1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[Raphael S] [O Labirinto e a Saga dos Planos (Versão do Criador)] [L]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Raphael S, 26 Jan 2008.

  1. Excluído014

    Excluído014 Excluído a pedido

    Ra ra..se ferro Dark Vader....hauhauah....
     
  2. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Sabia disso esse povo não é de confiança em lugar nenhum...
     
  3. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Yume esperou que Dark andasse a seu lado e então puxou conversa com ele.

    - Dark, porque você nos mantém presos e sem armas sendo que estamos indo pro mesmo lugar que vc?? Se quer tesouros ou poder nós podemos conseguir juntos. Você sabe que é perigoso confiar nestes estranhos, nós somos o seu grupo e temos mais chance juntos. Pare de ser cabeça oca e nos liberte.
    - NHAM... Não estou interessado, só quero voltar pra minha cidade, minha outra espada de estimação ficou lá e ainda tem um certo macumbeiro pra eu acertar umas contas. Essa galera aqui vai ficar feliz com os tesouros, pena que eles não existem ainda, mas até lá eu vou me divertir vendo eles chutarem a bunda desse pirralho antes de o vendermos na próxima cidade.
    - SOCORRO!!!

    Um samurai reagiu atingindo Yume nas costas com uma das lanças assim que uma árvore caiu atingindo o grupo de samurais que iam mais à frente do grupo. Infelizmente Jin-e atingiu os samurais que estavam planejando trair Dark. Jin apareceu de surpresa girando sua grande espada contra os samurais inimigos e matou muitos nessa estratégia deixando uma brecha para o grupo se libertar, a entrada da cidade estava bem à vista.

    - PEGUEM ELES!!!

    ERK não perdeu tempo e socou o que estava do lado e Joshi correu escapando dos outros que estavam tomando conta dele, o garoto golpeou e escalou um deles pulando com um chute nas costas do que escoltava o arqueiro Shion mais a frente.

    - Daaaaaark!!! Olha, estou livre!!!

    O ninja não pensou duas vezes e puxou a espada, se Joshi não tivesse derrubado o arqueiro também, Dark com certeza o teria morto no caminho. o garoto deu pulos pra trás, seguido por perto pelas espadadas e aproveitou-se de uma árvore com galhos baixos para escalar e fugir, mas Dark tinha tanta habilidade quanto ele e a perseguição continuou em cima das árvores.

    - Ô pirralho maldito, você é ninja? Te garanto que quando você cair nem vai sentir pois vai estar em pedaçinhos antes de tocar o solo because I´m a professional Sushi Man.
    - Você tá velho Dark, e anda comendo muita coxa de galinha.

    O ninja parou e olhou pra baixo passando a mão em movimentos circulares na barriga, depois abaixou a espada e colocou o dedo no nariz tirando uma meleca que o estava incomodando.

    - Velho? Moa? Estou no auge da minha forma física filho, e quando você crescer vai aprender a apreciar o charme de uma pancinha bem regulada. Vem aqui que eu te mostro o quanto meus movimentos estão em forma. “Hey boy, let´s dance”.

    Mas não houve resposta do garoto que já não estava no campo de visão, Dark socou a árvore ao ver que Joshi tinha feito um bom trabalho o distraindo para que os outros fugissem. Jin-e, ERK e Yume ajudada pelo arqueiro corriam dos samurais e alcançaram as pequenas pedras coloridas espalhadas pelo chão da cidade. Assim que atravessaram barracas ornamentais Joshi se juntou a eles.

    - JOSHI? Onde você se meteu?
    - CORRAM!!! NÃO PAREM! Não...

    Joshi fraquejou e quase caiu sendo pego por Jin-e que o colocou nas costas, eles obedeceram as palavras do garoto até que ao virar uma esquina uma trombada mudou um pouco as coisas...

    - EI... OLHA POR ONDE ANDA!
    - ...?
    - VOCÊ DE NOVO?

    Black mediu Jin-e de cima abaixo e vendo que estáva carregando o garoto ele torceu o nariz ignorando o grupo pois estava com um problema bem maior... Quando Joshi, Yume e ERK perceberam o que estava acontecendo tinham saído da frigideira pro fogo. Com fitas vermelhas e espadas de lâmina dupla uns 20 samurais diferentes dos do grupo do Dark perseguiam Black Tiger e o garoto que estava com ele na floresta.

    - XÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍ, parece que interrompemos uma briga... Bom, o Jin pode com eles né?

    Mesmo fraco Joshi ainda conseguia fazer piada da situação, na direção contrária os samurais do Dark começavam a chegar e o grupo estava no centro do problema...

     
  4. Lyvio

    Lyvio Usuário

    essa de velho foi ótima uhahahahahahha.
     
  5. Excluído014

    Excluído014 Excluído a pedido

    Meu jesus apague a luz...

    Estão ferrados..rs
     
  6. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Black não demorou em se defender e demonstrou muita agilidade ao lutar com três de uma vez, Jin-e não deixou por menos defendendo Joshi e o grupo. Num momento Joshi pediu pra descer pois já se sentia melhor. Mal tocou no chão e pegou uma pedra para atirar em um dos samurais de fita vermelha, mas o ataque foi sutilmente impedido pelo acompanhante do Black que girou a lâmina sobre a cabeça do garoto cortando um pedaço do cabelo dele.
    Yume tentou inutilmente usar a caixinha mas não houve nenhum resultado. A perda de sangue nas costas dela estava a deixando meio tonta e ela ainda não tinha pego o jeito com aquele artefato. Embora os dois estranhos estavivessem se saindo bem, a luta era difícil e não havia como agüentar o ataque de tantos... Jin-e também foi atingido por uma das lanças e ganhou um belo ferimento, ERK derrubou alguns e pegou uma espada mas não se sentia confortável, era a primeira vez dele com uma espada samurai.

    - Nossos refêns não, imbecis!Matem os outros samurais ou não chegaremos ao nosso objetivo!!!

    Quando Dark chegou e disse isso as coisas mudaram completamente, os samurais do grupo dele se voltaram ferozmente contra os outros samurais e embora em número menor, a técnica de luta dos inimigos de Black era melhor que a dos atacantes.
    Aproveitando uma brecha na confusão Dark jogou as armas pro grupo rindo.

    - Vão ficar parados ai? MOVE OUT!!! KILL THEN ALL!!!

    Shion rapidamente se abaixou pra pegar o arco e flechas mas estava segurando Yume e assim não podia atirar. ERK deu um mergulho e rolou no chão em direção a espada e Dark segurou Yume na maior cara de pau tentando convencer o arqueiro a deixá-la.

    - Ei, feínho, vai lá atirar dardo vai, deixa a muié boa aqui com o tio.
    - Você tentou nos matar!
    - Num discute sobre o que vc não sabe fio... Você tá deixando a garota morrer.
    - Pode ir... Shion. Não se preocupe...

    Muito a contragosto o arqueiro começou a atirar flechas enquanto Dark cortou um pedaço do pano que ela tinha na cabeça e enfiou no ferimento fazendo ela gemer de dor por uns momentos.

    - Ia ser desperdício muié boa assim morrer tão fácil, de qualquer modo a taxa de ajuda é um beijim.
    - ... Dark... Se mata.
    - Uma pegada nos peitchones?
    - ... Shion, se ele se atrever... Mata ele.
    - Táh, táh, ja entendi... Shit, num precisa ser tão má agradecida, putz. Daqui a pouco tá pedindo pra arrancarem meus bagos.

    Yume riu mesmo com a dor, não gostava dos abusos do ninja mas achava ele engraçado. A luta se resolveu com a morte dos dois grupos de samurais... O garoto amigo de Black ficou ferido na luta e estava sangrando, Black no entanto não parecia estar muito preocupado, apenas olhou e reclamou desarrumando o cabelo dele. Dark parecia meio chateado com o grupo.

    - Vocês tinham que estragar um plano rullez como o meu.
    - ...?
    - Enquanto eu estive com o exército dos samurais eu soube das cidades perto e de qual devia ser a próxima pela qual passaríamos. Sorte os mestres deles serem incompetentes a lot. Foi fácil controlar a situação. Physical power Hehehe. Eu ia usar eles pra atravessar a alfândega do lugar aqui mas vocês acabaram com meu plano. Tive que usa-los contra esses coelhinhos de fita.

    Dark pisou numa das fitas de um dos samurais mortos e pensou no que fazer, enquanto isso Black guardava a espada e já tinha planos para o próximo passo.

    - Humpf... Obrigado pela ajuda, se vão passar pela fronteira da cidade talvez possamos nos ajudar também preciso chegar ao outro lado e... Bem, o pessoal que escolhe quem passa não vai muito com a minha cara.
    - LARGA!!!

    Interrompendo Black, Joshi pisou na mão do garoto que tentava pegar seu pedaço de cabelo cortado... O cabelo estava muito sujo e coberto por lama endurecida mas Joshi não parecia querer dividir com o estranho.

    - Que eh isso, menino??Brigando por um fio de cabelo??
    - Mas Yume, é o MEU cabelo, nem conheço ele e já corta meu cabelo, que intimidade é essa?
    - Ei Dark, porque acha que vamos acreditar que era um plano seu? Você nos desarmou e nos prendeu.
    - All part of a Masterplan... A Yume acredita em mim e eu nem peguei em parte nenhuma dela pra convencê-la... Conte pra eles mulher... Hã?Yume??

    Ela já tinha desmaiado de dor... ERK e Jin-e se olharam mas apesar de tudo o que Dark tinha feito ele os tinha salvo com aquela ordem e ajudar Yume era mais importante.

     
  7. Excluído014

    Excluído014 Excluído a pedido

    Noossa...la vai ela morrer..
     
  8. Raphael S

    Raphael S Desperto

    - Espere um pouco... Eu posso curá-la com minha espada.

    ERK segurou a espada e tocou o ferimento de Yume, mas nada aconteceu, Black veio e olhou o ferimento, ele tirou algumas folhas do bolso e mastigou um pouco colocando-as sobre o ferimento... Quando ele apertou Yume abriu os olhos, parecia paralisada mas conseguiu falar...

    - ISSO QUEIMA!!!
    - Se está queimando está funcionando bem. Sou Black Tiger a propósito.
    - O que é isto que está usando Black?
    - É uma erva especial que tem poderes curativos.
    - Entendo... Meu mestre também usa estas ervas.
    - Não posso acreditar nisso samurai. Esta aqui é bem rara. Só estou usando porque estou com pressa, de tarde ela poderá andar novamente.
    - E o que fazemos?
    - Vamos carregá-la e continuamos nosso caminho.
    - Não vamos arriscar Yume deste jeito, enquanto ela não estiver bem, nós não continuaremos.
    - ERK, SEU PULHA! O carinha style aí tá querendo ajudar agente meu irmão. Alguém carrega e GO!
    - Não Dark, até que todos possam andar eu não quero passar por outra situação de perigo.
    - ...Shit...
    - ...Também não esperava por isto, mas agora já usei a erva e acho melhor nos escondermos na floresta. Pelo menos descanso um pouco.

    Todos concordaram e o grupo foi até a floresta... Após alguns minutos em silêncio Shion se despediu e foi embora pois a missão dele era levá-los apenas até a cidade... Black não ficou muito contente mas depois que ele se foi iniciaram uma conversa.

    - É uma pena... Um bom arqueiro podia ser muito útil caso algo dê errado.
    - Como assim?
    - Preciso atravessar a ponte da cidade pra continuar a viagem, caso contrário perderia muito tempo. Chamamos de fronteira aqui porque esta ponte é guardada por um grupo neutro de samurais que decidem quem passa ou não. Com vocês como distração fica mais fácil eles não repararem muito em mim.
    - E se nós não passarmos?
    - Bom, isso vai da sorte de vocês, mas eu causarei alguma confusão caso eu passe primeiro e vocês também terão chance.
    - Porque pensa que vamos servir de distração?
    - É só olhar pra você pra ver que vai ser uma distração perfeita com essa aberração de armadura que está usando.
    - Hauhauhuahuahuahuauhauhu. Eu monto nas costas do ERK pra chamar mais atenção!!!
    - Fica quietinho fio que eu tô me segurando ainda pra não te pegar, deixa isso pros adultos... Porque Cargas dágua não simplesmente damos a volta?
    - Porque demoraria mais, há lobos na floresta e a ponte é um belo atalho, o que atrapalha são os samurais.
    - AFFFFFFF MASTER!!! Seus molóides... Eu vou pegar o caminho mais difícil. See ya. E mato quem me seguir.

    Dark Simplesmente deu as costas e saiu andando...

    - Seu amigo é louco?
    - Um pouco, mas deixe ele ir... Depois do que ele fez eu não estou me importando muito. O que acha Jin-e?
    - Bom ERK não acho seguro, mas vamos ver como ele vai se sair, está mesmo precisando de um pouco de ar para pensar no que anda fazendo.
    - Isso é o que me preocupa.
    - O que Joshi?
    - O Dark pensar...

    Ficaram em silêncio... As vezes que Dark teve uma idéia foram em sua maioria encrenca mesmo. Começaram a reparar que o pequeno acompanhante de Black não falava muito, mas antes que alguém pudesse dizer algo Yume começou a se levantar...

    - Ei, você ainda não está bem, continue deitada.
    - Do que está falando? Eu consigo andar.

    Black viu incrédulo ela se afastar andando para olhar a cidade.

    - Espere garota... Como consegue andar? Isto não é normal, quem é você?
    - Não precisa se preocupar e pode abaixar a espada moço. Eu sou uma Elfa, vai demorar pra explicar tudo mas meu corpo funciona diferente das mulheres daqui.
    - Hum... Um grupo cheio de surpresas. Agora entendi porque suas orelhas são diferentes.
    - Não tem com que se preocupar, passaremos aquela ponte.

    Black estava de boca aberta, mas não era por causa das palavras de Yume, Quando ela se aproximou os olhos dele repararam no colar e ele estendeu a mão para pegá-lo, mas a mão da Elfa foi rápida segurando a dele. ERK e Jin-e se aproximaram e queriam respostas sobre aquela atitude.

    - Onde conseguiu este colar?
    - Her... Este? Porque?
    - Responda o que eu perguntei ou vou considerar vocês uma ameaça e isto não vai acabar bem.

    O garoto atrás de Black já pegava as lãminas e isto assustou Yume, com ERK e Jin-e ao seu lado ela tentou manter o controle e respondeu mentindo...

    - O Mestre do Jin-e me deu. Conhece isto?
    - Bom, digamos que conhecí alguém que tinha algo parecido... Se tiver os mesmos poderes então podemos atacar eles em vez de tentar passar.
    - Não senhor... É apenas uma jóia. Vamos tentar passar pacificamente.
    - Hum... Então vamos embora, se dermos sorte os samurais que matamos não foram removidos para muito longe e podemos usar as roupas deles para nos disfarçar.

    Seguiram com o plano, quando estavam se disfarçando ERK reparou em algo estranho...

    - Joshi, desde que apareceu e desmaiou depois que nos ajudou com Dark seu rosto está mais sujo. Você caiu em algum lugar?
    - Eu? Não... Bem... Devo ter caído, eu estava meio fraco né? ^_^
    - Hum... Tem certeza? O Black parece inteligente e talvez possa te ajudar.
    - Não precisa, estou com força total, não quero ficar falando com esse estranho ERK.
    - É, parece que você não foi mesmo com a cara deles. Aquele garoto te deixou nervoso né?
    - Nada, ele só foi mal educado horas... Só quero atravessar aquela ponte e deixar estes dois para trás.

    Finalmente entraram aos poucos na fila que dava para a tal ponte, não ficaram juntos pra não dar muito na vista. ERK tinha muitas dúvidas e decidiu arriscar aproveitando que Black estava com ele, afinal, não tinha mais como voltar atrás.

    - O que você sabe sobre o Bravo?
    - Hum... Grande guerreiro, grande espinho no meu pé, um cara chato... Resumindo, não gosto muito dele mas preciso encontrá-lo. Agora que perguntou tenho certeza que aquela história de mestre era mentira, conseguiram aquele colar com o Bravo não é?
    - Encontramos Bravo e agora a Yume e o Joshi tem aquele colar.
    - Joshi?
    - O garoto que está conosco.
    - Não reparei muito nele mas gostaria de ver o colar dele também.
    - Depois que passarmos esta fila eu peço pra ele te mostrar.
    - EI, VOCÊ ESTÁ CONVERSANDO MUITO, VEM AQUI!!!
    Um samurai jovem e hábil acertou de leve as costas de ERK com um bastão e puxou-o da fila fazendo-o andar até os outros samurais mais à frente.
    - Hahahahaha... Vejam o que eu achei, não parece uma tartaruga?
    - HAHAHAHAHA, essa concha de ferro por debaixo da roupa é bem diferente amigo, que armadura nova e essa?
    - ...
    - Imite uma tartaruga vamos... Deite no chão e dê umas braçadas pra gente ver.

    Eles sorriam mas o tom tinha sido de ordem... De longe todos olhavam para ERK sem saber o que ele ia fazer.

     
  9. Excluído014

    Excluído014 Excluído a pedido

    Hhuahauhau...vai la tama-chan..
     
  10. Lyvio

    Lyvio Usuário

    KKKK, mangá love hina, essa eu também não sabia XD.

    Demorei pra postar tava meio ocupado e folguei melhor essa semana.
     
  11. Raphael S

    Raphael S Desperto

    - Isso não é uma armadura, é para eu guardar minha comida ou até colocar água, só isso!

    ERK foi derrubado à traição e sentiu o queixo contra o solo...

    - Pare de falar e nos divirta. IMITE A TARTARUGA!
    - Mas eu não sou uma tartaruga...

    Um dos samurais começou a acertá-lo várias vezes até se cansar... A cada pancada o barulho do metal da armadura ressoava mais alto.

    - OBEDEÇA... PUF...puf...puff...
    - Hahahaha, Seu idiota, ele não está sentindo nada com essa armadura.
    Os outros riram do amigo cansado e ERK com o queixo sujo de terra começava a se levantar...
    - Pode passar guerreiro tartaruga, saia da nossa frente, vamos.
    - PRÓXIMO!!!

    Assim ERK conseguiu passar antes dos outros, ele estava prestes a explodir com aqueles arrogantes e não acreditava que tinha sido tão fácil, evitando confusão ele continuou andando e esperou um pouco, a cada passo os outros iam se aproximando de sua vez na fila... Joshi passou sem problemas, algum tempo depois Jin-e, Black e o garoto, mas quando Yume estava quase passando sentiu alguém puxando seu braço.

    - Ei, eu quero um beijinho dessa daqui.
    - Hahahaha... É a terceira essa semana, você não tem jeito não?
    - HAHAHAHAHA

    Alguns da fila riram, mas a maioria continuava séria, o samurai sorriu bem malicioso e aproximou os lábios da Elfa. Agindo mais por instinto que por medo ela colocou a mão na frente da boca e ele beijou a mão dela recuando sério. Black procurava olhar o cordão no pescoço de Joshi, mas o garoto se escondia atrás de ERK, Jin-e voltou alguns passos preocupado com a Yume e quando Black percebeu que havia um problema foi até o samurai segurando-o.

    - Espere, não podemos voltar ou teremos que lutar. Estes samurais são a elite por aqui, não vai ser tão fácil quanto aqueles outros.
    - Não podemos deixar ela para trás.
    - Eles são assim porque aprenderam demais e se acham superiores, não passam de crianças crescidas mas matam por diversão. Ao menos espere até termos certeza que ela não vai pasar.

    Yume reparou que Jin-e estava disposto a voltar e achou melhor evitar confusão desnecessária.

    - Se eu te der um beijo você deixa eu passar, é só isso??
    - Ora, vamos mulher... Já que acha tão fácil então me dê dois beijos que eu vou te deixar passar.
    - Deu sorte, pegou uma garota quente. HAHAHAHAHA.

    O senso de humor deles era péssimo, mas eles achavam que estavam agradando, a fila estava curiosa para saber a decisão da bela jovem.
    Ela o beijou duas vezes mas na segunda ele a segurou pra prolongar o beijo, na ponte o grupo estava atônito com aquela atitude... Joshi que estava mais perto fez uma cara de nojo indignado por ver “sua” elfa beijando outro. O Samurai faz uma cara de bobo ao levar os beijos e logo Yume aproveitou pra passar...

    - Acho que estou apaixonado... Hahhh...
    - HAHAHA A GAROTA JÁ SE FOI SEU BURRO.

    E assim o grupo passou totalmente.

    - Que nojo...
    - Ciúmes meu protetor?
    - Bah...
    - Até que foi fácil...
    - É? Então olha alí.

    Do outro lado da ponte Elyene vinha andando calmamente, ela olhou Black e...

    - Porque demorou tanto?
    - Eu estava sozinho cuidando do garoto, e arranjei uns amigos pra ajudar na ponte.
    - Humpf...

    O grupo do pergaminho estava apreensivo tentando não ficar tão perto, sabiam que estavam prestes a perder seus aliados. Ela olhou pro grupo disfarçado e pousou o olhar em ERK, percebendo a armadura característica...

    - Tartaruga?... SEU IDIOTA, ESSES MOLEQUES MATARAM O [email protected]#$
    - QUÊ?

    Foi uma surpresa total para Black, o momento ideal para que eles atacassem ou fugissem mas Elyene podia invocar as cobras de fogo e daria trabalho demais numa luta como aquela. Valia a pena arriscar? Enquanto a ponte flutuava sobre a água algo importante estava para acontecer...

    - MATE-OS!!!

    Não houve tempo para explicações... O garoto derrubou Joshi com uma rápida rasteira, Black ainda estava tentando entender a situação então apenas começou a desembainhar a espada... Joshi caído rolou um pouco pro lado e gritou com dificuldade...

    - ...FUJAM!...

    A ponte de madeira balançou... Todos se equilibravam ainda em dúvida se tentavam passar por eles ou não e Joshi repetiu o grito... Yume atacou Black com o chicote e ele pulou instintivamente pra trás. ERK deu uma trombada no garoto e as lãminas ressoaram na armadura de metal, ele aproveitou para pegar Joshi e trouxe-o de volta ao grupo. Jin-e girou a espada pronto para lutar, mas Joshi puxou o braço dele e o da Yume...

    - TEMOS QUE FUGIR!
    - Precisamos passar esta ponte Joshi.
    - Confiem em mim, eles são muito fortes.
    - Droga, aquela flauta.

    Enquanto Elyene tentou tocar sua flauta um redemoinho começou a se formar onde tinham derrubado Joshi... Logo o redemoinho de vento aumentou tomando força e destruiu um pedaço da ponte obrigando tanto o grupo quanto os atacantes a recuarem. A destruição se estendeu bastante e o grupo ficou de um lado, enquanto que os três estranhos acabaram ilhados do outro lado da ponte semi-destruída.

    - SEU IDIOTA!
    - Mas Ely, aqueles garotos não podem ter vencido Bravo.
    - ACREDITA EM MIM IMBECIL, VAMOS DAR A VOLTA. TEMOS QUE PEGÁ-LOS!
    - Meu dia está complicado hoje...

    Joshi foi o primeiro a fazer o comentário...

    - Bom, estamos salvos mas do lado errado da ponte, e agora? Voltamos àqueles samurais chatos?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


     
  12. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Gostei do mapa, pelo menos entende-se. kkkkk
     
  13. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Não precisaram decidir pois os samurais já estavam vindo, eles presenciaram a destruição da ponte de longe e o samurai que ganhou o beijo sorriu olhando novamente para a Elfa, Yume soltou um sorriso forçado pensando no porque os deuses estavam fazendo aquilo com ela... Enquanto isso Black e Elyene continuavam discutindo sem prestar atenção no que acontecia do outro lado destruído. Joshi parecia mais calmo ao ver que a distãncia não era suficiente pra que conseguissem passar.

    - Acho que estamos salvos por enquanto.
    - Mas o que impede deles nadarem até aqui pra continuar a luta Joshi?
    - Olhe para a água ERK, o que vê?
    - ???Peixes?
    - São carnívoros. Ninguém esperto o suficiente pularia nessas águas.
    - Como sabe isto?
    - Ao contrário do Jin, eu não viví sempre na ilha amaldiçoada.
    - Hum... E o que mais você sabe?
    - Hâ?
    - O que mais você sabe Joshi? Você está nos guiando mas desde que Dark encontrou aquele pergaminho com você eu não sei se você é confiável.
    - Tá com ciúmes da Yume é??? Ela é minha, eu não vou sair do grupo não viu.
    - Não mude de assunto.

    Os samurais trouxeram uma corda com um gancho de pesca e antes que ERK pudesse continuar sua conversa com Joshi...

    - EI, AQUELE DO OUTRO LADO NÃO É O MALDITO DO BLACK???
    - É MESMO!!!
    - VAMOS RÁPIDO! TEMOS QUE DAR UM JEITO DE CHEGAR DO OUTRO LADO...

    ZIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIP
    PLACKT

    - Ei, o que foi isso?
    - Devem ser aqueles moleques...
    - Não olhe agora, mas... Os samurais da ponte vão atirar em nós.

    Quando Elyene percebeu, alguns samurais estavam armando arcos e uma corda já estava meio presa com o gancho no lado da ponte onde eles estavam...

    - É melhor deixarmos eles pra depois... VAMOS!
    - VOLTEM COVARDES!!!
    - HAHAHAHAHA...
    - E agora?
    - Arranjem outro gancho, vamos acertar outra corda e trançar uma ponte provisória.
    - Moço, isso vai demorar, eu dou um jeito.

    Joshi tomou a corda da mão do samurai e enrolou ela na beirada da ponte que ainda estava firme, ele pediu pro Jin-e segurar não deixando ela correr e testou pra ver se o outro lado aguentaria seu peso.

    - Ei garoto, o que vai fazer? Essa ponte é flutuante, você nunca vai conseguir se equilibrar aí em cima.
    - Joshi, eles tem razão, deixe eles cuidarem disso.
    - Não podemos perder tempo, segure Jin!

    Joshi subiu em cima da corda com habilidade e começou a andar em cima dela... A corda balançava mas o garoto se mantinha concentrado. Cada passo que ele dava deixava todos cada vez mais preocupados mas a aflição não demorou muito, Joshi manteve uma marcha constante até o outro lado e quando chegou estendeu a mão pedindo pra que arremessassem a corda.

    - O garoto é incrível, um erro e ele virava comida de peixe.
    - É... Joshi é mesmo incrível... Demais pra ser verdade.
    - Algum problema ERK?
    - Porque Joshi está tão disposto a nos ajudar Jin? Ele acaba de arriscar a vida pra que consigamos passar.
    - Não se impressione com isso amigo. Joshi sempre fez este tipo de coisa quando morava conosco, eu admiro ele, acho que quando ele crescer será um guerreiro melhor que eu.
    - Há alguma chance dele nos trair?
    - Do que está falando?
    - Não sei Jin, Joshi está de olho na minha espada desde que nos conhecemos.
    - Joshi é um brincalhão, adora mexer no que não pode. Conheço bem ele, se há algum traidor entre nós eu apostaria no Dark.
    - Hum... Bom, minha espada protegeu Joshi contra o ataque do Dark e também aceitou que ele a usasse na final do torneio, eu devo estar com ciúmes.
    - Hehehe, acho que já sei a pressa do Joshi... Olhe.

    Yume estava conversando com o samurai que olhava não necessáriamente pro rosto dela. Ela provavelmente usou de todos os seus recursos para enrolá-lo enquanto os outros montavam a ponte improvisada e mesmo assim não foi suficiente. Após alguns abraços, mais alguns beijos invevitáveis e as caras desesperadas tanto da Elfa quanto de Joshi do outro lado, o grupo se preparava pra atravessar a ponte e continuar a viagem...

    Depois que deixaram Assauanti para trás continuaram por algum tempo pela trilha de uma floresta até que Joshi fez sinal para que parassem.

    - Está anoitecendo, vamos acampar aqui e dormir.
    - Nossos suprimentos ficaram na cidade Joshi, se continuarmos andando podemos encontrar algum lugar melhor.
    - Elyene pode estar nos procurando mais adiante. Se acamparmos aqui estaremos protegidos.
    - Hum, ele tem razão ERK.
    - Eu não tenho nada contra ficarmos aqui meninos, mas não temos onde dormir.
    - Vamos improvisar então, se Joshi diz que é o melhor.
    - Obrigado ERK!!!
    - Não precisa ficar tão feliz, é o melhor plano certo?
    - Sim, eles não vão se arriscar nesta área sabendo que os samurais estão atrás deles. Ainda mais o Dark vai acabar nos alcançando ou encontraremos ele nos limites de Agridash´s Bay.
    - Então ficamos. Mas como pode ter certeza que Dark vai nos achar?
    - É porque só tem duas trilhas, ao trabalho, vamos preparar o lugar.

    Eles cortaram folhagens macias e improvisaram um lugar pra dormir em meio às árvores, estava tudo tranquilo mas durante a noite ERK teve um pesadelo...

    - ERK?
    - ...
    - ERK! SAIA DAQUI!!!
    - ......
    - EEEEEEEEERK!!!!!!!

    A voz era de sua mulher morta... Ele abriu os olhos se vendo de volta à estranha caverna, duas feras de metal andavam calmamente farejando algo no ar... Elas rodeavam e farejavam... Farejavam ERK... Quando uma delas pulou em direção ao rosto dele com as garras afiadas, ERK acordou suando frio...
    Sua espada não estava na bainha... Não estava por perto... ERK se levantou e ao olhar por uma moita viu Joshi num canto, falando baixo e olhando pra lãmina. ERK se aproximou tentando tomar cuidado e pode ouvir um pouco da conversa.

    - ...você também cometeu alguns erros não é? Eu sei que aquilo na ponte foi muito arriscado. Isso tem que parar... Será que se eu te usar eu consigo quebrar esta corrente do pescoço?

    O guerreiro não entendia o que aquilo significava mas estava curioso, Joshi estava conversando com sua espada?

    - Tudo bem, não quero te preocupar, o que está feito, está feito. Eu vou me esforçar pra que não tenha que salvar minha vida novamente, no torneio ERK podia ter sido morto, da proxima vez fique com ele que eu... Hã?... ERK?
    Joshi olhou diretamente pro guerreiro tentando disfarçar o susto.
    - Her... Hã... Oi! Eu só tava limpando...

    O garoto passou a lãmina na roupa e estendeu a espada para ERK que a pegou sem dizer nada... ERK não sabia o que dizer, queria brigar com ele mas não sabia o que pensar sobre o que tinha ouvido, voltou e foi dormir novamente. No dia seguinte a lembrança do que aconteceu durante a noite parecia ter ficado longe para Joshi, ele estava alegre e aprontando como sempre... O grupo acordou com o garoto devorando frutas que pegou na floresta.

    - Bom Dia!^_^! Temos dois caminhos pra Agridash's Bay. Bom, deixa eu explicar... Hummm... Um dos caminhos passa por uma vila abandonada com um templo antigo... Pelo outro caminho no entanto, Teremos que escalar as árvores pois há muitos lobos dentro da floresta mais densa. Então, o que preferem?

    Eles olharam pra ele sentado no chão comendo, estava ainda mais imundo como se tivesse brincado de plantar bananeira na lama... O último banho era só lembrança porque Joshi estava todo sujo novamente.
    O grupo comeu e andou por muito tempo até que enxergaram de longe o templo antigo se erguendo por cima das árvores, o chão também mudava de uma grama densa para uma terra acinzentada e morta. No terreno haviam casas abandonadas espalhadas, algumas desabadas, com poucos enfeites e nenhum sinal de vida... Não era como as vilas passadas, aquele lugar parecia ter sido esquecido...

    - Dark?
    - ???
    - Ei era o Dark!

    Joshi saiu correndo em direção do templo, ele viu um vulto parecido com o Dark entrando. ERK, Yume e Jin-e se entreolharam no ambiente desolado e em seguida correram atrás do garoto. Assim que entraram não conseguiram mais ver nada direito, o templo era escuro por dentro mas eles podiam ouvir a voz de Joshi chamando Dark.

    - Ta brincando do quê tio?DARK???

    Fim do Quinto Capítulo

     
  14. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Será que era o dark?
     
  15. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Capítulo 6 – O Templo Amaldiçoado

    Yume começou a correr tentando acompanhar o garoto, mas Joshi parecia correr mais do que ela... Alguns passos a mais e a Elfa parou sentindo um calafrio, ela ergueu os olhos para uma fresta e percebeu que lá fora estava de noite.

    - Mas como? Estava dia a pouco tempo atrás...
    - Yume... Estou com medo...

    Era a voz de Joshi, assustado e com medo, era a primeira vez que ela sentiu tanto medo na voz alegre dele... Em meio ao escuro ela conseguiu enxergar algo encolhido num canto da parede, mesmo sua visão a elfa não era capaz de discernir ao certo o que era, mas a voz de Joshi vinha dalí... Jin-e e ERK corriam pelo escuro templo abandonado até que ERK ouviu a voz da Yume mas ao dar outro passo sentiu seu pé frio como se tivesse pisando na armadilha de algum mago...

    - Espere Jin.

    Jin-e voltou vendo que ERK parou, algo estava errado e seu braço tremia. Jin-e ficou em dúvida, ou seu braço estava perdendo a força, ou sua espada estava ficando mais pesada... Os dois ainda estavam na ante-sala do templo que dava pra rua, mas toda a luz que havia lá fora desapareceu e deu lugar ao breu de uma noite sem estrelas...

    - YUME...

    A Elfa caminhava com a espada na mão quando Joshi apareceu sorrindo pelo lado contrário... Quando tentou virar o rosto algo passou rápido fugindo pelo corredor adiante... Era um vulto branco ao qual Yume estava prestes a se aproximar... Ela conseguiu ver uma forma esvoaçante como um tecido, mas havia algo mais que não dava para ver...

    - Ainda bem que te encontrei. Onde estão os dois medrosos deixaram você sozinha?

    Não houve tempo para a resposta, o chão começou a estalar e quebrar como se algo estivesse vindo com fúria por debaixo do assoalho partindo o piso na direção dos dois...

    - Situação Crítica...
    - Joshi, os colares!

    A destruição aumentava e eles não podiam ver o que atacava, Yume agarrou Joshi e pulou pra trás, quando tocaram no colar os dois espectros sairam das caixinhas e adentraram o piso... A destruição parou na hora e eles ouviram um gemido abafado assustador... Não demorou mais que quatro segundos e os espíritos voltaram para as caixas e o mesmo vulto branco apareceu fugindo pelo piso quebrado...
    ERK parecia imobilizado... Seu pé estava congelando e olhando pra baixo ele viu algo caído do lado de sua perna, algo redondo e branco, difícil de ver naquela escuridão... Jin-e também estava com problemas, sua espada acabou caindo cravada no chão, como se seu peso tivesse aumentado vinte vezes...

    - Jin...

    O Guardião ouviu uma voz conhecida mas não conseguiu reconhecer prontamente... olhou em volta e mal conseguiu enxergar entre a escuridão um rosto... Taroshi... O pequeno estava parado perto de uma passagem do templo...

    - Melhorei Jin... Quer ver?

    Em algum lugar do templo, Yume puxava o chicote com destreza e força tentando acertar o fugitivo, mas era inútil...

    - Ei... Me... Espera...

    Joshi veio caminhando até ela... O chão destruído tinha voltado ao normal como se nada tivesse acontecido...

    - Puxa.. a... acho que aqui também é mal assombrado...
    - Também?
    - Lembranças... E... e... aquilo!

    Joshi abraçou-a tremendo e apontou para três formas parecidas com o vulto se aproximando de diferentes posições, elas traziam armas flutuando na frente de suas formas... Yume colocou o braço em volta do garoto mais assustada por ter descoberto um medo do Joshi do que pelo que estava vendo, mas não era hora para ceder ao medo, era um ataque.

    - Uma espada, um sabre e um florete... Ai ai... Como eu queria um sabre agora.

    ERK ignorou a dor e tentou correr, no primeiro passo ele chegou a sentir seu pé tricando. Sentindo uma incrível dor ele segurou a espada com força e então seus pés voltaram ao normal, virou-se mas Jin-e não estava mais alí.

    - ERK, ESTOU AQUI...

    A voz da Elfa gritava chamando-o, num dos corredores ele viu uma silhueta branca e ergueu a espada procurando que algum poder funcionasse mas nada aconteceu... Aproximando-se mais ERK levou um susto ao reconhecer o rosto de sua mulher... Ela estava pálida e toda vestida de branco, mas a voz que tinha ouvido era igual a da Yume... Jin-e percebeu que ERK sumiu e Taroshi caminhava até ele com uma espada de madeira nas pequenas mãos...

    Yume segurou a caixinha e novamente liberou o espectro que infelizmente atravessou o vulto voltando pra caixa sem fazer nenhum dano...

    - Yume... Quem são eles?

    Joshi tremia, parecia indefeso... Ela o puxou mais pra trás se encostando na parede quando ele começou a erguer a mão como tinha feito na batalha de proteção da torre. Ela segurou a mão dele e gritou pros atacantes

    - Ei, nós só queremos passar. Não queremos ficar aqui.

    Como resposta as três armas se ergueram em posição de atacar e Yume conseguiu ver que as formas por trás das armas eram mesmo fantasmas e todas as três criavam o contorno de um mesmo homem.

     
  16. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Eu gostei bastante desse cap, começou a melhorar.. ação é isso que gosto, mas, como se mata um fantasma?
     
  17. Raphael S

    Raphael S Desperto

    - BRAVO! NÂO!!!

    Ela gritou mas com Joshi agarrado a ela não havia mais como esquivar, as duas primeiras armas desceram num movimento cortante rumo ao peito da Elfa...

    - YUME!!!!

    Ela sente algo gelando seu coração e ouviu o barulho do espectro saindo da caixinha no pescoço de Joshi... Quando abriu os olhos novamente duas das armas estavam dentro do seu corpo, atravessando como se fossem feitas de névoa, mas a terceira arma desapareceu acertada talvez pelo espectro.
    As formas sumiram e os dois estavam novamente sozinhos no escuro...

    O translúcido e pálido Taroshi encostou a mão no cabo e a espada anciã se ergueu flutuando como se o pequeno garoto a estivesse comandando...

    - Defenda-se Jin!!! IAAAAAAAAAAAAAA!!!!
    - Você não é o Taroshi, está tentando apenas me enganar.

    Jin-e desviou do golpe com sucesso e pegou a espada pelo cabo retomando o controle da mesma. Taroshi riu girando a espada de madeira sobre Jin-e novamente tentando acertar sua cintura.

    - Vamos brincar Jin...

    A mulher se aproximou mais, os olhos bem abertos olhando para o guerreiro e pegou na mão dele. ERK não sentiu o contato da pele mas começou a ser envolvido por uma névoa sem perceber... Enquanto isso Yume se recuperava e voltava com Joshi pelo mesmo caminho que veio...

    - Joshi, o que você ia fazer?
    - Hã?
    - Aquele movimento com a mão, o que ia fazer?
    - Eu estou assustado Yume... Só quero sair daqui...
    - Responda o que ia fazer com sua mão.
    - Eu só estava assustado... Só assustado.

    Ela olhou para ele agarrado ao braço dela... Joshi estava indefeso como a criança que devia ser... Seu pequeno protetor agora precisava de proteção e isto a fazia se sentir responsável pois era a primeira vez em muito tempo que ela se sentia em família. Joshi era para ela como um irmão mais novo que ela gostava de ter por perto.

    - Quem é você?

    A mulher riu com a pergunta e a forma dela começou a mudar... ERK instintivamente puxou a espada da bainha ao ver a imagem da fera que estava em seus pesadelos aparecendo em sua frente pronta pra atacar. Jin-e foi atingido pela espada de madeira e um corte se abriu, os golpes eram muito rápidos, com certeza não era Taroshi.

    - Porque está fazendo isso garoto?
    - Porque quero brincar... Não acredita que morri Jin-e?

    Ele ouviu uma gargalhada de criança e por um momento viu uma outra criança de cabelo meio comprido sentada em cima de uma prateleira antiga rindo... Sem pensar desviou e desferiu soco no lugar, O garoto desapareceu no momento que o golpe ia acertar e reapareceu perto da porta correndo. Jin-e correu atrás do garoto com Taroshi correndo atrás de sí... Yume atravessava um corredor quando viu o mesmo garoto sendo perseguido por alguém... A Elfa afastou Joshi pra trás e usou o chicote certa de que era um inimigo mas o golpe atravessou o garoto e quase acertou Jin-e. O samurai se surpreendeu ao ver o garoto atravessar Yume e estranhou ver ERK avançando morbidamente de outro corredor com a espada em punho para atacá-lo. Ao se sentir cercado proclamou o poder de guardião e a espada ancestral respondeu cobrindo-se de chamas. Foi o suficiente para afugentar Taroshi e fazê-lo desaparecer mas Yume não podia ver ERK na passagem ao lado e correu até Jin-e sem saber que ERK estava vindo atacá-lo.

    - Ei... Cuidado vocês dois...

    Jin-e segurou Yume e a puxou arguendo a espada anciã para parar o ataque de ERK. O som das espadas se chocando ecoou longe dentro do templo, estavam numa situação dificil e ficava cada vez mais complicado, Joshi gritou chamando a atenção deles.

    - VOLTEM AQUI!!!

    Estava bastante escuro, mesmo com a luz das chamas e a voz de Joshi parecia cansada... O garoto fantasma estava rodeando ele, pulava e girava como se soubesse o medo que Joshi estava sentindo... ERK se preparava para outro golpe se movendo de um modo estranho, do jeito que as coisas estavam eles não podiam ajudar Joshi.

     
  18. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Dale fantasmas kkkk.
     
  19. Raphael S

    Raphael S Desperto

    - Joshi, abra a caixa!
    - EI, mas não aponte essa coisa para nós!

    Joshi não atendeu a ordem da Elfa... Ele mal se mexia deixando que o garoto continuasse brincando a sua volta... Yume deu alguns pssos e abriu a caixa enquanto Jin-e se jogou pra desviar do novo golpe de ERK mas a espada pegou de raspão.

    Erk...
    ....Erk....
    - ERK!

    A voz dela... Sim, ERK tinha certeza que era a voz da noiva morta... Quase tinha esquecido de como era a voz dela lhe chamando... Entre o sonho e a realidade ERK viu os olhos da fera se transformando enquanto a voz de sua noiva continuava pedindo que ele atacasse. Os olhos da fera estavam cada vez mais parecidos com os olhos de alguém que ERK já tinha visto, mas quem?...

    ...
    -...Jin-e.
    - ERK! Acorde!

    O samurai estava abaixado e o olhava, ERK estava meio atordoado mas ainda de pé. Jin-e o olhava com desaprovação, o ferimento de espada certamente ia deixar alguma marca apesar de não ter sido tão fundo... ERK se sentia meio sem noção de onde estava, de quem era ou do que estava acontecendo... Mas começou a lembrar de quando estava num corredor e um fantasma parecido com sua mulher apareceu... Enquanto ERK se recuperava o garoto fantasma desapareceu evitando o espírito enviado por Yume e reapareceu sentado num dos antigos móveis. Ele riu como criança e apontou para uma parede que desabou em seguida fazendo com que a luz do sol ofuscasse a visão de todos...
    Ouviram passos do lado de fora e a silhueta de alguémapareceu... O fantasma havia sumido e tinha muita poeira no ar mas alguém estava lá tentando olhar para dentro...

    - EI GUYS! GET OUT OF HERE!!! Se vocês não morreram ainda é melhor não arriscar esse buraco tá desabando. Não sabia que vocês eram do Suicide Club.

    Dark estendeu a mão esperando que alguém quizesse ajuda pra sair dali.
    A voz de Dark por pior que fosse era um alívio naquela hora e trouxe ERK de volta a realidade. Yume segurou Joshi e deram as mãos sendo auxiliados para fora daquele mórbido lugar... Fora do Templo o sol voltava a raiar. Dark estava disposto e com fome como sempre, já procurava ver se alguém estava carregando alguma comida.

    - Humpf... Depois de todo esse tempo andando eu esperava que vocês tivessem pelo menos uma galinha...Shit.
    - Vamos andando... Vamos sair daqui agora.
    - O pirralho alcançou a puberdade dentro do templo?

    Joshi estava meio nervoso, ele foi o primeiro a andar em direção a uma planície de árvores alguns metros depois do templo abandonado... Jin-e também se afastou do lugar seguido por ERK. Depois que eles se afastaram um pouco Joshi olhou pra trás e eles perceberam o espanto no rosto dele. Eles se viraram e o garoto fantasma estava lá sentado nos destroços da parede derrubada. Ele acenou se despedindo e sorriu... No mesmo momento as caixinhas do Joshi e da YUME se abriram sozinhas e os dois espectros se uniram. Surpreso o grupo viu aparecer a imagem do Bravo entre Yume e Joshi acenando para o garoto também...
    A imagem acenou e sumiu mas foi suficiente para que Joshi caíssse no chão inconsciente...

    Fim do Sexto Capítulo

     
  20. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Espirito de bravo e do menino...hum...espero que agente desvende tudo isso daqui pra frente.
     

Compartilhar