1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Por que filmes brasileiros são ruins?

Tópico em 'Cinema' iniciado por Sister Jack, 23 Set 2006.

  1. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Eu não sei se você está sendo irônica.

    Como não? Quando surgem filmes brasileiros acima da média, eles costumam ser elogiados (e.g. Cidade de Deus, O Cheiro do Ralo, ambos ganhadores de prêmios, entre outros). Aliás, até quando estão bem abaixo da média eles são elogiados (e.g. Contra Todos os Critérios de Qualidade).

    Eu não sei o que você quer dizer com isso. Diários de Motocicleta não foi elogiado? Aliás, ele chega a ser brasileiro? Aliás, desde quando ele é bom?

    Você tá tentando dizer que filmes que lidam com temas especificamente brasileiros, como os "problemas nordestinos", são esnobados pela crítica? Por que eles tomariam essa atitude? Não faz o menor sentido. Me apresenta uma crítica que fala ou pelo menos insinua que "esse filme brasileiro sobre o Nordeste é ruim porque ele está falando do Nordeste."

    Você está generalizando grosseiramente de novo. Alguns filmes franceses parecem filmes americanos. Alguns filmes americanos parecem filmes franceses. Alguns filmes do Butão parecem com filmes da República Tcheca (ou é Tchecoslováquia.). Alguns gatos parecem tigres, alguns pôneis parecem cavalos, alguns duendes parecem profetas.

    Estilisticamente e conteudoísticamente (obrigado).

    O ponto é: Por mais que a maioria dos críticos sejam uns bostas (tanto aqui quanto em qualquer outro lugar do mundo), o cinema brasileiro ainda é fraco, e não é culpa deles (os críticos).
     
  2. Excluído001

    Excluído001 Excluído a Pedido

    Não que eles sejam esnobados, mas é que é muito comum cinema brasileiro tratar desses assuntos. Trabalhei em uma video-locadora, e sinceramente, uma das frases que eu mais ouvia lá dentro era "filmes brasileiros só falam sobre o nordeste". Sei que não podemos encarar a maioria das pessoas como críticos assíduos entendidos de cinema, mas o cinema é dirigido à população.:yep:
     
  3. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!


    Se com essas porcarias não lançadas, o dinheiro já some; imagina um patrocinador anunciar que vai investir cinqüenta ou cem milhões de reais em um filme? Não dá certo colocar tanta grana na mão de diretores. Ficam loucos!

    Quanto a mim, no máximo um dvd de filme brasileiro junto de outros quatro gringos pra me refazer do estrago.
     
  4. V

    V Saloon Keeper

    Se Eu Fosse Você - 15
     
  5. Silenzio

    Silenzio Visitante

    Pelo o que vi do trailer, essa sua nota superou minhas expectativas :lol:
     
  6. Thico

    Thico The Passenger

    Pelo contrário, se depender do que eu vi das cenas de coreografia é provavelmente o melhor filme brasileiro de todos os tempos.
     
  7. Fausto

    Fausto Lovely head

    Dava um bom videoclipe né :lol:

    TC Premium? Meu irmão estava vendo agora, ele teve espasmos com a cena do coral.

    E eu vi no cinema :loser:
     
  8. Tapio

    Tapio Usuário

    Mas isso não faz a nota subir tanto. Não mesmo.
     
  9. Zatana

    Zatana Usuário

    O cinema brasileiro é otimo. É claro, tem filmes muito ruins, mas os americanos e outros paises tambem têm. A diferença é que os filmes ruins dos outros paises não chegam aqui. Somente cerca de 20% dos filmes produzidos nos EUA passam aqui. Além do mais os Estados Unidos, como grande potência, tem muito mais dinheiro para investir, ou seja, eles tem mais chance de acertar.
     
    Última edição: 24 Jun 2007
  10. Uglúk o Uruk-Hai

    Uglúk o Uruk-Hai ... o maioral.

    Dinheiro e qualidade não são equivalentes proporcionais, em nem um lugar do mundo.

    Ou vc quiz dizer que eles tem mais dinheiro, por isso eles fazem mais filmes.. ai de 100 filmes por mês, um pelo menos eles acertam?
     
  11. Zatana

    Zatana Usuário

    Concordo com você. Existem filmes muito bons com orçamento muito baixos. O Cheiro do Ralo, por exemplo, foi filmado em cerca de um mes com pouco dinheiro e foi muito elogiado pela critica. Apesar de eu não ter visto, parece ser um filme muito bom. Eu falei então, como você presumiu, que os americanos tem mais chance de acertar por poderem investir mais em cinema e, em consequêcia, fazerem mais filmes.
     
  12. Almië

    Almië cute as a button

    Na verdade, só pelo Tiago Lacerda (:babar:) já merece uns 20. Ao todo acho que tá lá pela casa dos 38.
     
  13. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Alguém viu Não Por Acaso? O filme foi elogiadíssimo na SET deste mês e tal.
     
  14. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Outra reportagem, dessa vez da Folha, falando sobre o problema da distribuição:

    Distribuição é o principal "gargalo" do cinema no país

    O principal problema do cinema brasileiro está na distribuição. O BNDES identifica nela o gargalo dos filmes nacionais. Ainda em fase de estudos, o banco planeja lançar instrumentos de financiamento para fortalecer as distribuidoras brasileiras.
    Nas últimas semanas, das 2.095 salas no país mais de 1.500 exibiam "Homem Aranha 3" e "Piratas do Caribe 3". Para Luiz Carlos Barreto, o governo não pode se restringir ao financiamento da produção e da exibição, mas deveria financiar também a demanda.
    O produtor defende a instituição de um vale-cultura, que seria fornecido por empresas a funcionários nos mesmos moldes de um vale-refeição. "O consumo de bens culturais tem que ser democratizado no país. Vamos continuar produzindo filmes para 10 milhões de pessoas que vão ao cinema dez vezes por ano? Isso é ridículo."
    Segundo Barreto, o investimento na formação de público permitiria que os filmes fossem financiados pela própria bilheteria. "Na década de 70, você fazia um filme e, com o que arrecadava, já pagava mais um ou dois. Fazia um "Dona Flor", um "Bye, Bye Brasil", mas hoje em dia isso não acontece mais", afirma. Quanto às salas, o produtor diz que o país precisa investir em centros populares, com ingressos mais baratos.
    Independentemente das discussões do setor ou do modelo mais apropriado de salas de cinema, os dados do BNDES mostram que o país tem ainda muito espaço para aumentar os locais de exibição cinematográfica. Entre as capitais, Porto Alegre apresenta a maior proporção de salas em relação à população: tem uma para cada 22 mil habitantes. Os últimos dados disponíveis mostram uma razão de uma sala para cada 90 mil pessoas no país.
    Na Argentina, existe uma sala a cada 37,7 mil habitantes. Nos EUA, há uma para cada 7,7 mil habitantes e, na França, uma para cada 11,4 mil. De 1975 a 2006, o número de salas de cinema no Brasil caiu 36%. Em meados da década de 70, o país tinha mais de 3.000 salas. Em 2006, o total era de 2.095.
     
  15. Zatana

    Zatana Usuário

    Assisti o filme. É realmente muito bom. A fotografia é muito interessante. As interpretações foram muito boas, principalmente da Rita Batata, que fez a personagem Bia. A história é a respeito de superações, resumidamente.
    É por essas e outras que acho que é erradíssimo falar que os filmes brasileiros são ruins. Talvez, a industria não seja muito forte, o que pode ser explicado por falhas, como as de distribuição (como Tisf mostrou). Ao meu ver são duas coisas diferentes e uma influência pouco na outra. Ou seja, uma industria cinematográfica fraca no Brasil nao tem a ver com a qualidade dos filmes, mas sim com o padrão de consumo da população, relacionado a isso, o poder aquisitivo baixo, dentre outros fatores.
     
  16. Fausto

    Fausto Lovely head

    Oi, até Theo - O Tal achou bom O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias, que tem respeitáveis 86% no RT (92% pros Top Critics).
     
    Última edição: 12 Out 2008
  17. Daewen

    Daewen Elener

    Pq sempre tratam dos mesmos assuntos. E quase sempre parece que estamos assistindo uma novela da Globo mais curta. Muito drama ou a ausência total dele, com a presença de muita baixaria.

    Não gosto de filmes nacionais, com suas devidas exceções. Mas sou suspeita em falar, já que prefiro filmes de ficção e grandes épicos, o que não vemos mto por aqui.
     
  18. Hobbit Bonzinho

    Hobbit Bonzinho Usuário

    Esse Ùltima Parada 174 é quase que um modelo clichê de filme brasileiro irrelevante.
     
  19. gorgol

    gorgol Não sou mesmo um

    Eu adoro cinema, adoro mesmo e tento acompanhar minimamente os filmes brasileiros e tenho a dizer qe os filmes qe tenho visto são muito bons mesmo, capazes de concorrerem ao oscar de filme estrangeiro, como foi o caso do Cidade de Deus, qe foi o melhor filme de lingua portuguesa que ja vi (esta nos vinte primeiros do Top da IMDB) e foi o filme mais injustiçado, na minha opinião pela academia americana!
     
  20. Tarik Khalil

    Tarik Khalil Visitante

    goigol... devemos lembrar que é um filme que mesmo tendo sido injustiçado permanece um grande nome pela crítica e mesmo público.

    Vale citar que ele tem uma posição de destaque no ranking do IMDB, claro que o IMDB não é perfeito, mas é um referência válido:

    Cidade de Deus ( 2002 ) 8.7!!! 115.000 votos ( aproximadamente )
    18º Colocado na lista dos 250 melhores filmes da história.

    Grande exagero na minha opinião, mas demonstra reconhecimento. Existem centenas de críticas de votantes para serem lidas nele, algumas bem interessantes.

    Aproveitando o post: Alguem pode me dizer se existe qualquer expoente nacional relativo a ficção científica? Até hoje nunca achei nada... uma pena.
     

Compartilhar