1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Porque os mangás são mais completos, detalhados e tem histórias mais complexas que os animes?

Tópico em 'Anime & Mangá' iniciado por Sabrino Crystals, 6 Mai 2015.

  1. Sabrino Crystals

    Sabrino Crystals Usuário

    Em Gantz, Rosario Vampire, DragonBall, e muitos outros os animes são bem simples e rápidos se comparados aos mangás,que são maiores,mais detalhados e tem muitas coisas que os seus respectivos animes não tem.Por exemplo,Gantz e Rosario Vampire tem apenas 26 episódios, mas os mangás tem dezenas de capítulos (o mangá gantz tem mais de 300 capítulos), e a história é muito mais complexa com personagens que não existem nos animes.Por que isso?
     
  2. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Por que são midias diferentes.
    Economicamente é muito mais custoso produzir um filme, seriado, animação, etc, do que produzir um livro, HQ, mangá, etc. A liberdade artística do criador costuma ser maior para incluir alguns detalhes. São raros (cada vez menos) os casos de criadores stand alones de animação como era o Makoto Shinkai no seu início. O custo é muito alto, o que remete em riscos altos. E normalmente empresas pequenas ou pessoas físicas não possuem estrutura para entrar em situações de risco alto, acaba ficando somente para empresas de grande porte.
    A distribuição é menos custosa já que normalmente essas revistas de mangás não possuem apenas um título. Só se o título se destaca mais ele se expande e passa a ter vendas próprias. Enquanto que animação precisa antes de ser produzido já ter alguma conexão ou acordo com empresas televisivas para a sua transmissão. O que também normalmente não é barato, certamente bem mais caro do que conseguir espaços em jornais ou revistas para divulgar alguns quadrinhos.
    O próprio método de consumo é distinto se você quer relacionar uma midia que vai ser passada em cinemas ou televisão em horários específicos em contrapartida a uma midia impressa em que o consumidor pode consumi-la no horário que bem entender. São públicos distintos a ser buscado.

    Por todos estes fatores midia audiovisual acaba sendo bem mais restritiva em tempo.
     
  3. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Outra razão é que com o mangá o criador da história tem maior controle do que quando adaptam pra ele pra uma tela.
     
  4. Thor

    Thor ἀλήθεια

    Na verdade, na relação anime/mangá essa relação é oposta.

    O anime geralmente é mais detalhado e mais "completo" do que o mangá. Isso não significa que seja melhor. Pelo contrário. O mangá geralmente é muito melhor do que o anime, porque a arte é melhor, e a história é mais redondinha, com menos incoerências e sem enrolações.

    Demora muito mais produzir o mangá, porque o trabalho do mangaká e da sua equipe é muito mais pesado do que o trabalho do estúdio que produz o anime. Primeiro porque o mangá cria design e histórias, enquanto no anime já vem tudo pronto. E, segundo, porque a arte do mangá geralmente é muito mais trabalhada e refinada do que a do anime.

    Portanto, o anime, na maioria das vezes desses títulos que fazem muito sucesso, precisa ficar criando conteúdo irrelevante (fillers), para manter a criançada na frente da TV consumindo comerciais. Bem... Um "Filler" deixa a história mais "complexa" e "completa", pois está adicionando conteúdo. Mas é um conteúdo de má qualidade e imbecilizante. Portanto, o anime de Dragon Ball é mais complexo e "completo"... Mas é muito pior do que o mangá. O mesmo para Saint Seiya e vários outros.
     
    • Ótimo Ótimo x 2
  5. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Produção audiovisual não depende apenas da historinha. Normalmente isso que costuma pegar quando se faz uma análise completa dessa midia.
    Para produções de série e filmes há o envolvimento de um grupo muito maior de pessoas dedicadas a um único produto. Não apenas em design gráfico, mas em direção da animação, mixagem de som, efeitos sonoros, diretor de dublagem, diretor de montagem, etc, cada um dirigindo um grupo.
    O custo operacional para uma produção dessas é bem acima do que em midia impressa.
     
  6. Thor

    Thor ἀλήθεια

    Sim, o custo é maior. Mas o trabalho é mais mecanizado, rápido e fácil. Para uma animação adaptada, o mangá já chega com todos os quadros, a posição dos personagens em cada cena, e até os movimentos (já que a linguagem do mangá é muito cinematográfica e traduz de forma muito mais detalhada o movimento dos personagens do que nas HQs americanas).

    Claro que é mais caro. Mas as produtoras japonesas, para esse tipo de série semanal, barateiam ao máximo o custo. Pelo menos na arte da animação. Na dublagem até acho que fazem um trabalho primoroso (apesar de que os diálogos já vem todos prontos, né? As falas são idênticas aos balões de fala do mangá)... Mas na qualidade visual, acho que deixam muito a desejar.

    Já o mangá é um trabalho artesanal, né? O mangaká é o roteirista e o desenhista. A maioria tem uma equipe pequena que ajuda na arte final, mas alguns, como o Togashi, preferem fazer todo o trabalho sozinho. Mangaká tem que vender a alma pro diabo, porque trabalha de mais. Nem sai de casa direito. Imagina, desenhar 20 páginas por semana com o detalhamento que o mangá exige. É muito mais trabalhoso mesmo.
     
    Última edição: 6 Mai 2015
  7. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Mais ou menos, né?
    Usualmente fazer storyboards é corriqueiro na indústria para decupar um episódio ou filme. A vantagem seria que esse storyboard está feito, mas ainda há necessidade de um diretor decidir se a "câmera" vai ser estática durante a cena, ou se vai se mexer, como vai se mexer, se vai começar aberto para depois fechar num quadro similar ao mangá, etc.

    Mas você tem razão que isso se daria mais no caso de se estar querendo fazer algo de qualidade. E 99% dessas transições de mangá pra anime são mais caça-niqueis do que algo com algum objetivo artístico mais elevado.
     
  8. Galford Strife

    Galford Strife Jedi Master

    pior que em gantz ficou muito estranho, o mangá é um dos melhores que já li. O Anime é bom até os últimos eps, pq para cancelar eles acabaram mudando o final e ficou muito tosco, ainda mais se compararmos com o mangá.
     
  9. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Tem muitos animes que o dinheiro acaba e você vê muito nitidamente a queda de qualidade nos episódios finais.
    Lembro de um (Saikano? Ou algum outro colegial) que os episódios finais chegam a ser preto-e-branco, ou com imagens estáticas.
     
  10. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    O anime em si é o resultado de boas vendas e/ou críticas em relação ao mangá e a qualidade depende muito do estúdio que a produtora contrata, como é o caso da Madhouse, Nitropus e A-1 Pictures para ficar nos mais famosos.

    Geralmente as diferenças de design entre os personagens de mangá e anime se deve ao fato de que aquela cor, cabelo ou vestuário não apresenta uma boa animação; aí é preciso reunir a equipe encarregada de character desgin para definir um visual mais harmônico e que cause uma boa empatia com o público, pois o anime é antes de tudo um veículo de vendas de produtos que vai das jóias e acessórios dos persoangens até o tipo de comida que eles estão consumindo em cena. Tudo é levado em conta na hora de fazer um anime.

    Em relação a queda de qualidade, muito se deve a concorrência de estúdios sul-coreanos e chineses que são menos onerosos do que o japonês. E dentro do assunto, saiu uma reportagem falando justamente da baixa remuneração dos animadores japoneses em relação a enorme carga de trabalho:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar