• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Qual foi a pior coisa dO Hobbit

Qual foi a pior coisa dO Hobbit?

  • A duração (muito longo)

    Votos: 3 3,3%
  • Radagast

    Votos: 31 33,7%
  • O Conselho Branco

    Votos: 4 4,3%
  • Os Gigantes de Pedra

    Votos: 21 22,8%
  • Ser muito engraçadinho

    Votos: 7 7,6%
  • Valfenda

    Votos: 0 0,0%
  • Os Anões

    Votos: 1 1,1%
  • Outro (citar)

    Votos: 25 27,2%

  • Total de votantes
    92

Ilmarinen

Usuário
Ilma, ele ser um gênio meio biruta, sem problema nenhum. Aliás, acho que na imaginação de todo mundo ele seria um mago mais natureba, mais dificil de lidar com as pessoas... mas NUNCA um drogado que toma chá de cogumelo e solta fumacinha com Old Toby. Muito menos um criador de coelhos ligadões.


Quanto aos cogumelos não tenho tanta certeza ( se Gandalf que "não caiu" "fracassou" podia ser tabagista inveterado pq não um Radagast cogumélico?) , no que diz respeito ao resto , pelo menos na época do SdA, quase com certeza não, o lance aí é interpretar como atalho/mediatriz visual e liberdade poética pra dar o "convey" em abstração de caracterização/comportamento.

Pessoalmente, eu SEMPRE pensei nele com MUITO MAIS solenidade e sobriedade mas, honestamente, Peter Jackson não saberia lidar com o conceito de sutileza nem se ela o mordesse no pé e isso é um defeito que vem desde os primeiros SdA e, talvez, um cacoete dos seus tempos de cineasta independente.

Minha versão perfeita
05GreenedFront%20(Custom)_zps0e5a3b3d.jpg


Era ELE que deveria estar na montaria do Thranduil por exemplo.
 
Última edição:

Lissa

Chocolatier Honoris Causa
Quanto aos cogumelos não tenho tanta certeza ( se Gandalf que "não caiu" "fracassou" podia ser tabagista inveterado pq não um Radagast cogumélico?) , no que diz respeito ao resto , pelo menos na época do SdA, quase com certeza não, o lance aí é interpretar como atalho/mediatriz visual e liberdade poética pra dar o "convey" em abstração de caracterização/comportamento.

Pessoalmente, eu SEMPRE pensei nele com MUITO MAIS solenidade e sobriedade mas, honestamente, Peter Jackson não saberia lidar com o conceito de sutileza nem se ela o mordesse no pé e isso é um defeito que vem desde os primeiros SdA e, talvez, um cacoete dos seus tempos de cineasta independente.

Porque isso tiraria um pouco a credibilidade dele, não? No filme, o Saruman age justamente descreditando tudo que o Radagast pudesse afirmar, porque ele estaria sob efeito 'dos cogumelos'. O cachimbinho do Gandalf não era alucinógeno. Todos nós que lemos os livros sabemos que Saruman desprezava Radagast por ele ter se embrenhado demais nas florestas, com os animais, e meio que 'esquecendo' sua real missão.
Percebeu por que a minha indignação? Pra mim, o PJ só colocou esse cogumelo no meio pra dar uma veia cômica a um personagem sério. O que é desnecessário quando se tem 13 anões pra escolher colocar graça.
 

Elendil

Equipe Valinor
Sempre "rezei" para que Gigantes não aparecessem no filme e, mesmo vendo que qualquer coisa assim (e ainda feitos de pedra!) já aparecia no trailer, a coisa ficou pior do que eu imaginava. Não gostei nada daquilo.
 

Arken Stone

Usuário
Agora os chatos que reclamavam de SDA não vão mais reclamar né? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Então pessoal eu acho que tá bom demais, pra um filme que quase nem aconteceu, ficou ok. Lembrando que a Obra Prima sempre será SDA e ponto final!!!! Agora temos quase 20 horas de terra média pra assistir! (quer dizer, quando lançarem os outros 2 filmes!)
 

Ilmarinen

Usuário
Porque isso tiraria um pouco a credibilidade dele, não? No filme, o Saruman age justamente descreditando tudo que o Radagast pudesse afirmar, porque ele estaria sob efeito 'dos cogumelos'. O cachimbinho do Gandalf não era alucinógeno. Todos nós que lemos os livros sabemos que Saruman desprezava Radagast por ele ter se embrenhado demais nas florestas, com os animais, e meio que 'esquecendo' sua real missão.
Percebeu por que a minha indignação? Pra mim, o PJ só colocou esse cogumelo no meio pra dar uma veia cômica a um personagem sério. O que é desnecessário quando se tem 13 anões pra escolher colocar graça.

E, por Eru e todos os Ainur, Radagast era um Istar


O problema aí é o seguinte: no que REALMENTE implica a "queda" ou descumprimento do dever enquanto Radagast se perde na sua "comunhão" com a natureza? Zoofilia? Bestialismo? Preguiça? Uso de drogas de natureza psicotrópica?

O texto do Tolkien dá um espectro amplo de possibilidades quanto a isso. E o lance é que,embora usuário de alucinógenos, o Radagast do filme é MUITO COMPETENTE e está CERTO, enquanto o sóbrio Saruman MENTE e apela pra estereótipos e pré-conceitos pra justificar sua posição sendo que nós sabemos que os motivos pra ele não querer que a Sombra de Mirkwood seja vista pelo que é são totalmente não-altruístas e intelectualmente incorretos/desonestos.

E, ademais, mega bruxos como o Constantine da DC Comics e até o Merlin do Bernard Cornwell meio que são, se não me engano no caso do Merlin, usuários de substâncias assim que, afinal de contas, SEMPRE estiveram, de um jeito ou outro, atreladas à magia ( isso vindo de mim que NUNCA usei diga-se de passagem).

attachment.php


Querendo ou não, embora um Istar e um maia, o Radagast enverga um corpo real criado pelos Valar onde seus poderes e essência ficam confinados e restritos e uma das propriedades das drogas é mesmo "abrir as portas da percepção", ou seja, abrir o espírito pra influência interação com a "energia" mística ambiental ou seja lá o que for, o que Tolkien chamaria de "O Invisível".

Em suma: embora isso faça do Radagast um personagem mais cômico e burlesco do que eu PESSOALMENTE acharia melhor, prefiro um Radagast drogadão e COMPETENTE do que um Gandalf SÓBRIO e relativamente INCOMPETENTE/DESPODERADO da maneira que ele ficou no SdA-Regresso do Rei versão extendida, onde ele teve seu bastão de Gandalf o branco partido pelo Senhor dos Nazgûl versão turbinada do Pelennor.
 

Anexos

  • swamp.jpg
    swamp.jpg
    147,2 KB · Visualizações: 76
Última edição:

Lothnen

Always...
Pra mim só erraram na mão com o Radagast, de fato, aquele lance de cocô de passarinho na cara não dá pra aceitar. E a queda dos anões, realmente, ficou meio forçado. De resto, amei o filme, amei demais!

Sobre os 48FPS: Vi em 48 na pré-estreia e em 24 na estreia. O que notei foi que o maior estranhamento reside nas cenas mais corridas (ou seja, todas do Radagast, já que ele parece um hiperativo cheio de café nas ideias), que de tão nítidas dão a ideia de computação gráfica onde não há, parecem joguinhos de PS3 ou WII. Por outro lado, as cenas de luta ficaram maravilhosas, dá pra ver cada detalhe. A corporeidade também tá muito boa, as lutas com os goblins (e por que diabos orcs e goblins foram traduzidos AMBOS como orcs?!) foram bem ensaiadas.

[...] e os anões correndo, pulando e caindo como se tivessem um metro de perna cada um. Srsly, vocês já viram anão correndo? Não tem como correr do jeito que eles correm no filme.

Arwen, ontem a gente tava conversando sobre isso depois do filme. Os anões de Tolkien não são os anões que entendemos; eles são maiores do que os hobbits, por exemplo. Não acho que eles devessem ser retratados com trejeitos dos anões da vida real não.
 
Última edição:

Arken Stone

Usuário
Arwen, ontem a gente tava conversando sobre isso depois do filme. Os anões de Tolkien não são os anões que entendemos; eles são maiores do que os hobbits, por exemplo. Não acho que eles devessem se retratados com trejeitos dos anões da vida real não.

Acho que ela quis dizer em comparação ao GIMLI correndo em SDA.

Realmente acho que em SDA PJ teve mais esmero em relação aos anões. Acho que ele teve um pouco de "preguiça" (cansaço) com os anões dessa vez, afinal são 13 e eles são (com exceção de alguns) muito diferentes fisicamente de Gimli (que será o anão perfeito sempre!)

 
Última edição por um moderador:

Lothnen

Always...
Acho que ela quis dizer em comparação ao GIMLI correndo em SDA.

Realmente acho que em SDA PJ teve mais esmero em relação aos anões. Acho que ele teve um pouco de "preguiça" (cansaço) com os anões dessa vez, afinal são 13 e eles são (com exceção de alguns) muito diferentes fisicamente de Gimli (que será o anão perfeito sempre!)

Mas esse é o ponto. Gimli é um "anão perfeito" segundo quais parâmetros? Porque a gente sabe que ele foi o alívio cômico de SdA, e, por mais que parecesse desengonçado correndo, era bastante ágil lutando - o que, na minha leiga opinião, desacredita totalmente essa ideia de "desengonçado". Sei lá, eu acho que a maioria de nós tende a olhar os anões de Tolkien segundo a ideia que fazemos em comparação aos anões da vida real - e eu os acho extremamente diferentes... :think:
 
O maior problema do filme, e o que irrita críticos e público que não leu o livro (compreensivelmente, na minha opinião), é que o filme é basicamente só set-ups, sem nenhum pay-off.
Analisando o primeiro filme da trilogia SDA: Chama-se Sociedade do Anel; a aventura começa, forma-se a sociedade e ela é rompida no final; uma nova etapa da jornada vai ser iniciada nos outros filmes. A história continua, mas um certo senso de início, meio, fim.
Em O Hobbit parte 1, parece que a aventura começa, um MONTE de merda acontece, e o filme aleatoriamente acaba depois do clímax de uma (dentro muitas) situações de perigo. Dá pra argumentar que o arco que acabou ali é o do Bilbo, finalmente mostrando seu valor para o resto dos anões. Mas isso é bem pouco, e aliás, e o arco dramático da história INTEIRA! Se for assim, o segundo acabará com o Bilbo novamente mostrando seu valor com as aranhas ou qualquer coisa assim, sem terem concluído nada!
O filme tem 3 vilões, sendo que dois deles (smaug e necromancer) mal aparecem. E este último todo mundo sabe como a história dele acaba. E o filme gasta meia hora só pra contar como ele surgiu! E provavelmente vai haver uma grande cena de ação no clímax, com o Gandalf expulsando ele com alguma macumba brava. Prevejo outro problema de ritmo quando isso acontecer, pois esta trama não tem muita relação com a história dos anões e provavelmente vai ser intercalada com a cena da batalha dos cinco exércitos.
Todo mundo que viu os making-offs sabe que o método de trabalho do PJ e filmar absolutamente tudo e depois ver o que faz na edição. Só que desta vez vai ser difícil ele conseguir sair da teia que ele armou. Talvez seja por isso que ele dividiu os filmes 3. Não sei. Não conheço todos os fatos. Eu estou feliz o suficiente em ver a terra-média na telona de novo ; mas não sei se o público vai ser tão paciente assim se o segundo filme não for menos frustrante. Além do mais que ele se lembra muito bem, que os acontecimentos definitivos, apocalípticos, já foram mostrados é isso aqui é só uma coisinha que aconteceu no meio de tudo.

ps: Outra coisa que me irrita: No resto do livro o Bilbo usa o anel uns 70% do tempo. Será que 70% dos outros filmes filmes serão na visão horrível do Bilbo quando ele coloca o anel?
 
Última edição:

Rauthar Hast

Usuário
Se for assim, o segundo acabará com o Bilbo novamente mostrando seu valor com as aranhas

Eu não ia falar nada, mas já que você comentou, eu vou falar: Há especulações que será Legolas que salvará os anões das aranhas, e não Bilbo.
Agora, olhando por esse aspecto, talvez PJ arrumou uma armadilha: Assistirmos o primeiro e ficar "WTF?" e depois assistir o segundo e ficar "AAAAH TAH!". Pois vendo por esse lado, que Legolas que salvará eles, até que faz sentido eles colocarem o Bilbo salvando Thorin no final. Aí faz sentido montar aquela cena, e faz sentido colocar o Azog (por qual outro motivo Thorin se arriscaria de deixar a árvore?).
Mas aí você fala: Pq diabos colocar Legolas no meio de tudo? São personagens que o público já conhece, tem q colocar mesmo, é diveritod :D
A especulação surgiu quando lançaram um Lego, e o cenário era dos anões e as aranhas na Floresta Negra. Mas já na caixa do brinquedo víamos Legolas no meio daquilo tudo. O mais possível é que ele esteja lá para salvar todos.
 

Mandos

Tecendo os destinos de Arda
Gente, qual é o problema com os coelhos do Rada? Achei muito maneiro aquilo!
O filme te encanta, os efeitos são maravilhosos e Galadriel estava linda em Imladris. Enfim, claro que existem diversos termos técnicos para elencar probleminhas aqui e ali, mas, no geral e para a alegria de qualquer fã, o filme foi sensacional. Só de sentir o frio na barriga ao entrar na sala do cinema, já compensa!
 

Asca

Usuário
O segundo filme nao acaba com a morte de Smaug? Sei lah, pelo nome da segunda e terceira parte eu jah achei que teriamos esses acontecimentos lah. E no terceiro a batalha dos 5 exercitos e o Gandalf explicando o que ele tinha feito antes (Mirkwood) e por fim um epilogo.
 
Sobre os defeitos do filme, eu queria elencar dois, que não são os únicos, mas são os principais, o que me deram verdadeiro desconforto. O resto me parece irrelevante ou secundário.

1- Bilbo se 'provando' pros anões de forma tão artificial. Isso deveria ser algo natural, algo que se percebe ao longo do filme. Do jeito forçado que está vai ficar difícil traduzir os mesmos sentimentos dos anões para com Bilbo e vice-versa, como no livro.

2- O Conselho Branco. Aquilo foi forçado de uma maneira ridícula, Saruman parecendo mais um conservador bitolado que o mais astuto dos Istari, e Gandalf como um mago fraco, impotente diante do Curunir. E tudo ali foi mal arquitetado e mal aplicado.

Mas esse é o ponto. Gimli é um "anão perfeito" segundo quais parâmetros? Porque a gente sabe que ele foi o alívio cômico de SdA, e, por mais que parecesse desengonçado correndo, era bastante ágil lutando - o que, na minha leiga opinião, desacredita totalmente essa ideia de "desengonçado". Sei lá, eu acho que a maioria de nós tende a olhar os anões de Tolkien segundo a ideia que fazemos em comparação aos anões da vida real - e eu os acho extremamente diferentes... :think:

E SÃO extremamente diferentes. Tolkien sempre repudiou a adaptação moderna e mesmo medieval de reduzir as formas míticas de elfos escuros (anões) e luminosos (eldar) a barbudinhos simpáticos e fadinhas. Isso é uma infantilização mitológica, nascida da infantilização do próprio sistema religioso do antigo paganismo.
 

Lothnen

Always...
2- O Conselho Branco. Aquilo foi forçado de uma maneira ridícula, Saruman parecendo mais um conservador bitolado que o mais astuto dos Istari, e Gandalf como um mago fraco, impotente diante do Curunir. E tudo ali foi mal arquitetado e mal aplicado.

Eu não interpretei assim não, Pagz. Saruman me passou a ideia de alguém controlador, que tenta convencer através da dialética o restante do Conselho. Sempre parecendo preocupado com o bem estar de todos, mas quando a gente associa com o que ele vai se tornar depois, no SdA, começa a ver um plano se delinear por baixo dos panos. Gandalf já me parece mais político, do tipo "vou fingir que obedeço". Tanto que ele ouve todo o blá blá blá do Saruman mesmo sabendo que os anões já tão se mandando dali. Na verdade ele ganha tempo pra que isso aconteça, porque enquanto eles estão ali discutindo o sexo dos anjos, Saruman não tem tempo de barrar a saída dos anões.

Mas sei lá, acho que é só uma questão de interpretação mesmo.
 

Wolven

Usuário
Falaram quase tudo que me incomodou, mas pouco sobre o Saruman. Para mim ele quase virou um alívio cômico naquela cena... enquanto ele bla bla bla e o Gandalf fingindo que escutava, e conversando por telepatia com a Galadriel, ai tudo parecia tipo: AH não escuta esse velho senil, ele já não sabe mais o que fala.

E ah, ia me esquecendo do teleporte de Galadriel
 

Lothnen

Always...
Falaram quase tudo que me incomodou, mas pouco sobre o Saruman. Para mim ele quase virou um alívio cômico naquela cena... enquanto ele bla bla bla e o Gandalf fingindo que escutava, e conversando por telepatia com a Galadriel, ai tudo parecia tipo: AH não escuta esse velho senil, ele já não sabe mais o que fala.

E ah, ia me esquecendo do teleporte de Galadriel

De novo, acho que é uma questão de interpretação. Quem nunca participou de uma reunião sacal no trabalho, onde o chefe só fala mais do mesmo, que atire a primeira pedra. Isso não significa que o chefe é senil, significa que você discorda, ouve o que ele fala, entra por um ouvido e sai pelo outro e você continua fazendo seu trabalho como acha que deve, mas sem bater de frente, porque você confia no seu taco e sabe que no final vai dar certo.

Sobre a Galadriel, ela não se teleportou. Elrond deixa claro que foi Saruman quem a convocou pro Conselho. Não entendi qual a questão com isso.
 

Elessar Hyarmen

Senhor de Bri
Sempre "rezei" para que Gigantes não aparecessem no filme e, mesmo vendo que qualquer coisa assim (e ainda feitos de pedra!) já aparecia no trailer, a coisa ficou pior do que eu imaginava. Não gostei nada daquilo.

Peter Jackson usou literalmente os gigantes :lol:

Eu achei esquisito mas gostei daquelas cenas, confesso aqui, mas ele segiu a risca o livro e isso ninguém pode negar
 

Elendil

Equipe Valinor
Eu não interpretei assim não, Pagz. Saruman me passou a ideia de alguém controlador, que tenta convencer através da dialética o restante do Conselho. Sempre parecendo preocupado com o bem estar de todos, mas quando a gente associa com o que ele vai se tornar depois, no SdA, começa a ver um plano se delinear por baixo dos panos. Gandalf já me parece mais político, do tipo "vou fingir que obedeço". Tanto que ele ouve todo o blá blá blá do Saruman mesmo sabendo que os anões já tão se mandando dali. Na verdade ele ganha tempo pra que isso aconteça, porque enquanto eles estão ali discutindo o sexo dos anjos, Saruman não tem tempo de barrar a saída dos anões.

Mas sei lá, acho que é só uma questão de interpretação mesmo.


Também interpreto assim o CB nos filmes, e particularmente considero esta a interpretação correta. Quem leu o relato de Gandalf no capítulo "O Conselho de Elrond", em SdA, Os Contos Inacabados, "Dos Anéis de Poder e da Terceira Era", no Silma, e os Apêncides, deve se lembrar que o Saruman é todo manipulador e faz pouco caso das descobertas de Gandalf sobre Dol Guldur: de que lá quem impera não é um dos Nazgûl mas o próprio Sauron, porém enfraquecido e ganhando tempo enquanto se regenera e procura o Um Anel. Saruman diz não acreditar nisso e que o Anel foi parar no mar. Também por isso, não concorda com um ataque à fortaleza, pois ele não quer ninguém bisbilhotando o Anduin, pois sabe que Isildur perdeu o Anel ali. Ele só vai concordar com o ataque quando fica claro que Sauron também sabe disso e pode estar perto de descobrir o paradeiro do Um. Todos nós sabemos que o Branco queria o Anel para ele, né? Era melhor ter seus iludidos aliados ali, expulsando Sauron, do que deixar que ele descobrisse e achasse o Anel.

E como você disse, sabendo do que Saruman vai aprontar 60 anos depois, tudo isso fica implícito na cena. Aliás, Gandalf temendo que Smaug se alie a Sauron também está nos Apêndices e nos Contos, daí a justificativa de Gandalf ajudar Thorin na demanda para derrotar Smaug. Para mim o Conselho Branco no filme foi um ponto pro PJ e foi fiel aos escritos de Tolkien. Fora que temos 4 atores fodas interpretando 4 personagens fodas!
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo