1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

QUE LIVRO MAIS TE DECEPCIONOU?

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Artanis Léralondë, 14 Jan 2009.

  1. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    Não sei se já aconteceu com vocês.

    Quando vc pega um livro e acha que ele é legal, começa a ler e vai ficando ali mesmo, mas ainda insiste: Acho que mais para o meio vai ficar interessante...enfim, acaba o livro e vem aquela decepção ¬¬

    O meu foi "Enigma do Quatro", pensei que era Ô livro, com enigmas, aventura, ação...mas, não tem nada demais XD

    Sobre O Enigma do 4:

    Só existe um brasileiro que, se quiser, pode ler O Enigma do Quatro, de Ian Caldwell e Dustin Thomason, e cotejar as referências, muitas, ao clássico Hypnerotomachia Poliphili num exemplar original. É José Mindlin, proprietário de uma das mais importantes bibliotecas existentes no Brasil, que comprou o célebre livro impresso pelo veneziano Aldo Manuzio no mercado londrino, nos anos 70. O fato de O Enigma ser um best-seller, um exemplar do filão que se convencionou chamar de smart thriller, ou policial inteligente, não o incomoda. ''O importante, para gostar de ler, é começar a ler. Seja o que for'', diz Mindlin, com a convicção de quem, ao longo de seus 91 anos, que completa em setembro, leu de 7 mil a 8 mil obras. Ele conhece a edição em inglês do livro, que mistura, à moda de O Código Da Vinci, de Dan Brown, passado e presente, história e teologia, com o Renascimento ao fundo.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Outro que me decepcionou foi O Celular - Stephen King, o livro é bem legal, com zumbi e tudo mais :joy:
    só que o final :(
    é do tipo do livro que não tem final, entende? King adora isso ¬¬
    gosta de fazer o leitor pensar no final e eu não gosto disso XD



    E aí, vcs já tiveram alguma experiência assim?
     
  2. Anica

    Anica Usuário

    Para mim acho que foi A Sombra de Allan Poe, do Matthew Pearl. Eu queria *muito* ler o livro, até porque focava principalmente no mistério envolvendo a morte do Poe (e poxa, é um assunto muito legal, não teria como errar). Mas o livro é uma porcaria, o estilo do cara é pior do que o de Dan Brown. Dinheiro jogado no lixo, infelizmente.
     
  3. Foi um livro de contos da Lya Luft.... tá certo, foi meio inocência minha: eu nunca tinha buscado saber nada sobre um livro dela, mas sempre via tantos, que achava que devia ser bom! Comprei um no sebo e não consegui chegar nem na metade da primeira crônica/conto/viagem/sei lá o que que ela escreve =P
     
  4. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    "A Luneta Âmbar", terceiro volume da trilogia "Fronteiras do Universo".
    Os dois primeiros livros são maravilhosos, mas achei o final da história muito tosco em alguns aspectos, principalmente...
    os pais da Lira de repente se preocuparem com ela e "morrerem" por ela! Muito babaca porque eram dois pirados e, àquela altura, já nem tinha como escapar de morrer.
    E aquela "revolução" com deus e os anjos... não entendi aquilo! :eek:
    O autor ser ateu e mostrar que a igreja na terra é um teatro e que deus não existe, eu consigo entender.
    Mas o que foi aquilo com aquele deus caquético e o Metatron tomando conta... nossa!
    Parecia que o Phillip Pullman tinha tomado e cheirado todas e foi escrever o final da trilogia.
    Em compensação, Lira e o Will decidirem sozinhos que não poderiam mais ser ver foi muito lindo! :grinlove:
    E o Will ficou com um deamon! Muito legal isso!
    Demorei tanto pra conseguir ler o terceiro livro e quando terminei fiquei tão decepcionada que até fui ler de novo, pra ver se não tinha entendido errado, mas infelizmente, não tinha. :rolleyes:
     
  5. imported_?

    imported_? Usuário

    Eu li há mais de 10 anos, não sei se teria a mesma opinião agora, mas lembro que fiquei decepcionada com o final de O mundo de Sofia. :lendo:
     
  6. Daniel Cowman

    Daniel Cowman Usuário

    Foi Histórias Simples da Alemanha Oriental....que livro saco hein! sorte que foi 5pilas
     
  7. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    1. Atlantis, de David Gibbins.
    2. Rato, de Luis Capucho.
    3. O Amante, de Margerite Duras.
    4. A Luneta Ambar, de Philip Pullman.
    5. O Caçador de Pipas, de Khaled Rosseini.
     
  8. imported_Nanda

    imported_Nanda Usuário

    Nossa, sério? Eu achei fantástico! Tb li há mais de 10 anos e pensei "nossa, muito f*da esse final! Totalmente diferente e inesperado!"

    Eu ja tive decepções mas agora não to lembrando quais. -_-' Pelo visto não foram tão importantes.
     
  9. Anica

    Anica Usuário

    O Caçador de Pipas não me decepcionou porque eu já esperava que ele fosse ruim. :timido: Mas se eu tivesse alguma expectativa sobre ele, também teria me decepcionado.
     
  10. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    acreditei

    vez por outra cometo o erro de acreditar q o livro da vez é bom, dae pago pra ver, e acabo me decepcionando não pelo livro em si, mas pelo tanto de gente q o elogia. a moda agora é o tal de crepúsculo, q já ouvi comentários q só tá agradando "adolescentes carentes"... desse vou passar longe.

    o engraçado é q de best-seller o único tragável, pela criatividade e pelo estilo diferente (ele tem um estilo inconfundível, apesar de enjoativo) é o dan brown. além de ter uma pesquisa de informações bem vasta, dá até pra fazer várias leituras.
     
  11. Anica

    Anica Usuário

    RE: acreditei

    Eu achei o Dan Brown patético (só tive paciência de ler O Código Da Vinci, então não faço idéia se ele melhora depois). O estilo de narrativa dele é de um blogueiro de 12 anos e ele tem a pachorra de terminar um livro no melhor estilo scooby-doo. Talvez eu tenha lido na época errada (estava com a leitura meio viciada por causa da faculdade), mas nem me divertir eu consegui, perda de tempo total.
     
  12. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    RE: acreditei

    pra mim o código é o pior dos livros dele. recomendo anjos & demonios.
     
  13. Daniel Cowman

    Daniel Cowman Usuário

    Eu gostei muito do Fortaleza digital dele ^^ Mas achei bem proveitoso a leitura do Dan Brown....

    Me lembrei de um livro que me decepcionei:

    Devia ter uns 12 anos mais ou menos e resolvi comprar meu primeiro livro em inglês para brincar. Estava entre Alice no País das Maravilhas e um de poemas selecionados do Lord Byron, acabei comprando o segundo... acho que até hoje não completei uma poesia dele deste livro.

    Abraços!


    eehehehhe
     
  14. duquesa

    duquesa Usuário

    Tinha altas espectativas com esses livros:
    Cem anos de solidão/G.G Marquez
    A Sangue Frio/Truman Capote
    Hamlet/Shakespeare:disgust:
     
  15. imported_Wilson

    imported_Wilson Please understand...

    RE: acreditei

    :rofl:

    Eu li O Código e Anjos e Demônios. Eu não achei tããão patético assim, mas não recomendo pra ninguém, digo pra assistirem o filme (tão besta quanto, mas pelo menos é mais curto :hahano:). Eu achei os dois muito iguais, estilo repetido, trama seguindo os mesmos moldes, interesse romântico clichêzinho, teorias de conspiração pseudo intelectual, etc.[hr]
    :susto:
    Primeira pessoa que eu ouço falar que não gostou! Eu gosto pacas desse livro! Mas cada um é cada um...
     
  16. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Também!
    E pior que eu esperava grandes coisas dele, mesmo tendo sido obrigado a ler.
    O livro não é de todo mal, mas no final quando você fica sabendo que nada daquilo foi real, meio que se sente vendo o programa da Márcia.
     
  17. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    RE: acreditei

    eu já li todos os 4 dele. o estilo é o mesmo em todos: alguma pesquisa misturando fatos & ficção, conspirações, trocas rápidas de cena entre personagens para dar um certo ar de ação (e q geralmente funciona, mas não é invenção dele), uma reviravolta perto do final, e por aí vai...

    o brasileiro pedro drummond imitou tudo isso em lemniscata: o enigma do rio, e posso até dizer q ficou melhor q o dan brown, pq me enganou umas duas vezes no decorrer da história.[hr]
    disse tudo. e mais, a propaganda americana implícita me deu nojo. não acho euense seja melhor q afegão, q israelense, q qq povo, nunca na vida, mas não é a msg q o livro passa.
     
  18. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    Eu ainda dou ouvido pra quem lê best-sellers, então a lista pra mim aí é grande.

    Começa com Harry Potter, passando por Dan Brown, chegando no famigerado CRAPúsculo.
     
  19. Devotchka

    Devotchka Usuário

    Pior que tava na minha lista de compras pendentes, heh. De qualquer forma, vou procurar um ebook, até por que gosto é bem relativo.

    Tentei ler Crepúsculo e não consegui passar da metade. Não gosto de como a autora escreve e parece meloso demais pra mim. Até por que, de experiência traumática já basta ter gasto dinheiro com Meg Cabot. De fato, livros "teen" ou "mulherzinha" não fazem nem um pouco o meu tipo. Desta última, comprei o livro Assombrado, da série A Mediadora, por indicação de amigos. Livrinho insuportável, com toda aquela frescurite e "gato" (não no sentido "animal" da palavra) pra todo o lado. Quarenta pilas jogadas fora.

    E bem, a maioria dos best-sellers realmente não são dignos do sucesso que têm. Se bem que, A Sombra do Vento e O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafón são dois livros fantásticos. Tinha que ter algo bom no meio de tanta porcaria.

    Bem, me decepcionei com O Código da Vinci, Harry Potter e O Enigma do Príncipe (parece que a JK põe coisas deveras inúteis só pra aumentar o tamanho do livro, por isso não me dei ao trabalho de comprar os outros da série) e tantos outros que nem lembro mais.
     
  20. Breno C.

    Breno C. Usuário

    RE: acreditei

    Nisso ele incorre no mesmo clichê da maior parte dos livros escritos por norte americanos e falando sobre o oriente médio: achar que ninguém é feliz vivendo no Islã. Mas isso eu nem questiono mais, sei que é puro marketing por parte dos E.U.A. As vezes acho que eles financiam esse tipo de literatura.
     

Compartilhar