1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Qual o seu personagem favorito da série Dragon Ball

Tópico em 'TV' iniciado por Matheus Spier, 21 Out 2012.

  1. Matheus Spier

    Matheus Spier Usuário

    Oi pessoal.

    Se me permitem, vou criar um tópico verdadeiramente nerd agora:dente:

    Gostaria de saber dos membros do fórum que assitiram Dragon Ball em sua infância o seguinte: qual o seu personagem favorito em toda a série?

    O meu personagem favorito é, de longe, Frieza (eu escrevo assim, mas há outras formas, como Freeza, por exemplo).

    Certa vez escrevi uma revisão para o site da Amazon sobre os DVD's da Saga de Frieza, e gostaria de compartilhar esse material com vcs:


    O mangá Dragon Ball tornou-se um best-seller e campeão de público ao redor do mundo. Os executivos da Toei Animation, que financiaram o programa de TV, motivados pelo sucesso da franquia, como que forçaram o autor, Akira Toriyama, a continuar produzindo novas sagas, novos personagens e novas histórias. Assim, Dragon Ball tem uma história de qualidade muito desigual: há alguns momentos verdadeiramente brilhantes na série, e há momentos que são verdadeiros desastres.

    Mas se há (pelo menos em minha opinião) um momento na série que realmente atingiu um nível artístico muito alto artístico foi a saga Frieza. Frieza é, de longe, o maior vilão de todo o universo de Dragon Ball, e é a culminação do talento criativo de Toriyama. Frieza é um vilão psicologicamente complexo, e a construção de seu personagem é extremamente rica. Estamos diante de um personagem de grande valor artístistico e estético; Frieza pode muito bem estar entre os grandes personagens da literatura e do cinema universais (seria ousadia demais pensar que personagens de mangá podem ser criações complexas e significativas?). Duvido que haja qualquer fã de Dragon Ball que não tenha Frieza entre os seus personagens favoritos.

    Ao contrário de muitas outras séries japonesas, Dragon Ball geralmente gasta capítulos e mais capítulos lidando com apenas um vilão; as lutas são extremamente longas e pormenorizadas, e a série progride lentamente (uma das razões para isso era o fato de que o anime era produzido com tal velocidade que chegava, em certos pontos a ter de “encher linguiça” nos episódios, visando esperar que o autor do mangá produzisse novos capítulos). Este recurso permite um notável detalhamento dos personagens: vilões, por exemplo, não surgem em um capítulo só para serem logo derrotados e mortos; sua história se dissemina lentamente: haverá uma abertura e um crescimento de ação, um clímax e, finalmente, um epílogo.

    Com tempo de sobra, Toryama viu-se livre para construir a psique de Frieza. Algo me diz que Frieza era também seu vilão favorito, afinal é lutando com este gangster universal que Goku se transforma pela primeira vez em um Super Saiyajin. Acredito que em Frieza Toryama derramou os detalhes que ele pensava serem os mais épicos na mente do mal: as marcas mais características de um verdadeiro vilão. Seu sucesso foi imenso: Frieza é muito superior a todos os outros vilões de Dragon Ball em matéria de realismo, em sua capacidade de atrair o telespectador. Mas o que o torna tão cativante?

    É difícil de dizer. Mas há alguns detalhes: 1) Frieza não é um vilão animalesco e brutal, uma espécie de besta grosseira; ao contrário, ele é extremamente elegante e refinado, um verdadeiro cavalheiro (e há muita ironia nesse fato, afinal o cavalheiro é, na realidade, um monstro); 2) Frieza é uma espécie de gangster, um Don Corleone do espaço, o chefe de uma grande organização criminosa, a quem todos temem e respeitam; 3) Frieza tem hábitos interessantes, características de um verdadeiro senhor: ele senta-se calmamente em uma cadeira flutuante, e, sem fazer qualquer esforço, ordens aos seus homens que cumpriam suas ordes; às vezes até podemos contemplá-lo a beber, calmamente, um cálice de vinho; 4) Frieza é um ditador temido em todo o universo, e, como uma espécie de Hitler, tem a mente infestada de opiniões racistas: ele está sempre zombando de outras raças, especialmente os Saiyajins, tratando-os como inferiores (tal mentalidade, semelhantes a dos vilões históricos do século XX, faz Frieza tornar-se ainda mais complexo aos olhos dos espectadores); 5) Frieza é um genocida: ele destrói um planeta inteiro com grande prazer, rindo histericamente enquanto milhões de homens, mulheres e crianças são incinerados por uma explosão de uma gigantesca supernova; 6) Frieza tem uma forma educada, respeitosa e gentil de falar (isso se torna um tanto irônico quando percebemos que, por trás dessa máscara suave, há um ser extremamente maldoso e frio, que parece se divertir ao mostrar uma falsa aura de bondade e respeito para com as vítimas que está prestes a executar); 7) Frieza torturas suas vítimas: ele rasga seus braços (como faz com o guerreiro Neo); perfura sua carne com seus chifres (Kuririn – nessa ocasião ele até mesmo lambe o sangue da vítima, que escorre por seu rosto); bate e soca seus torsos até os órgãos internos quase se dissolverem (Vegeta), e faz tudo isso com um sorriso debochado de prazer em seus lábios; 8) Frieza é arrogante e orgulhoso, e julga-se a maior maravilha do universo: se ele fosse fraco, essa arrogância seria meramente patética, mas como ele é realmente a mais forte criatura no cosmos (mesmo King Kai -o senhor Kaio - tem medo dele), sua arrogância parece combinar com seu caráter: ele é como um deus bíblico que pune aqueles que não sabem como o honrar e não o temem como ele deseja.

    Além das características acima, o aparecimento de Frieza (especialmente em sua primeira e última formas) é algo confuso e bizarro. Ele parece ser uma criatura andrógina: a mistura de características masculinas e femininas. Seus traços são suaves, em tons de roxo e rosa, os lábios até mesmo parecem ser pintado com batom preto. Ele é como um lagarto de prata, com um corpo modelado com neve ou com metal. Sua aparência não gera medo: parece invocar a imagem de alguns dos anjos, a um só momento belos e terríveis, do Antigo Testamento (criaturas de luz, mas também ministros da ira de Deus e de seus terrores). Essa ambigüidade entre a aparência frágil e feminina de Frieza e seu ego monstruoso e extremamente selvagem e violento nunca deixa de confundir quem vê o show pela primeira vez.

    Outra maravilha em Frieza são as cenas em que ele, sempre tão calmo e sereno, sempre tão seguro de si, sempre no controle de suas emoções, explode em raiva e ferocidade. Um desses momentos, em que Frieza está prestes a matar Goku, mas é atingido (quando distraído) pelos golpes de Kuririn e Gohan (a existência dos quais ele tinha até esquecido) é impagável. Ele olha para os dois (ao longe, com as mãos ainda fumegantes depois de lançarem os seus ataques) e, com uma expressão facial indescritível (sorrindo de uma maneira ao mesmo tempo cheia de zombaria e ódio), apertando as mãos com tanta força que as faz sangrar, com veias dilatadas e pulsantes em sua testa e olhos, destrói sua calma fria e controlada em fúria bestial, gritando ameaças e prometendo explodir o planeta inteiro (este é o momento em que ele vai ser atingido pela Genki Dama de Goku).

    Frieza é a culminação de Dragon Ball, e é natural que é nesta batalha que Goku se transforma pela primeira vez em um Super Saiyajin (depois de testemunhar a morte extremamente cruel de Kuririn, que explode de dentro para fora, gritando o nome de Goku em meio à dor e desespero). Depois desta batalha, a série centra-se principalmente na saiyajins (em suas várias e intermináveis transformações), e perde muito de sua qualidade.


    Bem, essa é minha opinião. Gostaria de saber a opinião de outros nerds ai do fórumXD

    Abração,

    Matheus:traça:
     
  2. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Não sei se tenho um preferido, talvez o Goku mesmo. Mas nunca vi nenhum deles como preferido.
     
  3. Graograman

    Graograman Usuário

    Nunca gostei de Dragon Ball, o único personagem mais ou menos interessante era o Vegeta.
     
  4. Lynoka

    Lynoka Like a lady, ya!

    Eu gostava do Vegeta! Mas gostava mais do Trunks!(só por causa do cabelo roxo :hihihi:)
     

Compartilhar