1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

ProUni - O que você acha?

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Peregrin, 17 Set 2004.

  1. Peregrin

    Peregrin Technologic

    Não sei se a maioria está ciente, mas o Ministério da Educação acaba de regulamentar a MP do ProUni, um projeto feito para conceder bolsas estudantis em faculdades particulares para universitários carentes.

    Acontece que o sistema funciona da seguinte forma: cada instituição de ensino superior terá que dar bolsa a um entre dez alunos que ingressam, sendo que metade desses 10% terá bolsa integral, e a outra metade terá bolsa de 50%.

    A seleção dos estudantes será feita pelo MEC, e cada aluno só poderá se candidatar se preencher os seguintes requisitos:

    - Ter sido aluno de escola pública ou e escola particular, mas nesse caso somente com bolsa integral;
    - Ser deficiente físico;
    - Ser professor da rede pública (só terá direito a bolsa em licenciatura ou pedagogia);
    - Para a bolsa integral, ter uma renda per capita de até 1 e 1/2 salário-mínimo;
    - Para a bolsa de 50%, ter uma renda per capita de até três salários-mínimos.

    Universidades beneficentes serão obrigadas a aderir ao projeto, e as demais podem ou não aderir, mas perdem crédito com o governo se optarem por não conceder as bolsas.

    --------

    Bom, tudo explicadinho. Agora vai a m inha opinião.

    Eu realmente não sei como é a situação de bolsas estudantis para outras universidades, mas conheço bem a da minha PUC-Rio, pois sou aluno bolsista.

    A PUC possui 11 mil alunos, sendo cerca de 4300 bolsistas (quase metade dos alunos). As bolsas são concedidas de três formas: desempenho acadêmico, FIES ou comunitária. No caso da bolsa comunitária, o aluno passa por um longo processo, onde expõe os problemas financeiros e ganha uma bolsa que varia de 10 a 100%, dependendo das condições. Periodicamente, ele precisa atualizar seus dados na Vice-Reitoria Comunitária e, depois que conclui o curso, tem um período para pagar o que recebeu de bolsa. O compromisso é moral, ou seja, paga quem acha que deve pagar ou quem pode.

    Resumindo: na PUC, quem tem mais, paga mais, e quem tem menos, paga menos. É lógico que existem irregularidades no sistema, como gente que burla o processo para conseguir bolsa, mas eu sei de muita gente que realmente precisa e é beneficiada.

    Com esse ProUni, os 4300 beneficiados (que incluem muitos alunis provenientes de instituições públicas) seriam reduzidos para 1100, e os que já têm bolsa provavelmente perderiam a ajuda. Além disso, com a escolha sendo feita pelo MEC, a universidade perde a autonomia para escolher seus bolsistas.

    Não preciso nem dizer que, além de ser totalmente contra, estou revoltado com essa medida. Afinal de contas, ela desconsidera o "meio termo". Ou você é pobre, ou você é milionário. Nada de 20, 30 ou 70% de bolsa, o lance é 8 ou 80 (ou 50 e 100, como preferirem).

    No meu caso, eu não só teria que largar a faculdade, como perderia também o meu emprego, já que sou estagiário lá.

    E aí, o que vocês acham disso? Veio pra melhor, pra pior, vai mudar algo na vida de algém?
     

Compartilhar