• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Peruano 'La teta asustada' leva o Urso de Ouro em Berlim

Achei o festival desse ano meio fraco, sem tantos grandes diretores. Os filmes da seleção que me interessaram:

"Cheri" (Reino Unido/Alemanha/França), de Stephen Frears. Com Michelle Pfeiffer, Kathy Bates, Rupert Friend, Felicity Jones

"In the Electric Mist" (França/EUA), de Bertrand Tavernier. Com Tommy Lee Jones, John Goodman, Peter Sarsgaard

"My One and Only" (EUA), de Richard Loncraine. Com Renée Zellweger, Kevin Bacon, Logan Lerman, Mark Rendall

"Tatarak" (Sweet Rush, Polônia), de Andrzej Wajda. Com Krystyna Janda, Pawel Szajda, Jan Englert

"The Dust of Time" (Grécia / Alemanha / Itália / Russia), de Theo Angelopoulos. Com Irene Jacob, Michel Piccoli, Willem Dafoe, Bruno Ganz

"The International" (EUA/Alemanha), de Tom Tykwer. Com Clive Owen, Naomi Watts, Armin Mueller-Stahl, Brian F. O'Byrne, Ulrich Thomsen, Jack McGee

"The Messenger" (EUA), de Oren Moverman. Com Ben Foster, Woody Harrelson, Samantha Morton

Os filmes do Moodysson e do Ozon até podem ser interessantes, mas são diretores que não me atraem nem um pouco. O Ozon é chato pra caramba e o Moodysson faz cinema vulgo pesado só pra aparecer.

Espero que Cannes traga mais filmes interessantes.
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.404,79
Termina em:
Back
Topo