1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Racismo?

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Neithan, 29 Jul 2009.

  1. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Vi alguns posts do Danilo Gentili no twitter, ele postou o seguinte:

    "King Kong, um macaco que, depois que vai para a cidade e fica famoso, pega uma loira. Quem ele acha que é? Jogador de futebol?"

    E pronto, já foi acusado de racista e tudo o mais. Mas deu uma resposta genial:

    "Alguém pode me dar uma explicação razoável por que posso chamar gay de veado, gordo de baleia, branco de lagartixa, mas nunca um negro de macaco?"
    "Na piada do King Kong, não disse a cor do jogador. Disse que a loira saiu com cara porque é famoso. A cabeça de vocês que têm preconceito."

    E ainda escreveu o seguinte texto: (vale a pena ler)

    "Se você me disser que é da raça negra preciso dizer que você tambem é racista, pois, assim como os criadores de cachorros, acredita que somos separados por raças. E se acredita nisso vai ter que confessar que uma raça é melhor ou pior que a outra. Pois se todas raças são iguais então a divisão por raça é estúpida e desnecessária. Pra que perder tempo separando algo se no fundo dá tudo no mesmo?
    Quem propagou a idéia que "negro" é uma raça foram os escravistas. Eles usaram isso como desculpa para vender os pretos como escravos: "Podemos trata-los como animais, afinal eles são de uma outra raça que não é a nossa. Eles são da raça negra". Então quando vejo um cara dizendo que tem orgulho em ser da raça negra eu juro que nem me passa pela cabeça chama-lo de macaco. E sim de burro.
    Falando em burro, cresci ouvindo que eu sou uma girafa. E também cresci chamando um dos meus melhores amigos de elefante. Já ouvi muita gente chamar loira caucasiana de burra, gay de v***** e ruivo de salsicha, que nada mais é do que ser chamado de restos de porco e boi misturados.
    Mas se alguém chama um preto de macaco é crucificado. E isso pra mim não faz sentido. Qual o preconceito com o macaco? Imagina no zoológico como o macaco não deve se sentir triste quando ouve os outros animais comentando:
    - O macaco é o pior de todos. Quando um humano se xinga de burro ou elefante dão risada. Mas quando xingam de macaco vão presos. Ser macaco é uma coisa terrível. Graças a Deus não somos macacos.
    Prefiro ser chamado de macaco do que de girafa. Peça para um cientista fazer um teste de Q.I. com uma girafa e com um macaco. Veja quem tira a maior nota.
    Quando queremos muito ofender e atacar alguém, por motivos desconhecidos, não xingamos diretamente a pessoa e sim a mãe dela. Posso afirmar aqui então que Darwin foi o maior racista da história por dizer que eu vim do macaco?
    Se o assunto é cor eu defendo a idéia que o mundo é uma caixa de lápis coloridos. Somos os lápis dessa caixa. Um lápis é menos lápis que o outro só porque a cor é diferente? Eu desenho desde criança, então acredite em mim: Não mesmo. Todas essas cores são de igual importância. Ok. Ok. Foi uma comparação idiota. Confesso. Os lápis são todos do mesmo tamanho na caixa. E no mundo real o lápis preto é bem maior que o amarelo.
    Mas o que quero dizer é que na verdade não sei qual o problema em chamar um preto de preto. Esse é o nome da cor não é? Eu sou um ser humano da cor branca. O japonês da cor amarela. O índio da cor vermelha. O africano da cor preta. Se querem igualdade deveriam assumir o termo "preto" pois esse é o nome da cor. Não fica destoante isso: "Branco, Amarelo, Vermelho, Negro"?. O Darth Vader pra mim é negro. Mas o Bill Cosby, Richard Pryor e Eddie Murphy que inspiram meu trabalho não. Mas se gostam tanto assim do termo negro, ok, eu uso, não vejo problemas. No fim das contas é só uma palavra. E embora o dicionário seja um dos livros mais vendidos do mundo, penso que palavras não definem muitas coisas e sim atitudes.
    Digo isso porque a patrulha do politicamente correto é tão imbecil e superficial que tenho absoluta certeza que serei censurado se um dia escutarem eu dizer: "E aí seu PRETO, senta aqui e toma uma comigo!". Porém, se eu usar o tom correto e a postura certa ao dizer "Desculpe meu querido, mas já que é um afro-descendente é melhor evitar sentar aqui. Mas eu arrumo uma outra mesa muito mais bonita pra você!" sei que receberei elogios dessas mesmas pessoas, afinal eu usei os termos politicamentes corretos e não a palavra "preto" ou "macaco", que são palavras tão horríveis.
    Os politicamentes corretos acham que são como o Superman, o cara dotado de dons superiores, que vai defender os fracos, oprimidos e impotentes. E acredite. Isso é racismo, pois transmite a idéia de superioridade que essas pessoas sentem de si em relação aos seus "defendidos".
    Agora peço que não sejam racistas comigo por favor. Nao é só porque eu sou branco que eu escravizei um preto. Eu juro que nunca fiz nada parecido com isso nem mesmo em pensamento. Não tenham esse preconceito comigo. Na verdade sou ítalo-descente. Italianos não escravizaram africanos no Brasil. Vieram pra cá e assim como os pretos trabalharam na lavoura. A diferença é que Escrava Isaura fez mais sucesso que Terra Nostra.
    Ok. O que acabei de dizer foi uma piada de mal gosto porque eu não disse nela como os pretos sofreram mais que os italianos. Ok. Eu sei que os negros sofreram mais que qualquer raça no Brasil. Foram chicoteados. Torturados. Foi algo tão desumano que só um ser humano seria capaz de fazer igual. Brancos caçaram negros como animais. Mas também os compraram de outros negros. Sim. Ser dono de escravo nunca foi privilégio caucasiano e sim da sociedade dominante. Na África, uma tribo vencedora escravizava a outra e as vendia para os brancos sujos.
    Lembra que eu disse que era ítalo-descendente? Então. Os italianos podem nunca terem escravizados os pretos, mas os romanos escravizaram os judeus. E eles já se vingaram de mim com juros e correção monetária, pois já fui escravo durante anos de um carnê das Casas Bahia.
    Se é engraçado piada de gay e gordo, porque não é a de preto? Porque foram escravos no passado hoje são café-com-leite no mundo do humor? É isso? Eu posso fazer a piada com gay só porque seus ancestrais nunca foram escravos? Pense bem, talvez o gay na infância também tenha sofrido abusos de alguém mais velho com o chicote.
    Se você acha que vai impor respeito me obrigando a usar o termo "negro" ou "afro-descendente", tudo bem, eu posso fazer isso só pra agradar. Na minha cabeça você será apenas preto e eu branco, da mesma raça, a raça humana. E você nunca me verá por aí com uma camiseta escrita "100% humano", pois não tenho orgulho nenhum de ser dessa raça que discute coisas idiotas de uma forma superficial e discrimina o próprio irmão."

    E de boa, concordo 110% com ele. Posso chamar um gordo de baleia, mas nunca um negro de macaco? Eu sou branco, um japa é amarelo, um índio é vermelho mas o negro não é preto? Onde está a maldade nisso?

    O que vocês acham? É realmente racismo chamar um negro de preto, ou de macaco, ou é igual chamar um gay de veado, ou um alto (eu) de girafa?
     
    • Gostei! Gostei! x 6
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Acho que eu já deixei minha opinião em algum tópico antigão sobre esse assunto (acho que sobre cotas pra universidades).

    Pra mim a pior coisa pro preconceito é ficar inventando novas diferenças onde não precisa. Criação de cotas, leis que funcionam numa direção mas não na outra, etc.
    Sou a favor da igualdade. Total. Enquanto que muitos dos que dizem querer a igualdade na verdade procuram meios de inverter os papéis. Com os negros passando a ter mais vantagens legais e sociais como forma de punição aos brancos pelos séculos de escravidão. Ao invés de tentarem zerar tudo e começar algo novo, sem ressentimentos.

    Porque senão vira gangorra. Algum branco não entenderá como um negro pode fuder com a sua vida acusando-o de racista sem provas. Daí pode nascer um cara intolerante que vai passar a realmente praticar racismo. E ficar nesse ciclo.



    De certa forma concordo com o cara.
    Ou serve pra todos ou pra nenhum.
     
  3. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Concordo totalmente com o Neithan, texto excelente esse.
     
  4. Indily

    Indily Balrog de Pantufas Fofas

    Excelente texto!!!! Aliás... a resposta foi perfeita!!!!! :clap:
     
  5. Excluído032

    Excluído032 Excluído a pedido

    Acho que tudo vai do jeito com o que você fala, mas nde um mode geral concordo com o Danilo, acho que o pessoal fica procurando polemica e tal,etc..., fica procurando chifre em cabeça de cavalo.Aqui não tenho mto desse problemas, brinco direto com meus amigos, me chamam de varias coisas, eu os chamo de outras e por ai vai, nunca me estressei com isso, acho q talvez porque nunca separei, negors,japoneses, indios, morenos, brancos, tirando as diferenças fisologicas[mas isso é outra historia].
     
  6. Valacirca

    Valacirca Youth Gone Wild

    Acontece que no Brasil é o seguinte: chamar um negro de preto ou de macaco soa de tom muito mais perjorativo do que chamar um gay de veado ou um gordinho de elefante. Isso tudo devido a nossa própria História, que escravizou essa gente por mais de 300 anos. E esse tipo de pensamento funciona bem dos dois lados.
    Se um negro sair com uma camiseta escrita "100% negro", não há problema algum. Se um branco fizer algo semelhante, é chamado de nazista na rua.

    Não que isso seja uma coisa totalmente hipócrita. Acho que é mais desinformação mesmo, por que realmente é difícil de entender. E muito mais difícil de se dar uma orientação. Discutir uma questão dessa num ambiente não preparado para tal, pode ser perigoso.
     
  7. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Então eu não posso chamar um negro de preto porque seus tataravós foram escravos? É bem o que disse o gentili: judeus também já se lascaram muito, e nem por isso são café-com-leite em piadas. Acontece que eu posso fazer piadas de gordos, japoneses, judeus, loiras, mas nunca de negros.
     
  8. Vilya

    Vilya Pai curuja, marido apaixonado

    Gostei desse zé ruela não. Cara tira uma puta onda de entendido e nem se quer sabe o que é racismo. Chama os caras de burros por falarem em raça mas não pensa que também é ignorante (aliás todos nós somos). Tem até algumas coisas legais pelo meio do texto, mas no geral achei fraco. :blah:

    É comum confundir o termo jurídico racismo, ou o crime de racismo, com o que popularmente se entende por racismo.

    O crime de racismo ocorre única e exclusivamente quando se fere o artigo 5° da constituição federal.
    "Art. 5° - Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito a vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade nos seguintes termos: (seguem quase oitenta incisos e o que se refere ao racismo eu transcrevo)

    XLII - A prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito a pena de reclusão, nos termos da lei;
    Não se fala nada a respeito de usar palavras que possam ofender alguém. Xingar, chacotear, menosprezar, denegrir, ofender e etc, seja verbalmente ou por escrito nunca irá constituir crime de racismo, pois não viola nenhum direito assegurado pelo artigo 5° (vida, liberdade, igualdade, segurança ou propriedade).

    O grande peso do crime de racismo é o fato dele ser inafiançável, ou seja, você não tem direito a pagar fiança.

    Claro que existem outros crimes ou contravenções que popularmente enquadramos como racismo, mas que juridicamente não o são. Por exemplo o crime de injúria com a utilização de elementos referentes a cor, etnia, religião ou origem. Aqui entrariam, possivelmente, os exemplos que citei anteriormente mas que não constituem crime de racismo.

    E o quico? Bom, ninguém que tenha dinheiro para pagar uma fiança irá ficar preso por chamar uma pessoa de "preto safado", "branquelo escroto", "japa fdp", "português burro", "macumbeiro dos infernos" ou qualquer coisa do gênero, mas, caso o injuriado queira processá-lo, bom, ele tem todo o direito e a pena prevista caso condenado é de 1 a 3 anos e multa.

    Repare que qualquer um, independente de cor, etnia, religião ou origem tem direito de processar caso sinta-se injuriado.

    Código Penal

    Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro:
    Pena - detenção, de 1 ( um) a 6 (seis) meses, ou multa.

    § 1º O juiz pode deixar de aplicar a pena:

    I - quando o ofendido, de forma reprovável, provocou diretamente a injúria;
    II - no caso de retorsão imediata, que consista em outra injúria.

    § 2º Se a injúria consiste em violência ou vias de fato, que, por sua natureza ou pelo meio empregado, se considerem aviltantes:
    Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, e multa, alem da pena correspondente à violência.

    § 3º Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem:
    Pena: reclusão de um a três anos e multa.”(inserido pela Lei nº 9.459, de 13 de maio de 1997)

    Link para consultas futuras:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Amiguinho, você pode fazer o que quiser, mas o fato de você não conhecer as leis e as penas para as mesmas não vai livrar sua barra caso alguém queira te acusar, processar ou fazer uma queixa contra você. ;)
     
    Última edição: 30 Jul 2009
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Eu não vi nada demais no twit do Danilo e acho o politicamente correto uma merda. Sou sempre a favor da piada....


    Maaaaaaaaaaaaas... acho que na hora de se "defender", ele se enrolou. Foi meio infantil, simplista, etc...


    Além do lance que o Hélio De La Peña falou no blog dele:

     
  10. Syd Barrett

    Syd Barrett Shine on you,

    Falou tudo! :yep:

    Concordo em tudo com o que ele disse. Aliás, se alguém se ofende com o tal macaco ele é preconceituoso por si só.

    EDIT: Não importa a "raça", religião, idade, se for pra fazer piada eu faço. Mas eu faço comédia saudável e antes de pegar pesado eu pergunto se tem alguem que se encaixe e se tiver eu falo outra.
     
    Última edição: 29 Jul 2009
  11. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    O Knolex postando o Hélio mostra bem minha opinião sobre isso: O problema é que em nosso país historicamente nós temos problmas SIM com negros. Qualqeur um aqui se estiver na rua as duas da manhã sozinho é ver que tem 3 negros parados na esquina fia apreensivo. Se ver 3 japas também.

    Mas tenho certeza que MENOS.

    Já vi mãe de amigo meu chorar igual criança por sofrer pela cor da pele.

    Nosso país tem o pior tipo de racismo. Aquele que é escamoteado. "Somos o país de todos", pois sim! Todos mesmo mas sempre achamos que tem melhor e pior!

    Muitas das "soluções" pra esse problema são estúpidas, entretanto existe SIM uma divída não minha ou sua, mas do país como um todo.


    Como diria meu avô: "Ué queria o quê? Aqui não tem terremoto, tsunami, cliclone.... ALGUMA coisa de ruim tinha que ter! Bom... fora os politicos e corinthianos!"
     
  12. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Tirando piadas grosseiras de preconceito, que eu realmente sou contra porque as feridas no coração são sempre profundas e não são para fazer piada, acho que muita gente usa uma característica física como muleta pra poder se justificar.

    Fortões acham que podem tudo porque são fortes...

    Bonitos acham que podem tudo porque são bonitos...

    Fracos acham que podem tudo porque são fracos...

    E nessa história muita gente acaba com a personalidade toda alterada e estragada, acostumada a viver agarrada numa marca física e longe da realidade. Aumentando cada vez mais a amargura do mundo numa paranóia com as diferenças.

    Eu mesmo já fui vítima de preconceito, religioso, físico, social... Os preconceituosos sempre tinham algum trauma profundo na personalidade, um machucado que não conseguiam ver e mais difícil ainda era vencer.

    Nosso governo também é muito culpado. Ele quer acostumar as vítimas a permanecer sendo vítimas e não cidadãos amadurecidos reconhecedores de todos seres humanos. Enquanto os preconceituosos se disfarçam por aí as vítimas se vitimizam.
     
  13. Thorin III

    Thorin III Usuário

    Gosto muito não só do Danilo Gentili, como de todos do CQC, um humor inteligente, um programa de humor onde se vê algo além de mulheres semi-nuas, e faz-se algo além de idiotices inúteis.

    E não preciso dizer que concordei com o que ele disse, na verdade, nunca li nenhuma retórica melhor sobre este tema.Quantas vezes eu fui questionado sobre isso e não dei esta resposta, que seria a melhor e mais adequada para isto.

    Eu posso falar por experiência pessoal (por favor, se você é "negro" ou sensível demais, não venha ler para depois não dizer que estamos começando a fazer rixas aqui, conto o que acontece), no 3° ano do Ensino Fundamental um menino em minha sala tinha o costume de me apelidar de maneira racista, um dia fiquei nervoso e o ofendi também, então a professora com todo seu ar de justiça me corrigiu na frente de toda turma e com louvor, coisa que nunca fez enquanto o outro, que não falo a cor por que senão serei "racista", fez esse mesmo tipo de coisa várias vezes.

    Precisamos aprender a ler as palavras e saber seus significados.Preconceito (pré + conceito), conceito formado antes mesmo de se ter conhecimento pleno acerca de algo.Se acharem em algum dicionário uma definição para esta palavra com os dizeres como:preconceito:tipo de pensamento contra negros,preconceito:chamar o amigo de bicha ou preconceito:fazer piada com a coleguinha loira da sala, joguem este dicionário fora, ou postem aqui.
     
  14. Fernanda

    Fernanda Andarilho de Eriador e

    Eu acho esse tal de politicamente correto um saco e até acredito que a intenção do Gentili não foi ser racista e que ele queria mesmo era sacanear as maria-chuteiras da vida. Só que o comentário dele foi muito infeliz e as justificativas só pioram.

    Para começar, apesar dele dizer que pode chamar pessoas altas de girafa, brancos de largatixa, gordo de baleia e gays de veado ele está errado. Não conheço nenhum gordo que goste de ser chamado de baleia ou elefante. Assim como pessoas baixas não gostam de ser chamadas pintor de rodapé ou meio quilo. E gay só aceita ser chamado de veado do jeito certo e pelas pessoas certas. Porque existe o xingar de veado e o "vem cá, sua bicha, que eu tou querendo falar com a senhora" vinda de uma amiga que tem liberdade para isso.

    O fato de ser ridículo o tal do afro-descendente não torna aceitável o desrespeito (em tempo, estou reinvidicando ser chamada de afro-ítalo-luso-holando-franco-indio-descendente a partir de agora, e meu filho ainda pode acrescentar o germano-descendente nessa salada :cool:).

    Eu tenho amigos negros, com mais de um eu digo "ei, negão" e nem por isso eu estou desmerecendo o cara ou ele entende isso como racismo, porque eles me conhecem e sabem que se algum dia ouvir "meu senhor, por favor, vá pelo elevador de serviço" eu vou estar do lado dele para brigar com fdp que disse isso, que sem usar nenhum termo derespeitoso foi racista pra cacete.

    Agora, quem não me conhece, nunca me viu, está habituado a ter de se defender, não é obrigado a saber disso. Então eu nunca chamaria um desconhecido assim, com essa intimidade toda.

    Historicamente sempre se usou (e infelizmente continua até hoje) o termo macaco para inferiorizar negros, pretos, mulatos então é óbvio que o comentário dele remeteu a racismo. Seria mais elegante se em vez de ficar se justificando ele se desculpasse: "Foi mal, não sou racista, fui fazer uma piada que saiu errado." Pronto. Dava para encerrar o assunto. Para mim, quanto mais ele fala, pior ele fica.

    Agora, o que o Thorim falou é muito sério. Porque é racismo também. Racismo dissimulado porque permitiu um (afinal na cabeça dessa professora equivocadíssima ele é coitadinho) e censurou o outro.

    Na minha opinão, Thorim, você estava errado de responder uma provocação racista com outra, porque dois erros não fazem um acerto. Mas sua professora estava tão ou mais errada. Primeiro porque permitiu um bulling e depois porque quando foi intervir ela censurou um e deixou o outro impune.
    (não estou querendo dizer que vc é racista, ou age erradamente na vida, até porque, vamos ser sinceros, quem nunca se deixou arrastar por provocação e disse alguma merda na qual nem acredita que atire a primeria pedra. Eu garanto que eu não posso atirar pedra nenhuma :roll:)

    O que rolou com você é fruto da babaquice do politicamente correto, que para mim é outro nome para preconceito.
     
  15. Tek

    Tek Girls tend not to like me

    :rofl:
    Não é à toa que o Danilo é o meu Homem de Preto favorito! Ótima resposta!
    Ele não foi infeliz na piada nem na resposta. É capaz que ele nem tenha pensado em negros quando falou "King Kong". Aliás, eu pensei só quando ele mencionou "loira" (sabemos que lorinhas adoram um negão, né?). Quem leu KK e remeteu ao negro é que tem preconceito (não necessariamente por não gostar, mas pelo menos por comparar).

    Gentê! Negro (em geral) é sensível bagarai e ninguém pode negar! Quem foi que mais se fu na mão de Hitler? Os judeus. Sai na rua com uma camiseta com estampa da suástica e, quando eu te visitar na prisão, me diz quem mais se ofendeu, se os judeus, os deficientes, os gays ou os negros. Os negros! Eles são sensíveis - podem ter ou não justificativa, mas são. Se eu, branca, for acusada de roubo numa loja, vou ficar brava se for inocente; já um negro ficaria todo ofendido e teria certeza de que só foi suspeito por causa da cor - pode ser, mas também pode não ser.

    É claaro que nenhum gordo gosta de ser chamado de baleia, nenhum baixinho de toco de amarrar jegue, etc. E bem lembrado, Vilya, qualquer um que for vítima de um preconceito assim é protegido pela lei. Mas ninguém leva tão a sério quanto os negros! Eu já sofri preconceito por várias coisas, mas nunca perdi o sono por causa disso. E é isso que o Danilo fala!

    Se o preconceito causar dificuldades na vida da pessoa, a ponto de ela não conseguir emprego ou um salário que ela mereça, aí está errado; mas se for por piada, é minha vez de me sentir ofendida quando censurarem piada de preto trocando "negro" por "corinthiano". :lol:
     
  16. Thorin III

    Thorin III Usuário

    Sim concordo plenamente, um erro não justifica o outro e este nem foi meu objetivo.Mas naquela época eu era criança, e bem diferente, pensava e agia diferente, em algumas coisas melhor e em outras pior e , claro, não tinha a experiência e sabedoria que adquiri hoje e ainda preciso adquirir muito.
     

  17. :yep::yep::yep:
     
  18. Fernanda

    Fernanda Andarilho de Eriador e

    Um dia eu aprendo :wink:
     
  19. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    As leis são sempre perfeitas.

    Mas se você está querendo dizer que de fato alguém que chama um gordo de elefante acaba sendo punido igualmente ao que chamou um negro de macaco, eu sinceramente não vejo isso.
    Claramente há pesos diferentes nos dois casos. Talvez não na teoria, mas na prática certamente.
     
  20. Excluído032

    Excluído032 Excluído a pedido


    Tu está sendo ironico né???
     

Compartilhar