1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Proposta de novo mundial de clubes

Tópico em 'Esportes' iniciado por Fúria da cidade, 26 Out 2018.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    A Uefa (União Europeia de Futebol) conseguiu convencer membros do Conselho da Fifa a adiarem qualquer decisão sobre a criação de dois novos torneios de futebol: um Mundial de Clube com mais participantes do que os atuais sete e uma Liga das Nações de seleções, que seria uma espécie de mini-Copa do Mundo a cada dois anos. Os europeus são contra o inchaço do calendário e deixaram isso bem claro na reunião ocorrida nesta sexta (26) em Kigali, na Ruanda. Eles temem também que um novo Mundial de Clubes concorra com a Liga dos Campeões.

    Uma força-tarefa, que desde o início do ano é cogitada, deverá ser criada finalmente para analisar o impacto dos torneios no calendário e na receita de confederações e clubes (será formada pelo presidente da Fifa, Gianni Infantino, e pelos seis presidentes das confederações continentais).
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    de empresas privadas que gostariam de patrocinar os torneios — seria a primeira vez que a Fifa abriria mão de recursos próprios para realizar competições.

    O conglomerado japonês SoftBank lidera o grupo, mas a possibilidade de ter envolvido dinheiro do governo da Arábia Saudita, que vive crise política com a morte de um jornalista dissidente, não caiu bem entre membros do Conselho da Fifa. A entidade nega que haja receita governamental no montante oferecido.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , Gianni Infantino, nos últimos meses adiantou para que a resistência do continente minasse. Em conversa com dirigentes de times como Barcelona, Real Madrid, Manchester Unites, Juventus e Bayern de Munique o cartola prometeu receitas gordas e a garantia da participação desses times nas primeira edições do novo Mundial de Clubes, mesmo se não obtivessem a vaga por critérios técnicos. A ideia era ter as equipes mais tradicionais em campo, o que atrairia maiores investimentos.

    O presidente da Uefa, o esloveno Aleksander Ceferin, faz clara oposição a Infantino, de quem foi colega na direção da Uefa quando o presidente da Fifa era secretário-geral da união europeia. Os europeus se anteciparam à Fifa e criaram a sua Liga das Nações de seleções, que já tem a primeira edição em andamento.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A Uefa acredita que um novo
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    s disputado por 24 equipes entre julho e agosto atrapalharia a pré-temporada das equipes europeias. Inicialmente Infantino queria propor um torneio a cada quatro anos, nos ímpares anteriores às Copas do Mundo, data que era reservada a Copa das Confederações, torneio de seleções que acabará. Depois veio a possibilidade de o Mundial ser anual, como é atualmente mas mudando de dezembro para o meio do ano e aumentando os participantes de sete para 24.

    Nove dos 37 membros do Conselho fazem parte da Europa, portanto o continente é o que tem mais cadeiras. A América do Sul, por exemplo, tem cinco, entre eles o brasileiro Fernando Sarney, que também é vice-presidente da CBF. A Conmebol é favorável a criação das competições, mas também quer uma análise criteriosa do calendário.

    O Conselho da Fifa decidiu nesta sexta, entre outros assuntos, sedes de alguns torneios como o Mundial de Futebol de Areia 2019 (que será no Paraguai) e do Mundial de Futsal de 2020 (na Lituânia).
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    -----------------------------------------------------------------------------------------------------------
    Ainda bem que isso não foi adiante.
     
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A Conmebol tem conversado com a UEFA para tentar traçar uma proposta comum para o Mundial de Clubes em oposição ao que apresenta a Fifa. Uma primeira proposta feita pela confederação sul-americana foi um formato com 12 clubes anualmente, o que é rejeitado pela federação internacional que deseja mais equipes em edições de quatro anos.

    Desde que assumiu a Fifa, Infantino defendeu a reforma ampla do Mundial de Clubes por falta de interesse no formato atual. Apresentou uma oferta de US$ 25 bilhões por três edições em formato de quatro em quatro anos. Mas houve contrariedade da UEFA, de clubes europeus e agora da Conmebol.
    Enquanto isso, sul-americanos e europeus negociaram em separado uma fórmula. A Conmebol fez a proposta à Fifa de 12 times, com quatro sul-americanos (campeões e vices da Libertadores, e da Sul-Americana). Seria ainda quatro europeus e quatro times de outros continentes. Esse evento poderia ocorrer anualmente em dezembro a partir de 2020.

    ''Há concordância entre a sul-americanos e europeus'', contou o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez, sobre a rejeição ao formato proposto pela Fifa e a busca por outra fórmula.

    A Fifa, no entanto, não recebeu bem a ideia da Conmebol, pois insiste com seu Mundial de 24 clubes a quatro anos. Entre europeus, o problema é o tempo que a competições tomaria o que causa oposição dos clubes do continente e da UEFA. Entre sul-americanos, a rejeição é por conta do excessivo tempo entre a classificação e o torneio.

    ''Um time poderia estar na segunda divisão. Aqui ainda não há planejamento (entre os clubes)'', afirmou Dominguez. O presidente da Conmebol reconheceu que a questão do Mundial não está perto de um acordo. Há novas reuniões da Fifa para discutir o assunto neste início do ano.
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

Compartilhar