• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Quem estaria disposto??

Sindar Princess

Que deselegante...
my, meu bem: nenhuma dúvida é boba e só assim vc vai aprendendo cada vez mais. óbvio que uma hora ou outra alguém possa discordar de nós, enfim... continue, baby... só assim vc conhecerá mais e mais...

sua questão é ótima e milhares de vezes já me passou pela cabeça: "eu iria?"... depende da pessoa, depende do que ela significa pra vc... assim como vc, eu acredito que sam já estava pré destinado a seguir frodo... ele foi como um anjo da guarda dele... creio até que sam tinha uma alma mais élfica do que hobbit, enfim... eu realmente não sei até onde chegaria tudo isso por um amigo, digo: de ir rumo à minha morte, sendo que aquilo que está destinado a ele não é o mesmo para mim...

mas levando mais pra realidade, e dependendo do amor e carinho que tenho pela pessoa x, eu faria sacrifícios por ela... ou elas... simplesmente pq quando as coisas não vão bem e por mais que o fardo seja só e somente nosso, é sempre bom e encorajador ter alguém ao seu lado... olhar aquele outro ser humano se dedicando à estar com vc te trás forças para encarar qq desafio.
 

yoko

Usuário
Não escondo de ninguém que sou uma caçadora de aventuras, por isso iria sim, mais o Sam foi realmente um hobbit de coragem!!
 

Eloim

O Rei sem Reino
Eu não conseguiria em algum momento minha vontade desmancharia perante a magnitude dos fatos, e eu seria uma pessoa muito susetivel ao dominio do anel.
Acredito que nimguem mais conseguiria so o proprio Samwasi Gamgi, crei que por isso o Gandalf fez ele ir junto.
 

Duilin

Eruhín Alcarohtar
Claro que todos acham lindo.
Do mesmo jeito que um monte gente diz que gostaria ter vivido na época medieval.

Mas em geral ninguém se põe no lugar, de verdade.
Ninguém pensa no contexto, ninguém reflete sobre sua opnião.

Eu gostaria de ir com certeza se eu soubesse o final.
Ou talvez com a coragem que eu tenho eu fosse capaz de ir por amizade, mas não sei se essa coragem seria assim tão clara se eu soubesse o que me aguardava e se eu fosse apenas um pequeno hobbit que jamais soube o que era viver uma aventura.

Gostaria de ir, por amor, por amizade, ou simplesmente pela possibilidade de dazer um bem comum a todos. Mas não sei se conseguiria.
Não sei se seria forte o suficiente.

Tentem imaginar de verdade, ser perseguido por espectros do mal, ou ter seu pensamento vasculhado por uma poderosa e perturbadora mente sombria... Tentem se imaginar sendo atacados por uma aranha gigante, sendo acompanhado por uma criatura errante por toooda a viagem. Encontrando grandes exércitos. Viajando por lugares insalubres. Tentem imaginar o fedor deum campo de batalha, ou mesmo dos Orcs. Carregando um objeto que era desejado por todos, que causava a ganância, a discórdia. E sabendo que qualquer deslize ou fraqueza pagaria com a vida...

Acho que se soubessem o verdeiro fardo que carregariam, eles não teriam se prontificado com a mesma certeza que fizeram...

A pergunta acho que é mais profunda que um simples "SSSSsiiiimmmmm eu quero passear na terra-média" e mais que um "eu sempre me achei que fui um guerreiro em outra vida, qdo leio esses livros fantásticos", inclusive mais que "eu sempre ajudo os amigos".
 
Acredito que minha curiosidade por coisas novas me faria acompanhar um amigo numa empreitada dessas. Sem ter a noção do quão grande é o perigo eu iria com certeza. Já se eu soubesse o quanto seria difícil, sofrido e perigoso, não sei se iria. Se fosse uma amizade tão verdadeira como a de Frodo e Sam, eu não gostaria de deixar um amigo na mão, porém não faço idéia de como reagiria numa situação perigosa, nunca passei por grandes perigos e não sei se enfrentaria ou correria.
 

Snaga

Usuário não-confiável!!!
Até que enfim dois posts racionais, lógicos e plausíveis!!! Os primeiros que eu vi pensarem antes de responderem a questão: Duilin e Ninrodel!
 

Gerbur Forja-Quente

Defensor do Povo de Durin
Até que enfim dois posts racionais, lógicos e plausíveis!!! Os primeiros que eu vi pensarem antes de responderem a questão: Duilin e Ninrodel!

Ah velho, discordo. Só porque eles responderam que provavelmente não iriam ou que iriam só por ter pouco conhecimento dos perigos que passariam na aventura eles foram os únicos que pensaram? Acho que não. Eles pensaram tanto como os outros, mas cada um pensou à partir de um ponto de vista diferente.

Se não a única forma de pensar a questão seria respondendo negativamente à pergunta "não eu não iria" ou algo assim? Quero dizer, será que não tem uma forma de pensar sobre a questão e responder afirmativamente a pergunta "eu iria", ou algo assim? Eu acredito que sim.

Dizer que participaria de uma empreitada dessa não é menosprezar a obra, ou a aventura pelo qual os hobbits passaram, muito pelo contrário, entre os usuários da Valinor, que são fãns do professor, seria uma honra participar de algo assim.

Claro que, se pensarmos do ponto de vista racional, frio, seria muito difícil aceitar a aventura dos hobbits. Viver numa espécie de idade medieval tem o seu lado romântico como conhecer Moria, lutar ao lado de grandes guerreiros como Aragorn ou Boromir, escutar Théoden tocar sua corneta com tanta força a ponto de vê-la partir em dois! Cavalgar com Gandalf em Scadufax, como Pippin, por Rohan e Gondor, conhecer os elfos, Lórien e a bela Galadriel, enfim, o lado romântico é muito bonito.

AGora existe o lado cruel, claro, idade média, sem banheiro, apenas fossas, nada de escovas de dentes, internet, televisao, nada. Sexo então... a camisinha naquela época era feita de tripa de carneiro arch... e as profissões? Se for mulher a única coisa que pode fazer é ser prostituta, se for homem, tem mais opções, mais bem poucas, como soldado, ferreiro ou artesão. Ninguém sabe escrever. Se você for pobre, vai todo mundo dormir na mesma cama, pai, mãe, irmão, irmã... imagina desde criança você assistindo os relacionamentos sexuais de seus pais? Fora que a idéia de criança naquela época não existia, você era um pequeno adulto, portanto iria trabalhar também. Fora guerra, peste, péssimas condições de saúde e saneamento básico, se você ficar doente... já era.

Se você for da nobreza, os problemas continuam... você não tem contato quase com sua família, quem cuida de você desde pequenininho são os servos do rei. Golpes políticos acontecem o tempo todo, irmãos se matando pelo trono, pais negociando a filha por acordo políticos com outras nações... sem contar que tem sempre alguém querendo te derrubar. Tinha até atentado naquela época, envenenamento, serpente na cama, escorpião na sandália sei lá!!

Se formos pensar apenas no universo da TM também é foda. Guerra do Anel, pessoas morrendo, os sábios sem esperança, traições em cima de traições, a morte quase certa, todos os seus inimigos batendo à sua porta, e o destino de todos, nas mãos de um hobbit, um baixinho de pé peludo que até pouco tempo você acreditava ser apenas uma lenda (no caso dos gondorianos e dos rohirrim). Enfrentar as trevas de perto, o Balrog, Laracna, caminhar em mordor, ver seus amigos morrer ou se despedir deles sem nunca mais ter certeza que o verá de novo. Tempos difíceis...

Mas cada época tem seus pros e contras, a nossa época também seria assustadora do ponto de vista de alguém da idade média. Mas nós nos acostumamos a ela, e acho que nos acostumaríamos também a época deles.

E sei lá, cada um tem um interesse, tem gente que iria sim para a guerra hoje em dia, existem soldados não existem? Existem soldados em guerra também!! Tem gente que gostaria de aprender as táticas militares, a usar armas, atirar nas pessoas. Tem gente que gostaria de ir pra guerra também nem pra matar, mas pra morrer (estão aí os suicídas que muitas vezes nem esperam o estourar de uma guerra). Agora tem gente que prefere entrar pra política e mandar outros morrerem por si nas guerras, por exemplo, e tem gente que não gosta de nada disso, mas de uma vida pacata no interior...

Agora, penso que aqui no fórum, a maioria está no plano das idéias, e muitas vezes gostaria sim de participar de uma aventura como a dos hobbits, não só para vivenciar o lado romântico da história, mas também para sentir a adrenalina de enfrentar Sauron, fugir de cavaleiros negros, surtar com os poderosos gritos dos nazgul! E até porque não, cavalgar para a morte ao lado do Rei Théoden! E isso não é menosprezar os perigos da Guerra do ANel, mas exuberá-los! Deixem as pessoas fantasiar, brincar com as hipóteses, com as idéias. Nós já lidamos com as imposições da vida real todo dia, de noite o legal é entrar no fórum e viajar pela TM.

Sei lá, é isso que eu penso, mas respeito a opinião de quem pensa diferente. :cerva:
 
Ah cara o complicado é ir com o Frodo e ter q aturar o jeito q ele ficar por causa do anel Hasuhasuhas
Ir em uma "aventura" assim com um amigo do peito, quase irmão é uma coisa, mas ficar aturando TPPA (Tensão Pré Perder o Anel) no meio de Mordor é foda...Sam foi o mais corajoso, porque o tempo todo, além do cansaço/sede/fome e dos inimigos Sauron/Gollum/Orcs ele teve que enfrentar tbm Frodo e o Anel e eu acredito q esse foi o pior inimigo, o mais cruel!
Além de todos os pontos levantados acima, temos que lembrar da dor que o Sam provavelmente sentiu de ver o Frodo daquela forma, subjulgado, vencido pela força do Anel, acho q isso mais do que tudo (poder ajudar um amigo nessa situação) me faria ir, é quase como ajudar um amigo que gostamos mto a sair do mundo das drogas, essas coisas. E isso por experiencia propria eu falo pra vcs, n é fácil, e dói d+ em quem ta do lado!
 

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
Acho que o Gerbur falou muito bem.

Discordo da opinião de que aqueles que responderam que iriam "não pensaram antes de afirmá-lo". Pelo contrário, acredito que a maioria tem sim conhecimento de todo o sofrimento pelo qual os hobbits passaram. E ainda assim são capazes de afirmar que iriam, justamente pelo fator amizade.

A questão da força da amizade é uma das principais lições que se pode tirar do SdA. Por uma grande e verdadeira amizade, eu acredito sim que as pessoas são capazes de enfrentar os maiores perigos e provações. Certamente todos aqui possuem amigos pelos quais arriscariam suas peles, conscientes do perigo. É uma característica do ser humano, um contraponto ao nosso tão exacerbado egoísmo (ou talvez só mais uma faceta do mesmo).
 

Duilin

Eruhín Alcarohtar
Acho que a questão Fëanor é que ninguém consegue medir de fato a dificuldade que seria.

Imagina a sensação de entrar em Mordor, ou encarar os espectros, ou criaturas vis, como Orcs e Trolls? Isso estava fora de seu conhecimento.

Sei lá...
Dizer que faz e fazer são coisas diferentes.
Não que eu não ache que uma pessoa possa de fato ir, mas o que a maioria faz é falar que sim e só.

Se tentarmos criar uma analogia hoje... Quantos encarariam um grupo de malfeitores, armados, em um lugar inóspito que estivessem atacando alguém?
 

My

Usuário
Bom... falar e fazer... há, realmente, uma enorme distância entre esses dois extremos, como disse o amigo Duilin. Mas, nem sempre falar que vai fazer significa fazer de fato e nem sempre dizer que não vai fazer significa não fazer mesmo.

Eu sempre tive fascinação por "época medieval", e em parte foi por isso também que me encantei pela Terra-média. Contudo, nunca pensei que tudo era um mar de rosas. Tem o lado romântico da coisa, como colocou meu querido Gerbur, mas tem o lado assombroso, horrível, e até nojento, e desse lado eu sempre tive pavor. Pavor tanto na realidade do mundo em que vivemos (realidade passada, da Idade Média, e atual) quanto pavor da realidade da Terra-média.

Mas, quando criei esse tópico, foi simplesmente pensando na amizade acima de tudo, independente do tempo vivido, do tempo decorrido, do tempo contado, do tempo esquecido, do tempo futuro. E acho digno alguém aqui, como a grande maioria dos que postaram, dizer que sim, estaria disposto. Minha pargunta, desde o início, foi essa, porque sei que a realidade de quem tem disponibilidade para ler e postar no fórum, é no mínimo um pouco semelhante a minha. Desculpem se em algum momento me enganei.

Na verdade, esse tipo de coisa, de "entrega", que deixa o estágio do estar disposto para o estágio da ação propriamente dita, é mais comum do que muitas vezes supomos. Existem pessoas que precisam tomar a decisão de ir ou não com o amigo, seja na escola, no trabalho, na faculdade, na família, num sistema de governo, em tempo de guerra ou paz. E, muitas vezes, tais pessoas não têm a oportunidade de estarem dispostas, elas devem fazer, ou ir, independente da vontade individual.

Não quero com minha fala comparar a "aventura" dos hobbits a uma escolha usual do dia-a-dia. Nem quero aqui mesnosprezá-la. Mas, o que quero dizer, é que de fato pessoas precisam tomar tal decisão de seguir ou não alguém, e para isso, não precisam necessariamente estar na Guerra do Anel ou algo que valha. E, na hora dessa decisão, a ocasião ao menos "parece" tão importante quanto.

No momento, quando alguém se dispõe a isso, mesmo sem saber a magnitude de tal passo (Sam nem sabia direito o que eram os Cavaleiros Negros, mal sabia de Mordor, e Sauron era uma lenda), o que conta é mais a amizade do que qualquer outra coisa. E, posso estar equivocada, mas acho, pelo que eu pude concluir pelas minha leituras de SdA, que o Sam iria com Frodo, mesmo se conhecesse melhor os perigos que correria e tudo o mais, porque, a meu ver, ele foi movido pelo amor, acima de tudo.

É esse sentimento, essa disposição, que eu almejo ter, mas que desde o início, no primeiro post, eu disse que não sabia se teria. Fico feliz por pessoas terem afirmado que iriam, estariam dispostos, enfim, têm, ou almejam, como eu, ter essa amizade, esse amor por alguém, a ponto de ir para Mordor, no "nariz de Sauron", perseguidos por "Cavaleiros Negros", e orcs, e o que mais haver.

Por isso, concluo dizendo que, se alguém se opõe, como o amigo Snaga, ao fato de alguém "dizer que sim, iria", sinto informar-lhes que não concordo, apesar de achar que cada um tem liberdade para ter sua opinião e posição a respeito. Mas, a meu ver, ao pensar assim, limita-se o pensamento à realidade vivida. A realidade vivida não é como a da Terra-média. Não é a que procuramos em livros. E já é muito horrível, desgastante e triste para nos prendermos a ela a tal ponto de não estar disposto simplesmente por algo não ser possível.

Bjinhus a todos.
 
Última edição:

Duilin

Eruhín Alcarohtar
Quando eu disse pra compararmos com o atual, é justamente pra ver se as pessas conseguiriam entender profundamente que mesmo que fosse na Terra-Média, deveria largar seu trabalho, sua família, os amigos que iriam ficar, outros entes queridos, seus hábitos, suas vontades, para uma guerra que não sabia o valor, o significado, nem o tamanho do investimento de coragem persistência que isso valeria.

Foi isso que eu questionei nas pessoas que disseram sim, sem pestanejar.
Conhecendo o mundo nos livros, nos filmes, fica tudo ilustrado, fácil pensar que queria ser como seus heróis.

Mas é difícil pensar em ser os heróis, justamente pelas privações que vai passar.
Quando se faz uma escolha, outras são deixadas pra trás.


E quanto será que cada m realmente consegue deixar pra trás por uma amizade?
 

My

Usuário
O questionamento é esse mesmo... será que alguém estaria disposto??? Atingiu o cerne da questão, querido amigo. Realmente, uma escolha define outra, e mais outra, e muitas vezes nos priva das anteriores. O fato é... o que é um amigo, afinal?? Será que vale a pena?? Eu acho que vale, apesar de não saber se, por mais disposta que eu estivesse, largaria bens, família, reputação, emprego, conforto, etc, por um amigo. Porque eu sou humana (Sam era hobbit, mas isso não influencia no que eu quero passar).

Bjinhus.
 
Última edição:
Eu falo a verdade: não sei se iria... É muito lindo ter a coragem de aandonar a sua vida, na qual se era t5ão feliz, tão calmo pra ir atrás de um amigo. Tá certo que toda essa calma se acabaria se alguém não tivesse ido destruir o Anel, mas eles não sabiam exatamente disso...
É por isso que eu amo o SdA, porque me mostra esse tipo de valores, a coragem, a lealdade, acima de tudo!!!! Ideais que eu não sei se tenho comigo...Eu já tinha pensado nisso várias vezes, e cada vez me fazia gostar ainda mais de tudo, pois eu não sei se teria coragem para imitá-los.
Pois até o próprio Frodo disse que sempre idealizara os herois das histórias (não lembro se no filme ou livro) e agora, a sua aventura se mostrava diferente... é, eu acho que é bem isso, dizer que vai é fácil, agora ir, abandonar família, emprego, amigos, namorado, faculdade, comida gostosa, carinhos de todos, em troca de algo que nem se sabe se valerá a pena? Que não sabe se voltará vivo!?!!!! Reconhecimento. oK, mas e aqueles que deixaram tudo isso para nem serem reconhecidos? Vocês acham que os corpos dos soldados das guerras são encontrados? Na maioria das vezes não, e se o seu país perde, fica pior ainda, pois você deu tudo de si e ainda não foi o suficiente. Inaginem Frodo, depois de tudo, ter entregado o Anel ao Nazgul. Imaginem. Quase que aconteceu mesmo isso... Não fosse um papel importante de uma criatura na Montanha da Perdição, toda a amizade e companheirismo de Sam seria desperdiçado!! E ai, valeria a pena tudo que ele sofreu? É, eu pensaria em tudo isso antes de partir, e acho que esperaria a guerra chegar até mim para me mecher...
 
Última edição:

Duilin

Eruhín Alcarohtar
O questionamento é esse mesmo... será que alguém estaria disposto??? Atingiu o cerne da questão, querido amigo. Realmente, uma escolha define outra, e mais outra, e muitas vezes nos priva das anteriores. O fato é... o que é um amigo, afinal?? Será que vale a pena?? Eu acho que vale, apesar de não saber se, por mais disposta que eu estivesse, largaria bens, família, reputação, emprego, conforto, etc, por um amigo. Porque eu sou humana (Sam era hobbit, mas isso não influencia no que eu quero passar).

Bjinhus.

Então... Eu sei que esse é o cerne, o foco, o objetivo da questão.
Foi mais uma tentativa de salientar, de destacar isso.

As pessoas disseram que sim, mas sendo sincero, eu duvido que qualquer um fizesse, sem nem mesmo conhecer cada um a fundo, duvido.

É como perguntar, vc daria a sua vida pra salvar o amigo?
Muita gente vai dizer que sim, mas esperar a hora de se entregar pra ver se sobra alguém... Raros são esses gloriosos heróis, que agem por amor, por desprendimento, por altruísmo.

A maioria das pessoas é egoísta, vive uma vida inteira buscando benefícios individuais, fazendo absolutamente nada por ninguém. Os amigos, se repararem são pessoas com interesses individuais em comum, de um jeito ou de outro o ser humano acaba buscando no amigo, no companheiro, nada mais que um reflexo seu, e pq? Pq as pessoas são individualistas e isso lhes basta para serem felizes.
 
Última edição:

Snaga

Usuário não-confiável!!!
Caramba, eu passo só alguns dias fora e perco essa discussão tremenda!
E ainda sou repreendido por um post enooorme do Gerbur. :chibata:

Enfim, mesmo com toda a bem elaborada opinião do Gerbur (reviveu bem a situação da Idade Média), ainda não consigo acreditar que todos esses que disseram que iriam, realmente iriam!

Como disse a My, o Gerbur fugiu um pouco da questão. O que se pergunta aqui não é a situação da TM e se você viveria nela, mas sim se você viveria uma aventura como a de Frodo e Sam, apenas pelos valores da amizade.

Não consigo discordar do Duilin. Nós dois pensamos da mesma maneira. Assistir os fatos nos livros é filmes é maravilhoso! Realmente dá vontade de fazer tudo aquilo. Mas viver aqueles fatos, da maneira como os hobbits viveram (e como muita gente vive hoje) é algo completamente diferente, e até repudiante!!!

E sei lá, cada um tem um interesse, tem gente que iria sim para a guerra hoje em dia, existem soldados não existem? Existem soldados em guerra também!! Tem gente que gostaria de aprender as táticas militares, a usar armas, atirar nas pessoas. Tem gente que gostaria de ir pra guerra também nem pra matar, mas pra morrer (estão aí os suicídas que muitas vezes nem esperam o estourar de uma guerra). Agora tem gente que prefere entrar pra política e mandar outros morrerem por si nas guerras, por exemplo, e tem gente que não gosta de nada disso, mas de uma vida pacata no interior...
Sim, soldados existem. Mas estão ali, em sua maioria (e bota maioria nisso) porque o governo os obriga. Principalmente os soldados que estão em guerra. Sou capaz de garantir que são pouquíssimos os voluntários.

Sim, eu mesmo adoraria aprender as táticas militares e a usar armas. Mas atirar nas pessoas? Isso é outra história!!! Numa guerra, você só atira porque é sua vida que está em jogo. Se não matar, é você que vai morrer. (Eis aí nosso egoísmo, ressaltado pelo Duilin, totalmente a mostra.)

Quem disse que os suicidas não querem matar??? Se não quisessem matar, não se explodiriam em lugares públicos lotados de pessoas.
E estes, só não têm apego a própria vida, pois são alienados e acreditam que, ao se tornarem esse pseudo-martir, terão abrigo garantido no paraíso. E eles realmente acreditam nisso, ou sejam, eles não estão fugindo da vida, mas buscando uma vida melhor atravez do atentado suicida-terrorista. (Alguém mais consegue ver aquela pontinha de egoísmo presente aqui também?)

Os políticos (como você os chamou, mas eu prefiro chamá-los de "líderes" - afinal não é preciso ser político para incentivar uma guerra) talvez sejam os mais racionais. Querem vencer, mas não estão nem um pouco dispostos a arriscar suas vidas. Já que o terrorismo foi citado, então vamos usar um exemplo relacionado a ele: esses "políticos" são os Bin Ladens da vida: estão sempre escondidos, disseminando seus ideais e mandando pessoas morrerem em seu nome.

E sobre aqueles que querem uma vida pacata, sim, eles existem, mas só porque se conformaram. Por que no fim das contas, ninguém quer a paz absoluta. Só não querem arriscar suas vidas!
 
Para ir para onde eles foram não... não teria FORÇA DE VONTADE suficiente... (além disso, brr, medo de aranhas... (Shelob)). :nope:

Cavaleira Negra
 

Yulië

Usuário
Eu iria com todo meu coração e a força que tenho até o final mesmo que isso me privasse da minha vida. Pois tenho amigos que sei (concerteza e aprovado )que fariam o mesmo por mim.

Então vamos??? Alguém se abilita??RsRsrS
 

My

Usuário
Eu me abilito, cara amiga Yulië. Mas, na hora H, tudo pode acontecer, rs.

Também tenho amigos que sei que fariam isso por mim. Eu faria por eles (eu pelo menos, gostaria de poder fazê-lo).

Bjinhus!
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo