1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Que tal uma composição coletiva!

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Caladon, 6 Mai 2008.

  1. Caladon

    Caladon Yondo Cala

    Afinal um dragão de sete cabeças pensa melhor do que um de uma só!

    o TÍTULO SÓ NO FINAL

    O enredo está nas mão dos Valar!
    Um começo qualquer...


    Olhai, olhai!
    A alegria dos que cantam, eles nem imaginam a vida que ainda está por vir.
    Neste beco escuro é difícil enxergar uma esperança, ainda mais quando se está ferido de morte!
    Se bem que essa não seria uma má idéia!
    Mas vou-me desta terra, vou-me deste país, vou-me de mim mesmo!
    Ao olhar as trilhas e caminhos, mesmo com pés vacilantes, seguirei...
     
  2. Dinaen

    Dinaen Bebendo com um

    limites tão incertos,
    quem me dirá o caminho? ninguém!
    apenas meus pés poderão me guiar,
    quem sabe aonde poderei então chegar?
    mas do que valeria a aventura sem surpresas?
    não tenho mapa, não tenho guia,
    estou caminhando, e que o vento seja meu guia.
     
  3. Caladon

    Caladon Yondo Cala

    Sei que deve parecer loucura
    mas isso me alivia
    parece o sonho de todos desta terra
    serem errantes e sem destino
    mas quem tem coragem de pagar preço?
    Largar seguranças e ir.
    Ganhar a paisagem com passos
    mover a montanha solitária com o sopro dos pulmões
    pintar minas tirith com bolinhas vermelhas
    e dançar nu em frente ao portão negro de Mordor.
    e é claro...
    correr muito!

    Seja essa a sina deste pobre
    palitando os dentes
    com as unhas dos ents...
     
  4. Dinaen

    Dinaen Bebendo com um

    a relva baixa parece confortante,
    quem sabe nessa noite eu nao deva ser andante,
    talvez deva descansar,
    mas, e se algum maldito me atacar?
    ah, então vou-me para uma taberna
    e que deixem cheia minha caneca,
    quero cerveja espumante
    pois desta sou um amante.
    melhor do que a relva,
    apenas aquela cama que me espera.
    ah, assim q o sol chegar,
    mais um longo caminho tenho q trilhar.
    pedra dura,
    o sol e a poeira deixaram minha pele escura,
    em riacho gelado,
    vou banhar-me, e que ninguem me veja pelado!
    minha adaga poderá entao descansar,
    anciosa pelo que poderei vir à enfrentar.
    até lá então,
    torno-me um solitário ermitão...
     
    Última edição: 7 Mai 2008
  5. Amanda Lee Liu

    Amanda Lee Liu Bééééhh

    a procura de uma nova aventura,
    cheio de esperança pura, sigo em frente na tarde calma... calma e escura,
    observo atentamente a paisagem que há em frente,
    nunca antes desbravada por outro alguém além dos seus,
    seus próprios moradores, seus originais, sozinho não estou mais...
     
  6. Dinaen

    Dinaen Bebendo com um

    ...sozinho não estou mais
    com tantos sopros dos antigos contos,
    quem sabe em qual caverna haverá um dragão?
    aquilo são pedras, ou quem sabe um troll?
    uma árvore me protege,
    vejam, ele realmente se mexe!
    atrás dele está um pequeno,
    um anao audacioso, vejo pelo cenho
    minha adaga clama,
    se eu nao ajudar ele apanha.
    será q ja foi visto?
    quem sabe apenas o acharam esquisito
     
  7. Caladon

    Caladon Yondo Cala

    Que há pequeno?
    Que forças lhe oprimem?
    Que maldade esta capaz de vergar tua coragem?
    Com olhos brilhantes e sem uma gota de medo
    ele me responde:
    Tu!
    Tu és aquele que me oprime
    Tu, dono de tudo é que que faz tremer.
    Tu com sua arrogância
    Tu com tua preocupação que não vai além do umbigo!
    Tu grande é que faz sombra a mim pequeno.
    Quem és tu? - perguntei
    Me chame do que quiser
    sou algo que um dia você esqueceu
    em algum ponto do seu passado
    não sou nada além de ti mesmo!
     

Compartilhar