• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Qual foi sua primeira impressão da obra de Tolkien ?

Eriadan

Usuário
Usuário Premium
Eu não sei se vale um tópico próprio, mas eu queria incrementar a pergunta: qual foi a sua primeira impressão? Não no sentido de "boa" ou "ruim", mas o que passou imediatamente pela cabeça de vocês: como imaginaram que era a história, o autor, os leitores, quando tiveram o primeiro contato com a obra (fosse através dos livros, filmes ou comentários)? Subestimaram? Foram surpreendidos depois que conheceram a fundo?

Eu lembro bem que a primeira vez que ouvi falar foi por minha mãe, em 2001/2002. Eu era fanático por Harry Potter, já estava na terceira ou quarta releitura dos volumes que tinham saído até então. Ela estava lendo um artigo numa revista e me mostrou uma capa de livro na página: "Você não pensa em ler O Senhor dos Anéis? É fantasia também". Lembro que minha reação foi de quase total desprezo. "Um velho tipo Dumbledore que é dono de anéis mágicos? Que tosco". Achei que era um romance novo, que surfava no sucesso de Harry Potter. Mas não fiz nenhum comentário. Como ela própria nunca tinha lido, não comentou mais nada.

Algum tempo depois, minha mãe presentou a irmã dela com essa mesma edição, e foi só quando eu vi aquele calhamaço que me despertou um interesse. Entrei na fila para tomar emprestado. Uma vez, quando fui visitá-la e o livro estava lá dando sopa, comecei a lê-lo, mas achei enfadonho e sei lá, estranho. Lembro que a expressão "onzenta e um" me causou uma impressão esquisita.

Foi nessa mesma época que o filme estreou no cinema, e é curioso que eu não me lembro se tudo isso se deu antes ou depois de eu assisti-lo. Lembro de quando assisti e minha reação (saí fazendo comentários inteligentíssimos como "Não tava na cara que Saru-man era homem de Sauron?!"), mas não lembro em que momento eu fiz a ligação com o livro da minha tia. Só sei que de repente lá estava eu empolgado esperando a minha vez. Perguntava toda semana se ela ainda faltava muito - com direito a spoiler monstro: quando ela disse que tinha acabado de terminar A Sociedade do Anel, eu, que só tinha assistido o filme (e ela não), perguntei: "O que achou da morte de Boromir?".

Quando finalmente peguei, foi arrebatador, e não é um clichê exagerado dizer que foi um livro que moldou a minha vida em muitos aspectos. Quem diria, aquele Dumbledore dono de anéis...
 

Giuseppe

Eternamente Humano
Minha primeira impressão foi vendo os trailers dos filmes. Eu tinha um CD com um ou mais trailers do Sociedade (não lembro quantos) e assisti umas dez mil vezes. Fui ver no cinema empolgadaço e não me decepcionei, achei o melhor filme ever. Quando era garoto eu alugava muito as fitas também, e quando ganhei os DVDs eu passei semanas vendo todos os dias, cheguei até a decorar os diálogos, tipo fã desequilibrado, mesmo. Aí mais pra frente li os livros e achei incrível, até porque são cheios de coisas que não existem nos filmes. Gosto muito da forma como os livros exaltam certos valores como coragem, amizade e lealdade sem fazê-lo de um jeito clichê irritante e sim de forma natural, bela e emocionante. Como por exemplo Sam lutando com Gollum na caverna de Laracna. A aranha está indo pra cima do Frodo, mas Gollum se coloca no meio do caminho, e naquela escuridão total Sam fica em total desespero tentando se livrar da maldita criatura para poder ir em socorro de seu mestre. Essa cena é de tirar o fôlego e até hoje eu acho uma das melhores do segundo livro.

Tolkien tinha a rara habilidade de criar não apenas um ou outro mas muitíssimos personagens incríveis, e escreveu histórias que são do tipo que você ama pro resto da vida. Já li bons livros de bons autores, obras que me deixaram entretido enquanto eu lia mas que depois de terminar eu nem lembrava mais. Com Tolkien não é assim. Ele escreveu histórias que entram no coração e que ao longo dos anos você sempre tem vontade de reler de novo e de novo, e você se apaixona de novo e de novo.

Sem falar no universo gigante que dá inúmeras possibilidades de conversas e debates. E o fandom é legal demais também. =]
 

Mellime

Usuário
Lembro que estava em um site de harry Potter e tinha um link para uma página do site, escondida, sobre sda. Era um gif bem típico da Internet das antigas com uma espada em estilo medieval. O texto dizia algo como "também conheça o senhor dos anéis". Linkei a espada medieval com o título, no contexto de um site de Harry Potter, e pensei "bah, que tosca essa história de anéis". Só voltei a ter contato com a divulgação do primeiro filme. Foi aí que resolvi ler o livro correndo antes que o filme saísse e a partir daí foi só amores. Também achei o início lento mas isso não me incomodou tanto. Eu tinha 11 anos.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Como o meu primeiro contato foi a versão cinematográfica de SdA, a primeira impressão é que achei bem interessante os cenários, personagens, a profundidade da história como um todo. Ainda que seja algo adaptado dos livros, já me passou uma impressão inicial muito boa.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.920,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo