1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Racionamento de Mestres e Jogadores Bons?

Tópico em 'RPG' iniciado por Barbárvore., 7 Out 2003.

  1. Barbárvore.

    Barbárvore. Beatlemaniac

    Esse é um caso que pelo menos aqui em Porto Alegre se confirma
    Não se fazem mais jogadores como antigamente! :lol: O RPG está se proliferando e cada vez menos jogadores que joguem direito eu encontro. Hack'n'Slash está se espalhando! Cuidado!
    Há algum tempo eu procuro jogadores para formar um grupo novo, jogadores que nao queiram só batalhas e batalhas, se entretenham com mistério. É uma lástima que só encontrei 1. Só? Bem, desde que me encontro procurando jogadores não acho pouco. 1 já é um numero bom.
    E os mestres? Ah, os mestres. Uma parte fundamental do jogo, porém os que conheço já tem 2 ou 3 grupos. Chegaram primeiro que eu nessa procura. Raros são jogadores que se "formam" mestres bons. Que saibam equilibrar batalhas, enigmas... que saibam dar enfase na açao e no mistério... que nos façam sentir o frio de uma masmorra a emoçao de um desafio superado, que nos bote na pele do personagem! Digo isso pq nunca senti.

    Disse tudo isso só para uma pergunta: Onde estao os jogadores bons?
     
  2. Goba

    Goba luszt

    Na minha opinião, dentro de cada um. Basta levar a coisa à sério, e ter a boa-vontade de ler um livro de RPG. Leu o livro, passa a entender melhor o RPG... Na minha opinião, pelo menos. :mrgreen:
     
  3. Durub-bùrz

    Durub-bùrz Usuário

    Bom eu estava jogando com a galera de sempre (uma turma q me ensinou a jogar rpg) e eles levam a coisa muito a serio ....
    Mas eu achei uma galera do meu colegio afim d jogar ai eu mestrei pra eles
    eles ainda sao bem novatos no rpg mas levarao a coisa bem a serio sem piadas e gozacao (oq e muito raro)
    Eu curto jogar mas mestrar um jogo e mutio bom .... :obiggraz:
    Ja mestrei umas 4 ou 5 vezes para galeras diferentes mas este grupo foi oq se mostrou mais interesado na cronica ate agora e eu espero q eles continuem assim
     
  4. Barbárvore.

    Barbárvore. Beatlemaniac

    Hey Ho, Letisgu! hehehe
    Acho que ler o livro é de menos (bem... é o "de menos" pq eh importante sim), mas acho que o cara ter a consciencia de que levar a serio e interpretar a porra decentemente é mais importante que ler um livro de RPG
     
  5. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    O interesse é tudo. Se o mestre fala pro cara que nao precisa ler o livro e passa pra tudo que precisa saber, tudo bem, mas se ler o livro vai ajuda-lo muito numa seção ou campanha entao o cara TEM que ler, se o infeliz nem isso quer fazer entao desiste. Nao sao todos os casos, mas a maioria dos bons jogadores sao aqueles que mais leem. Agora eu concordo que achar jogadores de nivel ta muito dificil, to formando um grupo novo e nao é aquilo que eu queria, mas nao tive opção. 2 caras eu pedi encaressidamente pra vazar pq nem sequer uma historia dos personagens eles queriam me passar, queriam que eu fizesse tudo, inclusive a ficha! iahuahua, isso nao tem logica. 8O . O que é jogar RPG senao viver na pele de alguem que vc constroi com cuidado e entusiamo? Eu nao sei o que eles queriam fazer, mas RPG com certeza nao era.
     
  6. Beren

    Beren Wannabe Rider

    Acho que o RP está sofrendo de uma grande e maciça fase de transformação e adaptabilidade, cada vez mais ouço falar de alguém que já jogou RPG uma vez na vida ao menos e tal, o problema é que as pessoas não dão continuidade ao hobbie, tirando isso sim, muitos dos mais novos players estão pensando muito na periferia do RPG na minha visão, periferia é DADOS, Fichas, Histórico, e Ações que demonstrem que o RPG permite fazer tudo aquilo que se desejou fazer e que não se consegue ou não pode. quem ganha com isso? bom, o RPG ganha em parte, com sua divulgação, mas aqueles que vêem o jogo como uma diversão em cima da interpretação e representação estão vendo que não é bem assim, convidar o vizinho para ojogar só pq ele se interessou pelo jogo, recomendo que façamos cada um sua parte, convidando mas incentivando as pessoas a entrarem no espírito e continuarem praticando o RPG =]
     
  7. Conan

    Conan Cavaleiro Pendragon

    Pode parecer preconceito, mas acho que falta maturidade nos grupos de hoje em dia. Antigamente o RPG era levado mais a sério, só que de maneira menos nerd tambem.
     
  8. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    acho q faltam no brasil jogos q incentivem mais a interpretação..... o storyteller já foi mto mais popular, mas agora quase só tem espaço pra d&d, q é um jogo q incentiva muito a porrada.... tá certo q um jogador experiente percebe isso e pode tentar mudar, mas o jogador novato não percebe.... ele compra o livro do jogador, vê aquele monte de regra e fica confuso e acha q é só porrada...

    o d&d com certeza naum é um jogo pra novatos.... acho q vampiro ou lobisomem são muito melhores para ensinar alguém a jogar RPG, pq regra é mecanico, aprende fácil, mas saber criar um personagem interessante, com uma história, com um jeito de ser e interpreta-lo sem se preocupar com regras e combates não é. precisa de experiencia e de jogos q possibilitem isso para todos, mesmo os novatos.
     
  9. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    O problema são as referências... quais eram as referências daquele pessoal que começou a jogar RPG na primeira metade dos anos 90 (tipo eu)? A literatura, cinema, HQs, heróis de verdade. E hoje? Dragão Brasil, Dragon Ball, Pokémon... mas é claro que existem exceções...
     
  10. [Thorin]

    [Thorin] Usuário

    Bom, sei la... qdo eu comecei a jogar rp os kra q me ensinavam sabiam menos q eu eu acho... tipo, era algo meio q, os jogos completamente sem sistema, digo, com dados de 6 misturados com fichas improvisadas... mas acontece que quando agente não se prende a um sistema a imaginação pode aparecer na boa... e então tipo, eu vejo q qdo eu tento narrar D&D eu fico mto preso naquela ideia de monstro, humano, florestas e masmorras... parece q todo o resto é babaca, mas se tu for pensar as aventuras com os cenarios mais estranhos sempre foram as mais interessantes...

    depois eu sai do grupo q me ensiou la e comecei a jogar vamp... nisso eu tive toda a base q eu precisava e talz, mas eu acho q falta eh isso pros jogadores de hj... falta imaginar na boa... falta ter jogado vampiro e ter feito uma biografia de vampiro. mago q seja... menos lobis...

    ler o livro não resolve. eu jogo no grupo do barba(quer dizer, jogava) e po... o krinha la leu o livro de D&D inteiro, alem do DMs Guide, Monster Manual e Psionics... o kra soh sabe Hack and Slash ainda... ler livro n resolve. acontece q falta um pouco de criatividade e seriedade... ah, e outra... a nova geração de jogadores tem vergonha de interpretar... isso atrapalha mto... um kra ja me disse: "po, eu não interpreto pq eu acho ridículo"

    ptz entao pra q ta jogando... eh isso ai q ta crescendo com o novo D&D... por isso eu sempre fui contra o D20...
     
  11. <Gilgamesh>

    <Gilgamesh> Usuário

    Estou postando uma aventura de GURPS no fórum. Algum interessado?
     
  12. *#_Detrenor_#*

    *#_Detrenor_#* Usuário

    Tipow, acho q a superpopularização do RPG, fez com q muita gente ruim, e sem senso criativo começasse a jogar, pensando q o RPG se basei em Batalhas, mas num é isso! agora vai explicar para algum deles! (:D Gostei do novo estilo natalino!)
     
  13. <Gilgamesh>

    <Gilgamesh> Usuário

    Então manda eles irem jogar video-game.
     
  14. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    EU, enquanto mestre, proporciono para os jogadores ruins experiências ruins... hehehehehe

    Se eles querem enfrentar uma horda de orcs... é só ir atrás dela, e depois fazer outra ficha de personagem. :lol:
     
  15. <Gilgamesh>

    <Gilgamesh> Usuário

    O pior é que quando os jogadores morrem, eles fazem outros personagens, fazendo agente ter um maior trabalho pra encaixa-los novamente e ai eles acabam não gostando do novo personagem e falam que a aventura que vc teve um maior trabalho pra fazer é ruim. Vai te catar!!!!
     
  16. Sauron- o Grande

    Sauron- o Grande Usuário

    Isso é relativo...Para se ter jogadores bons, são necessários bons Mestres...Ou vcs esperam que um cara que nunca jogou RPG na vida se saia bem...Bom, na minha opinião, o Mestre deve mostrar o estilo do jogo e entreter os jogadores no clima da aventura fazendo com que eles se prendam em cada detalhe do jogo e fiquem empolgados(isso é o mais importatnte)

    Não podemos esperar que um jogador jogue bem, se envolva na aventura, nos enigmas, no clima do RPG se o Mestre não sabe criar o clima e os enigmas...

    E se os jogadores querem apenas luta, é porque o Mestre não soube passar o clima da aventura e portanto os jogadores querem apenas ficar fortes, lutar, comprar armas, lutar, ficar forte...E fica aquele jogo desanimado, monótono e mecânico onde em vez dos jogadores jogarem, o jogo fica concentrado nos números do dado.
     
  17. RPGISTA

    RPGISTA Usuário

    Ola a todos!
    Passando por esse simpatico forum de rpg, não pude deixar de ler esse topico, o que me deixou espantando com a falta de visão e entendimento do RPG como um todo dos caros amigos jogadores.
    Nao querendo ser troll nem flamear, muito pelo contrario, quero expandir o horizente para os amigos, mando um link duma pesquisa sobre os tipos de jogadores de RPG no mundo, feita pela Wizards of the Coast, editora do D&amp;D.
    Esta em ingles, se alguem não entender eu explico.
    Obrigado pela atençao, até a proxima! :wink:
    Espero que possam expandir seus conceitos do que é ser um jogador 'bom' ou jogador 'ruim'.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  18. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    Nem sempre. Um bom jogador destoa do grupo, independe do mestre. Mas sem dúvida não terá muita chance de se manter numa aventura medíocre pelo próprio desinteresse que a mesma despertará nele.


    Sem querer ser chato mas já sendo... Muito bonitinho esse material, mas não creio que possa ser tomado por verdade absoluta, ainda mais em se considerando que pra WoTC nem convém discriminar qualquer tipo de jogador. Porque? Simples, é tão mercado e tão consumidor quanto qualquer outro.

    Uma empresa que se destacou no mercado vendendo aquelas coisinhas medíocres que chamam de card-games, baralhos caça-níqueis com belas embalagens e pouco estímulo a criatividade, não ia negligenciar ou menosprezar o potencial "CONSUMIDOR" desse nicho de mercado.

    Mas pra mestres, e aí eu quero ajudar a expandir seu horizonte, é decepcionante se deparar com jogadores que se limitam a querer matar e matar, colecionar ítens mágicos e ganhar XP, assim como é decepcionante pra um bom jogador se deparar com um mestre que só sabe colocar monstro, monstro e monstro pra ele matar e ganhar XP e ítens mágicos. Porque? Porque ambas são situações que mediocrizam o jogo. Eu já tive experiências com grupos que demonstravam desinteresse porque a aventura já estava sem uma boa cena de porrada a um tempo, de gente que ficava correndo pra matar mais oponentes pra ver quem ganhava mais xp, e outras situações que, pelo menos pra mim, tornam desprezível uma partida de RPG.

    É uma opinião.
     
  19. Undead Kurt

    Undead Kurt Usuário

    Realmente existem grupos Hack &amp; Slash, mas o mestre que valoriza a parte de interpretação sempre pode arranjar bons artifícios para mudar esse esquema Eru...
    Nos grupos em que eu mestrei, onde a maioria era a favor do H&amp;S, forcei a interpretação, inclusive dando XP bônus para aqueles que fizeram a interpretação do personagem. Por exemplo: Certa vez o clérigo do grupo teve que fazer um casamento em uma vila por onde o grupo passou, aliás o clérigo PREGAVA em praça pública quando não achava uma igreja da sua ordem.
    Infelizmente alguns jogadores esquecem da parte interpretativa do personagem, então eu vou forçando uma barra para que eles possam entrar neste esquema.
     
  20. Hellboy_theOld

    Hellboy_theOld Usuário

    Curitiba, pelo menos, possui muitos bons jogadores.... Como é o caso do nosso grupo..... :mrgreen: brinkdera... Mas, falando sério, o problema é achar um mestre bom... Até hoje, em quatro anos de rpg, só consegui encontrar um mestre bom, sendo que o cara é um mala... Mas, fazer oq? td pelo rpg..... :roll:

    A eh, esse mestre mala ai, o kra era mto rigoroso... por isso gostavamos de jogar com ele... ele era rigoroso em termos de interpretação, pois ele geralmente adaptava as regras do AD&amp;D e do D&amp;D e fazia uma espécie de mix (nada drástico, pois quase todas as regras eram do AD&amp;D, ele só alterava coisas como "quantidade de XP", "taco", coisas que ele tirava do D&amp;D). Nós eramos totalmente contra Hack n´slash, pois isso tira praticamente toda a essência do rpg... o rpg é feito pra imaginar, sentir e viver.... é por isso que não encontramos bons jogadores nem mestres hoje em dia: a maioria acha que o rpg é simplesmente um joguinho, algo parecido com videogame, aonde eles devem sair matando td que vêem pela frente... Tsc, tsc, tsc :x
     

Compartilhar