1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Projeto de bancada evangélica propõe legalizar 'cura gay'

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 27 Fev 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    O paciente deita no divã e pede: não quer mais ser gay. O psicólogo deve ajudá-lo a reverter a orientação sexual? Parlamentares evangélicos dizem que sim e tentam reverter uma resolução do Conselho Federal de Psicologia.

    Um projeto de decreto legislativo quer sustar dois artigos instituídos em 1999 pelo órgão. Eles proíbem emitir opiniões públicas ou tratar a homossexualidade como um transtorno.

    Segundo o projeto do deputado João Campos (PSDB-GO), líder da Frente Parlamentar Evangélica, o conselho "extrapolou seu poder regulamentar" ao
    O conselho de psicologia questiona se o projeto pode interferir na sua autonomia. Para o presidente do órgão, Humberto Verona, estão lá normas éticas para combater "uma intolerância histórica".

    Deve-se curar a "síndrome de patinho feio", e não "a homossexualidade em si", diz Toni Reis, presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais. Para ele, é o preconceito que leva um gay a procurar tratamento.

    "[Ninguém diz] 'cansei de ser hétero, vim aqui me transformar'", completa Verona.

    FREUD EXPLICA?

    O estudante de direito e homossexual Fábio Henrique Andrade, 18, foi mandado para o psicólogo pela primeira vez com dez anos. O filho deveria "tomar jeito" antes que virasse gay, na opinião de sua família adotiva.

    A voz fina tirava o pai do sério. "Falava que era de veado." E também o fato de ele só brincar com as meninas.

    Para o pastor e deputado Roberto de Lucena (PV-SP), cruel é deixar "um homem em conflito" ao léu psicológico. Ele é relator do projeto de Campos, hoje sob análise da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara.

    A princípio, Lucena crê que os pais têm o direito de mandar seus filhos para redirecionamento sexual. Mas reconhece que o tema deve ser discutido em audiência pública, prevista para as próximas semanas em Brasília.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    :clap: Excelente ideia para ajudar a reduzir o preconceito contra o homossexualismo.

    NOT!

    A bancada evangélica/católica no congresso faz eu sentir asco de um dia ter sido cristão. Com todo o respeito aos demais cristãos do fórum. Sério, eles são muito alienados/fanáticos. E o pior, possuem milhões de seguidores.

    Em 2012 querer falar que homossexualismo pode ser curado? Sério?
     
    • Gostei! Gostei! x 5
  3. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Pelo o que eu entendi, parece que o psicólogo atualmente não pode tratar o homossexualismo como algo reversível, e é isso o que os parlamentares querem liberar, esta possibilidade.
    Mas até aí nada novo, os políticos defendem aquilo que acreditam, certo?
     
  4. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Em 2012, acreditar que homossexualismo é reversível, é normal? Você acredita nisso? Acredita que é uma opção? Acredita que uma pessoa ESCOLHE ser homossexual?
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  5. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Acredito que é possível uma pessoa se achar homossexual e não ser, do mesmo jeito que uma pessoa pode se achar heterossexual e não ser, acredito que cabe ao psicólogo, o profissional que entende o que está fazendo, tratar do assunto do indivíduo, das suas confusões e dos seus problemas psicológicos.
    Sobre a escolha, eu já respondi em um outro tópico, vou caçar o link e deixar
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .
     
    Última edição: 27 Fev 2012
  6. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    :think: Então o cara pode ACHAR que gosta de homem, mas no fundo curte mulher?

    E fico no aguardo pelo post da escolha.
     
  7. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Já deixei o link no meu post acima. E sim, não é normal alguns homossexuais só se tornarem homossexuais após uma certa idade, depois de ter vivido alguns anos como hétero?
     
  8. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Que eu saiba a definição de homossexual é quem sente atração sexual por uma pessoa do mesmo sexo, não interessa se você gosta de Glee, gosta de Restart (e é homem) etc, se você sente atração por mulheres, então você é hétero.

    Isso se chama:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • LOL LOL x 9
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 2
  9. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Tem-se que ficar alerta para o governo não atrapalhar o trabalho da psicologia. Tem conselhos de classe que são mais cabides políticos que apoios técnicos (herança do sindicalismo).

    Eu sou a favor de deixar o paciente e o psicólogo tratarem da questão dentro do sigilo da profissão, afinal a cabeça de algumas pessoas é muito complexada e não existe limite para o sofrimento humano. Quando se fala em transtorno de identidade é capaz de uma pessoa assumir personalidades femininas ou gays e nem saber do que está acontecendo ou que ela mesma sofreu (afinal as feridas psicológicas são em grande parte invisíveis pra sociedade). Nesse ponto o governo deve resguardar as pessoas e conceder-lhes o benefício da dúvida (que infelizmente é o que eles vêm fazendo menos e menos).
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  10. Amon_Gwareth

    Amon_Gwareth Paragon

    Depois nego taca pedra quando eu digo que democracia é uma merda... uns ignorantes que cogitam umas hipóteses dessas, que provavelmente nem são capazes de cuidar da própria família de forma saudável, dão pitaco sobre como deveria ser o nosso estado...

    @siker
    definir homossexualismo como reversível tem sim implicações, como por exemplo, num passo posterior, entender homossexualismo como distúrbio
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  11. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Isso se for constatado que a pessoa de fato é homossexual, se for possível constatar isso, já que psicologicamente o indivíduo que estará sendo tratado pode ter sim transtornos que o deixem confuso com relação a qualquer aspecto de sua vida, quem deve lidar com isso é o profissional.
     
  12. Amon_Gwareth

    Amon_Gwareth Paragon

    então, constatar que um indivíduo é homossexual, falando de forma prática, não é muito difícil né. se ele sente/manifesta atração pelo mesmo sexo, e/ou mantém relações sexuais com pessoas do mesmo sexo, então ele é homossexual.

    o q vc procura é a origem do homossexualismo?

    mas não dá pra dizer que qualquer processo de desenvolvimento e/ou dúvida é uma patologia que pode/deve ser tratada por um profissional, ainda mais legalmente.

    por exemplo: joãozinho decide ser um médico heterossexual, e zezinho decide ser um advogado homossexual. não é bem assim que funciona. esse tipo de "decisão"* está amarrada ao processo de desenvolvimento da criança para o indivíduo social, e sempre virá acompanhado de questionamentos pesados; e naturais. estão enumeradas acima duas decisões: uma ok pra sociedade e outra não ok.

    *aqui está o ponto que lhe interessa, acho. a decisão do indivíduo pode ou não ser espontânea. porém, a ciência desconhece qualquer indício de que homossexualismo é consequencia de um determinado transtorno ou característica específica, e portanto não é um parlamentar de merda que tem que opinar se isso pode ser tratado clinicamente já que normalmente a decisão sobre participar do processo clínico seria dos pais, e não dos filhos. a colocação legislativa serve justamente para proteger essas crianças contra uma situação que ainda desconhecemos.
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  13. Pearl

    Pearl Usuário

    Eu também não gosto muito da idéia do congresso interferindo na autonomia das profissões. No caso do psicólogo ele tem que tratar o paciente individualmente segundo o que a própria ciência (psicologia) propõe, e não porque o congresso disse que pode ou não pode.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  14. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Primeiro ponto, constatar que um indivíduo é homossexual ou não. Como eu já falei, existem héteros que em algum momento da vida podem passar a se considerar homossexuais, é o que chamam de "sair do armário" por acreditarem que o indivíduo sempre foi homossexual, assim como um homossexual pode decidir voltar a ser hétero, o que não chamam de nada. Vendo apenas estas situações, eu acredito que as pessoas podem simplesmente ficar confusas em algum momento, nestas situações o psicólogo deve saber o que é melhor a ser feito, afinal é ele que estará analisando o psicológico da pessoa, e isso não indica que ele estará revertendo um homossexual, apenas esclarecendo os problemas psicológicos da pessoa, problemas que ela pode sim ter.

    Segundo, ao meu ver, o homossexualismo ser ou não um transtorno não é o assunto do tópico, pelo menos não é sobre o que estou me referindo, o que eu digo é sobre as dúvidas comuns que qualquer pessoa é capaz de ter ao procurar um psicólogo, dúvidas que podem englobar tudo, até a sexualidade da pessoa. Um homossexual ou hétero em dúvida não é realmente um homossexual ou hétero, é uma pessoa em dúvida, o psicólogo trataria os problemas relacionados a esta dúvida, de forma profissional, ou seja, fazendo o trabalho dele.

    Eu nem sabia sobre essa proibição, na minha opinião o psicólogo precisa ter liberdade para atuar, posso ter entendido errado a posição dos parlamentares, mas parece que eles só estão querendo que o psicólogo tenha tal liberdade.

    E só para deixar claro, mais uma vez: não estou falando sobre reverter o homossexual/homossexualismo, mas trazer esclarecimento para quem tenha algum transtorno que esteja causando dúvidas a respeito de si mesmo.

    EDIT: Entendi agora a parte de proteger as crianças, eu estava só pensando na situação citada no texto, no caso do "paciente deitar no divã e dizer: quero deixar de ser gay". Pais levarem os filhos em psicólogos por causa da orientação sexual acho errado mesmo, porém também acho errado que o psicólogo não possa tratar o indivíduo da forma que for necessária, mesmo quando a situação caia nessa questão do homossexualismo.
     
    Última edição: 27 Fev 2012
  15. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    E parece que estamos mesmo rumando para um Estado Fundamentalista. "Curar Gay"... pelamordedeus! Nada disso seria necessário se vivêssemos em uma sociedade tolerante e livre de preconceitos. Muito menos de ajuda de um psicólogo, onde a pessoa só vai por não suportar a pressão que as pessoas do núcleo familiar, do círculo de amizades e do trabalho impõem sobre as escolhas sexuais.

    Homossexualidade, tal como a heterossexualidade é uma questão de escolha; só que ao longo dos milênios foi condenada e vista como algo pecaminoso que vai contra a natureza reprodutiva... como se o ser humano ainda fosse aquele chimpanzé de milhões de anos atrás que só come, bebe, dorme e fode.

    Já descemos das árvores faz tempo.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • Ótimo Ótimo x 1
  16. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Palhaçada, achei
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    a resolução do Conselho Federal de Psicologia sobre as normas com relação à Orientação Sexual, e não tem nada que restringe o trabalho dos profissionais, de fato ele só regula o problema do preconceito. O
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    desse João Campos parece querer tratar o homossexualismo como doença mesmo, acabei achando um outro
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    dele, requerindo uma ADI com relação a decisão do STF quanto a união entre pessoas do mesmo sexo. :blah:

    Esse título falando da "cura gay" pareceu bem sensacionalista, a princípio, porém infelizmente essa é de fato a realidade das intenções desse deputado, João Campos. :roll:
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • Ótimo Ótimo x 1
  17. Por favor... sério isso? Cara eles tão indo contra a bíblia. eu sou protestante, e tenho ORGULHO de ser protestante... Mas tem muito babaca! Cara não comecem a falar besteira que com certeza foi uma minoria idiota.

    Na bíblia fala se não me engano algo sobre "Amar o ser humano, mas não seus atos" Acho que isso NÃO se aplica a homossexuais, já que não acho pecado homossexualismo. Mas mesmo pra os cristãos que acham, e que aplicam isso como pecado isso vai contra a lei de Deus.
     
  18. Vini- O

    Vini- O Usuário

    Última edição: 28 Fev 2012
  19. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Babaquice típica das mulas cristãs do Congresso. Eu fico envergonhado de ver o cristianismo tão porcamente representado no Brasil, seja pelos bispos esquerdóides e padres-de-passeata da ICAR seja pelos megalomaníacos de várias igrejas evangélicas, e não falo da condenação moral do homossexualismo que é algo que eu entendo (embora discorde), mas dessa necessidade de meter o bedelho na vida privada das pessoas em função de uma moral pretensamente objetiva, mas carregada de preconceitos religiosos e sexuais. Sério que é difícil pra esses caras entenderem que independente da moral de sua fé e da crença em sua objetividade ela NÃO PODE ser imposta ao Estado nem se ele fosse totalmente cristão. E não é, está aliás longe disso. A moral pode não ser individual para as religiões mas ela não é objetiva fora do quadro de fieis e crenças dessas igrejas, a moralidade do Estado é outra que pode ou não ter sido influenciada historicamente pela religião em suas estruturas e filosofia mas não é mais determinada por esta.

    E no fim mancham o cristianismo, que enquanto religião sofre com chacotas de ser uma fé burra, retrógrada e anticientífica exatamente pela cabeça tacanha, medíocre desse monte de bosta que 'legisla'.
     
    • Gostei! Gostei! x 5
    • Ótimo Ótimo x 2
  20. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Perdão, mas levando em conta que a época do politicamente correto, vocês acham que um projeto desse vai passar???

    No entanto, esta ideia se baseia em alguma linha da psicologia que trate sobre isso? Pergunto pois desconheço a área.
     

Compartilhar