1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Pesquisadores criam dispositivo invisível a campos magnéticos

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 23 Mar 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Pesquisadores europeus anunciaram a criação de um dispositivo invisível a campos magnéticos estáticos, o que pode ter aplicações práticas na área militar e médica.

    Esse avanço consiste na criação de campos magnéticos estáticos gerados por um imã permanente ou por uma bobina atravessada por uma corrente elétrica contínua.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Os campos magnéticos não conseguem "ver" o que há dentro do cilindro, como mostra ilustração​

    Os campos eletromagnéticos já são utilizados em imagens médicas de ressonância magnética e em muitos sistemas de segurança, como os dos aeroportos.

    O dispositivo inventado por Fedor Gomory e colegas da Eslováquia e da Espanha, descrito em uma pesquisa divulgada na edição desta sexta-feira da revista científica "Science", fala de um cilindro com duas camadas concêntricas.
    Enquanto a camada interna é feita de um material supercondutor que repele os campos magnéticos, a camada externa é composta por um material ferromagnético que os atrai.

    Situado no campo magnético, o cilindro não o perturba e não mostra sombra, nem reflexo.

    Portanto, um objeto situado em seu interior não pode ser detectado magneticamente e fica "insensível" ao campo magnético no qual se encontra, explica o co-autor do estudo, Alvaro Sánchez, da Universidade Autônoma de Barcelona, que utiliza o termo "invisibilidade".

    afirma. Sánchez explica que o dispositivo pode ser utilizado para pacientes com marcapasso, sensível às ondas eletromagnéticas, e que precisem de uma imagem de ressonância magnética de um joelho ou de outra parte do corpo, de forma que o resultado não seja distorcido.

    Como é fabricado com materiais comercialmente disponíveis e opera sob campos magnéticos relativamente fortes e temperaturas relativamente quentes, o dispositivo pode ser posto em funcionamento facilmente, explicam os autores.
    disse Sánchez.

    acrescentou.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Temperaturas relativamente quentes. Com supercondutores.
    Fiquei curioso com o valor exato dessa temperatura.
     
  3. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Lembra aquele experimento da gaiola em que o sujeito fica dentro. Gaiolas e formatos costumam influenciar.
     
  4. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Se você estiver se referindo a Gaiola de Faraday, o princípio é diferente, se trata de blindagem eletrostática. Ou não?
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Isso é algo que o físico "pai do eletromagnestimo" Nicola Tesla até já tinha algumas teorias a respeito, mas que devido as limitações tecnológicas de sua época jamais pôde por em prática.

    Exato!
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Isso. Os dois experimentos dividem diferenças (no caso do princípio) e semelhanças (ambos encarceram no interior da estrutura um espaço útil ignorado pelo fluxo). Foi mais pelo fato do anel ser uma forma simplificada de uma gaiola que me referi às semelhanças.
     
  7. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Mas um análogo a gaiola de faraday já seria o segundo desenho com as linhas de campo sendo repelidas.
    O "tchan" do experimento é manter os campos alinhados isotropicamente.
     
  8. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Interessante. Alguns submarinos já possuem certos dispositivos para não serem detectados facilmente, certo? Isso talvez iria auxiliar bem na possível "invisibilidade" para os radares inimigos.

    É interessante fica no princípio das linhas de campo percorrem apenas a superfície do material. Elas assim são desviadas, impossibilitando que seja detectado. Apesar que não sei afirmar se essa imperfeição que é criada no campo, não consegue ser detectada.
     
  9. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Sonares normalmente são por ondas sonoras mesmo. Ondas eletromagnéticas são mais para radares.

    Para detecção, a distorção dos campos é o que se procura normalmente.
    O diferencial aí é que os campos se distorcem dentro do material, mas são totalmente realinhadas fora dele.
     
  10. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    :) Entendo o que quer dizer, eu tinha percebido essas vantagens, mas é que algo mais me chamou a atenção no design dessa tecnologia de invisibilidade e eu tomei nota para buscar detalhes. É um hábito meu pesquisar sobre outras impressões que aparecem durante a leitura além da intenção da notícia pela celebração. Olhando a notícia com outros olhos eu vi que havia outros princípios envolvidos no experimento dessa nova tecnologia. Li que alguns artistas curtem desenhar fluxos de água ou ar para relaxar e vi numa revista que outros curtem desenhar formatos e comportamentos de fluxos de campos interagindo com estruturas circulares (presentes nos 3 desenhos), redondas ou esféricas. Para fãs de sci-fi (de onde também nascem novas tecnologias) é um prato cheio e eu tenho um apetite também por simuladores (terremotos, furacões, etc.).
     
    Última edição: 27 Mar 2012
  11. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Engraçado é que ele cita submarinos em seus exemplos no texto. :think:
     
  12. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Pros pacientes com marcapasso finalmente seria um alivio para poder circular em lugares onde a interferência eletromagnética seria vital e não ter que passar por constrangimento em aparelhos detetores de metais. Uma tia minha que o diga.
     
  13. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Normalmente não, Sonar (Sound Navigation and Ranging) e Radar (Radio Detection And Ranging), sonar é detecção através do som e radar através de ondas de rádio.
     
  14. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    "...o que pode ter aplicações práticas na área militar e médica."

    Bela desculpa.

    Na parte médica possibilitaremos que alguém com marcapasso.

    Na parte militar... infinitas possibilidades de fazer um ataque sem ser visto.
     
  15. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Eu não saberia dizer com certeza.
    Mas água absorve absurdamente praticamente todo o espectro eletromagnético.
    Só se tiver alguma janela ótica bem específica.
     

Compartilhar