1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Projetos para criar 6 Estados podem inchar Legislativo

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Till Hardbottle, 30 Jul 2007.

  1. Till Hardbottle

    Till Hardbottle Visitante

    Projetos para criar 6 Estados podem inchar Legislativo

    Seg, 30 Jul, 08h36

    Estão prontos para votação no Congresso projetos que prevêem a criação de mais seis Estados. Se aprovados, eles vão agravar o inchaço do Legislativo, abrindo 144 cadeiras de deputado estadual, 48 vagas de deputado federal e 18 de senador. Esses projetos de decreto legislativo, que prevêem a realização de plebiscito, foram aprovados nas respectivas Comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e podem ser inseridos na pauta a qualquer momento.

    Os novos Estados em estudo são: Carajás e Tapajós no Pará; Mato Grosso do Norte em Mato Grosso; Rio São Francisco na Bahia; Maranhão do Sul no Maranhão e Gurguéia no Piauí. Em comparação, os Estados Unidos têm 50 Estados, com representação fixa no Congresso de 100 senadores e 435 deputados. Se forem criadas mais unidades da Federação, não haverá aumento do Parlamento, apenas a redistribuição das vagas.

    O Brasil tem 26 Estados e 1 Distrito Federal. O Congresso abriga 513 deputados e 81 senadores. Aqui, ao contrário dos EUA, a configuração aumenta se houver novos Estados. Em média, a Assembléia Legislativa de um pequeno Estado, com 24 deputados, consome R$ 110 milhões ao ano.

    Na maior parte, os projetos de criação de Estados são antigos e apresentam lacunas. Nenhum deles, por exemplo, inclui um estudo detalhado sobre a viabilidade econômica e os custos da medida. A criação de um Estado pressupõe a existência de um novo Executivo, um novo Judiciário e um novo Legislativo. Todos devem ser dotados de completa estrutura física, como prédios, veículos e equipamentos, e administrativa - governadores, secretários, servidores, juízes, promotores, deputados e assessores. As propostas tampouco apresentam solução para um problema crucial: quem arcará com os custos do plebiscito. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

    Fonte: site
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    ---------------------------------------------------------------------------------------------------

    É cada uma que esses políticos inventam... :roll:
     
  2. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Isso é só burburinho, e nao vai dar em nada porque esbarra em principios constitucionais que tratam da federacao brasileira
     
  3. #Ryu

    #Ryu Usuário

    Na verdade não. É necessário um plebiscito nos estados que vão ser divididos.
    E isso não esbarra em nenhum princípio constitucional, isso é um princípio constitucional, por que vai continuar sendo uma federação.

    O problema de se investir na redução dos estados, é que o dinheiro vai na maior parte para toda a burocracia, e os investimentos sociais vão para o beleléu ( e o beleléu é um estado da federação sem volta).

    É válido o argumento de dividir para melhor governar, mas isso, no Brasil, não costuma dar efeito antes de uns 30 anos, nos estados mais pobres.

    A constituição de 1988, entre outras coisas, dividiu Goiás em dois, formando Tocantins.
    O Mato Grosso foi desmembrado em 1977.
    Outras coisas interessantes:
    (isso você não vê nos livros de história) Durante a segunda guerra, Getúlio Vargas desmembrou três territórios estratégicos de fronteira para governá-los diretamente. Entre Eles, Rio Branco (Roraima), Amapá, Guaporé (Rondônia), Ponta Porã e Iguaçu - estes dois últimos foram agregados aos estados de origem em 1946.

    Mapa do Brasil em 1943:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Sou a favor da criação dos novos estados sim, e divisão de outros como o Amazonas e Minas Gerais, e talvez SP (A parte Oeste). Todavia não de repente, mas com um período de uns 15 anos, acho que é o suficiente para criar uma infra-estrutura mínima (ao invés de criar o estado para depois fazer a infra). E com muito, mas muito estudo das regiões.
     

    Arquivos Anexados:

  4. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Eu já havia escutado sobre o Maranhão do Sul, e a capital seria Imperatriz. Os Sarney perdeu o governo, então tinham que criar outro pra governar :roll:
     
  5. Glorwendel

    Glorwendel Usuário

    Criem os estados que quiserem, mas o número de deputados tem que diminuir independente disso. :roll:
     
  6. Tuor

    Tuor Usuário

    Não tem coisa mais interessante pros Poderes realizarem não?
     
  7. Elminster

    Elminster Usuário

    Não sei quanto á outros estados mas criar os estados de Tapajós e Carajás vai ser uma perda de dinheiro tremenda.

    Daqui da minha cidade muita gente sabe que o resto do Pará (excluindo regiões próximas de Belém) é quase uma terra sem lei, fazendeiros são os verdadeiros donos da região, além de assassinato ser comum (só para citar pouco).

    Por minha parte eu discordo da criação destes estados.
     
  8. Glorwendel

    Glorwendel Usuário

    Fora tudo que já citaram ainda terão de fundar novas universidades federais em cada um dos novos estados.
     
  9. miharu

    miharu Wild~

    Eu já sabia sobre os estados a serem criados no Pará, está rolando uma tremenda jogatina política para diminuir o poder do governo do estado (que mais parece uma oligarquia)...Só que com isso os estados criados serão muito mais ricos em recursos minerais que o que restar para o Estado do Pará, que vai ficar reduzido a 30% do tamanho original...Aí a briga promete!
     
  10. Dama de Avalon

    Dama de Avalon A Elfa Carol

    Eu sou a favor tbm. Pois acredito que o projeto beneficiara os estados
    a serem criados.
    Mas o caso, é o que ocorreu e ainda esta ocorrendo com o projeto de
    transposição do Rio São Francisco, sabemos que é necessario mais
    não se viu o projeto sair do congresso ainda, pois assim como a criação dos estados, a
    transposição requer tempo para que se tenha
    um retorno, e como no Brasil os governantes querem retorno imediato,
    os mesmos não se empenham para os projetos que são realmente necessario.
     
  11. Cad

    Cad The punishment is loneliness.

    Sou contra, pra mim isso é só pra aumentar o número de políticos.
     
  12. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    A maioria dos estados já está f:censu: e quase falida e ainda querem criar mais elefantes brancos para inchar ainda mais as despesas da União? E advinhem no bolso de quem vai estourar este surto separatista. Do Zé Povinho burro, como sempre.
     
  13. Bárbara Teixeira

    Bárbara Teixeira Eu não quero mais ser um

    Realmente, pra terem tempo pra pensarem numa coisa assim... Também sou contra e acredito que no final isso é só projeto para que todos vejam, um cartaz pra desviar a atensão do povo (que já não anda lá essas coisas)!!!
     
  14. Estranho

    Estranho Dancer

    Nah. Projetos úteis são fora de moda...


    Já tem projetos disso correndo faz tempo. Eu me lembro de ter visto na própria Valinor um tópico sobre isso...
    No fundo, isso só iria criar uma necessidade maior de gastos, que não teriam um retorno, uma utilidade prática...
     
  15. Tuor

    Tuor Usuário

    É um absurdo mesmo...fome, seca, desigualdade...e eles pensando em gastar milhões e bilhões para construção dos Poderes locais nesses Estados...sem contar com prédios, tubulações, casas que teriam que ser feitas...um absurdo total!
     
    Última edição: 31 Jul 2007
  16. Pinchester

    Pinchester macaco loco

    aaa, pra que mudar, ta bunitinho assim.
    e provavelmente os governos dos novos e antigos estados brigariam para ficar com coisas de valor da região, uma parte vai perder valor pois terá menos terras uteis p/ plantações e a economia do estado caira, prejudicando todos na região.
     
  17. Till Hardbottle

    Till Hardbottle Visitante

    Eu também penso assim.
    Sem falar no monte de cabides de empregos que eles criariam.
     
  18. Ishtar Lillith

    Ishtar Lillith Usuário

    Ah que horror,
    eles nao dao conta nem dos que existem,
    isso é só jogo político e quem vai se f* somos nós
    Espero q isso nunca saia do papel, vai ser um atraso só:disgusti:
     
  19. Kurt

    Kurt El Doctor

    Eu acho que a divisão é bacana, afinal levaria desenvolvimento a partes pouco produtivas do estado. Por exemplo, o norte de Goiás era um nada, puro mato, poeira, extremamente atrasado e talz. Foi dividido em 1988, com a criação do estado do Tocantins, hoje é extremamente produtivo e Palmas tem tudo para ser uma das melhores cidades do Brasil(O clima não é muito favorável, mas tirando isso é uma ótima cidade), além de ter um pólo industrial forte.
     
  20. Sarcasmo

    Sarcasmo Funfamento

    Sabe o q isso significa pra mim, um enorme :blabla: :blabla: :blabla: no congresso.
     

Compartilhar