1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Propaganda da Bombril acusada de "deboche da figura masculina"

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Siker, 13 Ago 2015.

  1. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    "Toda mulher é uma diva… e todo homem é 'divagar'", diz a humorista Dani Calabresa na nova propaganda da Bombril. O vídeo, que também é estrelado por Ivete Sangalo e Monica Iozzi, será investigado pelo Conar, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, após ser acusado de "discriminação de gênero" e de "deboche da figura masculina" pelos consumidores.

    O órgão abriu ontem (12) o processo contra a marca, mas, em casos semelhantes, o Conar arquivou a denúncia. Em nota, a Bombril afirmou que a campanha foi "desenvolvida para valorizar o protagonismo feminino". Além disso, afirma que optou utilizar uma linguagem bem-humorada para "ressaltar o valor da mulher na sociedade brasileira e não tem a intenção de ofender os homens ao fazer uma brincadeira com a palavra 'diva'".

    A conversa entre Ivete Sangalo e as humoristas começa com a afirmativa de que "toda mulher nasceu para brilhar". Em 30 segundos de propaganda, elas enfatizam como a mulher consegue assumir vários papéis ao longo do dia, no trabalho e em casa, e deixar tudo brilhando, enquanto homens "nem com todos os produtos da Bombril" ajudam na casa.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    comercial:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    como li por aí, conseguiram bater um recorde: mesmo com uma propaganda machista acabaram conseguindo desagradar o público masculino :rofl:
     
    • LOL LOL x 5
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Oi? A propaganda foi machista?
     
  4. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    não é escancarado (porque né, elogia as mulheres, elas são divas, uau), mas segue a mesma linha daquela do mr. músculo, que o guri estuda uma forma de melhorar o produto de limpeza para que a mãe dele tenha menos serviço e possa ficar mais tempo com ele. bottom line: serviço de casa quem faz é mulher.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
    • Ótimo Ótimo x 1
  5. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Faz sentido. Sou meio pessimista sobre esse esforço de acertar nas propagandas - acho que sempre, sempre, vai existir espaço para alguma crítica. Conclusão: é melhor fazer uma propaganda só dizenndo que o produto limpa bem.
     
  6. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    eu chuto que o problema exista porque as propagandas são feitas a partir de pesquisas que buscam responder "quem é meu maior consumidor?", e não "quem são meus consumidores?". mais ou menos assim: eu notei o tom machista na propaganda, mas convenhamos, ele reflete uma realidade. nossa sociedade é machista, a realidade é essa. o maior consumidor de bombril ainda é o público feminino.

    agora, sobre a questão de chamar homem de "divagar", foi uma ideia idiota mesmo, pura e simplesmente. começa que feminismo pede basicamente a igualdade entre os gêneros. como pode ser igualdade se você chama o cara de "divagar"? e junto com isso vem a impressão de que o pessoal responsável pela campanha passou uns tempos em marte, porque se todo mundo se ofende com tudo hoje em dia, por que deixariam passar esse tipo de coisa?

    (não que eu ache que "divagar" seja uma super ofensa que mereça até envolver o conar no meio, mas bem, no fundo é isso, os tempos mudaram, os publicitários ainda estão correndo para ficar em dia.)
     
    • Ótimo Ótimo x 3
    • Gostei! Gostei! x 2
  7. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Talvez fosse melhor fazer uma propaganda reforlando a necessidade da melhor divisão das tarefas domésticas. Não é possível q esse povo não tenha criatividade para fazer algo divetido a partir disso.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. Reverendo

    Reverendo Usuário

    Eu até que concordo com a loira esquisita. Homem é meio "divagar" mesmo em afazeres domésticos. É melhor deixar as mulheres cuidarem desse tipo de coisa.
     
    • Fail Fail x 2
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. Ranza

    Ranza Macaco

    Como assim? a mulher já nasce com habilidades inatas para serviços domésticos? A verdade é que homem não é lento para esses afazeres, é que a grande maioria não faz pois tem alguma mulher pra fazer (mãe, esposa, tia ou sei la). Se fosse algo comum a sociedade a divisão das tarefas domésticas e o muleque desde pequeno ajudar em tais serviços assim como muitas meninas, talvez eles seriam mais rápidos. E outra coisa, até mesmo as mulheres que crescem em ambientes com pessoas que fazem esse tipo de trabalhos para elas, se tornam lentas em tal tarefa.

    Os afazeres domésticos, assim como outras milhares de atividades, são habilidades que você desenvolve com a prática.
     
    • Gostei! Gostei! x 6
    • Ótimo Ótimo x 2
  10. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    A primeira metade foi puramente machista, dizendo que mulher é diva porque deixa tudo brilhando, se o comercial terminasse ali talvez ficasse mais na cara, mas aí eles tentam disfarçar o machismo falando mal dos homens (tá serto! é assim que funciona).

    Esse comercial parece um bom exemplo de como funciona uma mente machista ao tentar "valorizar o protagonismo feminino", como a Bombril tentou justificar.

    É quase a mesma sutileza do cara que diz: 'não sou machista, até ajudo minha mulher na cozinha'.
    Só que nesse caso não enxergo sutileza, tentaram disfarçar muito mal um pensamento machista jogado direto na nossa cara.

    Não só em afazeres domésticos, alguns são lentos pra evoluir o raciocínio também.
     
    • Gostei! Gostei! x 6
    • Péssimo Péssimo x 1
  11. LuizWsp

    LuizWsp A torch in the dark In Memoriam

    Até propaganda xingando homem é machista agora hahahaha

    piada
     
    • Péssimo Péssimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
    • Fail Fail x 1
  12. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Nossa, que defecada...
     
  13. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Uau, super xingamento.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  14. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Ah, agora a ideia é medir os xingamentos? Na verdade, a ideia desses embates entre oprimidos e opressores sempre foi essa, né? Todo e qualquer xingamento contra o oprimido é uma bomba nuclear, pq, afinal, tem toda o histórico de opressão - e todo xingamento contra o opressor é um peido.
     
  15. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Não, é que é besta mesmo. É de se pensar quem foi o gênio por trás desse texto.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  16. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Exagerei na reação então. :lol:
     
    • LOL LOL x 2
  17. Reverendo

    Reverendo Usuário

    Ranza, vai por mim. Deixa as mulheres cuidarem disso. Estou muito feliz sendo "divagar" nessas atividades e não tenho qualquer desejo de desenvolver habilidades na prática. Deixa as especialistas cuidarem desse tipo de trabalho.

    Agora dá licença, que eu tenho que preparar o almoço, porque a patroa já tá olhando torto.
     
    • LOL LOL x 11
    • Gostei! Gostei! x 1
  18. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Tava quase dando um outro Fail, mas o deboche sempre me ganha. :lol:
     
  19. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Às vezes eu me questiono sobre isso com propagandas (e novelas também tem essas polêmicas).
    Como diferenciar se um trabalho desses é feito com intuito de estimular uma situação, ou se apenas retrata uma realidade (infeliz realidade, mas realidade)?
    Teve a polêmica da Camila Pitanga interpretando uma pessoa pobre enquanto que a sua antagonista era uma branca rica, e isso seria a globo reforçando o estereótipo de que todo negro é pobre. Mas ao mesmo tempo é apenas uma simples retratação da realidade brasileira (triste, mas realidade). Se a Globo colocasse a Paris Hilton interpretando uma pobretona da favela, alguém compraria? Alguem acharia minimamente verossímil?
    Até onde está a responsabilidade desses meios de quebrar estereótipos ou de retratar realidades? Quando é errado um ou errado outro.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  20. LuizWsp

    LuizWsp A torch in the dark In Memoriam

    O intuito é vender Bombril.

    Não tem nenhum intuito por trás de moldar padrões de sociedade.

    Minha opinião é que esses meios não tem responsabilidade nenhuma, principalmente novela, que vê quem quer.
     
    • Péssimo Péssimo x 2

Compartilhar