• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Qual é o seu sistema de decisão em mata-mata preferido?

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Pegando um gancho de um comentário recente do @fcm sobre a final da Libertadores.

o problema da final única é que os times ficam muito nervosos pois um erro pode ser fatal e não se entregam...
Em 2 jogos tem mais emoçoes pois o time da casa tende a arriscar mais, queria a volta de uma final em 2 jogos mas acho sem volta infelizmente.

Basicamente são três tipos de decisões. Vou colocar o que penso:

Final única:
Pra mim é o sistema que só acho bom pra torneios que já nascem pra serem curtos como Copa do Mundo, Mundial de Clubes, etc em que se adota um país-sede e em poucos jogos tudo se resolve. Num torneio mais longo como a CL, até ainda acho aceitável porque lá europeu tem mais poder aquisitivo e mais meios de transportes disponíveis pra se deslocar entre países próximos do que na América do Sul, onde dependendo do adversário a ser enfrentado os custos e a dificuldade de viagem se tornam bem maiores.

Final em 2 jogos (ida e volta): É o sistema que eu acho ideal pra torneios de clubes em especial a Libertadores dando a oportunidade dos times participantes poderem ver seu time atuando no seu estádio e quando duas equipes são muito equilibradas nada está decidido pelo resultado do primeiro jogo, ficando tudo em aberto pro próximo.

Final em melhor de 3 jogos: Já aconteceu algumas vezes nas primeiras edições de Libertadores e no final dos anos 90 no Brasileiro e Copa Mercosul. Pode até ser interessante do ponto de vista de bilheteria e cota de transmissão de TV disputar um jogo a mais quando duas equipes são muito niveladas, mas o calendário hoje em dia não comporta mais esse tipo de decisão.
 

Neithan

Ele não sabe brincar. Ele é joselito
Estudos em cima da final de 2019 mostram que final única é o melhor caminho, copiando a Europa e até a NFL, pelo motivo óbvio: Chama a atenção, faz ibope. O jogo de sábado foi transmitido para 191 países, um recorde absurdo pra Libertadores.

A questão do jogo ter sido ruim é um argumento fraco. Foi ruim como foi ruim a final de 94 nos EUA e pelo mesmo motivo: Calor infernal. O RJ teve recordes de temperatura, e o horário não ajudou, tanto que o jogo melhorou justamente depois que deu uma esfriada. Junta isso à maratona de jogos que o Palmeiras e Santos tiveram nos últimos dias, um calendário louco num ano de pandemia, sendo que o Verdão até surto teve, não tinha como esperar um 5x4.
 

Turgon

ワンピース
Eu gosto deste modelo de final única. Torna o suspense enorme para a partida. É um nervosismo do início ao fim da partida.
 

Eriadan

Usuário
Usuário Premium
O jogo de sábado foi transmitido para 191 países, um recorde absurdo pra Libertadores.
Países cujos potenciais entusiastas possivelmente não terão interesse de assistir no ano que vem, depois dessa partida pífia, mas que se tivessem visto uma final eletrizante, como costuma ser o 2º jogo, poderiam passar a acompanhar mais a Libertadores.

Jogo único é uma grande bosta. A qualidade da partida costuma ser inferior, com os dois times com o c* na mão; enfraquece-se a possibilidade de reviravoltas, que são uma das melhores coisas do futebol; dificulta-se o acesso da torcida à(s) final(is); e ainda por cima se perde a oportunidade de brindar os amantes do futebol com mais um jogo decisivo - é só mais um, pelo amor de Deus, não estamos falando de uma bateria de jogos.

Tudo me parece uma questão de "glamour" ("nossa, é A final, um jogo só"), mas é só promover o segundo jogo com um status parecido. O time de melhor campanha definiria em casa, ou então ambas as partidas poderiam ser disputadas em campo neutro. Não entendo por que os patrocinadores deixariam de ter interesse na segunda partida com esse mesmo status só porque houve uma primeira partida antes que jogaria os dados para essa segunda - a não ser que role uma goleada massacrante no primeiro jogo, o que é improvável; e mesmo nessa hipótese, a eventualidade de uma REMONTADA entraria para sempre no imaginário dos espectadores, como entraram tantas semifinais de Champions. Quantas finais de Champions vocês se lembram de ter se empolgado durante a partida? E semifinais?

Já sei, já sei, @Neithan, você me mandou uns estudos e eu vou dar uma olhada, mas não entendo que seja uma questão de fórmula certa, e sim de saber promover o modelo que prioriza o entretenimento. As playoffs da NBA, um torneio que movimenta um dinheiro absurdo, são melhor de SETE. Será mesmo que se mudar para final única vai dar mais dinheiro?
 
Última edição:

fcm

Guerreiro Solitário
prefiro ida e volta com os estádios lotados e as torcidas aterrorizando!
aquele esquema de 3 jogos também foi legal e o Galo perdeu a final pro corinthians assim em 1999 (ajuda do juizão também). Mas acho 3 jogos exagerado.
Pra mim o ideal é ida e volta e com penaltis direto.. sem prorrogação!
Mas esse esquema de final única em estádio neutro veio pra ficar.. acho que iremos acostumar e os times vão se soltar um pouco mais.. essa final Santos x Palmeiras foi bem fraca...
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
e mesmo nessa hipótese, a eventualidade de uma REMONTADA entraria para sempre no imaginário dos espectadores, como entraram tantas semifinais de Champions. Quantas finais de Champions vocês se lembram de ter se empolgado durante a partida? E semifinais?
Perfeito, as remontadas como aquelas recentes entre Barça x PSG, Ajax x Tottenham, Barça x Roma, Barça x Liverpool foram simplesmente memoráveis! Só pra citar apenas 4 fáceis de lembrar num espaço de poucos anos. Eu consigo mais lembrar de confrontos épicos das oitavas até as semis do que em finais.

Em jogo único, tivemos aquela reação histórica do Liverpool de 2005 pra cima do Milan depois de perder o 1° tempo de 3x0, mas se pegarmos todo o histórico da competição, nesse tipo de final jogos como aquele foram muito raros. O placar mais comum da história do torneio é o velho e tradicional 1x0 em jogos bem amarrados.

Promover uma final pra centenas de países, pra mim é algo que o mais importante é a qualidade dos times, estádios e do espetáculo apresentado dentro de campo e aí se o conjunto da obra tem uma qualidade muito boa, o público paga com prazer pra ver mais de uma vez e as TVs e os patrocinadores idem! E o caso da NBA sem dúvida é um bom exemplo.
 

Eriadan

Usuário
Usuário Premium
Em jogo único, tivemos aquela reação histórica do Liverpool de 2005 pra cima do Milan depois de perder o 1° tempo de 3x0, mas se pegarmos todo o histórico da competição, nesse tipo de final jogos como aquele foram muito raros. O placar mais comum da história do torneio é o velho e tradicional 1x0 em jogos bem amarrados.
É isso, a única possibilidade de termos um jogo único emocionante é quando o primeiro gol sai cedo. O que é muito raro, já que os times entram mais preocupados em não tomar gol do que em fazer.
 

Neithan

Ele não sabe brincar. Ele é joselito
A comparação é injusta por ser um esporte diferente. A NBA inclusive tem diversos confrontos entre os mesmos times, são temporadas cheia de jogos por ser um esporte bem dinâmico e rápido. E tem a NFL como seu contraponto, o SuperBowl é o evento esportivo mais visto do mundo excluindo Copa do Mundo e talvez final (em jogo único) de UCL.

O estudo é fácil de achar, mas resumidamente é isso: Dinheiro e visibilidade a mais. E eu sei, é escroto falar como que o dinheiro devesse prevalecer à questão esportiva, mas a gente passa todo ano reclamando de como o futebol Europeu construiu um abismo em relação ao nosso, né? E isso ocorreu com duas coisas: Organização e Dinheiro. Se a gente quer voltar a COMPETIR com a Europa, a gente precisa de premiações grandes, e se pra isso é necessários um jogo único pra faturamento, que seja. Veja exemplos como o Corinthians 2012/13 que foi desmanchado por falta de dinheiro, Atlético Nacional que perdeu Borja e Guerra e assim por diante, justamente porque a Liberta não valia a pena financeiramente, os times venciam mas não conseguiam se pagar depois. Isso é completamente errado, o Bayern vence uma UCL e usa o dinheiro pra se fortalecer, é o caminho correto.

O Palmeiras vai ganhar 110mi ou mais com a Libertadores 2020, compara com o SPFC em jogo duplo 05 e veja a diferença. Ainda é pouco perto dos 500mi que o campeão da UCL ganha, claro, mas é um caminho. Temos um torneio com muito potencial de se valorizar se continuar evoluindo, e a final única será um símbolo dessa evolução. Eu não sou nostálgico, não quero espirito de Liberta, quero dinheiro para meu time não passar vexame no mundial, como passará esse ano. Inclusive aceito a entrada de times do México e EUA se isso for vantajoso na questão financeira.

E quanto a tal logística da américa latina, isso é balela. Estamos em 2021, e as finais ocorrerão sempre em capitais e cidades grandes, ninguém vai jogar no cu do Atacama, então SIM, terá passagens, terá avião, terá ponte aérea, e até nisso a final única ajuda: É num sábado, fim de semana, não atrapalha tanto quanto jogos de quarta. Serão grandes jogos em Santiago, Lima, Bogotá, Rio, São Paulo, Buenos Aires, Montevidéu, Quito...
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
SupeBowl é um negócio hors concours, porque não pode ser analisado somente pelo jogo em si. O show do intervalo onde grandes nomes da música se apresentam é praticamente um outro evento tão importante quanto o próprio jogo (tem gente que nem curte o esporte, mas sintoniza mais por causa desse momento) e é um espaço de tempo pra exposição de marcas altamente disputado e isso é um dos motivos que muitos patrocinadores injetam muito dinheiro e promovem uma mídia enorme em cima de um verdadeiro pacotão de entretenimento. Logicamente pra esse modelo que gera um faturamento altíssimo não faz sentido que haja dois ou mais jogos.

Agora se queremos uma Libertadores forte financeiramente, com grandes premiações, sinceramente não acho que apenas mudando o formato da final em jogo único resolve o problema. Precisamos agregar marcas mais fortes. Times tradicionais do México e dos EUA do ponto de vista financeiro são muito mais interessantes que da Bolívia e Venezuela por exemplo.

Inclusive aceito a entrada de times do México e EUA se isso for vantajoso na questão financeira.

Muita gente critica que viajar ao México e EUA gera enormes viagens, mas muitas vezes é mais fácil viajar até a Cidade do México, Guadalajara, Los Angeles ou Miami pegando um time tradicional com um grande estádio e bons gramados do que pegar um time pequeno do interior do Equador, Peru ou Bolívia pra jogar num estadiozinho de merda bem acanhado nas alturas e muitas vezes tendo que completar a viagem por terra em estradas péssimas tornando o deslocamento em tempo tão longo quanto um único voô para a América do Norte.
 

Béla van Tesma

Blood-sucker
Qualquer um desde que o meu time não entre pra jogar um morre-morre. :lol:

O torneio de futebol mais legal que existe, pra mim, é justamente a Copa do Mundo porque reúne muitos times num único país (campo "neutro"), tem uma caralhada de partidas em curto período de tempo, e mistura grupos com mata-mata de jogo único. Não tem como reproduzir isso aí com clubes néam. O custo de hospedar tanta gente da comissão por 10-30 dias num país estrangeiro (conforme saiam na primeira fase ou sigam até o fim) seria astronômico. Mas daria pra tentar algo assim a nível nacional. :dente:
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$150,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo