1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Que geração?

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Rodrigo Zafra, 14 Jun 2012.

  1. Rodrigo Zafra

    Rodrigo Zafra Usuário

    Quem sou eu?
    Quem somos nós?
    Quem é você?
    Como se lembrarão de nós?

    Pelo que lutamos?
    O que nos incomoda?
    Quais foram os nossos planos?
    Que destino bateu à nossa porta?

    Pelo que passamos?
    Pelo que vivemos?
    Todos esses anos
    Ainda somos os mesmos

    São sempre os mesmos erros
    e os acertos quase nulos
    Vivemos cheios de medos
    trancados em porões escuros

    Avançamos a passos largos pela vida
    para chegar sabe-se lá onde
    Compramos uma passagem só de ida
    para um futuro que ainda se esconde

    Entoamos brados em protestos
    Ideais sem a menor convicção
    Destruímos tudo clamando por nossos “direitos”
    e ainda sim, queremos sempre ter razão

    Sinto o cheiro de absurdo
    de um tempo que me entristece
    Nós que dizíamos querer tomar conta de tudo
    ficamos para trás neste tempo inerte

    Nos acomodamos diante do poder
    Relegamos a responsabilidade aos governantes
    Fechamos os olhos ao quão melhor podemos ser
    esquecendo de tudo que os nossos pais passaram antes

    Hoje desistimos fácil de tudo
    talvez por termos tudo às nossas mãos
    Vivendo fora de rumo
    ficamos à espera de perdão

    Amanhã o que nos resta
    é olhar pelas frestas
    Escolher a verdade que nos interessa
    e tentar viver sem pressa


    Poesia originalmente publicada em
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Fernando Giacon

    Fernando Giacon [[[ ÚLTIMO CAPÍTULO ]]]

    Belas projeções Rodrigo! Cara, teu escrito nada mais reflete que a real situação dessa geração que se acha tão avançada e destemida, mas claro, tudo isso não passa de uma mera vitrine. A verdade é que o medo e as dúvidas são maquiadas pela falsa valentia, valentia de quem pouco sabe, e também pouco se empenha a entender. Talvez o individualismo seja realmente a resposta pra tudo isso... Consigo sentir o tempo falecer, e igualmente se perder como você diz. Não temos planos, e a razão se tornou algo ilustrativo. De todos os lances me atenho à esse como preferido:

    "Entoamos brados em protestos
    Ideais sem a menor convicção
    Destruímos tudo clamando por nossos direitos
    e ainda sim, queremos sempre ter razão"
     

Compartilhar