1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Perspectiva

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por carlo jorge, 7 Jul 2012.

  1. carlo jorge

    carlo jorge Usuário

    Interessante quando acontecem certas situações no caminho mais tranqüilo, aquele escolhido para passar todo dia, em prol de menos trânsito, para ganhar tempo ou até mesmo por gostar de alguém que ronde aquela área no mesmo horário de sua passagem, acaba se tornando um costume gostoso, uma tarefa carregada de boa vontade ao fazer. Entretanto em um desses dias se algo muda, se o trânsito para ou a pessoa, por seus motivos, não está lá no mesmo plano, no mesmo momento levando àquelas horas, aquele pouquinho tempo da tarefa gostosa, sua perspectiva muda, aquilo não se torna tão bom, pode até ter sido, por semanas, meses, horas, em uma fração curta de tempo, por fim; Tudo já não é mais como antes, independente que após alguns outros segundos o trânsito possa prosseguir e você ver aquela pessoa que tanto gosta de dividir a tarefa matinal, que ela, a pessoa, está lá de novo, e nesse dia, por sorte, por parar o trânsito um tantinho, a perspectiva te faz sorrir diferente, a pessoa escolhe e senta-se ao seu lado.
    A perspectiva é uma estranha sensação que nada pode ser pior - quando se quer - do que possa estar em um dado tempo, sua perspectiva por qualquer coisa pode mudar, uma situação deixa de ser tão ruim se transformando em um alívio acanhado, basta trocar a maneira que se vê á rocha a sua frente. A pedra no caminho, os ditados populares. “A água quando vê um grande obstáculo à frente, não tendo meios de derrubá-lo, apenas faz o simples, o contorna.” Mudança de perspectiva.
    Reza uma lenda sobre a perspectiva:
    Certa vez um marinheiro ao saber que poderia ter seu sonho de seguir na carreira destruído por notas abaixo da média que a força exigia, tentou se esforçar mais, todavia suas notas sempre chegavam aos seus superiores e pais, que morreriam de desgosto se tudo não fosse concluído com sucesso.
    O seu esforço já era válido para melhora, pois as matérias eram muito difíceis de serem absorvidas, a tentativa era diária. Em uma carta resolveu contar para seus pais o que estava acontecendo:
    “ Mãe querida para todas as horas, obrigada por permitir que eu esteja aqui, pai, bravo mas amado, agradeço pelas broncas e seus esforços para me ajudar a superar as dificuldades de chegar até á Marinha. Porem depois de algum tempo por aqui, algumas coisas mudaram, meu sonho não é mais o mesmo, fiquei entediado com a carreira, o militarismo é rígido o bastante pra mim, e a por aqui a vida se tornou um sofrimento, preciso me reencontrar e estar vivo por dentro. Conheci muitas pessoas que passaram pelas grades altas e prisioneiras desse quartel, estou me sentido um anormal, um bicho enjaulado, essas pessoas que conheci me mostraram que o mundo é colorido, diferente da cor branca e morta militar, pode ser um rosa pulsante acompanhado de um imenso arco íris . Sentem-se, sei que impactará. Me tornei gay.
    Pronto, escrevi, não suportava mais, antes de seguir, pegue o remédio pai, o da pressão, e mãe, me perdoe você como mulher sabe o que sentimos. Infelizmente tem que ser assim, se me amam me entendam, por favor, nesse momento, minha farda de trabalho já é outra, larguei a Marinha e estou seguindo para uma carreira nova em salões de cabelos, noites festivas e gente cor de purpurina, que pais, sei que não gostarão de conhecer. Repassem por favor, essas informações a meus superiores, será mais fácil pra mim.
    Obrigada por tudo, mas hoje prefiro uma coleção de brincos a sua coleção me enviada de armas pesadas e escuras.”
    Amo vocês.

    Não deixem de ler abaixo
    Em linhas mais escuras, para demonstrar que não estou no mundo cor de rosa, escrevo que nada do acima acontece. Estudo como um louco para me tornar um ótimo oficial, faço exercícios todos os dias, tenho uma namorada- menina mesmo- Selma, ótima moça, mas não pretendo me casar por agora, fico feliz com cada réplica de arma me enviada pai, limpo elas toda semana, mãe: Obrigado pelas comidas, a tropa adora.
    Somente quero deixar por último, no anexo, tem algumas notas que tirei no período passado, me esforcei muito, mas me dei um pouco mal, porem ainda tenho grandes chances, sou esforçado sempre, sabem disso.

    Fico por aqui e espero que perspectiva de vocês tenha mudado, não há problema tão grande que não possa ser contornado, não é mesmo oficial?

    Bj seu FILHÃO.
    Ainda é certo que problemas a menos são sempre bons.

    O inevitável é possível, a perspectiva de mudá-lo para o aceitável, também.
     

Compartilhar