1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Prosa de Gaveta (Guilherme Tauil)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Pips, 3 Fev 2011.

  1. Pips

    Pips Old School.

    Creio que seja meio injusto criar um tópico, deixando de lado que poderia escrever um post para o blog, para falar sobre o livro de Guilherme Tauil - sim, o Beatlejuice do fórum.

    Todo crítico de cinema deve ter um amigo cineasta de quem não consegue escrever uma linha sequer, ou mesmo um professor de universidade que tem aversão ao criticar o trabalho de um amigo escritor, porque essa cumplicidade, esse vínculo além da profissão pode infuenciar a opinião e torná-la subjetiva ou rasa.

    E o que eu quero dizer com isso? Apesar de não conhecer o Tauil ao vivo, fiquei muito feliz quando ele disse que me enviaria seu livro, pois além de nunca termos nos vistos, chacoalhado a mão um do outro ou tomado um porre, creio que a interação virtual seja algo para se contar.

    O livro de Tauil tem um amadurecimento textual diferente do que vemos aspirantes a escritores terem, sem contar que quase a cada nova prosa existe uma citação como se ele direcionasse suas palavras para velhos amigos (nesse caso Drummond, Chico Buarque, Poe, Fuller, etc) e acho que é isso que conquista. Ele não tem limites temáticos apesar de aqui ou acolá repararmos que as pessoas citadas antes do texto podem ter uma ponta de influência na escrita.

    Devo dizer que se um dia vocês verem um livro na livraria com o nome Guilherme Tauil na lombada do autor, não temam! Comprem sem medo, porque se nesse primeiro exemplar ele provou que pode, com os pés no chão, ser tão bom proseador (ou cronista? considero a grande maioria crônica), no futuro ele poderá se gabar de ser um ótimo escritor e espero ser seu amigo para não apontar todos os defeitos.
     
  2. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Livro do camarada Tauil? Sai quando? Já saiu? Darei uma conferida! :Db [aproveitando que minha carteira possui alguns animais selvagens dando pinta]

    E qual é o preço? Tem como comprar online?
     
  3. Izze.

    Izze. What? o.O

    Tauil, seu lindo, tu sabe que ainda não li, mas lerei e resenharei!!! >.<


    E se o livro for realmente bom (olha só, vou ser bem sincera), prometo me redimir por ter te arrastado pra lojinha lá na FLIP na hora da mesa com o Robert Crumb =B
     
  4. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Já estou com meu exemplar em mãos, e já dei uma lida em algumas crônicas, até agora estou gostando bastante.
     
  5. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Ah, eu recebi meu exemplar hoje.
    Veio com dedicatória fofa e tudo; fiquei tão feliz! :sim:

    Alguns textos eu já conheço aqui do fórum, mas todos serão lidos (ou relidos) "em livro", que é mais bacana. =]
     
  6. Thorondir

    Thorondir Usuário

    Pips, valeu mesmo pela camaradagem de escrever sobre o Prosa!

    Mavericco, eu fiz uma tiragem particular, precária e pequena em gráfica mesmo, não estou vendendo, estou distribuindo entre meus amigos e conhecidos mais chegados. Se tudo der certo, vou receber um incentivo cultural de uma empresa fuedona e aí quem sabe disponibilizar pra vender na net!
     
  7. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    faço minhas as palavras do pips.

    tb ainda ñ li ele, mas já elogio pelo projeto gráfico, d mto bom gosto. e tb reconheci alguns dos textos postados aqui no meia e q costumava comentar.

    ah, parabéns, tauil. saiba q mesmo te conhecendo só virtualmente, fiquei orgulhoso pela sua empreitada.
     
  8. Tataran

    Tataran Usuário

    Tauil, parabéns pela publicação do seu livro.

    Publicar escritos pessoais é sempre um ato de muita coragem, pois, como já ouvi de um colega meu, é "o homem exposto ao mundo".
     
  9. Izze.

    Izze. What? o.O

    Vou dizer que sou suspeita para falar da estreia de Guilherme Tauil na literatura. Muito suspeita. Conheço o Tauil e me sinto endividada com ele desde a Flip do ano passado, quando o arrastei da frente do telão da mesa com Robert Crumb para ir comigo a uma lojinha meio hipster comprar uma saia que eu vi e não me saia da cabeça. Por isso sou mais suspeita ainda, porque essa resenha pode parecer uma forma de me redimir. Mas não é, não. A resenha é sincera – juro. Principalmente porque prometi a ele dizer realmente o que eu penso sobre as crônicas – e uma poesia – que compõem seu primeiro livro, Prosa de Gaveta. E promessa é dívida.

    Os textos de Tauil englobam desde histórias criadas em sua mente ou então baseados casos que ele mesmo viveu, enfeitados com seu bom humor e inteligência. Destino Traçado, o texto que abre o livro, já indica o que o leitor encontrará pela frente: casos cotidianos com um olhar debochado e otimista, que evocam um jeito alegre e simples de avaliar o que nos acontece. Em Destino Traçado, ele coloca Deus e seu protagonista em uma negociação sobre a vida que ele terá na Terra. Esse Deus tem uma personalidade que se repete em outras crônicas de Tauil: um troçador, que se diverte ao determinar como será a vida do homem. Que ri ao alegar que dá a ele a beleza e boa vida que deseja, conquanto que leia Paulo Coelho e seja fã de Calypso.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  10. Palazo

    Palazo Mafioso Literário

    E é não que deu vontade de ler? Tauil, se vira... quero meu exemplar e pago por ele! XD
     
  11. Alisson P.

    Alisson P. Usuário

    Pretendo ler assim que der um jeitinho em minha bagunçada vida literária. Mas, claro, um livro do Tauil merece furar fila. :)

    Como já disse o JLM, a capa e a diagramação merecem muitos elogios.

    Alguns textos eu já conheço daqui, mas será um prazer relê-los em papel.
     
  12. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    bah li a resenha da Izze, muito boa!
    e tem a crônica "Ode ao miojo", fiquei super curiosa para ler :iei:
    já terminou os 300 exemplares ? =(
     
  13. ricardo campos

    ricardo campos Debochado!

    Um bom começo nessa empreitada literária, não tinha visto esse tópico e é uma grata surpresa espero que acerte aí com algum patrocinador. Aliás, a lei de incentivo a cultura não é tão difícil conseguir aprovar, difícil mesmo é captar o recurso junto às empresas. Bela iniciativa, Carlos Drummond começou com uma tiragem de uns 300 livros eu acho.
     
  14. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    Foi com gosto que recebi o livro do Guilherme Tauil, membro antigo do fórum Meia Palavra, fã de Chico Buarque e escritor ativo do Artilharia Cultural. Já tendo nos encontrado pelos tópicos do Meia e já tendo colaborado com duas resenhas da saga Artemis Fowl lá no site dele, conhecia o estilo o suficiente para saber que Prosa de Gaveta seria um livro que primaria pela irreverência e o humor ácido que ele destila em seus posts.

    Prosa de Gaveta é uma reunião de prosa e poesia, muito mais prosa do que poesia, diga-se de passagem, esmagadoramente pela presença de crônicas, um gênero que, confesso, não sou leitor assíduo, mas que conheço pelas perspicazes obras de Luís Fernando Veríssimo e Rubem Braga.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar