• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Que música estão ouvindo agora? (LEIAM O 1º POST ANTES)

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Tentando decidir se eu gosto mais do Paul Simon só como Paul Simon ou no Simon & Garfunkel.
Não consigo chegar a uma conclusão.
O Paul Simon é pra mim que nem o Phil Collins. Ambos tem belas e grandes carreiras no solo ou com duo/banda que se equivalem muito.

Mas como não fico em cima do muro, se tivesse que escolher só uma delas, ficaria com a parceria dele com o Garfunkel, que é um dos meus 5 duos preferidos.
 

Erendis

I'm a motherfucking woman
O Paul Simon é pra mim que nem o Phil Collins. Ambos tem belas e grandes carreiras no solo ou com duo/banda que se equivalem muito.

Mas como não fico em cima do muro, se tivesse que escolher só uma delas, ficaria com a parceria dele com o Garfunkel, que é um dos meus 5 duos preferidos.
Pior que eu conhecia poucas músicas deles - só as extremamente famosas como The Sound of Silence e Mrs. Robinson - aí comecei a ouvir porque assisti um filme (Livre, 2014) e que tem a música El Condor Pasa, que eu A-MEI.
Quando eu fui ouvir, descobri que já conhecia mais da metade da discografia deles só de covers e regravações. Os caras só tem sonzeira. Virei fã na hora!

Hoje estou meio "blue".
 

Giuseppe

Eternamente humano.
Parece que eles vêm pro Brasil fazer um show.
Serão alguns ex-membros do Jethro Tull mas sem o Ian Anderson. Tem alguns lugares anunciando o show como Jethro Tull, mas como o próprio Ian Anderson explicou, quando ele não participa não é chamado de Jethro Tull, então é importante os promotores de shows ficarem atentos para não anunciar de forma errada e confundir o público. Mas esse show com certeza será excelente pois terá músicos de alto gabarito, inclusive o incomparável Martin Barre que tocou em quase todos os discos da banda.
 

Spartaco

250 anos do nascimento
Serão alguns ex-membros do Jethro Tull mas sem o Ian Anderson. Tem alguns lugares anunciando o show como Jethro Tull, mas como o próprio Ian Anderson explicou, quando ele não participa não é chamado de Jethro Tull, então é importante os promotores de shows ficarem atentos para não anunciar de forma errada e confundir o público. Mas esse show com certeza será excelente pois terá músicos de alto gabarito, inclusive o incomparável Martin Barre que tocou em quase todos os discos da banda.
@Giuseppe, você vai assistir algum show?
 

Giuseppe

Eternamente humano.
@Giuseppe, você vai assistir algum show?
Não, mas é que eu vi a notícia de que em shows de ex-membros da banda às vezes os promotores de eventos anunciam erroneamente como "show do Jethro Tull". Ian Anderson incentiva os ex-membros a fazerem shows tocando as músicas da banda e se sente honrado com isso pois eles são amigos, mas o nome Jethro Tull pertence a ele e quando ex-membros se apresentam sem ele o nome Jethro Tull não deve ser usado. Mas só pra deixar claro que quem fez isso foram os promotores de shows, os ex-membros nunca alegaram que estão se apresentando com o nome Jethro Tull. Resumindo, só é Jethro Tull quando tem o Ian Anderson, já que quando ele não participa não deve ser usado o nome Jethro Tull.
[doublepost=1583419386,1583418786][/doublepost]Opa @Spartaco perdão, esqueci de informar que também haverá shows oficiais do Ian Anderson com o nome Jethro Tull, mas esses shows serão com outra formação sem outros membros originais além do próprio Ian Anderson. Espero não ter te confundido. :lol:
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Não, mas é que eu vi a notícia de que em shows de ex-membros da banda às vezes os promotores de eventos anunciam erroneamente como "show do Jethro Tull". Ian Anderson incentiva os ex-membros a fazerem shows tocando as músicas da banda e se sente honrado com isso pois eles são amigos, mas o nome Jethro Tull pertence a ele e quando ex-membros se apresentam sem ele o nome Jethro Tull não deve ser usado. Mas só pra deixar claro que quem fez isso foram os promotores de shows, os ex-membros nunca alegaram que estão se apresentando com o nome Jethro Tull. Resumindo, só é Jethro Tull quando tem o Ian Anderson, já que quando ele não participa não deve ser usado o nome Jethro Tull.
[doublepost=1583419386,1583418786][/doublepost]Opa @Spartaco perdão, esqueci de informar que também haverá shows oficiais do Ian Anderson com o nome Jethro Tull, mas esses shows serão com outra formação sem outros membros originais além do próprio Ian Anderson. Espero não ter te confundido. :lol:
Depois de....


De um lado é complicado quando lados se separam e resolvem fazer shows, mas é um direito legítimo que todos tem.

Mas de outro, Jehtro Tull é uma marca registrada de alto valor, já que se refere a uma das bandas de rock progressivo mais icônicas de todos os tempos.

Então acho altamente compreensível a posição do Ian Anderson em relação ao uso do nome da banda, já que ele é um membro-formador importantíssimo, com uma história riquíssima na banda, um cantor/multi instrumentista de altíssimo nível e talento e personagem icônico da banda, já que ele é muito performático. Ainda que o restante da banda tem ótimos músicos, mas sem o Anderson não é o Jehtro Tull tal como é conhecido há mais de 4 décadas.
 

Giuseppe

Eternamente humano.
Sem querer desvirtuar o tópico, mas só pra concluir o assunto, eis as palavras do próprio Ian Anderson explicando a situação:
“Para dirimir dúvidas sobre o nome Jethro Tull

Como muitos de vocês sabem, nas últimas décadas, eu já me apresentei em uma variedade de shows e concertos com repertório e conteúdo variados.

Frequentemente, há uma apresentação temática, como nos shows solo “Ian Anderson apresenta Thick As A Brick de 2012” ou nas turnês do “Homo Erraticus” em 2014.

Depois, há os concertos mais genéricos do repertório somente do Tull, geralmente anunciados simplesmente como Jethro Tull.

E, para ocasiões sazonais, há o “The Christmas Jethro Tull” em catedrais e igrejas no Reino Unido e na Europa.

De um modo geral, se todas as músicas a serem tocadas foram originalmente lançadas como material de Jethro Tull, então é anunciado como Jethro Tull somente.

Se não entanto houver mais material que foi lançado posteriormente por Ian Anderson, provavelmente o show será anunciado como “Ian Anderson apresenta JT”.

O que me leva à parte complicada. Nossos velhos amigos ao longo dos anos no Tull (cerca de 36 membros no geral) ocasionalmente fazem shows – aliás como é seu direito absoluto – utilizando parte do repertório do Tull.

Mais especificamente, Martin Barre, há algum tempo, aceitou minha sugestão de muito tempo atrás para formar sua própria banda e oferecer sua versão sobre os trabalhos do Tull dos quais ele era uma parte tão importante.

A Martin Barre Band está atualmente em turnê em um teatro perto de você em várias partes do mundo, com Martin, sem dúvida, tendo a satisfação finalmente de ser seu próprio chefe.

Mas houve alguma confusão por parte dos promotores e do público sobre quem ou o que Jethro Tull atualmente é.

Detesto ter que apontar isso, mas, há muitos anos, registrei e obtive os direitos autorais internacionais do nome Jethro Tull para todas as atividades relacionadas à música.

Naquela época, era necessário ter a influência legal para impedir qualquer terceiro que tentasse usar o nome Tull para fins comerciais, seja venda de mercadorias com nome da banda, arte ou performance musical.

Todos nós conhecemos o desfile interminável de “bandas de tributo” que ganham dinheiro imitando o trabalho dos bons e dos grandes na música pop e rock.

Nada de errado nisso, suponho, se todo mundo sabe o que estará vendo e não está enganando em participar, pensando que realmente é Pink Floyd, Metallica, Meatloaf ou quem quer que seja; ou até Jethro Tull, já que houve algumas ocasiões no passado em que promotores inescrupulosos anunciaram shows como “Jethro Tull” simplesmente com base na música Tull ou se um membro anterior da banda fez parte da programação.

O próprio Martin sempre foi claro no que diz respeito à cobrança de seus shows como Martin Barre e / ou banda The Martin Barre. Se ele está tocando um repertório completo, o dele próprio ou uma mistura dos dois, tenho certeza de que ele nunca desejaria que o público pensasse que eles foram enganados esperando que Ian Anderson estivesse lá agitando sua flauta.

Estou encantado – de fato honrado – por Martin escolher tocar com sua banda as músicas que escrevi, interpretei, produzi e liberei como Jethro Tull ao longo dos anos.

Lembre-se de que alguns promotores podem optar por desfocar as linhas com a forma como promovem os shows, usando obras de arte que, na melhor das hipóteses, são confusas e, na pior, simplesmente desonestas. O único uso legítimo do nome Jethro Tull é quando saio para trabalhar na execução do repertório de Tull.

Os outros membros atuais de Jethro Tull são músicos de longa data. O baixista David Goodier está comigo há 18 anos, o tecladista John O’Hara há 17 anos, o guitarrista recém-falecido Florian Opahle estava há 15 anos e o baterista Scott Hammond há 10 anos – todos tendo realizado muitos shows simplesmente com o nome Jethro Tull.

E assim, para evitar dúvidas, se você vir um concerto atual ou futuro anunciado simplesmente como Jethro Tull, isso só deve acontecer com o seu flautista familiar liderando o ataque.

Ansiosos para vê-lo lá, onde quer que seja.

Ian Anderson, Jethro Tull.”
P.S.: quem traduziu o texto traduziu errado quando disse que Florian Opahle morreu. Ele não faleceu e sim saiu da banda apenas. No original em inglês dizia recently-departed.
 
Última edição:

Valinor 2020

Total arrecadado
R$130,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo