1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Poesia - Ajuda - Português-Quenya/Sindarin

Tópico em 'Idiomas Tolkienianos' iniciado por Vikingaälva, 12 Mai 2007.

  1. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    Olá!

    Eu criei esse tópico para pedir ajuda a alguém que gostaria de traduzir um poema meu para o sindar, ou para o quenya. Aliás, há muito eu venho com o interesse de aprender uma língua élfica, e a traduação de um poema meu me ajudaria muito, pois é mais ou menos assim que eu consigo aprender uma língua bem.

    Alguém se interessa?


    P.S.: Desculpe, eu não verifiquei se já havia um outro tópico parecido. :o?:
     
  2. Slicer

    Slicer Não estava vivo no Dilúvio, mas pisei na lama.

    Vikingaälva, eu tenho certeza de que alguém se interessaria, mas você precisa compreender que as línguas élficas não são como as línguas comuns: não há como se tornar fluente nelas.

    De fato, não dá nem para comparar com uma língua morta, pois as línguas mortas como o gótico e o anglo-saxão tem muito mais vocabulário disponível do que o Quenya, que é a mais completa das línguas tolkienianas.

    Em suma, a diversão nas línguas élficas não está em "aprendê-las", mas inicia-se em compor e traduzir textos nelas. Ao não fazê-lo você mesma, você estará se privando do que, acredito eu, ser o ponto-chave da diversão por trás do estudo do élfico.


    Tenn' enomentielva!
     
  3. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    Hum... ok, obrigada. Vou praticar mais... É que é exatamente assim que eu aprendo uma língua: traduzindo e compondo textos... Tanto é que eu acredito que eu não sobreviveria em outro país, pois normalmente eu só me interesso pela literatura e forma escrita das línguas.
    Mas, então, ocmo disse antes, obrigada pela atenção. :mrgreen:
     
  4. Slicer

    Slicer Não estava vivo no Dilúvio, mas pisei na lama.

    Oras, um mudo consegue sobreviver em um país se comunicando com as mãos. Tenho certeza de que menos pessoas sabem a língua dos sinais do que a língua escrita, hehehe.
     
  5. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    eu sei :mrgreen: acho que me expressei mal: o que eu quis dizer foi que quando estudo uma língua estrangeira eu me saio melhor escrevendo do que aprendendo a linguagem usada no dia-a-dia.
     

Compartilhar