1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Primeira guerra mundial (1WW)

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por adrieldantas, 23 Mar 2015.

  1. adrieldantas

    adrieldantas Relax and have some winey

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Alguém se interessa pelo assunto? Eu sou fascinado pela primeira guerra, os diários, música, impacto, pós-impacto... Seria interessante discutir isso por aqui. Assim como compartilhar dicas de documentários, filmes, livros, etc...
     

    Arquivos Anexados:

    • 132311.jpg
      132311.jpg
      Tamanho do arquivo:
      23,4 KB
      Visualizações:
      1
    • Gostei! Gostei! x 6
  2. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    O livro Canhões de Agosto da Barbara Tuchmann pode ser de seu interesse. Fala da prévia do conflito.
     
    Última edição: 2 Abr 2015
    • Gostei! Gostei! x 3
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Pra mim tem um momento que acontece durante a primeira guerra mundial e que é muito pouco comentado pela grande mídia em geral que foi o genocídio armênio que bem antes de acontecer com os judeus, foi um grande extermínio em massa que segundo as estimativas do governo armênio superou mais de 1 milhão de mortes, mas que infelizmente muitos turcos de forma muito mais radical que os alemães negam a existência desse holocausto e nesse ano 2015 completa-se exatamente 100 anos desse triste ocorrido. Aliás, antes desse incidente boa parte do território que a Turquia possui hoje pertenceu a Armênia.
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  4. Malkyn

    Malkyn The Siren

  5. adrieldantas

    adrieldantas Relax and have some winey

    Eu não sabia deste genocídio. Vou dá uma olhadinha e conferir.
     
  6. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Então, durante o ensino fundamental e médio nas aulas de história nunca ouvi uma menção sequer. Só fui aprender sobre isso a pouco tempo ao prestar serviço pra um edifício da comunidade armênia de Sampa (que por sinal não é pequena, tanto que eles foram os primeiros a ganharem uma estação de Metrô em homenagem)

    Daí em diante fiz amizade com alguns deles e coincidentemente praticamente ao mesmo tempo minha mulher que é professora de teatro foi convidada para ser figurinista na peça "1915" cujo tema é justamente retratar esse tema. Quando vi a peça o meu interesse pelo assunto que já tinha sido despertado não parou mais desde então. Vale a pena ler e se informar.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  7. fcm

    fcm Visitante

    Curto mais a WWII porque já li muita coisa. a WWI eu li muito pouco, ano passado dei de presente pro meu irmão um livro que destrincha essa guerra, irei pegar emprestado depois que ele acabar de ler, o livro parece ser muito bom!
    Segue o link:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Paguei 39 reais, mas parece que agora está bem mais carooo
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. adrieldantas

    adrieldantas Relax and have some winey

    Olha, eu estava dando uma pesquisada e talvez eu tenha achado o motivo do porque o genocídio não foi muito discutido.
    Sei que não é uma fonte muito segura, mas vou utilizar como fonte a Wikipédia.

    Nos dados ela diz que o genocídio terminou em 1923, ou seja, bem depois da primeira guerra em si.
    Aí ele diz:

    No que eu entendi eles já estavam planejando o genocídio bem antes da primeira guerra. Apenas quando a guerra começou que eles pensaram "agora é perfeito, vai funcionar". Então acho que esse é o motivo dele não ser tão discutido no meio da primeira guerra. Ele começou antes e terminou depois. Diferentemente do genocídio da segunda guerra, que estava o tempo inteiro ligado com a guerra e Hitler.
     
  9. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Sim, bem apontado, Fúria. Até hoje a Turquia nunca reconheceu o genocídio armênio. Hitler teria se referido a esse genocídio quando alguém falou pra ele que a Solução Final poderia não ser bem recebida.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  10. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Sim os turcos planejaram um pouco antes da guerra, mas foi durante ela que a Armênia esteve muito mais vulnerável e totalmente fragilizada. Eles consideram o ano de 1915 já com a guerra mundial em pleno andamento como o ano do inicio da fase mais massacrante de sua história quando o genocídio chegou com força total e assim como o caso dos judeus houve também uma grande diáspora de armênios pelo mundo e o Brasil aparece entre os países que mais acolheram eles.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  11. Felagund

    Felagund Well-Known Member

    Sem duvidas minha guerra favorita! Tenho MUITA bibliográfia, porém a maioria é histórica e sociológica, e usam e abusam de termos técnicos e tal, então talvez seja um pouco chato pra quem não é da área :confused:

    To com uns projetos ai e quem sabe eu possa mandar um conteúdo original sobre esse período em breve!

    Vale ressaltar que, para manjar MESMO sobre a primeira (e a segunda) grande guerra é preciso voltar um pouco na história e analisar os processos de unificação alemã e italiana! Portanto, se houver interesse e tempo, busque ler sobre esses dois episódios!
    --- Mensagem Dupla Unificada, 26 Mar 2015, Data da Mensagem Original: 26 Mar 2015 ---
    Na verdade toda (ou quase toda) a Armênia já estava sob domínio otomano à alguns séculos. A Armênia conseguiu sua independência (e posterior associação à URSS) exatamente na guerra de independência Turca
    --- Mensagem Dupla Unificada, 26 Mar 2015 ---
    E Furia e Adriel, vcs estão cometendo um pequeno engano: os Jovens Turcos e o Império Otomano são grupos e instituições diferentes.

    Apesar de que a etnia dominante (em números e em poder) no Império Otomano sempre ter sido turca, o Império contava com outras minorias fortes e autônomas, como gregos, armênios, sírios, curdos, egípcios, palestinos, judeus e muito outros. boa parte de todo o Oriente Médio (tirando Arábia Saudita e vizinhos e Irã) ficavam dentro das fronteiras do Império. Os Jovens Turcos, porém, eram um movimento ultra-nacionalista turco, que buscava maior soberania do povo turco sobre seus súditos (os povos já citados) e principalmente dentro do território que eles consideravam como "Turquia", que abrange a Anatólia, Trácia e Armênia.

    Quando o Império é desmanchado, as nações vitoriosas dividem seu território entre si e dão a administração de certas áreas para os povos que foram invadidos e usurpados de suas terras nas invasões turcas (que começaram no século XIII e acabaram apenas no século XVI). A Grécia ocupa a região noroeste da Anatólia, a Armênia a Nordeste e Centro, Constantinopla fica sob ocupação Inglesa e as outras regiões do Império se tornam zonas administrativas (Egito e Palestina para a Inglaterra, Líbano, Síria, Jordânia e Iraque (acho) para a França e etc.)

    Ao ver seu império e o próprio país sendo dividido, os ultra nacionalistas que compunham os "Jovens Turcos" iniciam uma guerra para retomar a região que eles consideravam a coluna vertebral de sua nação: em alguns anos, derrotam o exército grego, expulsam os ingleses de Constantinopla, iniciam uma migração em massa das comunidades gregas na Anatólia e Trácia para o novo estado grego (para se ter ideia, Atenas nessa época tinha 20 mil gregos e Constantinopla 1 milhão) e iniciam o massacre dos Armênios, pois esse povo resistiu ao avanço do exercito de independência turco e se negou a abandonar a terra e migrar para outras regiões. Isso acabou levando à um massacre em massa dos armênios pelos turcos, que na impossibilidade de expulsa-los de sua terra, optaram por mata-los nela.

    PS: Acabei de conferir aqui que os Jovens Turcos já haviam tomado o poder no Império 4 anos antes da guerra. Porém o movimento de Independência Turca e a formação da nacionalidade turca está intimamente ligado com esse grupo, que mesmo sendo derrotado durante a Primeira Guerra tiveram sua agenda política adotada por Kemal Ataturk na formação da República da Turquia).
     
    Última edição: 26 Mar 2015
    • Ótimo Ótimo x 4
  12. Slicer

    Slicer Não estava vivo no Dilúvio, mas pisei na lama.

    Bom, eu joguei Red Baron 3D por 11 anos, então o meu foco principal de pesquisa foi a aviação de caça no front ocidental. Mesmo assim, não me aprofundei, porque meu interesse maior era aquilo que estava no jogo e o que me fazia melhorar nele eram informações de táticas muito mais atuais do que hoje em dia.

    O engraçado, para mim, era o anacronismo inicial da guerra. As batalhas aéreas, quando foram inventadas, eram inicialmente parecidas com justas medievais: caças lutavam 1 x 1 pela supremacia do local, mas muitas vezes o vencedor deixava o perdedor voltar à base com vida. A maior parte dos pilotos durante a guerra veio da cavalaria, que não tinha mais espaço nas trincheiras e, dependendo do avião, a maior parte dos pilotos morria durante o treinamento, e não em combate — o pior caso foi o Sopwith Camel, com 2/3 das mortes em treinamento.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  13. Felagund

    Felagund Well-Known Member

    Apesar disso, houveram combates com cavalaria na primeira guerra. Aquele filme chatinho do Spielberg, Cavalo de Guerra, mostra como o uso de cavalos, seja para a cavalaria ou para tração de maquinas era essencial para o deslocamento na guerra.

    A principal semelhança entre a cavalaria e a recém nascida aviação é que ambas eram preenchidas pela alta aristocracia regional: lords e seus descendentes pelo lado inglês e os junkers alemães, como o famoso Barão Von Richthoffen, tataravô da Suzanne Von Richthoffen (é sério)
     
  14. Slicer

    Slicer Não estava vivo no Dilúvio, mas pisei na lama.

    O Manfred von Richthofen (o Barão Vermelho, não o pai da Suzanne) morreu sem filhos, portanto não poderia ser tataravô. Ele poderia ser tio-bisavô, se o pai dela é descendente de um dos três irmãos.
     
  15. Felagund

    Felagund Well-Known Member

    Exatamente isso. Ele 'e tio bisavô dela, nao tataravô!
     
  16. dermeister

    dermeister Ent cara-de-pau

    E mesmo assim a família dele na Alemanha contesta o parentesco com esse lado da família.
     
  17. Felagund

    Felagund Well-Known Member

    Pois 'e, mas motivos para contestar o parentesco nao faltam ne?
     
  18. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Também amo histórias relacionadas a 1WW (embora ainda prefire Hitler X Churchil).

    E na primeira vez que li sobre a Trégua de Natal, achei um dos fatos mais incríveis de todas as guerras.
     
  19. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Período pré-guerra e em especial tudo o que aconteceu na Itália no finalzinho do século XIX pra mim então nem se fala, pois quando paro para analisar meus antepassados, outro assunto legal que você começou a comentar aqui, só da parte apenas dos meus 4 bisavôs e 4 bisavós, 6 deles nasceram todos lá em diferentes partes daquele país e migraram pra cá com poucos anos e meses de diferença entre eles. Entender o que aconteceu lá naquele período ganha uma importância ainda mais especial.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  20. adrieldantas

    adrieldantas Relax and have some winey

    É interessante dizer que existem inúmeros sites e agências que prestam esse tipo de serviço para reconhecer seus antepassados. Eles montam a árvore da família e tudo. Muito interessante.
     

Compartilhar