1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Podem existir quase tantos planetas quanto estrelas no céu

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Excluído014, 26 Fev 2008.

  1. Excluído014

    Excluído014 Excluído a pedido

    A maioria das estrelas jovens nas vizinhanças do nosso Sistema Solar pode conter planetas rochosos, que potencialmente poderiam ter condições de abrigar a vida. A descoberta foi feita a partir da análise dos dados do Telescópio Espacial Spitzer.

    Exoplanetas

    A equipe de astrônomos da Univesidade do Arizona, nos Estados Unidos, descobriu que há duas formas de explicar os dados observados pelo telescópio. Na primeira, a mais conservadora, cerca de 20% das estrelas conteriam planetas rochosos. Na segunda, mais otimista, até 62% das estrelas jovens seriam circundadas por planetas como a Terra ou Marte.

    Até agora, a quase totalidade dos exoplanetas encontrados são gigantes gasosos, como Júpiter e Saturno (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ).

    Os cientistas afirmam ser razoável considerar, a partir dos novos dados, que os planetas rochosos devem estar presentes em um número intermediário entre as previsões otimista e pessimista, ou seja, ao redor de 40% das estrelas.

    Rastro de planetas

    O telescópio Spitzer não detecta os planetas diretamente. Ele detecta o rastro de poeira e detritos deixados pelas colisões que marcam a origem dos planetas. Quanto mais quente a poeira - o que é indicado pelo comprimento de onda no qual ela é detectada - mais próxima ela se encontra de sua estrela.

    Comprimentos de onda de até 24 micrômetros indicam que a poeira está a uma distância de sua estrela equivalente à distância entre a Terra e Júpiter, caracterizando a possibilidade da existência de planetas rochosos.

    Estrelas jovens

    Os rastros de poeira também só foram detectados em estrelas jovens, com menos de 300 milhões de anos de idade. Justamente como prevê a teoria atual, que estima que os planetas se formam ainda durante a fase juvenil das estrelas, a partir do choque de pequenos corpos celestes. A Terra teria se originado quando o Sol tinha entre 10 e 50 milhões de anos.

    EDIT:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição: 27 Fev 2008
  2. DW

    DW Usuário

    Paladina, quando postar notícias (ou qualquer coisa que não for de sua autoria) coloque a fonte. =]
     
  3. Excluído014

    Excluído014 Excluído a pedido


    Ah ta..esqueci..:hihihi:
     

Compartilhar