1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

R.U.B.I.N

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por imported_Menegroth, 11 Mar 2008.

  1. Sabe aquelas vontade loucas de escrever? Então. Passei três dias com isso na cabeça a uns meses atrás e escrevi.
    Saiu isso. E não sei o que fazer. Na verdade vejo duas possibilidades mas ainda não me decidi por qual irei caminhar. Mas me empolgo muito em escrever sobre um mundo com a tecnologia estancada em alguma era. Me dá muita coisa pra pensar.
    O título é bem provisório.


    ---------------------------
    Voz metalizada.
    (potencia total...operando em escala máxima...acho que isso aqui vai explodir...........)

    Espero que alguém receba esse sinal. Meu nome é Rubin. Hoje é exatamente 17 de fevereiro de 4017. E a quem esteja agora recebendo essas informações, eu desejo paz e sabedoria. A situação é realmente desesperadora e é muito provável que ao final desse sinal eu esteja iluminado.
    Mas resolvi correr esse risco porque acredito que podemos mudar o curso desta catástrofe. Digo nós, porque aqui somos poucos, mas já fomos muitos. Mesmo em grande número não conseguiríamos tal feito. A raça humana corre grande perigo e temos que atacar a causa em seu inicio.
    Talvez esteja interferindo no espaço ou no tempo fornecendo tais informações. Mas é isso exatamente que preciso. Mudar o passado para transformar o futuro.

    Vou começar a descrever os acontecimentos desde o ano de 2031.Espero que tome nota de vários pontos desta história porque sei que vai precisar. Em 2031, após uma conferencia mundial, foi criada a Lei Anti-Tecnologia. Desta data em diante nenhuma nova tecnologia poderia existir. Boa ou má. De cura ou de destruição. Por isso, contente-se em saber que em 4017 o mundo é bem parecido com o que você vê em 2007. Os costumes, políticas, geografia e algumas questões filosóficas e éticas mudaram. Mas os computadores, carros e seus apetrechos tecnológicos são os mesmo. Essa foi a parte boa desses últimos dias. Absorver conhecimento de como as coisas eram a 2010 anos atrás. Desde que resolvi tomar essa atitude, entrei em algo como uma contagem regressiva. Mas foi bom aprender o nome de suas coisas. E também o costume que tinham. Demorei pra entender o que realmente significa democracia. Mas agora imagino que é mais ou menos como escolher o lugar que todos vamos nos recarregar ao Sol. Tem os que gostam da Ala 25, outros que preferem o Solarium mesmo. Então, as vezes, vamos pra um. Ora para outro. De acordo com a maioria.

    Eu aqui falando de mim com tantas coisas a serem ditas. Peço desculpas pela a enrolação, mas juro que você já entenderá.
    Em 2010 um estudo revolucionário mudará para sempre o jeito que vocês encaram o Planeta Terra. Ele deixará de ser um corpo celeste e passa se tornar quase que um corpo vivo. Nesse tempo, os cientistas estava preocupadíssimos com o Aquecimento do globo. Diziam que isso era causado pelo efeito estufa e que por sua vez era causado pela emissão de gazes poluentes na atmosfera. Bem, até ai creio que nenhuma novidade. Contudo, um cientista chamado George Stall, criou uma equação em que poderia prever com exatidão quando uma grande catástrofe como furações ou mudanças climáticas sérias iriam acontecer. De acordo com suas pesquisas, a Terra possui um mecanismo que barra qualquer tipo de grande mutilação ao seu ecossistema. Como base serviu a extinção dos dinossauros. Houve a constatação de que realmente a Extinção K-T existiu. Isso significa dizer que quando a terra encontra-se em um perigo eminente, ela revida. De forma brusca e imediata. Assim aconteceu após a queda do meteoro no, como vocês se referem hoje, Golfo do México. Imaginem o que aconteceu na Terra quando, um meteoro que deixou uma cratera de 180km de largura por 1600 metros de profundidade, se chocou violentamente no continente. De acordo com Stall ocorreu o mesmo que a poluição estava causando. Por fim, o Sol foi bloqueado. Depois a Terra esfriou demais. Sem atmosfera ela esquentou demais e depois se normalizou. Mas quem pensa que foi só desta vez que a Terra deu um “restart” está muito enganado. Ocorreu pelo menos mais 10 vezes e na sua época 5 delas são mais relevantes. A pior delas aconteceu a cerca de 250 milhões de anos, da sua época, no período Permiano. 95% das espécies vivas incluindo insetos e seres marinhos foram varridas da face terrestre. A causa foi 800.000 anos de erupções vulcânicas que teriam ocorrido durante esse período lançando poeira e partículas na atmosfera que por usa vez, bloqueou a luz solar e... bem o resto é a mesma coisa.
    Atmosfera, mudanças climáticas, luz do Sol, poluição. Creio que você já conseguiu compreender o porquê da estagnação imediata do crescimento de tecnologia.

    É claro que houve quem acreditasse e quem não acreditasse na teoria de Stall que dizia que em 2029 a Terra começaria a sua seqüência de “restart”. Neste ano, chegaríamos ao equivalente, em poluição, 800.000 anos de erupção vulcânica.
    Entre 2007 e 2026 ocorreram “pequenas” calamidades mundiais e a mais famosa foi o tsunami que ocorreu em 2011. Com isso, Jacarta, Dili, e Davao foram submersas.
    Enfim, o profético ano de 2029 começou. Normal, até meados de outubro. Então, de súbito, uma onda de furações destruiu a costa japonesa. No começo de dezembro aconteceu o famoso tsunami apelidado de Eva. É com muito pesar que comunico isso. O Japão hoje é somente uma pequena ilha com alguns milhares de metros quadrados. A Austrália é metade do que vocês conhecem e muitas das pequenas ilhas da China a Argentina não existem mais. Milhões morreram, mas muita gente se salvou. A ONU decretou estado de calamidade máxima e os sobreviventes foram espalhados pela Europa em acordo com diversos paises.

    No começo todos estranharam um pouco. Fabricas paradas, agricultura crescendo, crash na Nasdaq. Muitos ricos ficando menos ricos. Pobres virando classe média. Foi estranho, pelo que dizem, acostumar-se com tanta assistência social. Algumas empresas ainda funcionavam, outras de menor porte migravam para a agricultura, agropecuária ou simplesmente faliam. Em casa, as pessoas começaram a sentir falta de alguns alimentos, mas logo os governos prestavam algum tipo de assistência para a criação de algum tipo de cultura dentro de casa.

    (continua)
     
  2. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    Ahhhhhhhhhhhhhhhhh... cadê o resto!?!? Queremos ler, queremos ler! Gosto dos futuristas huhuhuhuh
     
  3. Liv

    Liv Visitante

    ééééé!
    cadê a continuação? :cheer:
     
  4. Hérmia

    Hérmia Usuário

    Estamos esperando a continuação......hehehhe
     
  5. Liv

    Liv Visitante

    Menê! Cadê você? Vim aqui só pra te vê! :dente:
     
  6. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    sumido esse menino, o que será que aconteceu? será que precisa da corrente de pensamentos meia palavra, parte II?
     
  7. Eu vou continuar isso assim que me lembrar o que eu queria fazer com isso. :rofl:
     

Compartilhar