubada e parte do teto caiu na cabeça da criatura, mas a velha não parecia se importar, levantaram vôo afastando-se do topo...

    - Sinto muito por sua casa.
    - Escapamos vivos e sem ferimentos, estamos com sorte.
    - Lucky??? Tá doida??? Tomei banho hoje, TOMEI BANHO CONTRA A MINHA VONTADE!
    - ?
    - Huh?
    - What? Leave me alone...
    - ... Bom, para onde vamos agora?
    - Vamos resgatar seus amigos mocinha, se eles foram pegos pelos aldeões então só tem um lugar que podem estar... O Castelo Karizate.

    ERK neste meio tempo, ERK havia sido separado dos demais... Tinham caminhado um bom tempo ele sabia que estavam entrando em alguma construção por causa do chão de pedra, após ser escoltado até um lugar frio, ouviu as trancas de uma fechadora sendo abertas antes de soltarem as cordas. Após ser empurrado para dentro de algum lugar ele ouviu vozes agonizantes e quando tirou o saco da cabeça não ficou surpreso com o que viu, era em um calabouço e olhando o tipo de construção teve certeza que estavam em um castelo.

    - EXIJO FALAR COM O REI DESTE LUGAR!
    - QUIETO PRISIONEIRO!!! VAI FICAR AQUI ATÉ DECIDIREM O QUE FAZER COM VOCÊ!

    O carcereiro não estava disposto a dar informações mas nas celas da frente o guerreiro pode ver jovens e velhos vestindo farrapos, por algum motivo haviam poupado a armadura mas mesmo assim sem armas sair daquele lugar não seria fácil. Olhou em volta procurando pelos outros e o primeiro que encontrou foi Joshi de cabeça baixa.

    - Joshi. O que há com você?Reaja, vamos!

    Joshi estava sentado mas reagiu foi sacudido, empurrou o guerreiro e usou o vento para derrubar ERK a uma distãncia de dois metros. Não era bem o tipo de reação que esperava, mas não tinha como repreender o garoto, Joshi estava chorando...

    - Quando eu fui escolhido pra isso... Quando eu aceitei tudo isso...Snif... Ninguém me disse que eu ia perder minha mãe. NINGUÉM ME DISSE ISSO!!!Eu era só uma criança... Ninguém me disse isso...

    E então Joshi se encolheu continuando a chorar...

    - Ei, você... Preciso de ajuda, senão seu amigo vai morrer...

    ERK se sentou e viu uma garotinha que estava se esforçando para tampar o ferimento de Jin-e com um pedaço de pano velho... Era uma garota de cabelo preto com um vestido comum, estava um pouco suja por causa do lugar e não estava fazendo um bom trabalho ao estancar o sangue mas estaja ajudando o samurai.

    - Obrigado por sua ajuda pequenina, mas precisamos de um pano limpo.
    - Não sou pequenina, não me chame assim que eu já sou dona do meu nariz. Não temos nada limpo aqui e eu já me sujei de sangue, olha.

    Ela estendeu a mão pro guerreiro mostrando o quanto tinha se sujado ao impedir a saída do sangue. ERK não teve muito tempo de responder pois logo um guarda mandou que o carcereiro abrisse a porta e...

    - Aquele ali vem conosco!
    - Não te chamo mais assim, mas continue cuidando dele ok?

    Outros dois guardas com emblemas reais seguraram e o escoltaram para fora subindo diversas escadarias até a sala do trono, lá um homem velho o mediu de cima a baixo e perguntou.

    - Você é um autêntico guerreiro da Deusa, já verificamos, mas o que fazia nos campos do Dragão? O que procura nestas terras jovem guerreiro?

    Embora ERK estivesse mais tranquilo com aquelas palavras, ainda não via a espada em lugar nenhum...

    - Campos do dragão ?! Majestade, me desculpe, mas... Eu naum sei como viemos parar aqui...
    - Como pode ir para um lugar sem saber onde é?
    - Na verdade, é uma longa história, mas para resumir fomos transportados por magia enquanto lutávamos em uma terra distante...
    - Hum...

    O Rei se levantou e caminhou até ERK jogando o saco com as espadas que estava guardado atrás do trono.

    - Peço desculpas pelo meu general, ele tinha que ter certeza que você não era um inimigo. Eu conheço a fama do cavaleiro da Deusa que está com a caravana e acredito que não devem ter nada a ver com os Alcaremor.
    - Como sabe que eu estava na caravana?
    - Meus soldados já visitaram seu reino uma vez, conheço seu rei e recebo notícias. Aqui nós estamos em guerra a muitos anos contra o reino vizinho e precisamos de toda ajuda que pudermos conseguir, já tentamos negociar mas eles mataram nossos mensageiros e por isso eu peço que nos ajude com sua magia. Eu peço pela vida do meu povo que...

    Um grande estrondo interrompeu a explicação do rei, e todos os guerreiros da sala se viraram para ouvir os vigias do Castelo que entraram correndo na sala.

    - ESTAMOS SENDO ATACADOS!!!MEU REI, OS ALCAREMOR ESTÃO COM NOVAS ARMAS!!!
    - TOMAR POSIÇÕES!!!VÃO!!!

    Após a ordem do rei os soldados correram para diversas saídas, ERK ainda estava parado no meio da sala e não conseguia ver nada do que estava acontecendo do lado de fora mas tinha a clara impressão de já ter ouvido aquele tipo de estrondo antes...

    - Bom, creio que o destino te trouxe na hora certa guerreiro.
    - Vou ajudá-lo nessa batalha, mas tenho que ajudar um amigo ferido antes. Com sua licença, não posso esperar mais...

    ERK tinha certeza que o rei não negaria nada naquele momento, e apenas confirmou com a cabeça... Carregando o saco com as espadas, ERK saiu da sala do trono rumo às amuradas de pedra e conferiu preocupado o que já suspeitava... Puxadas ao longe por dezenas de homens, estranhas máquinas de metal com grandes bocas se aproximavam, eram do mesmo tipo de arma que estava nos navios piratas. ERK avaliou o estrago do primeiro tiro e viu que o primeiro ataque havia atingido justamente a parte do castelo mais próxima aos calabouços... Por mais que ERK pensasse que voltaria a vida normal ao regressar algo havia mudado... Ele se sentia diferente, estava preocupado com Joshi e o novo amigo. O garoto havia causado dores de cabeça e preocupação mas era uma criança e ERK sabia bem o sentimento de perder alguém. Ainda havia o Jin-e que arriscou a vida para escoltá-los e estava entre a vida e a morte longe da própria terra. Não era simplesmente puxar a espada e começar a lutar, ERK tinha que, de algum modo salvá-los e sabia que diante da própria consciência não tinha opção.

    - Celes... Quanta responsabilidade colocou sobre nossas costas...

    Correndo entre a multidão como tantas outras vezes em batalha ERK começou a fazer o caminho de volta ao calabouço com a expressão amarga no rosto. Sentia a fúria em volta, guerreiros, pais de família, jovens, todos se armavam como podiam e corriam pra ajudar na luta que iniciava, aquele povo estava acostumado à guerra e não se renderia sem luta. Ao descer algumas escadas com dificuldade o guerreiro ouviu gritos de dor vindos do calabouço... Para não ser arrastado ele pegou um desvio subindo algumas escadarias para uma passagem mais isolada. Os estrondos aumentavam e o castelo chegava a tremer, partes do teto caiam, o guerreiro atravessava um enorme corredor quando a espada da Deusa cravou na parede de pedra rasgando o saco, ERK tentou puxar de volta mas estava firme, era o momento de uma decisão...

    - DROGA!!! Eu não tenho tempo pra isso agora. Quer ficar então fique, eu volto depois!

    ERK estava nervoso e continuou correndo, tinha que encontrar os outros. Não correu muito e um estrondo o atingiu na cabeça, uma bola de metal estraçalhou o corredor e os destroços o atingiram a dois passos de distãncia derrubando-o.

    ...........

    - ERK!

    Ele tentou abrir os olhos, a vista direita estava turva de sangue e o vento batia forte nos ferimentos, ERK estava debruçado sobre o que restava do corredor três andares acima do solo onde conseguiu ver estranhos usando roupas idênticas ao Dark lutando contra os guerreiros do castelo. O exército atacante era uma mistura de guerreiros medievais e ninjas.

    - ERK, Você está vivo guerreiro? Você tem que se levantar!!!

    O guerreiro sentia-se estúpido por não ter confiado na espada, rolou para o lado com dificuldade e virou a cabeça vendo Jin-e no outro lado do corredor destruído, logo o rosto da menina que estava no calabouço apareceu por debaixo do braço do enorme Samurai.

    - Malditas armas estranhas!!! Ai... Naum esperava por essa...
    - Já faz parte do grupo dos feridos, agora concentre-se e levante daí.
    - Estou meio tonto... Me dê um tempo... Onde está Joshi?
    - Joshi está bem, ele está impedindo os atacantes de entrar. Vamos levante, eu sei que você é capaz.
    - Me dê um tempo!
    - Não temos tempo!

    ERK respirou e engoliu, estava com a boca cheia de sangue... Se escorou na parede e foi se arrastando até a espada. Quando segurou o cabo a lãmina emitiu um brilho azul e ele sentiu os ferimentos começando a fechar, a espada estava curando o dono.

    - ERK, não podemos ficar muito aqui, posso estar machucado mas não vou deixar o garoto lutar sozinho... Ahhhg...

    O samurai se segurou em uma tocha, mais um pouco e ele cairia... A dor era forte mas como um bravo guerreiro Jin-e fazia o melhor para não demonstrar. ERK voltava a sí e tentava entender o que tinha ouvido... Porque Joshi estaria lutando depois de tudo?

     
  13. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Muito bom, ninjas + guereiros medievais...interessante, uma mistura de união de dois reinos de epocas diferentes talvez?
     
  14. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Jin-e queria voltar para ajudar Joshi, não sabia como o guerreiro ia atravessar o abismo em que o corredor havia se tornado. ERK impulsivamente puxou a espada e a apontou para a máquina que estava mais próxima esperando que fosse a que tinha causado aquele estrago.

    Blublue alcançou o castelo de Alcaremor onde a guerra se desenvolvia no solo.

    - Já começou!

    Exércitos de diferentes tipos de guerreiros e ninjas se combatiam no campo de batalha, máquinas estranhas movidas por carretas de madeira cospiam bolas incandescentes espatifando partes do castelo e matando muitos soldados...

    - Como os encontraremos nesta confusão?
    - Não pensei nisso, mas temos que encontrá-los.
    - Anyway... Se esse bicho azul não resolver, eu posso sobrevoar mostrando a minhas nádegas que resolve. Eu tô achando que nossos pets estão mortos anyway novamente... O comércio de canhões aqui está bom, esses são caros pra KCT.
    - Canhões? Essas não são as bocas de fogo?
    - HAUHUAHUAHUuhauhuahuahu... Karaio, doeu até meus rins agora. Boca de fogo é a minha, isso aí são canhões fia.
    - Blublue é rápido, eles não vão ter tempo para mirar...
    - Então vai rápido véia que se acertar é uma só.

    Estavam descendo quando um raio saiu de uma das partes do castelo atingindo um dos canhões, Blublue se assustou e o medo de ser ferido novamente fez com que perdesse o controle.

    - BLUBLUE!!! CALMAAAAAAA!!!
    - ERK!!! SEU INÚTIL!!!

    ERK acabava de destruir a máquina deixando vários atacantes fora de combate quando reparou no dragão desgovernado, Ao esticar a cabeça pra ver onde seus amigos iam cair ele avistou novamente o velho mago que invadiu Agridash´s Bay caminhando no meio dos exércitos.

    - Jin, pegue Joshi e reúna nossos amigos, precisamos sair rápido daqui.

    Os dois se olharam preocupados, a situação piorava a cada segundo e não parecia que ia melhorar... ERK pegou o saco com a outra espada e jogou para Jin-e que a pegou no ar soltando um grunhido abafado de dor... Jin-e sabia que o guerreiro podia se virar sozinho e voltou para ajudar Joshi.

    Blublue tentou se controlar mas caiu em cima da muralha do castelo... Yume e a Velha rolaram pelo chão mas Dark conseguiu se manter em cima do dragão e já pulou para o chão girando a espada no pescoço do guerreiro mais próximo... Em volta muitas lutas estavam sendo travadas, Yume abriu os olhos e viu que o dragão esmagou algumas pessoas ao cair, um ninja estranho estava vindo na direção dela com uma espada...

    Após fazer alguns cálculos e reunir toda a coragem ERK pulou e caiu de barriga na outra ponta do corredor que começava a despencar. Por um momento ele pensou que ia cair, então a espada voutou a brilhar e o puxou para cima. Ele rolou pelo chão dando um enorme suspiro e abraçou a lãmina com o coração acelerado.

    - Obrigado minha fiel ajudante... Desculpe se duvidei de você, muito obrigado.

    Nas portas do calabouço Jin-e encontrou Joshi já meio cansado com o combate, haviam muitos guerreiros caídos longe do garoto, foram arrastados pela magia dos ventos... Joshi estava com uma flecha fincada em um dos braços mas não parava, o samurai deixou a garota num canto seguro e fez um grande estrago no primeiro que deu azar de aparecer pelo caminho... Ao verem a força dos dois juntos muitos dos guerreiros e ninjas fugiram dali, mas alguns soldados e arqueiros ficaram...

    - Vocês podem ser fortes mas morreremos lutando, Alcaremor malditos!!! Não nos vencerão tão fácil.

    Os soldados do castelo pensavam que os dois eram guerreiros de Alcaremor. Quando ERK desceu as escadas eles se assustaram e atiraram e Joshi fez com que as flechas voltassem aniquilando todos de uma só vez.

    - JOSHI! NÃO!!!
    - Estamos nos defendendo.
    - Os soldados do castelo não são nossos inimigos.
    - Não me importo... Só vou juntar vocês e seguir meu rumo.
    - Joshi... Todos perdem pessoas importantes, eu tembém perdi. Não quero que você deixe essa dor dominar você, nós somos seus amigos.
    - ERK está certo, Coisas ruins aconteceram mas temos que continuar lutando.
    - ...eu estou lutando. Mas escolho lutar do meu jeito agora, vamos procurar os outros.
    - Joshi, não quero te ver morrendo neste combate, eu também fiquei assim e não vale a pena desperdiçar sua vida. Eu também ví minha noiva morrer. É assim que as coisas são.
    - Minha mãe morreu, Bravo morreu, era meu melhor amigo e eu matei ele. Não me diga como as coisas são.

    Mais soldados entraram e Joshi abriu caminho atirando-os longe, ERK e Jin-e perceberam que não adiantava falar com ele naquelas condições, pegaram a garota e seguiram ERK por uma escada em caracol indo para as muralhas onde o dragão havia caído.

    Yume se defendeu como pode do primeiro golpe, ela não estava em boas condições após a queda. A segunda espadada foi rápida e fez um corte no braço dela, o ninja aproveitou e deu um chute derrubando-a mais longe... Quando puxou uma shuriken para terminar o serviço Blublue colocou a cabeça entre os dois derrubando-o longe... Dark se divertia matando os soldados e os companheiros de profissão enquanto aproveitava para se recarregar com shurikens, a Velha estava de pé e tentava fazer com que ele voltasse para junto deles.

    - Volte aqui!!! Pare de se arriscar assim!!!

    Em um certo momento Dark obedeceu pulando na cabeça do dragão e com confiança gargalhou para os inimigos que se reagrupavam vindo na direção deles.

    - HAYHUUAHUAHUAUHAUHUAHUAH!!! Contemplem a destruição... Bruezim, FOGO NELES!!

    Blublue Respirou fundo e lançou jato de água derrubando os guerreiros mais próximos... Não era tão forte assim mas tinha funcionado.

    - Water???WATER??? Karai, cadê as bolas de fogo overpowa ? Eu quero churrasco, CHURRASCO!!!
    - Deixe o Blublue em paz!
    - O primeiro dos escolhidos é um bêbado na puberdade... Estamos perdidos.

    Não adiantava a velha gritar ou o cajado reclamar, Dark pulou rápido de volta a confusão e determinado como estava não voltaria. Num dos pulos Dark sentiu algo o puxando pela perna e foi jogado caindo de peito no chão... O calcanhar estava preso por uma corda atada a bolas e ganchos de metal e manejando a corda, um ninja vestido de vermelho começava a puxa-lo... Dark sabia que aquele não era um simples ninja de aluguel, era um ninja mercenário com treinamento especial que defendia ricos mercadores na terra dele, seria uma pedra na meia do confiante escolhido...
    O velho mago já estava perto mas não tinha reparado no Dark, Ele olhou para a velha que ajudava Yume a se levantar e ordenou alto ao exército.

    - MATEM-NA!!!
    - Não olhe agora mas Adam já está aqui.
    - Não pode ser, nem encontramos os outros ainda.
    - Eu falei, vamos morrer.
    - Senhora, quem é este homem afinal?
    - Aqui não querida, não é hora nem lugar para explicações, temos que alcançar aquele ninja idiota.

    Dark se livrou da corda e pulou deixando o ninja vermelho para trás, o objetivo tinha mudado assim que ouviu a voz do velho novamente. Dark queria vingança mas logo no primeiro pulo ele levou uma shuriken nas costas e caiu no chão...

    - O Dark vai morrer assim. Eu vou buscá-lo.

    Yume não gostava dos modos do Dark, mas não queria vê-lo morrendo daquela forma, era suicidio se meter na confusão mas ela queria tentar algo. A velha impediu-a de ir apontando o cajado contra a multidão que começava a rodear Dark.

    - Wind Palmatórium...

    Após pronunciar as palavras mágicas lufadas de vento varreram o caminho até Dark jogando os inimigos para o campo de baixo do castelo onde o velho mago enfuriecido gritava com o exército.

    ERK e Jin-e tiveram ajuda para chegar até a saída da amurada, alguns dos defensores do castelo reconheeram a espada da deusa e os protegeram. ERK usou o poder da espada tocando-a em Joshi, a lãmina brilhou e a flecha cravada nele pulou fora fazendo o ferimento fechar um pouco, mas por algum motivo a cura não funcionou com o samurai.
    Dark puxou a shuriken ensopada de sangue das costas e ainda sorriu ao ver que não tinha veneno. A poucos metros a velha parecia muito preocupada ao ver que o ninja vermelho tinha escapado do vento e que Dark mesmo caído o encarava...

    - O Dark não pode morrer, não podemos deixar...
    - Por que a senhora está tão preocupada?
    - Se ele morrer aqui, estamos todos condenados minha jovem... BLUBLUE PEGA!!!

     
  15. Dinaen

    Dinaen Bebendo com um

    nuss
    to meio perdido, mas vou reler pra me encontrar :mrgreen:
    batalha foda d+

    mande +
     
  16. Raphael S

    Raphael S Desperto

    O dragão e o ninja vermelho correram na direção do Dark que tinha o próprio plano em mente. Assim que Blublue abriu as garras para pegá-lo, Dark desviou e escalou o dorso do dragão como um macaco. O atacante esperava atingi-lo ainda no chão e foi pego de surpresa quando Dark deu tapinhas na cabeça do dragão e um jato de água veio na direção dele.

    - Bichim fofim do papai!

    Encharcado, o ninja vermelho se levantou procurando revidar mas era tarde, duas shurikens o atingiram no pescoço e ele caiu sem defesa. Dentro do castelo a luta estava indo bem, Joshi era uma ajuda poderosa abrindo espaço e desarmando arqueiros com os ventos e ERK estava confiante que tudo ia dar certo. Estavam quase na saida da torre que dava para a amurada e tinham a ajuda de alguns soldados reais. Não haviam muitos problemas a se preocupar até que Jin-e ajoelhou e tombou no chão, o ferimento estava pior...

    - Preciso de um curandeiro aqui!
    - Nosso povo está sendo atacado lá fora, não podemos cuidar do seu amigo, desculpe. Venha conosco guerreiro, podemos ao menos evitar que entrem aqui...
    - Podem deixar, eu cuido do grandalhão. Não tem nada melhor para fazer neste lugar imundo mesmo.

    A Garota pegou outro pedaço de pano da roupa e se ajoelhou voltando a cuidar de Jin-e.

    - Obrigado, não o deixe. Eu preciso pegar meus amigos e volto para te ajudar. Vocês vão ficar aqui. Protejam Joshi, eu não quero que ele leve outra flechada. Assim que meus amigos estiverem seguros eu ajudo vocês na luta.
    - O garoto é que está nos protegendo guerreiro. Não vamos abandoná-lo até você voltar mas seja rápido pois precisam de nós.

    Blublue voltou e Yume sorriu para o Dark assim que a velha arrancou-o de cima do dragão. Apesar da confusão ele estava bem e a elfa pensou em puxar a orelha dele pelo acontecido mas avistou ERK na entrada da torre conversando com alguns soldados.

    - O ERK está alí!
    - Arram...Podem ficar com o guerreiro de lata, eu só preciso que esse dragaumzin me leve pra cima daquele velho do KCT pra minha espada poder conversar com a garganta dele. Ae tia, vai explicando isso pro bicho que eu não estou afim de perder mais tempo... Please?
    - Nós não temos como enfrentá-lo agora seu burro, temos que sair daqui enquanto ainda podemos. Acha que pode com esse exército inteiro? Ele queimará você e o Blublue com um raio assim que estiverem no alcance.
    - Bah... Yume já passou pela coisa do raio, então moleza. Quanto ao exército eu poderia dar conta de vejamos... Metade? It´s a good plan.
    - Esse imbecil quase se mata e ainda quer pular em cima do Adam.
    - Hey... Desde quando deram permissão pra pedaço de pau falar?
    - Escuta rapaz, você não tem a mínima idéia do que está acontecendo aqui. Nós vamos juntar seus amigos e fugir daqui enquanto ainda podemos.
    - Please Grandma! Please...
    - Ela está certa, vamos Dark, temos que saber se os outros estão bem.

    Haviam lutas acontecendo em volta e se aproximando novamente. A velha conduziu o dragão para perto da torre e lá o grupo se reencontrou.

    - Yume, é bom ver você novamente.
    - ERK, o que aconteceu com o Jin? Ele está muito ferido?
    - Já tem alguém cuidando dele, mas como você sabe que ele está mal?
    - Ele parecia estar morrendo na bola de cristal.
    - Bola de cristal? Yume, calma, vai ficar tudo bem. Quem são estes?
    - Bah eu sou o Dark, Skills Master Fodah!!!
    - Eu diria suicida.
    - Dark, não era com você.
    - Anyway... Será que se eu jogar esse pedaço de pau o bichim vai buscar?
    - Parem com isso vocês dois, já temos muitos problemas e não podemos perder mais tempo. Guerreiro, onde está o terceiro escolhido?
    - Eles são amigos ERK, nos ajudaram a chegar aqui.
    - Certo, Yume, vamos voltar para dentro e buscar o Jin-e, é o mais importante agora. Acho que podemos definir o resultado desta batalha.
    - Não guerreiro, vocês não podem. Nós vamos pegar seu amigo e sair daqui porque assim que Adam mandar a elite provavelmente um de vocês três vai acabar morto e isso vai causar muito mais dano do que pode imaginar.

    ERK olhou para a velha surpreso pela segurança dela ao dizer aquelas palavras mas não estava disposto a mudar seus planos assim tão fácil.

    - Não vou deixar este lugar sem ajudar este povo. Pode acontecer um massare aqui.
    - Você se importa mesmo com este povo ou só quer lutar porque se morrer aqui será mais fácil e honrado?
    - Acha que eu quero morrer?
    - Não, eu acredito que você vai lutar com toda a sua força e se não for suficiente morrerá em paz sabendo que morreu lutando. Só que os outros vão seguir sua decisão e vão morrer também.
    - Não sei quem é você, mas não me conhece.
    - Eu sei o que aconteceu com você, sei sobre sua noiva e eu posso estar errada quanto a isso, mas lhe imploro que abandone a luta de hoje.
    - Uia, ERK é um suicide boy?
    - Quieto Dark!

    Yume estava ainda mais surpresa, a expressão de amargura no rosto de ERK quando ele ouviu aquelas palavras deixava claro que era verdade. A velha realmente os conhecia e o guerreiro respirou fundo antes de responder.

    - Vamos pegar o Jin-e e o Joshi e vocês vão sair daqui. Eu dei minha palavra que ajudaria.
    - ESCOLHIDO. Se você morrer aqui tudo pelo qual estamos lutando vai morrer com você. O que está em jogo vai muito além de um reino. Vai arriscar todo o seu mundo?

    Ela estava nervosa e tinha falado com angustia pois o tempo estava passando. Aquelas palavras fizeram ERK lembrar da CELES e ele não queria morrer sem saber o porque de todo aquele esforço.

    - Vamos buscar o Jin, e depois eu quero respostas.
    - Huahuahuahuahuau... Boa tiazinha, dobrou o homem de lata.

    Deram apenas alguns passos e na frente Yume avistou Jin-e caído. Ao ver o ferimento de flecha ela colocou a mão sobre o rosto dele e viu que a respiração estava fraca.

    - Temos que tirá-lo daqui, esse ferimento precisa ser fechado!DARK, VEM AQUI!
    - NÃO!!! ELE É MEU!!! EU ESTOU CUIDANDO DELE!!!

    Uma pequena mão afastou a mão da Yume com firmeza e rebeldia, um pouco assustada com a reação ela se deparou com o rosto zangado da garotinha que ainda pegava mais panos para colocar no ferimento, a resposta era típica de uma criança egoísta com um brinquedo novo. ERK também estranhou pois até então ela tinha se mostrado quieta mas parecia que não estava afim de dividir a tarefa.

    - QUEM É VOCÊ AFINAL?
    - Meu nome é Kalin, sou uma princesa. E "EU" ESTOU CUIDANDO DELE!!!SAI!!!
    - Ele é meu amigo e precisa mais do que a sua ajuda. Obrigado por ter cuiddo dele, mas agora eu assumo.
    Yume tomou o controle da situação dando um chega pra lá na menina que a olhou com um terrível ódio invejoso...
    - GRRRrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr... ENGOLE ELE TODO ENTÃO!!!

    E Kalin ficou de costas olhando para o Joshi que vinha da outra direção com alguns soldados ainda sem saber o que estava acontecendo... Assim que o garoto disse que alí era seguro e agradeceu por ela cuidar do Jin-e Kalin o agarrou e deu um baita beijo estalado.

    - EI, EU SÓ DISSE OBRIGADO!
    - Bom... Guerreiro, estamo descendo primeiro. Venha assim que puder.

    Vermelho de vergonha Joshi se afastou da garota e caminhou até Yume que olhava de boca aberta o acontecimento, os soldados também saíram desconcertados mas tinham que defender o castelo. Dark não quis entrar, ficou em cima do Blublue e usou todas as shurikens que pôde para impedir que atacassem o dragão. Estava se segurando para não sair dalí mas escutava a voz do Mago xingando a incompetência dos guerreiros e sabia que era uma questão de tempo para poder tentar mais um ataque. Os canhões já tinham devastado boa parte das amuradas e quando começaram a ser recarregados e apontados para a torre. Dark se viu na escolha de atacar e deixar os outros morrerem ou seguir as palavras da velha e alertá-los. Puto da vida pulou do dorso do animal e correu pra dentro já pegando Jin-e e chamando o ERK para ajudar.

    - Dammit... Quando foi que eu virei babá? Vão cuspir fogo aqui entonces ou corremos com o pré-defunto ou o usamos como escudo. The second choice is better.
    - Precisamos tirar os três daqui. Usem meu filhote, ele vai deixar vocês à salvo. BLUBLUE ABAIXE!!

     
  17. Lyvio

    Lyvio Usuário

    No meu caso, eu so me complico um pouco nas vezes que muita gente fala, eu me confundo, mas depois me situo, por que tu não põe o nome de cada um antes de sua fala?

    No más, ta ficando interessante, mas o mago não fez nada, só fez mandar, nem uma magiazinha como diz o Dark kkkkk, "overpower".
     
  18. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Ela assoviou e o Dragão deitou no chão, ERK e Dark subiram colocando o corpo de Jin-e em cima do animal azul...

    - E Yume, e Joshi?! Temos q levá-los tb...
    - Blublue não vai agüentar todo mundo, Vocês três precisam sair daqui em segurança, nós daremos um jeito...
    - Vamos fazer o que ela diz ERK, eu sei me virar, cuidem do Jin-e.
    - Cuidem do Joshi, ele não está bem.
    - Vão, não temos tempo.
    - Deixa de babar ovo na muié. Qualquer coisa ela usa a macumba que tá no pesoço dela ae resolve.

    O primeiro tiro fez com que parte da torre caísse pro lado de fora da muralha, o Dragão levantou e bateu as asas iniciando o vôo para fora... Yume olhava preocupada a partida dos três sem ter pensado em como ela e os outros sairíam daquele problema... A torre estava sendo cercada e as lutas começavam a se definir em favor do mago. Yume segurou a mão de Joshi que estava afastado olhando a batalha e ele forçou um sorriso nervoso...

    - Q...Que.. Bom... Te ver...

    Joshi olhou para Kalin tentando evitar que Yume tocasse no assunto da morte da mãe dele...

    - Ela deve ser doida... Me beijou.
    - Ei, Capitão do Vento, precisamos sair daqui.
    - GRU?
    - É, sou eu mesmo... Estou preso a essa velha, mas ainda agüento muita magia de quarto nível...
    - Quem você está chamando de velha?
    - EI VOCÊS!!! DÁ PRA PARAR A CONVERSA E SALVAR A PRINCESA AQUI???

    E assim, após a breve conversa, Yume viu que o único caminho seria usar os próprios destroços da tore pra descer a amurada pelo lado de fora. Se não caíssem no caminho talvez dessem a sorte de não ser alcançados ou atingidos por flechas... De cima do dragão ERK ergueu novamente a espada e quase deixou Jin-e cair, Um novo raio cruzou os céus atingindo outro dos canhões e o dragão se assustou mergulhando rapidamente... Dark sentiu que se continuasse daquele jeito o dragão não ia conseguir retomar o controle...

    - Ouch!!! Suicide boy, dá pra tentar se matar “depois” que eu sair?

    Yume e os outros começaram a descer os escombros da torre pisando de pedra em pedra. Assim que os arqueiros perceberam a tentativa de fuga começaram a atirar mas Joshi e a Velha usaram o vento em cima da amurada para mudar a direção das flechas, outra torre foi destruída e a visão do pátio do castelo espelhava a destruição e a morte de famílias inocentes...

    - Capitão do vento, ainda tem armas carregadas.
    - Eu sei GRU, saiam daqui.
    - Joshi, você ouviu o GRU e nós temos que descer, sua magia não pode contra as armas que cospem fogo e você sabe disso.
    - SAIAM DAQUI!!! A YUME VAI PRECISAR DA AJUDA DE VOCÊS!!!
    - Alarel, é arriscado demais, vamos.
    - Você acha que eu me importo? Não sou mais Alarel, sou Joshi agora e vou correr o risco com honra assim como Bravo faria.
    - Quem é Bravo? Alarel, temos uma missão a cumprir.

    Joshi se virou contra GRU a atirou a velha para baixo usando um vento muito mais forte que o cajado estava usando contra as flechas. GRU cuidou para que ela não se machucasse na queda e Joshi sabia que ele fara aquilo, Yume ainda estava a dois metros do chão e se assustou pois não esperava que aparecessem tão rápido lá em baixo...

    - Vamos correr, na floresta estaremos mais seguros...
    - Mas o Joshi...
    - Não temos escolha elfa, se voltarmos agora podemos morrer, ele sabe o que está fazendo... Os escolhidos precisam de nós... VAMOS!
    - Não, eu não vou sem o Joshi, ele acabou de perder a mãe, não posso abandoná-lo assim.
    - Sei que é terrível moça, mas foi escolha dela.
    - Gru, que história é esta?Onde está Celes?
    - Enquanto você estava do lado de fora observando o círculo, Celes me contou que Adam estava marchando com um exército para lá e que ela mesmo ia impedí-los.
    - Pelos Deuses, porque não me contou isso?
    - Não poderíamos fazer nada. Ela escolheu, da mesma forma que escolheríamos fazer o que fosse preciso para cumprir nossa missão. Assim como estamos escolhendo agora deixar Alarel morrer.

    A velha calou-se e Yume reconheceu a mesma expressão amargurada do ERK no rosto dela. O Dragão tinha retomado o controle e voava pra longe com os três em segurança, mas Yume se sentia mal como se tudo tivesse dado errado.

    - NÓS NÂO VAMOS DEIXAR O JOSHI MORRER! EU NÃO VOU!
    - Olhe garota, se você quiser pode voltar e ajudar Alarel, mas nós não podemos, desculpe.
    - CONTINUEM CORRENDO!!! NÃO PAREM!!!

    O rosto de Joshi apareceu em cima da muralha quando ela começou a ser explodida, Kalin foi a primeira a obedecer a ordem e já se afastava com A velha e o Cajado.
    A muralha estava se desintegrando em meio aos tiros de canhões e Yume corria assustada atrás dos três enquanto olhava para trás vendo Joshi pular de pedra em pedra para descer. Os ventos estavam ajudando Joshi e Yume continuou a correr com um sorriso de esperança no rosto.

    - ACONTEÇA O QUE ACONTECER, NÃO PAREM!!!

    As pedras voavam para todos os lados. Alcançaram uma floresta e quando Yume olhou para trás ainda viu três ninjas vermelhos pularem os restos da muralha carregando estranhos bastões de metal que só Dark reconheceria.

    - Não pare Elfa!
    - Vamos esperar o Joshi, ele está vindo!
    - Aqueles vermelhos são da Elite do Adam.
    - Elite? E daí? São só três, todos nós acabaremos com eles.
    - Vamos esperá-lo e continuar correndo, mas não vamos lutar contra eles.
    - Porque não?
    - Porque não podemos com eles.
    - Claro que podem, vocês podem usar os ventos.
    - Não elfa... Nosso vento não é suficiente para parar aqueles bastões de fogo. E aquilo é letal.

    A Elfa tentou ignorar aquelas palavras e olhou para trás Joshi apareceu acima das árvores envolto pelos fortes ventos que produzia... Estava furioso e gritava formando um redemoínho, mas era dificil entender tudo o que dizia.

    - Você.............
    ....Mesmo............Matar?Sou........
    .............Vento..............Jamais!

    Ele apontava para alguém abaixo dele mas era impossível ver por causa das árvores. O cabelo trepidava da mesma forma que em Agridash´s Bay. Yume perebeu que algo ia acontecer e que não dava tempo para correr até lá. Segurou a caixa no pescoço e a abriu deixando que o espectro voasse entre as árvores mas era tarde pois Joshi usou toda a sua força para gritar enquanto liberava a força do redemoínho com as mãos.

    - NEM A VOCÊ E NEM A NINGUÊM!!!

    E estas foram as últimas palavras que Yume conseguiu ouvir daquele esperto garoto naquele lugar deserto. O redemoinho avançava quando ouviram uma pequena explosão. No mesmo momento os ventos cessaram e Yume conseguiu usar a visão do espectro para ver Joshi cair sangrando com um enorme ferimento no peito...

    - Joshi... Não... NÂO!!!

    Com o susto a visão se desfez e o espectro retornou para a caixa fechando-a. A elfa se ajoelhou e chorou sob os olhares calados dos que a rodeavam...

    - Mas vó... Afinal, quem matou ele?
    - Ei, espera, mas isso não quer dizer que ele morreu?
    - Eu pensei que um dos escolhidos ia matar o Joshi.
    - Isso é mentira, não tem como terem matado ele assim tão fácil...
    - É mesmo, e a Elfa, é claro que ela voltou lá não é?

    Calma crianças, o irmão de vocês que é culpado por ter falado antes que o Joshi ia morrer, vocês querem ou não continuar a história?

    - Queremos mas... Agente não queria que ele morresse?
    - Eu queria...
    - VOCÊ É CHATO SEU... SEU...

    Uma garotinha tão linda como você não fica bem zangada assim... Eu vou explicar... Ao obedecer e fugir, Yume tinha perdido qualquer chance de ajudar Joshi. Ele sabia do perigo que estava correndo mas queria salvar seus amigos antes de enfrentar a arma que podia acertá-lo. Ele não precisava ter feito aquilo mas a dor de um filho que perde a mãe pode significar mais que a própria vida e assim como Celes, ele também fez a escolha dele.

    - Mas e depois, o que aconteceu?

    Yume não teve escolha a não ser continuar a fuga, haviam mais dois com aquelas armas e mesmo com o poder da caixa parecia perigoso voltar. Caminharam calados até um lugar a céu aberto entre a floresta e o círculo onde o Dragão estava esperando com os três escolhidos, mas antes que aquele terrível capítulo terminasse eles tinham perguntas a fazer e não imaginavam que também tinham uma importante escolha a fazer...

     
  19. Dinaen

    Dinaen Bebendo com um

    - Anyway... Será que se eu jogar esse pedaço de pau o bichim vai buscar?
    hsauhasuhsauhsahsau

    opa, ta ficando boa msm a história, mas, vovó, Joshi morreu? ^^

    ah, aproveitando, levanto a mao e voto tbm pela colocação do nome do personagem antes da fala ^^
    a história é bem rápida, e isso facilitaria em muito a compreensao (principalmente pra mim, q soh consigo ler de noite, bem d noite msm, e to quase caindo d sono, rs)

    anyway, está ótima a história
    manda mais ae kra

    Ps.: desejo melhoras pra tua febre kra ^^
     
  20. Raphael S

    Raphael S Desperto

    A velha estava tratado Jin-e com ervas parecidas com as que Celes aplicou no Dark. O samurai estava consciente novamente mas um pouco tonto, estavam em silêncio sentados em volta de um mapa estendido no chão e Jin-e fez a primeira pergunta.

    - Onde está o Joshi?
    - O piá foi dar piruetas no céu... Huauauauahuahuu
    - DARK!
    - O que ele disse?
    - Jin... O Joshi infelizmente não conseguiu escapar.

    A amargura tomou as feições do samurai assim como estava estampada no rosto de todos em volta, o único que parecia indiferente com a morte do garoto era Dark, mesmo sem querer dar o braço a torçer Dark também não tinha gostado da notícia.

    - Como aconteceu isto?
    - Well... O piá se matou só pra não enfrentar os cascudos que eu ainda ia aplicar na testa dele.
    - Na verdade Jin, ele ficou para trás durante a fuga e decidiu enfrentar as armas estranhas.
    - Então ele ainda pode estar vivo, voltaremos para resgatá-lo.
    - Não... Eu ví quando ele foi atingido. Aquelas armas...
    - Karai all! Tá bom, eu tb queria ter morto o piá e não pude, mas agente tá com a tiazinha aqui que vai nos contar porque que é essa joça toda moçada.

    Então ERK olhou para a velha e foi o primeiro a iniciar o interrogatório.

    - Você sabe muito sobre nós, mas quem é você?
    - Ai, preciso de um banho urgente. Quanto tempo vou ter que suportar esta situação?

    Todos os olhares se viraram para Kalin, a garota não sabia ou não se importava com o que estava acontecendo alí. Após os olhares de reprovação a velha respondeu as perguntas.

    - Meu nome é Nagie e eu sou uma guardiã do círculo. Podem esquecer banho e comida a menos que queiram voltar para minha casa e enfrentar uma das feras do labirinto.
    - ERK vai la rapaz, dá um bejim nela por mim.
    - Dark, não começe, isto é sério.
    - Ninguém tem mais senso de humor? Anyway, veiota, Quem é aquele FDP que está em todo chão que agente pisa? Nem minhas ex-mulheres me perseguem tanto assim PQP!!!
    - Aquele é o Adam, ele quer os pergaminhos para poder invadir e dominar todos os planos.
    - KCT! Eu perguntei pra você ô varetinha do capeta? Deixa a Old Grandma explicar essa bagaça.
    - É isso mesmo que o GRU disse. Adam está atrás dos pergaminhos, e vocês são uma forma de encontrá-los.
    - Celes me disse que eu não faço parte disto. Então você não sabe nada sobre mim?
    - Só o que eu sei é que uma elfa apareceu por engano com os escolhidos na ilha amaldiçoada e que Alarel a estava protegendo como se fosse um dos escolhidos pois gostava muito dela.
    - Joshi...
    - Aquele garoto é uma grande perda para nós, era o filho de uma amiga e aluno do GRU.
    - Meu melhor aluno.
    - ...Quero pedir que o chame de Joshi se for falar dele novamente. Foi com este nome que o conhecí e é assim que quero me lembrar dele.
    - WAF???VOCÊ TAVA GOSTANDO DAQUELE PIÁ QUE NEM SAIU DAS FRAUDAS??? NO DURO???
    - ...
    - Dark, Yume não precisa ouvir isso.
    - Bah... mallz ae... aff...
    - Joshi era como um irmão mais novo, eu vou sentir falta dele, me sinto mal por não ter voltado.
    - Ele morou comigo por anos e o que me conforta é saber que ele morreu com honra, ele sera lembrado com bravura.
    - Nagie, quem é este Adam afinal?
    - Bom, vou contar-lhes uma história que vai responder as suas perguntas...Cof cof..A muitas eras atrás...
    - AAAAAAHHHHHHhh... Eu odeio histórias que começam assim...
    - ...

    Era Kalin novamente... Nagie lançou um olhar fulminante junto com o cajado para cima da garota, e depois de uma pausa continuou...

    - Harram... Como eu dizia... A MUITAS ERAS ATRÁS... Existiam apenas os deuses, e estes deuses viviam em paz até que decidiram construir um mundo, com humanos, árvores, animais etc... Mas eles não chegavam a um acordo, pois cada um queria que o mundo fosse do seu jeito...
    - Eles se mataram???
    - NÃO!Hurrum... Eles discutiram e então cada um decidiu fazer um mundo a sua maneira, assim foram criados três Planos de Existência, cada um com sua cultura e poderes... Pelo que contam os livros antigos, o mais sábio deles conseguiu com que fizessem as pazes centenas de anos mais tarde e assim eles permitiram a criação de portais entre seus mundos para que pudessem ver seus povos-filhos interagindo... Mas havia um outro Deus que por ser menor, foi esquecido pela arrogãncia dos outros deuses, seu nome era Adam e ele não teve direito a construir nada... Quando os outros perceberam que ele existia alí e estava reclamando, simplesmente o sopraram para um dos mundos. Vejam bem que eles nem percebiam que ele existia, pelo que está escrito os deuses eram assim, só se preocupavam com suas vontades...
    - Ai, que fome...
    - Olha menina, por ali é Alcaremor, ande algumas horas que lá deve ter comida pra você.
    - ...
    - Obrigado Gru. Está nos pergaminhos esta história com outras informações. Adam vagou pelos Planos e acabou se afeiçoando muito às pessoas até que o primeiro labirinto surgiu enquanto ele tentou passar de um plano para outro... Encurralado pelas feras desconhecidas Adam foi muito ferido perdendo sua imortalidade e escapou por pouco. Ele então começou uma jornada para lacrar todos os círculos de entrada para os portais e escreveu os pergaminhos dando a eles o poder de abrir o lacre caso num futuro isso fosse realmente preciso. Adam teve que enfrentar o labirinto por mais duas vezes pra fechar todas as passagens e isto o enfraqueceu demais. Quando morreu, ele tinha seguidores nos três mundos que protegeriam os pergaminhos mas com o passar do tempo tanto os seguidores quando os pergaminhos acabaram tomando rumos desconhecidos. Há histórias que dizem que Adam teria criado o labirinto por ódio de ser mandado para os planos, mas não se sabe ao certo pois os livros é que contam essa versão e não os pergaminhos. Somente com as outras partes do pergaminho saberemos com certeza. Eu continuava o trabalho dos meus antepassados quando um dia encontrei CELES em minha bola de cristal, ela dizia que um portal tinha sido aberto e que estava indo com o marido descobrir o que estava acontecendo. Ela não queria ir, estava preocupada com o filho.

    Nagie respirou fundo antes de continuar...

    - Demorei muito pra chegar àquele círculo, mas consegui encontrar a casa onde estava o bebê Alarel... Joshi. A partir dali CELES me instruiu sobre o que eu devia fazer. Joshi foi treinado pra canalizar seus poderes ao vento e ser um capitão como o pai mas no meio do treinamento ela me pediu pra colocá-lo no círculo e eu usei o meu pergaminho pra abrir o portal. CELES sempre soube o que estava fazendo mais do que qualquer um de nós, ela viajou entre os planos para esperar os escolhidos no Plano dos Ninjas e continuamos nos comunicando. Agora vocês chegaram e estou aqui porque precisam saber que cada um de vocês é um guerreiro escolhido pelo Deus do seu plano e se vocês forem mortos muitas coisas ruins podem acontecer aos mundos de vocês, isso sem falar na extinção.
    - ZZZZZZzzzzzzz
    - EI!
    - Ela dormiu.
    - Tudo bem, melhor assim, ela não faz falta mesmo... Treinei Alarel quando ele era pequeno, ele adotou o nome Senshi para usar na missão e não sei porque ele decidiu mudar para Joshi. Foram dias felizes que passei ao lado do meu pequeno amigo... Sniff... Agora estou preso a esta velha.
    - GRU!!!
    - Hã?Já acabou? Perdi alguma coisa?
    - Não querida... Her... Temos três lugares pra ir. A Torre dos Magos, para obter informações. Não sei quem é o mago que está atrás de vocês, mas ele deve ter aberto o portal e está usando o nome de Adam indevidamente. Lá eles devem saber quem ele realmente é. Podemos tentar Alcaremor, pois aquele exército pode ter saído de lá ou podemos tentar voltar pra minha casa e ver se há algo que pode ser salvo lá. Perguntas?
    - Bom, na verdade eu sei quem é o mago, ele se chama realmente Adam.
    - GRU? Como você não me disse isso antes?
    - Bom, eu só pude vê-lo pessoalmente hoje. Eu só não entendo como a torre mágica ainda não tomou nenhuma medida para impedí-lo de formar um exército daquele porte.
    - É, precisamos saber mais sobre este Adam. Mas vamos deixar esta decisão com os escolhidos.

    ERK reconheceu no mapa o caminho que levaria ao antigo reino de onde havia começado a jornada muito longe dali e também o caminho do primeiro círculo, Yume reconheceu alguns portos de piratas que não estavam marcados alí e viu o quanto o mapa era simples. Jin-e se sentia um pouco melhor e já podia andar apesar de estar com muita fome, ele colocou a mão na cintura sentindo algo e encontrou o pergaminho que Joshi estava carregando, talvez o garoto tivesse aproveitado que ele estava inconsciente para esconder o pergaminho ali.

     
    Última edição: 25 Jul 2008

Compartilhar