1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Pesquisa faz 'censo' dos buracos negros primevos e gigantes

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 16 Jun 2011.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Emissões de raios-X captadas pelo observatório espacial Chandra deram aos cientistas uma visão sem precedentes sobre os superburacos negros que podem ter "semeado" as primeiras galáxias do Universo.

    Há indícios de que toda galáxia carrega em seu centro um buraco negro extremamente parrudo, com massa que pode chegar a bilhões de sóis como o nosso.

    Não se sabe, porém, como os elementos interagem -se é necessário um superburaco negro para uma galáxia nascer, por exemplo.

    O novo estudo, coordenado por Ezequiel Treister, da Universidade do Havaí (EUA), não resolve essa questão, mas ao menos mostra que o elo entre os superburacos negros e as galáxias vem desde a infância do nosso Cosmos.

    Isso porque as imagens do Chandra indicam essa associação em galáxias que já estavam formadas quando o Universo tinha menos de 1 bilhão de anos de idade --hoje ele já passa dos 13 bilhões de anos.

    A pesquisa está na edição desta quinta-feira da revista "Nature".

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Indily

    Indily Balrog de Pantufas Fofas

    E dinheiro gasto.... É legal, mas acho q tem tanta coisa mais necessária pro momento =/
     
  3. Conan

    Conan Cavaleiro Pendragon

    a questão é(e aqui é palpite de leigo), o que era o buraco negro, quando toda a materia estava condensada junto com ele(ou que quer que ele fosse), e como e porque tal anamolia foi formada quando ocorreu o misteriosso processo que deu ignição ao cosmos. Alias, grande parte da importancia de estuda-los, é para analisar este momento zero(muito da outra parte é estudar as leis da fisica num ambiente simplesmente adverso a prorpia materia).

    Eu so nao sei ate que ponto o estudo em si nos disse algo que jã não se sabia(teria de estudar, a pesquisa em si e entender melhor, mas num primeiro momento ate concordo com a ly)...

    Parace interessante, pode ser que contenha novas ideias sobre o assunto...
     
  4. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Em termos tecnológicos, SÓ dá para dar saltos com o estudo e avanço da ciencia (fisica) básica.
    E hoje em dia a física básica está associada com a definição da teoria que vai explicar e unir o "funcionamento" de um corpo supermassivo antes definido pela relatividade e suas atuações no mundo supermacroscópico, com a quântica e seu estudo do mundo supermicroscópico onde se localizariam a singularidade dos buracos negros e big bang.
    Até uns 2 séculos atrás, a evolução tecnológica até conseguia ir bem na base da tentativa e erro da engenharia e da prática. A partir do século XX, isso não mais é possível.

    Já disse e repito, a revolução da microeletrônica, que gerou tudo que é conhecido hoje em dia nesse ramo, com a compactação dos eletroeletronicos que todos hoje utilizamos, só foi possível porque alguem gastou seu tempo estudando o comportamento da irradiação proveniente de um corpo-negro.
     
    • Ótimo Ótimo x 1

Compartilhar